Arquivo da tag: Twitter

Comentarista esportiva italiana publica topless no twitter

Marika Fruscio é uma modelo italiana conhecia pela paixão pelo Napoli (ITA). O amor é tanto, que ela participa frequentemente de mesas redondas sobre futebol no país da bota. Mas a bela também gosta de aprontar as suas.

A última de Marika foi uma imagem postado no Twitter, onde ela aparece fazendo topless. Em seguida, a moça colocou mais imagens – comportadas – na coletiva de imprensa do Napoli. No entanto, a ousadia quase “quebrou” a rede social na Itália.

Marika Fruscio  esbanja sensualidade. Foto: Reprodução

peitão1

Veja as fotos originais.

 

lancenet

Ricardo volta a usar o Twitter para anunciar equipe e revela mais 20 nomes; veja lista

ricardo-coutinhoO governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a usar o Twitter para divulgar nomes de secretários, ato que ele começou na sexta-feira (26) e retomou na tarde desta segunda-feira (29), quando anunciou mais 20 auxiliares. Ele começou as postagens por volta das 18h e as encerrou perto das 19h.

Conforme postagens publicadas até as 18h26, o major da PM Anderson Pessoa assume a chefia da Casa Militar; a vereadora e secretaria de Desenvolvimento Social de Cajazeiras, Léa Silva, passa para a Casa Civil do Estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ricardo anunciou ainda que a arte-educadora Márcia Lucena, ex-secretária da educação do Estado, vai comandar a Fundação Espaço Cultural (Funesc). O secretário de Estado da Cultura será o escritor e poeta Lau Siqueira, que deixa a Funesc.

Na Secretaria de Desenvolvimento e Articulação Municipal, responsável pelo Pacto Social, quem assume é Waldson Sousa.

Na Secretaria de Representação Institucional, o deputado Lindolfo Pires assume, tendo como secretária executiva a deputada federal Nilda Gondim.

Conforme as postagens, na Secretaria de Estado da Saúde será presidida pela médica Roberta Abath

Na Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, o produtor rural Rômulo Montenegro vai ficar à frente da pasta.

O governador anunciou ainda Gilberta Soares que continua à frente da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana.

Segundo o gestor do Estado, a PBTur continuará sendo dirigida por Ruth Avelino tendo como vice-diretor Roberto Kennedy PereiraTatiana Domiciano continua à frente da Companhia de Industrialização da Paraíba (Cinep).

O diretor presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade (IMEQ-PB) será o engenheiro Artur Galdino e a Companhia Estadual de Habitação será conduzida pela engenheira Emília Correia Lima, que presidirá a companhia mais uma vez.

Perto das 18h30, Ricardo anunciou que o engenheiro Carlos Pereira de Carvalho continua no comando do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PB). Já a Fundação Casa José Américo permanecerá sendo dirigida pelo professor Damião Ramos Cavalcante.

Na Educação, ao lado do secretário Aléssio Trindade, a professora da UFCG Roziane Marinho será a executiva de gestão pedagógica.

Às 18h30, foi anunciada a pedagoga da UFPB Luciane Coutinho como Executiva de Administração de Suprimentos e Logística da Educação. Na Escola de Serviço Público (Espep), o governador da Paraíba disse que o diretor será o professor da UEPB Flávio Romero, fechando a relação divulgada.

 

portalcorreio

Pesquisa mostra ascensão do Whatsapp e decadência de Twitter e Google Plus no Brasil

whatsappNoventa milhões em ação… na rede. Esse é o atual número de internautas brasileiros, cerca de 57% da população com 12 anos de idade ou mais. Apesar de o topo da pirâmide etária estar cada vez mais largo, ainda são os mais jovens que dominam a internet: 73% dos que a acessam têm menos de 35 anos. E um dado confirma uma tendência que já vinha sendo verificada: a expansão da web, num país que carece de infraestrutura de cabeamento por fibras óticas, se dá pelo ar. Mais da metade (ou 65%) dos internautas tem como método de acesso primordial uma rede móvel — por meio de um smartphone ou tablet. Os dados são de um levantamento, ainda não publicado, feito pela agência de publicidade F/Nazca com o instituto de pesquisas Datafolha.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

— Não é novidade que são os mais jovens que estão mais conectados. O importante é ver como eles ditam o que vai ser usado ou não. Vemos que os mais velhos refletem, com um certo atraso, o comportamento que seus filhos e netos demonstram — afirma Renan Castro, mestre em Sociologia da Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

WHATSAPP E INSTRAGRAM CRESCEM

O uso das redes sociais é o grande indicador disso. O Facebook continua como o preferido entre as redes, usado por 88% dos entrevistados. A maior novidade está exatamente em uma aposta posterior do criador da rede social, Mark Zuckerberg: o WhatsApp. Comprado em fevereiro deste ano por cerca de US$ 16 bilhões (equivalentes a R$ 42 bilhões), o aplicativo cresceu bastante entre os brasileiros no último ano. Em 2013, 7% tinham o hábito de trocar mensagens por lá. Este ano, o número disparou para 37%, fazendo dele o segundo app social mais usado no país. Fenômeno semelhante ocorreu com o Instagram. No ano passado, 9% afirmavam utilizar o aplicativo de fotos; em 2014, foram 17%, mesmo percentual do Twitter (que teve, porém, uma queda de cinco pontos percentuais).

— Esse movimento nas redes sociais pode significar muito mais uma mudança nas plataformas do que nos aplicativos. O Whatsapp e o Instagram são aplicativos estritamente ligados ao uso dos celulares e tablets. É como se um nicho tivesse se consolidado, e ele é pautado na mobilidade — afirma Castro.

ADVERTISEMENT

De fato, em apenas um ano, 19 milhões de brasileiros passaram a acessar a internet por meio do celular ou do tablet. Em dois anos, esse aumento foi exponencial: de 37%, em 2012, para os 65% deste ano. Mesmo em casa, o celular é usado como porta de entrada prioritária (52%) para a internet. O uso de computador de mesa ficou em segundo lugar (42%), o notebook ou o laptop vieram em terceiro (40%), e o tablet apareceu com 12%. Apesar da colocação, os tablets tiveram um crescimento expressivo. Em dois anos, saíram de 5 milhões para 13 milhões de usuários.

— Essa mobilidade, que gerou diversas trocas de mensagens e informações cada vez mais rápidas, fez com que ações e manifestações presenciais pudessem ocorrer — diz Castro.

 

Segundo a pesquisa, 54% dos internautas ficaram sabendo pela internet de alguma mobilização de rua. Apesar da predominância da classe C na web, são os mais ricos que afirmaram se sentir mais impactados com informações sobre ações ou manifestações. As redes sociais exerceram uma contribuição para a mudança de opinião em diferentes temas e momentos de 2014 para 51% dos brasileiros. A comparação entre o Rio e São Paulo também foi levantada, e os cariocas afirmaram que se sentiram mais impactados com o ativismo on-line: 59% deles, contra 50% dos paulistanos.

— Falamos muito de ativismo on-line e de como as manifestações de junho do ano passado foram impactadas pelas redes sociais. Ainda tentamos entender de que forma o processo se deu, mas já conseguimos identificar a plataforma — diz o professor. — O WhatsApp foi a forma de comunicação. Já a propagação das versões e das imagens ocorreu muito pelo Facebook. Não é a toa que são as duas redes que mostraram predominância durante o ano.

A pesquisa contou com 2.600 entrevistas em 144 cidades do país.

O Globo

Apple, Google, Facebook e Twitter abrem vagas no Brasil

face-bookApple, Google, Facebook e Twitter estão contratando no Brasil. As quatro empresas oferecem 69 vagas em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Mas antes de se candidatar, fique atento: inglês fluente e curso superior completo são requisitos básicos para grande parte dos cargos.

A Apple está em busca de 28 profissionais nas áreas de tecnologia da informação, engenharia de software, vendas, marketing, finanças, recursos humanos, administrativa, design, entre outras. A lista completa de cargos pode ser conferida aqui. As posições são oferecidas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A gigante Google oferece 24 vagas em São Paulo e Belo Horizonte nas áreas de marketing, finanças, programação, vendas, parcerias, e outras. Confira as vagas para SP e BH.

Para quem deseja trabalhar no Facebook são dez vagas, todas em São Paulo. A empresa está em busca de profissionais nas áreas de comunicação, soluções, vendas, segurança e negócios. Confira a descrição completa de vagas.

O Twitter oferece 7 vagas no Rio de Janeiro e em São Paulo para profissionais de marketing, negócios, mídia e outros. Clique aqui para ver as vagas.

Nenhuma das empresas divulgou o valor do salário.

Olhar Digital

Mulher é baleada no pescoço e pede socorro pelo Twitter; ‘estou morrendo’

mulherUma voluntária que ajudava a atender os manifestantes feridos nos confrontos em Kiev postou uma curta mensagem no Twitter pouco depois de ser baleada no pescoço: “Estou morrendo”, escreveu a paramédica Olesya Zhukovskaya, de 21 anos. O médico Oleh Musiy, coordenador dos trabalhos entre os manifestantes, disse que ela foi operada e está em estado grave, informou o jornal The Washington Post.

Só nesta quinta-feira, os conflitos na Ucrânia deixaram cerca de 100 mortos e 500 feridos. Na capital, o clima está próximo de uma guerra civil e ativistas opositores afirmam que franco-atiradores estão disparando contra os manifestantes. Vídeos postados na internet mostram o ponto dramático que a crise atingiu, três meses depois do início dos protestos contra o governo. Em um deles, homens armados efetuam disparos. Em outro, um grupo tenta avançar usando escudos como proteção quando tiros são disparados e algumas pessoas caem feridas no chão. Em seguida, feridos e mortos são carregados em macas improvisadas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sanções – Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia que se reuniram para discutir a situação da Ucrânia nesta quinta-feira aprovaram a aplicação de sanções contra as autoridades “responsáveis pela violência e pelo uso de força excessiva”. O chanceler da Suécia, Carl Bildt, afirmou, em sua conta no Twitter, que o congelamento de movimentações financeiras e a suspensão de passaportes devem ser adotados “com urgência”. A chefe da diplomacia do bloco, Catherine Ashton, disse após o encontro que os chanceleres se mostraram “horrorizados” com as mortes na Ucrânia, o que os fez consentir com a “suspensão de licenças de exportação para equipamentos de repressão interna”.

Cenário de guerra – Mais de uma dezena de corpos de manifestantes foram levados para a recepção do hotel Ukrania, na Praça da Independência. Segundo as agências de notícias, os corpos estão cobertos com lençóis e são guardados por profissionais de saúde que atendem os manifestantes feridos. Centenas de opositores radicais obrigaram a tropa de choque, que cercava a Praça da Independência, a recuar. Manifestantes com capacetes e escudos e armados de paus e coquetéis molotov tomaram o controle da Praça Europa, junto ao começo da rua Grushevski, onde se encontra a sede do governo. O Ministério do Interior informou que ao menos 67 policiais são mantidos reféns pelos manifestantes em Kiev. Afirmou ainda, em comunicado, que as forças de segurança usaram armas para permitir que policiais desarmados recuassem depois de serem atacados por “franco-atiradores e manifestantes radicais”, informou a rede britânica BBC.

A União Europeia (UE) não conseguiu convencer a Ucrânia a assinar um acordo selando sua aproximação com o Ocidente, em função da pressão de Moscou, o que constitui uma derrota para os europeus. No final da terceira cúpula da Parceria Oriental entre a UE e seis ex-repúblicas soviéticas – Ucrânia, Geórgia, Moldávia, Bielo-Rússia, Armênia e Azerbaijão – os resultados foram aquém do esperado. Somente Moldávia e Geórgia assinaram o acordo. O presidente ucraniano Viktor Yanukovich explicou que, antes de firmar um acordo, Kiev necessita “de um programa de ajuda financeira e econômica” da UE. “Não se pode, tal e como quer o presidente ucraniano, pedir que paguemos para que a Ucrânia entre nesta associação”, retrucou François Hollande, presidente da França.

180 Graus

Pelo Twitter, Dilma confirma salário mínimo de R$ 724

dinheiroA presidenta Dilma Rousseff confirmou na segunda (23) o aumento do salário mínimo para R$ 724 em 2014, 6,78% a mais do que os R$ 678 atuais. Em uma publicação na rede social Twitter no final da tarde desta terça-feira, a presidenta informou que assinou o decreto que viabiliza o ajuste. O novo valor entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2014.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Esse valor estava previsto no Orçamento da União, aprovado pelo Congresso na semana passada. Ao comemorar a aprovação, Dilma disse que Executivo e Legislativo têm estabelecido uma relação “muito construtiva” e que o Congresso tem sido um “grande parceiro” do governo.

Agência Brasil

Twitter adota medida para dificultar espionagem sobre usuários

twitterO Twitter Inc afirmou que implementou uma tecnologia que dificulta a espionagem sobre seus usuários, e pediu que outras empresas ligadas à internet façam o mesmo, enquanto os serviços web buscam impedir que agências de espionagem dos governos espionem os internautas. O serviço de mensagens on-line, que começou a bloquear as comunicações em 2011, usando criptografia tradicional HTTPS, afirmou na sexta-feira que acrescentou uma nova camada de proteção ao HTTPS conhecida como “forward secrecy”.

“Há um ano e meio, o Twitter foi o primeiro a operar completamente por HTTPS”, afirmou a companhia em um post no site. “Desde então, ficou cada vez mais claro o quão importante essa medida foi para proteger a privacidade dos nossos usuários.”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A decisão do Twitter é a mais recente de uma série de ações tomadas pelas empresas de internet nos EUA após Edward Snowden ter revelado como programas do governo norte-americano espionam os usuários da rede mundial de computadores.

O Facebook Inc, o Google Inc, a Microsoft Corp e o Yahoo Inc reclamaram publicamente de que o governo não permite que eles divulguem as ações de coletas de dados pessoais. Algumas dessas empresas adotaram novas tecnologias para proteger a privacidade dos usuários.

O Globo

Jovens têm trocado o Facebook pelo Twitter, aponta estudo

facebbokO Facebook admitiu recentemente uma queda no acesso diário ao seu site, em especial entre usuários adolescentes.
O anúncio confirmou o que já havia sido sugerido por um estudo da organização americana Pew Center: a rede social está perdendo popularidade entre os jovens e adolescentes.

“Agora o Facebook me cansa. Só uso para ver vídeos”, disse à BBC Maria Luque, uma adolescente de 14 anos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apesar da maioria dos jovens ainda manter o perfil ativo, agora eles passam menos tempo na rede social mais famosa do mundo. E a razão é que a diversão foi para outros lugares.

Os adolescentes agora estão concentrando suas atividades em outras redes, como Twitter e Instagram, e em aplicativos de mensagens via telefone celular, como o WhatsApp.

 

Terra

Após vídeo íntimo sair no WhatsApp, piauiense anuncia morte pelo Twitter

twitterA morte de uma adolescente piauiense em Parnaíba tem comovido toda a população na cidade no norte do Piauí e acende alerta para os pais em todo o estado. Foi pelas redes sociais, que a jovem Julia Rebeca anunciou o dia da própria morte. Tudo aconteceu depois que um vídeo de sexo entre ela, um rapaz e outra adolescente, filmado pela própria jovem, vazou para as redes sociais através do WhatsApp.

Júlia Rebeca foi encontrada morta dentro do quarto, enrolada no fio da própria chapinha no último dia 10 de novembro, domingo passado. A data foi postada em uma mensagem através do Instagram e do Twitter da jovem, que dizia: “Eu te amo, desculpa eu n ser a filha perfeita mas eu tentei… desculpa desculpa eu te amo muito mãezinha.. desculpa desculpa…!! Guarda esse dia 10.11.13 [sic]”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O caso levantou polêmica, justamente pelo dano que as redes sociais vem causando aos jovens, que não aprenderam ainda a lidar com a ferramenta e acabam caindo em armadilhas. É cada vez mais comum notícias sobre o vazamento de vídeos íntimos, que mudam a vida dos protagonistas por completo, e alguns acabam chegando ao extremo, como o caso da adolescente de Parnaíba.

jovem-morta1.jpg

Outras mensagens deixadas no Twitter da jovem, também chocaram os familiares, como as frases “É daqui a pouco que tudo acaba.” e logo após “E tô com medo mas acho que é tchau pra sempre”. No perfil de Julia, um primo postou mensagens horas depois da morte da estudante, e pediu que os comentários maldosos a respeito do vídeo fossem evitados, e agradeceu pelo apoio dos amigos. A conta de Instagram da jovem foi removido pelo primo.

jovem-morta-tarja2.jpg

No programa Bom Dia Meio Norte, do apresentador Ieldyson Vasconcelos, edição desta quinta-feira (14/1), o especialista Antonio Noronha comentou o caso, e afirmou que a morte da jovem serve de alerta principalmente para os pais. “É importante que os pais estejam próximos dos filhos, saber das amizades, o que estão fazendo. Ter todo um acompanhamento. Não precisa entrar na intimidade, não tanto, mas ter um mínimo de conhecimento. O próprio adolescente vai entender que o que você, pai ou mãe, está fazendo é por amor”, comentou. Ele ressaltou ainda sobre o risco de se produzir vídeos com conteúdo íntimo, e afirmou que o principal ponto para os pais é a existência de diálogo entre os filhos, que pode ajudar a evitar o pior. A reportagem do 180graus teve acesso ao vídeo da jovem. As cenas são de sexo a três e muito fortes, por isso não será publicado. Mas foi por conta do vazamento dele que houve esse desastre. “Temos que evitar casos semelhantes aconteçam e destruam mais famílias”.

jovem-morta-tarja3.jpg

Publicado Por: Apoliana Oliveira

Professora é afastada após postar fotos seminua no Twitter nos EUA

professora-twitterUma professora foi afastada administrativamente de uma escola do Estado americano do Colorado após postar fotos seminua e fazer comentários sobre uso de drogas em seu perfil no Twitter. Carly McKinney, 23 anos, foi apoiada por alguns alunos, que fizeram uma campanha na rede social. As informações são da TV 9News, afiliada da NBC.

 

“Nua. Molhada. Chapada”, escreveu a professora em uma das mensagens no Twitter. Em outro momento, ela escreve sobre ter maconha na escola. “Vendo uma prisão por drogas no estacionamento. É engraçado porque eu tenho maconha no meu carro no estacionamento.”

A conta ainda falava sobre o trabalho como professora – “em vez de ser produtiva, eu estou no Twitter” – e tinha fotos de Carly seminua. Após reportagem da TV na segunda-feira, o perfil foi apagado da rede social. Segundo a9News, os oficiais do distrito onde fica a escola investigam o caso.

Conforme reportagem da TV desta quarta-feira, alguns alunos defendem a professora – que está em seu primeiro ano na escola. “É uma professora com cinco ou seis anos a mais que nossos estudantes mais velhos, então nós temos uma relação em nível pessoal com ela”, diz um estudante ouvido pela TV identificado apenas como Shaun. Até uma campanha foi feita no Twitter com a hashtag “#freecrunkbear” (@crunk_bear é o nome da conta da professora) para que ela não sofra punições.

A reportagem afirma ainda que professores ouvidos afirmam que a atitude de Carly “não foi inteligente”, mas defendem seu direito de se expressar e acham que ela não deveria ser demitida por causa disso. A TV diz que a professora respondeu algumas perguntas por telefone, mas negou uma entrevista após dizer que precisaria de permissão dos administradores da escola.

 

 

Terra