Arquivo da tag: Turquia

Avião sai da pista e fuselagem se parte em aeroporto na Turquia

Um avião saiu da pista ao aterrissar no aeroporto de Sabiha Gokcen, em Istambul, na Turquia, nesta quarta-feira (5). Imagens divulgadas pela imprensa local mostraram a fuselagem do avião quebrada em várias partes e os passageiros sendo retirados pelas equipes de emergência.

O Ministério dos Transportes afirma que a aeronave fez um “pouso forçado”. Segundo o governo, ninguém morreu, porém há ao menos 21 feridos.

Avião da Pegasus Airlines se acidentou em Istambul — Foto: Reuters/Murad

Avião da Pegasus Airlines se acidentou em Istambul — Foto: Reuters/Murad

“Não houve perda de vidas, os passageiros feridos estão sendo retirados do avião e levados para os hospitais”, disse o ministro turco dos Transportes, Cahit Turan.

O avião, da companhia aérea de baixo custo Pegasus Airlines, com 177 passageiros e seis tripulantes, havia decolado da cidade de Izmir, no oeste do país.

O site de rastreamento de voos Flightradar24 afirma que a aeronave é um Boeing 737-800. Após o acidente, o aeroporto foi fechado e voos foram desviados.

Avião se parte em aterrissagem em Istambul, na Turquia

Avião se parte em aterrissagem em Istambul, na Turquia

Avião da companhia Pegasus se acidentou logo após pousar em Istambul — Foto: Demir/AFP

Avião da companhia Pegasus se acidentou logo após pousar em Istambul — Foto: Demir/AFP

Aeroporto

O Aeroporto Sabiha Gokcen é o segundo maior de Istambul. Ele foi inaugurado para aliviar o tráfego ao Aeroporto Internacional Ataturk, no começo dos anos 2000. Desde então, o Aeroporto Ataturk foi fechado para voos de passageiros e foi inaugurado o Aeroporto Internacional de Istambul, um dos maiores do mundo. O Sabiha Gokcen, assim, manteve-se como o segundo da cidade.

Avião saiu da pista após pousar em Istambul — Foto: Juliane Souza/G1

Avião saiu da pista após pousar em Istambul — Foto: Juliane Souza/G1

Avião da Pegasus se partiu ao sair da pista em Istambul — Foto: Cansu Alkaya/Reuters

Avião da Pegasus se partiu ao sair da pista em Istambul — Foto: Cansu Alkaya/Reuters

Avião da Pegasus Airlines saiu da pista após pousar em Istambul — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus Airlines saiu da pista após pousar em Istambul — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus Airlines se acidentou na Turquia — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus Airlines se acidentou na Turquia — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus Airlines se acidentou na Turquia — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus Airlines se acidentou na Turquia — Foto: Reuters/Murad Sezer

Avião da Pegasus se acidentou em Istambul — Foto: AFP/Demir

Avião da Pegasus se acidentou em Istambul — Foto: AFP/Demir

Fuselagem de avião ficou partida em aeroporto de Istambul, na Turquia — Foto: Reprodução/ Globonews

Fuselagem de avião ficou partida em aeroporto de Istambul, na Turquia — Foto: Reprodução/ Globonews

Equipes de resgate retiram sobreviventes de avião que se partiu em aterrissagem em Istambul, na Turquia  — Foto: Reprodução/ Globonews

Equipes de resgate retiram sobreviventes de avião que se partiu em aterrissagem em Istambul, na Turquia — Foto: Reprodução/ Globonews

Avião se partiu em pedaços após o pouso na Turquia — Foto: NBC

Avião se partiu em pedaços após o pouso na Turquia — Foto: NBC

 

G1

 

 

Ricardo permanece na Turquia aguardando habeas corpus; país árabe não tem acordo de extradição com o Brasil

O ex-governador Ricardo Coutinho permanece foragido na Turquia, país que não tem acordo de extradição firmado com o Brasil, desde a expedição de mandado de prisão preventiva no âmbito da Operação Calvário. Até esta quinta-feira (19) não há informações sobre quando o paraibano irá retornar ao Brasil.

Ainda nesta quinta-feira (19), a defesa de Ricardo Coutinho apresentou um pedido de habeas corpus junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), conforme noticiado pelo ClickPB. A intenção é que a decisão sobre o habeas corpus saia antes mesmo que Ricardo Coutinho chegue de volta ao Brasil, fazendo com que ele sequer seja preso.

Na última terça-feira (17) foi expedido mandado de prisão preventiva contra o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. Após não ter sido encontrado pelas autoridades policiais, o ex-governador é considerado foragido da justiça e está sendo procurado até mesmo pela Interpol.

De acordo com a defesa de Ricardo Coutinho, ele está na Turquia, onde aproveita férias anteriormente planejadas. O país árabe é um dos que não possui acordo bilateral de extradição. Além disso, é possível viajar do Brasil até a Turquia com dispensa de visto por até 90 dias.

A assinatura de um tratado de extradição facilita os pedidos de cooperação jurídica, garantindo a agilidade no processo. Atualmente, o Brasil tem 30 acordos de extradição em vigor, dentre eles, Austrália, Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Espanha, Rússia e Mercosul.

No mês de agosto o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um pedido que havia sido feito pela Turquia para extraditar o empresário Ali Sipahi, que vive no Brasil há 12 anos. Os ministros do STF reconheceram que o país vive um momento de instabilidade política e tinham dúvidas se o empresário seria submetido a um julgamento justo.

 

clickpb

 

 

Atentado perto de estádio na Turquia deixa 29 mortos e 166 feridos

Um atentado terrorista nas imediações da Vodafone Arena, estádio do Besiktas, em Istambul (TUR), deixou ao menos 29 pessoas mortas e outras 166 feridas. A informação foi dada por Suleyman Soylu, ministro do Interior da Turquia, em entrevista coletiva nas primeiras horas deste domingo.

Dos mortos, 27 são policiais e seis dos feridos encontram-se sob cuidados intensivos.

O incidente aconteceu na noite deste sábado cerca de duas horas após vitória do Besiktas por 2 a 1 sobre o Bursaspor pelo Campeonato Turco. A maior parte do público havia deixado o local. Jornalistas da TV do Besiktas que faziam uma transmissão ao vivo se assustaram com o barulho, como pode ser visto no vídeo acima.

O primeiro ataque teria sido causado pela explosão de um carro-bomba nas imediações do estádio, às margens do Bósforo, e o segundo, por um suicida em um parque próximo

Segundo testemunhas que estavam próximas ao estádio e falaram com a agência de notícias AFP uma troca de tiros também pôde ser ouvida.

REUTERS/Murad Sezer

Policiais feridos ao lado do estádio do Besiktas

“Assistimos, esta noite, em Istambul, à manifestação mais horrorosa do terrorismo”, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, por meio de comunicado oficial.

“Parece que essas explosões, que aconteceram logo após o jogo Besiktas-Bursaspor, tinham como objetivo causar o maior número possível de vítimas”, completou.

Até o momento, ninguém reivindicou a autoria dos atentados. As ruas próximas ao estádio estão interditadas.

Em entrevista ao jornal The Telegraph o funcionário de uma mesquita próxima à arena relatou o que viu na hora da explosão. “Foi como o inferno. As chamas subiram em direção ao céu. Eu estava bebendo café próximo à mesquita e vi pessoas indo para debaixo das mesas e mulheres começaram a chorar. Torcedores que estavam bebendo no café também procuraram abrigo. Foi horrível.

A Turquia tem sido alvo de vários ataques terroristas ao longo dos últimos anos e em julho houve a tentativa de um golpe militar.

REUTERS/Murad Sezer

Lataria retorcida após explosão na Turquia

O Besiktas emitiu uma nota oficial em seu site condenando os ataques.

“Após nossa partida contra o Bursaspor o terror mostrou de novo sua face e uma explosão ocorreu bem perto da nossa casa, a Vodafone Arena e de acordo com as primeiras informações nossas forças segurança foram o alvo. Os terroristas que não conhecem limites atacaram aqueles que fazem a segurança de nossos torcedores e dos adversários”, diz trecho do comunicado.

“Esperamos que os cidadãos feridos no ataque se recuperem rapidamente e que não haja sofrimento. Nós condenamos o terror e o ódio”.

Em seu site, o Bursaspor afirmou que todos seus torcedores já haviam deixado a região e não foram vítimas da explosão. O clube também recriminou o ocorrido e mandou mensagem de força aos feridos.

A União Europeia de Futebol (Uefa) enviou suas condolências às famílias das vítimas do atentado. “A Uefa quer expressar suas mais profundas condolências às famílias de todas as vítimas dos atentados desta noite em Istambul. A Uefa condena firmemente este horrível ato e envia seu apoio à Federação de Futebol da Turquia e aos clubes Besiktas e Bursaspor”, disse a organização europeia em seu comunicado.

Adriano não estava no estádio no momento da explosão

Segundo relato do lateral Adriano, que defende o Besiktas, os atletas só tomaram conhecimento das explosões quando já estavam em suas casas.

“Fiquei sabendo depois já de um tempo que tinha saído do estádio. Realmente a explosão foi onde geralmente saímos ali, e fiquei sabendo, como falei, quando já estava em casa jantando com a família. Estava junto com um amigo turco, que nos relatou o caso. Ficamos sabendo que tinham sido duas explosões, mas naquele momento só ficamos sabendo da explosão mesmo, nada sobre vítimas, nem se tinha alguma vítima. Sabíamos que tinha gente ferida. Com nós jogadores nada aconteceu, está todo mundo bem com as famílias”, disse o jogador por telefone ao Sportv.

Além de Adriano, outros três brasileiros defendem o clube turco: Anderson Talisca e Rhodolfo, que não estavam relacionados neste sábado, e o zagueiro Marcelo.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Atentado a bomba em casamento deixa mortos e feridos na Turquia

Reuters
Reuters

Ao menos 22 pessoas morreram e 94 ficaram feridas em um atentado a bomba durante um casamento na noite deste sábado (20) em Gaziantep, no sudeste da Turquia, anunciou o governador da região, Ali Yerlikaya, na emissora CNN Turk.

Segundo Ali Yerlikaya, foi um “atentado terrorista” cometido por um suicida. A cidade é próxima à fronteira com a Síria.

Também em entrevista à CNN Turk, o deputado Mehmet Erdogan, membro do partido governamental AKP e sobrinho do presidente turco Recep Tayyip Erdogan, confirmou a versão de um ataque com bomba.

O responsável pela explosão ainda não foi identificado, mas Mehmet Erdogan disse que é muito provável que tenha se tratado de um ataque suicida.

O deputado acrescentou que esse tipo de ataque costuma ser cometido pelo grupo Estado Islâmico (EI), ou pelos rebeldes curdos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Segundo a agência de notícias Dogan, a explosão, que aconteceu às 16h40 (no horário de Brasília), teve como alvo uma cerimônia de casamento ao ar livre.

“O objetivo do terror é atemorizar a população, mas não vamos permitir isso”, garantiu o vice-primeiro-ministro turco, Mehmet Simsek.

“Atacar um casamento é algo bárbaro”, declarou ele à televisão turca.

Localizada no norte da fronteira com a Síria, Gaziantep se tornou um importante centro de acolhida de sírios que fogem da guerra civil em seu país.

Depois de ter acolhido refugiados e ativistas da oposição, teme-se também a presença de extremistas.

Esta semana, o sudeste da Turquia foi alvo de três atentados que deixaram 14 mortos. O governo responsabilizou a guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, o PKK curdo.

O ataque ocorre no mesmo dia em que primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, declarou que a Turquia quer ser “mais ativa” na crise síria nos próximos meses.

“O derramamento de sangue deve acabar. Bebês, crianças, pessoas inocentes não devem morrer. Esta é a razão pela qual a Turquia será mais ativa na tentativa de impedir que [esta situação] piore nos próximos seis meses”. (Com agências internacionais)

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Presidente da Turquia admite possibilidade de novo golpe no país

O presidente da Turquia Tayyip Erdogan admitiu a possibilidade de que um novo golpe, como o da última sexta-feira (15), ocorra nos próximos dias. Segundo ele, porém, as autoridades estarão mais bem preparadas, informaram agências de notícias internacionais.

Presidente turco Tayyip Erdogan admitiu existir a possibilidade de nova tentativa de golpe no país
Adem Altan / AFP

Presidente turco Tayyip Erdogan admitiu existir a possibilidade de nova tentativa de golpe no país

Segundo o chefe de Estado turco, futuros golpistas terão dificuldades em tentar atingir seus objetivos já que as autoridades “estão mais vigilantes”.

Apesar de comemorar a vitória, Erdogan admitiu o fracasso em prever uma revolta ocorrida dentro do próprio exército. Ele afirmou que os serviços secretos do país cometeram erros na véspera do golpe.

“É evidente que nossa inteligência teve lacunas e falhas, não faz sentido escondê-las ou negar”, completou o turco.

Tentativa de golpe

Na noite da sexta-feira passada (15) um grupo de insurgentes turcos realizaram uma tentativa de golpe de Estado militar no país.

Os principais confrontos aconteceram em Ancara e em Istambul. O governo da Turquia declarou que 190 civis morreram, além de 100 militares revoltosos. Segundo dados oficiais, 1,5 mil pessoas ficaram feridas.

Na noite desta quinta-feira (20), o governo turco anunciou estado de emergência por três próximos meses.

*Com informações da Agência Brasil

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Turquia define sexo entre homossexuais como antinatural; sexo oral também entra na lista

gaysSuprema Corte da Turquia fez uma definição jurídica de “sexo natural”, dentro de uma ação aberta em 2014, que assinala que as relações homossexuais e o sexo oral são condutas antinaturais, repercutiu nesta segunda-feira a imprensa turca.

“O comportamento sexual natural dos seres humanos é a relação sexual de um homem com uma mulher por meio da união de seus órgãos sexuais”, assinalou o veredicto, publicado pelo jornalCumhuriyet .

Como contraposição, o alto tribunal indicou que condutas não naturais são “o sexo em grupo, as relações homossexuais, o sexo com animais e todo tipo de comportamento sexual anal e oral”.

O Supremo pediu uma pena maior para um homem que foi flagrado em seu escritório com vídeos de conteúdos transexual, lésbico e anal, o que seria uma “amostra de relações sexuais contra natura”.

Embora o tribunal não tenha indicado a pena imposta nesse caso, se sabe que ele foi julgado por um artigo que pune armazenar material pornográfico “anormal”.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Cumhuriyet criticou a Corte por igualar as relações homossexuais, orais e anais com a zoofilia, o que transgride decisões anteriores do próprio Supremo.

Selcuk Candansayar, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Ghazi de Ancara, também criticou a decisão. Ele disse à Efe que o problema é o tribunal reivindicar para si a definição do que é natural e do que não é.

“O Supremo considera toda forma de relação sexual que não sirva para a reprodução como antinatural e a criminaliza”, indicou Candansayar.

Cumhuriyet classificou a decisão de escandalosa e lembrou que é contrária outra da autoridade estatal islâmica da Turquia, a Diyanet, que despertou uma grande controvérsia no país.

Ao responder uma consulta pública divulgada em seu site , a Diyanet indicou que os desejos sexuais de um pai por sua filha poderiam não ser pecaminosos, embora não haja unanimidade sobre isso entre as diferentes escolas do islã.

“Para alguns, que um pai beije sua filha com luxúria ou a acaricie com desejo não tem nenhum efeito sobre o casamento do homem”, indicou a instituição.

Após uma forte onda de críticas, a Diyanet, que equivale a um Ministério da Religião, retirou essa resposta de seu site e disse que sua explicação tinha sido tirada de contexto.

A oposição laica e várias organizações civis criticam seguidamente o governo islamita que dirige o país desde 2002 e que impõe suas visões religiosas, invadindo o espaço privado dos cidadãos.

Terra

Choque de embarcações deixa 13 imigrantes mortos na Turquia

acidente-marinhoUm desastre próximo ao Porto Canakkale, na Turquia, levou 13 imigrantes à morte neste domingo. O desastre aconteceu apósum barco migratório se chocar com uma balsa enquanto seguia para a Grécia. A Guarda Costeira grega ainda está à procura de 27 pessoas que desapareceram depois do naufrágio e informa que já resgatou outras 29. Quatro dos 13 mortos eram crianças. As informações são dos sites da “BBC” e do “New York Daily News”.

A Guarda Costeira da Turquia afirma que recebeu o chamado de emergência de um navio comercial que navegava próximo ao porto. Além de botes, foram enviados barcos salva-vidas para a área.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Homens, mulheres e crianças continuam a enfrentar a viagem marítima perigosa apesar do bloqueio à imigração da fronteira nos Balcãs. A decisão da Hungria para fechar sua fronteira com a Sérvia foi firmada no último 15 de setembro e desencadeaou uma reação em cadeia na Croácia e na Eslovênia. O acordo tem forçado a fuga de pessoas de sua terra natal em busca de outro país. Estima-se que aproximadamente 11 mil imigrantes já partiram da Hungria para a Áustria num período de 24 horas no último sábado. O número esperado para este domingo é de 7 mil pessoas.

 

Dezenas de imigrantes estão desaparecidos após acidente
Dezenas de imigrantes estão desaparecidos após acidente Foto: Petros Giannakouris / AP

 

Ministro dos Negócios Estrangeiros romeno, Bogdan Aurescu criticou a decisão do Ministro de Relações Exteriores da Hungria Peter Szijjarto de instalar cecas na fronteira entre os países. Aurescu classificou como “inaceitável” a proposta que, segundo ele, ainda teria violado o política de acordos da União Europeia. Após a declaração, Peter Szijjarto declarou:

“Esperamos mais modéstia de um ministro de Relações Exteriores de um lugar cujo primeiro-ministro está atualmente enfrentando julgamento”, disse Szijjarto. Essa foi uma referência a acusações de corrupção movidas recentemente contra o primeiro-ministro romeno Victor Ponta. “Somos um estado de milhares de anos que, ao longo de sua história, teve de defender não só em si, mas a Europa por diversas vezes. Essa é a maneira que vai ser agora, se o ministro dos Negócios Estrangeiros romeno goste ou não”.

 

Cercas foram instaladas na fronteira entre os países em crise de imigração

Extra

Em viagem à Turquia, Papa desafia Estado Islâmico e defende paz no Oriente Médio

papaO Papa Francisco chegou nesta sexta-feira em Ancara para uma viagem de três dias à Turquia para defender o diálogo entre as religiões e a paz no Oriente Médio, em um desafio aos jihadistas do Estado Islâmico (EI). A visita ocorre após os extremistas capturarem partes de território do Iraque e da Síria perto da fronteira da Turquia, declarando um califado islâmico e matando ou expulsando muçulmanos xiitas, cristãos e outros fiéis que não compartilham a crença no Islã sunita radical pregado pelo grupo.

Autoridades disseram que a tolerância religiosa e o combate ao extremismo estariam no topo da agenda do Papa em Ancara nesta sexta-feira, quando Francisco se reunirá com o presidente turco, Tayyip Erdogan, e com Mehmet Gormez, principal clérigo do país. Depois, a visita prosseguirá em Istambul, onde o pontífice visitará o Museu de Santa Sofia e a Mesquita Azul, lugares emblemáticos para os muçulmanos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Francisco também se encontrará com Bartolomeu I, o patriarca ortodoxo ecumênico de Constantinopla, com o qual mantém laços de amizade, apesar de ser uma igreja separada de Roma desde o século XI. Os dois devem emitir pedidos conjuntos sobre direitos humanos e liberdade religiosa, assim como sobre o medo de que o cristianismo esteja desaparecendo do local de suas origens no Oriente Médio, de acordo com o reverendo Dositheos Anagnostopoulos, porta-voz do patriarca.

O Papa, que tem grande popularidade entre católicos, judeus e muçulmanos, pretende mostrar com fatos que o diálogo é possível entre as religiões e que é possível trabalhar juntos pela paz. A viagem pode ser considerada delicada, já que a Turquia, com 76 milhões de habitantes, tem 99% da população muçulmana e passa por um momento de tensão pelos conflitos no Iraque e na Síria, o que motivou confrontos internos entre curdos e turcos. Hoje, o país abriga cerca de 2 milhões de refugiados da Síria.

— Convido todos a rezar para que esta visita de Pedro ao irmão André dê frutos de paz, diálogo sincero entre as religiões e harmonia na nação turca — disse Francisco em referência aos fundadores da igreja Católica e da igreja do Oriente.

Francisco disse na terça-feira que, embora seja “quase impossível” ter um diálogo com insurgentes do Estado Islâmico, a porta não deve ser fechada. A Turquia será a terceira viagem feita por Francisco para uma nação de maioria muçulmana, após Jordânia e Albânia, e a visita será marcada por grandes medidas de segurança, sem passeios de papamóvel.

Após desembarcar em Ancara, o Papa se encontrará com o presidente Recep Tayyip Erdogan e visitará o mausoléu de Kemal Ataturk, fundador em 1923 e primeiro presidente da moderna República da Turquia, após a queda do Império otomano ao fim da Primeira Guerra Mundial. No sábado, viajará a Istambul, onde percorrerá o Museu de Santa Sofia e a Mesquita Azul. Depois celebrará uma missa na catedral católica do Espírito Santo e participará de uma oração com o patriarca ortodoxo de Constantinopla.

No domingo, Francisco participará da festa de Santo André na Igreja Patriarcal de São Jorge que terminará com a bênção ecumênica e a assinatura de uma declaração conjunta com o patriarca. Na ocasião provavelmente lembrará a histórica visita de Paulo VI à Turquia em 1967, a primeira de um Papa a este país.

O Globo

 

Seleção enfrenta Turquia em uma Istambul apaixonada por brasileiros

neymarLoucos por futebol. Rivalidades acirradas entre os três principais clubes do país (Fenerbahçe, Galatasaray e Besiktas). Esse é o panorama de Istambul, cidade que será palco do confronto entre Brasil e Turquia, nesta quarta-feira, às 16h30 (de Brasília), no Sukru Saracoglu Stadium. Mas quem pensa que os turcos não gostam dos brasileiros estão enganados. É estátua para lá, general para cá e um fascínio pelos principais jogadores que atuam no futebol canarinho.

É isso mesmo. Por conta do desempenho de alguns jogadores brasileiros, os turcos têm verdadeira adoração pelo país. No lado oriental da cidade, por exemplo, falar o nome de Alex é motivo de tratamento diferenciado. O jogador, atualmente no Coritiba, é o maior ídolo da história do Fenerbahçe e, por conta disso, ganhou até uma estátua em uma praça próxima ao estádio do clube.

– Se o Alex tem a estátua é porque ele mereceu – disse Dunga, ao ser questionado por um jornalista durante a coletiva de imprensa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mas não é apenas o lado oriental que tem seu ídolo brasileiro. Do lado ocidental, um certo general também tem seus seguidores, os soldados do Melo. O volante Felipe Melo, do Galatasaray, conquistou os fãs com boas atuações e uma entrega sem igual em campo. Não consegue nem sair na rua. E mesmo longe da Seleção teve o seu nome cogitado por um repórter turco na entrevista de Dunga.

– Peço desculpas, mas não costumamos falar dos jogadores que não estão convocados – afirmou Dunga, que teve Felipe Melo com um dos pilares de sua equipe na Copa do Mundo de 2010, disputada na África do Sul.

Nesta quarta-feira, porém, nem Felipe Melo, nem Alex estarão em campo. É a chance de os turcos conhecerem e admirarem um outro brasileiro, e ele atende pelo nome de Neymar. O novo capitão da Seleção está confirmado na equipe que vai começar a partida no estádio do Fenerbahçe. Em boa fase com a amarelinha, ele já marcou 40 gols em 58 jogos e tem tudo para aumentar tais números.

Ao lado de Neymar, Dunga confirmou Luiz Adriano. No gol, Diego Alves foi o escolhido para entrar na vaga de Jefferson, que não foi chamado por atuar no futebol brasileiro. Elias, do Corinthians, também fora da lista, dará lugar a Fernandinho, que tem sido constantemente chamado pelo treinador.

Com isso, o Brasil entrará em campo com a seguinte formação: Diego Alves, Danilo, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho e Oscar; Willian, Neymar e Luiz Adriano. Agora, paixões à parte, a Seleção sabe que vai jogar em um país louco por futebol.

– É muito forte essa paixão dos turcos pelo futebol. Eles têm um amor e um carinho enormes pelo esporte. O calor do turco com o futebol é bem parecido com o dos brasileiros. Por isso, talvez, os jogadores brasileiros consigam se adaptar mais rapidamente – disse o comandante canarinho.

Globoesporte

TV transmite ao vivo momento em que Turquia abate avião sírio

tv-aviao-abatidoAs forças armadas da Turquia derrubaram um avião sírio que cruzou seu espaço aéreo no domingo (23) e uma rede de televisão turca mostrou tudo ao vivo.

Como divulgou o site Mashable, o canal de TV Habertürk estava no meio de uma transmissão quando o repórter ouviu o barulho de artilharia sobre as montanhas atrás dele. Ele se virou e a câmera filmou o céu onde se vê um objeto se movendo. Em seguida, uma nuvem negra de fumaça começa a subir de onde o avião caiu.

O abate aconteceu em uma região da fronteira na qual rebeldes sírios vêm combatendo as forças do ditador Bashar Assad.

“Um avião sírio violou nosso espaço aéreo”, disse o primeiro-ministro, Tayyip Erdogan, a seus apoiadores em um comício eleitoral no noroeste turco. “Nossos caças F-16s decolaram e abateram esse avião. Por quê? Porque se você violar meu espaço aéreo, nosso tapa vai doer.”

Os rebeldes vêm lutando pelo controle da passagem de Kasab, na região fronteiriça, desde sexta-feira, quando lançaram uma ofensiva que as autoridades sírias dizem ter sido apoiada pelos militares da Turquia.

A Síria afirma que forças de defesa aérea turcas derrubaram o jato enquanto este atacava forças rebeldes no território sírio, chamando a manobra de “agressão flagrante”.

A televisão estatal citou uma fonte militar segundo a qual o piloto conseguiu se ejetar do avião. O grupo de monitoramento Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que relatos iniciais da área informam que o avião caiu do lado sírio da fronteira.

A Al Manar, TV do Hezbollah, aliado libanês de Assad, disse que doi foguetes foram disparados de território turco contra o jato sírio.

 

Reuters