Arquivo da tag: turistas

Mesmo com pandemia, turistas invadem Bananeiras, PB, e congestionamento é registrado na entrada da cidade

Um congestionamento foi registrado neste final de semana na entrada da cidade de Bananeiras, no Brejo paraibano. Mesmo durante a pandemia, os turistas invadiram a cidade para passar os festejos juninos na cidade.

A cidade de Bananeiras é conhecida por ser o destino mais procurado pelos turistas durante as festa de São João e devido à pandemia do novo Coronavírus não acontece a tradicional festa junina.

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou na última sexta-feira (19) que a prefeitura proibisse a entrada de turistas e que houvesse um isolamento mais rígido no município.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra centenas de carros em um congestionamento na entrada da cidade.

Na sexta-feira (19), um condomínio fechado foi notificado após uma denúncia de aglomeração para realização de festejos juninos, na cidade de Bananeiras, na Paraíba. A notificação foi enviada e assinada pelo prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena.

Na notificação, o condomínio foi alertado pela Prefeitura devido a proibição de realização de eventos, autorizando a entrada de trios pé-de-serra e realização de shows, o que foi proibido através dos decretos estadual e municipal.

 

 ClickPB

 

 

Turistas ignoram fechamento de Parque da Pedra da Boca e escalam pedra em plena proibição

Desobedecendo a ordem de isolamento em casa por causa do coronavírus, três turistas foram flagrados por imagens de um drone passeando pelo Parque Estadual da Pedra da Boca, em Araruna, na Paraíba. O flagrante foi feito neste sábado (21).

Os três turistas tinham escalado a Pedra do Lagarto e estavam apreciando a vista de cima da pedra.

A orientação atualmente é para que a população evite saídas desnecessárias. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros têm feito rondas informando e pedindo para que os bares e restaurantes fechem e que os clientes e também banhistas nas praias possam se recolher em casa para isolamento contra o vírus.

A Paraíba tem 1 caso confirmado de infecção por coronavírus, 187 em investigação e 40 descartados. O Brasil tem mais de 900 infectados e 12 mortes, até a noite deste sábado.

 

clickpb

 

 

Prefeitura vai fechar praia de Baia da Traição para turistas

As medidas de restrições de acesso a ambientes de aglomeração de pessoas, a partir de decreto do Governo da Paraíba e de calamidade pública do Governo Federal estão também afetando as faixas de praia do Litoral paraibano. As prefeituras das cidades, em parceria com as forças de segurança estão atuando fortemente para evitar o contato social devido à pandemia do nono coronavírus.

Neste sábado, a Prefeitura de Baia da Traição divulgou nas redes sociais a informação de que neste domingo (22) estará fechando o acesso de turistas à cidade. Transportes coletivos com ônibus e vans e até carros de passeio estarão sendo impedidos de entrar na Baia da Traição, por questão de segurança.

Muitos guarabirenses possuem casas de veraneio na Baia e podem ser barrados . Para evitar constrangimentos e prejuízo, os que integram a gestão municipal estão orientado que fiquem em casa.

 

portal25horas

 

 

Transporte de turistas terá fiscalização intensificada durante o período junino na PB

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-João Pessoa) e Polícia Rodoviária federal (PRF) irão intensificar a fiscalização do transporte de turistas durante o período junino nas estradas que cortam a capital e o interior paraibano. O foco principal da ação ocorrerá nas rodovias estaduais e federais em direção a Campina Grande, ao distrito de Galante, Sousa, Cajazeiras e demais cidades que tenham tradição em promover festejos juninos. A ação visa garantir a segurança da população, em especial dos turistas, para que não enfrentam problemas por locarem ou contratarem serviços de transportes irregulares ou clandestinos.

De acordo com a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, todo veículo que não esteja inscrito ou dispor do selo do Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Turismo do Ministério do Turismo), na Paraíba, será multado e até apreendido, não podendo seguir viagem. Ruth Avelino explicou que essas deliberações ficaram acertadas durante uma reunião solicitada pelo Sindicato dos Transportes Turísticos do Estado da Paraíba (Sindistranstur-PB) e realizada na última quinta-feira (19) na sede da estatal, reunindo representantes dos órgãos envolvidos na fiscalização

A coordenadora regional dos Serviços Turísticos na Paraíba, Maria José Belizário, informou que vai enviar aos órgãos de fiscalização a lista dos veículos de turismo cadastrados e regularizados junto ao Ministério do Turismo (MTur), bem como toda a legislação turística. Mara informou que a PBTur e o Sindistranstur deverão realizar reunião também em Campina Grande para tratar do assunto com os órgãos competentes da cidade. Mara avisa que para realizar as viagens, os proprietários dos veículos têm que solicitar uma Licença de Viagem junto ao DER. “Esse documento pode ser solicitado para cada viagem nos postos do DER instalados nas rodoviárias de João Pessoa e Campina Grande”, informou.

Ruth Avelino disse que a estatal do Turismo está intermediando junto ao Sindicato os procedimentos para garantir a fiscalização desses serviços. “Essas ações serão intensificadas antes dos festejos juninos desse ano, quando o fluxo de turistas é muito intenso em nosso estado”. Ruth destacou que a execução dessas medidas são importantes para a segurança do usuário e na qualidade dos serviços turísticos.

Secom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Forças do Egito matam 12 turistas ‘por engano’

exercito-egipcioAtaque que teria como alvo “elementos terroristas” deixa 12 mexicanos e egípcios mortos no Deserto Ocidental, além de dez feridos. Governo do México condena incidente e exige investigação sobre o ocorrido.

Forças de segurança do Egito atacaram acidentalmente neste domingo (13/09) um grupo de turistas no Deserto Ocidental, no oeste do país, matando 12 pessoas. O Ministério egípcio do Interior declarou através de nota que uma operação militar que perseguia “elementos terroristas” na região abriu fogo “por engano” contra quatro caminhonetes carregadas de turistas mexicanos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“O incidente matou 12 mexicanos e egípcios, ferindo outras dez pessoas”, afirmou o órgão, acrescentando que o local do ataque estaria “além dos limites para turistas estrangeiros”.

A empresa turística responsável pelo grupo que sofreu o ataque “não tinha autorização” para atuar na região e “não alertou as autoridades”, informou uma porta-voz do Ministério egípcio do Turismo, explicando que as viagens até o local devem ser previamente autorizadas pelos órgãos competentes.

Segundo o Ministério do Exterior do México, ao menos dois mexicanos morreram no incidente. O presidente Enrique Peña Nieto declarou, no Twitter, que seu país “condena essas ações contra nossos cidadãos e exige do governo do Egito uma investigação rigorosa sobre o ocorrido”.

As autoridades egípcias não confirmaram se o ataque for realizado com armas automáticas ou através de bombardeio aéreo. O Deserto Ocidental, um destino bastante popular entre os turistas que visitam o país, é considerado um local de esconderijo para grupos terroristas que atuam na região.

A organização extremista “Estado Islâmico” (EI) afirmou em comunicado que militantes do grupo “resistiram a uma operação militar no Deserto Ocidental” neste domingo, mas não forneceu maiores detalhes. No mês passado, militantes da ramificação egípcia do EI decapitaram na região um jovem croata que trabalhava para uma empresa francesa.

Os jihadistas também reivindicaram a autoria de diversos ataques realizados contra as forças de segurança egípcias no país nos últimos meses, além de um atentado à bomba no consulado da Itália no Cairo em julho.

O Egito luta para conter uma insurgência jihadista na Península do Sinai, no leste do país, desde a derrubada do ex-presidente islamista Mohammed Morsi, em 2013. Na semana passada, o Exército egípcio lançou uma ofensiva contra o EI na região, onde afirma ter matado 56 jihadistas.

Terra

De portas fechadas: turistas se decepcionam por não visitar a Estação Cabo Branco

estacao-cienciaCerca de 240 turistas ‘quebraram a cara’ ao tentar conhecer a Estação Ciência na manhã deste sábado (25). O relato foi do jornalista Fábio Cardoso, no portal ‘Turismo em Foco’.

O jornalista lamentou que em “plena época de férias e ebulição de visitantes”, o equipamento estivesse fechado para visitação. “Não se pode ignorar esse fluxo de turistas no local pela manhã de um sábado ensolarado. Turista não gosta apenas de praia, curte Cultura, Ciência e História”, desabafou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mais adiante, ele sugere que a Prefeitura de João Pessoa implante um esquema de atendimento diferenciado para atender aos turistas na alta estação. “Penso que a administração do equipamento turístico, de Ciências e Artes, com projeção internacional por ter sido uma das últimas obras de Oscar Niemeyer, poderia ter um esquema especial de atendimento, pelo menos nesse período do ano”, opinou.

Confira o artigo na íntegra:

Passei na manhã do sábado (25) na Estação Ciência e Artes, no ponto mais oriental das Américas e terceiro roteiro mais visitados por turistas e paraibanos que residem em João Pessoa, segundo as empresas e senti total clima de decepção. Havia cinco ônibus lotados de turistas, três deles de Serra (ES), Salvador (BA) e Goiânia (GO), além de cinco vans, igualmente cheias de turistas.

Então, qual o motivo do clima de decepção? Simplesmente porque a Estação Ciência, em plena época de férias e ebulição de visitantes, estava fechada.

Realmente não dá para entender esse tipo de situação. Penso que a administração do equipamento turístico, de Ciências e Artes, com projeção internacional por ter sido uma das últimas obras de Oscar Niemeyer, poderia ter um esquema especial de atendimento, pelo menos nesse período do ano.

Se você somar 40 passageiros em cada um dos seis ônibus, teríamos aí, por baixo, 240 pessoas que deixaram de conhecer essa obra, um dos principais cartões postais de cidade.

Tudo bem, sabemos que esse equipamento é aberto no começo da tarde, com uma série de programações artistas e culturais, mas não se pode ignorar esse fluxo de turistas no local pela manhã de um sábado ensolarado. Turista não gosta apenas de praia, curte Cultura, Ciência e História.

Mesmo mal, porque todos foram conhecer o Farol do Cabo Branco, onde está situado no ponto mais oriental das Américas, mas que o passeio poderia ter sido ainda melhor, poderia.

Fábio Cardoso

Blog de Luís Tôrres

Festival Sons e Sabores do Brejo atrai turistas com união de arte e gastronomia

Bananeiras abriu o festival com oficinas, shows, exposição de artes plásticas e trilhas ecológicas

 

festivalO que você acha da ideia de passar o final de semana numa cidade do interior experimentando pratos da culinária local? E entre a degustação de uma iguaria e outra, conhecer os pontos turísticos e a cultura do lugar? Se achou a proposta irresistível, apronte a mala e escolha um dos próximos municípios que irão sediar o Festival Sons e Sabores do Brejo, que começou no último final de semana e vai até o dia 15 de dezembro.

O festival, que reúne turismo, arte e gastronomia, é uma parceria do Sebrae Paraíba, Empresa Paraíba de Turismo (PBTur), Fórum de Turismo do Brejo paraibano e prefeituras municipais. A primeira parada foi o município de Bananeiras, que abriu o festival no último dia 18, com oficinas, exposição de artes plásticas, trilhas ecológicas e shows de música, dança e teatro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante o festival gastronômico em Bananeiras foram apresentados 12 pratos criados pelos chefs dos empreendimentos locais. E na cidade, o que não falta é lugar para comer bem. O turista encontra restaurantes sofisticados (como o Terraço Lisboa e o Sabor da Terra do Hotel Serra Golfe), tapiocarias, cafés, lanchonetes, choperias e pizzarias. Mas não é apenas o sabor das comidas que atrai a atenção dos visitantes. A decoração e o atendimento também fazem a diferença.

O jornalista Rogério Almeida, presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet-PB), liderou um grupo de jornalistas que foi até Bananeiras conferir o festival. Ele conta que gostou do que viu. “Eu imaginava que as atividades se concentravam num único local e ao chegar aqui me surpreendi quando vi que o evento envolve toda a cidade. Esse casamento da arte com a gastronomia deu muito certo. Espero que o festival permaneça no calendário do turismo paraibano”, disse.

Regina Amorim, gestora de turismo do Sebrae Paraíba, lembra que os festivais gastronômicos são excelentes ferramentas para o incremento da atividade turística. “Eventos como esse contribuem para a divulgação do destino turístico e da cultura local. O nosso objetivo é atrair turistas e transformar viagens em experiências significativas, levando o turista a experimentar sensações diferentes”, disse.

Douglas Lucena, prefeito de Bananeiras, disse que o Sebrae tem sido um parceiro valioso para o desenvolvimento turístico do município. “Procuramos criar eventos que agreguem valor aos nossos produtos, além de consolidar os que já existem. O Sebrae está sempre presente nesses momentos e esse festival é mais uma excelente proposta porque fortalece a região do brejo como destino turístico”, disse.

Compartilhando experiências – Um dos momentos mais esperados do festival são as oficinas mão na massa, nas quais empresários de sucesso contam as suas experiências e montam os pratos para que os convidados possam experimentar. A ideia é incentivar aqueles que querem se tornar empreendedores. 

Na plateia lotada, mulheres e homens com sonhos em comum ouviram atentamente a história do chef José Miguel, proprietário da Arte da Pizza, que fica nos Bancários, em João Pessoa. “Aos 17 anos fui para o Rio de Janeiro. Comecei lavando pratos numa pizzaria e depois fui promovido a pizzaiolo. Também passei um tempo em Brasília e depois de 15 anos trabalhando para os outros, decidi que era hora de voltar à minha terra e abrir minha própria pizzaria”, conta Miguel. O negócio, que começou em 2008 com apenas três funcionários, hoje tem 30 e um crescimento médio de 50% ao ano. Com um sorriso de satisfação, Miguel conta o segredo de tanto sucesso: “Trabalhamos com amor para oferecer um produto de qualidade”, ensina.

A empresária Ana Paula Borges também tem muita história para contar. Há dez anos, abriu a Fina Fatia, na Capital, um empreendimento ousado que reúne, num único local, sanduicheria, cafeteria, tapiocaria e confeitaria. O cardápio é variado, mas um dos pratos mais procurados é o wrap (fatia de pão-folha recheada com banana e canela), criação da casa, mostrado durante a oficina. O prato foi o campeão do Festival Brasil Sabor 2013 na categoria fast food. Ana Paula, que antes de abrir a casa de lanches fast food, tinha uma pequena fábrica de sanduíches naturais, falou da parceria com o Sebrae. “Contamos com o apoio do Sebrae desde o planejamento para abrir a empresa até a capacitação dos funcionários. O Sebrae é um parceiro fundamental para qualquer empresa que deseja atingir a excelência”, disse.

A outra empresa que participou das oficinas está no mercado há menos de um mês. A Empório da Coxinha, que fica no bairro Jaguaribe, em João Pessoa, faz sucesso porque oferece coxinhas com recheios variados e combinações ousadas, feitas com massas leves. “Oitenta por cento da nossa massa é feita com macaxeira ou batata inglesa, o que deixa a coxinha leve e mais saborosa”, conta o empresário Daniel Falcão, que toca o negócio ao lado da mulher Larissa. Durante a oficina, os participantes provaram a coxinha de cartola (com recheio de banana e canela), criada durante o evento.

Informais – Os empreendedores informais também têm vez no festival. Na feirinha gastronômica, instalada em praça pública, eles comercializam os seus produtos enquanto os turistas assistem às apresentações de música, dança e teatro. Há dez anos, o casal Paulo e Mirian Marques ganha a vida vendendo biscoitos e doces caseiros, produzidos sem qualquer tipo de conservante. “Comecei vendendo de porta em porta os biscoitos que a minha mulher fazia. Depois larguei o emprego e decidi me dedicar somente ao nosso negócio. Os turistas são os nossos principais clientes. Os nossos biscoitos já foram parar até no exterior”, conta Paulo.

Próximos destinos – O Festival Sons e Sabores do Brejo continua nos seguintes municípios: Alagoa Grande (25 a 27 de outubro), Areia (08 a 10 de novembro), Guarabira (15 a 17 de novembro), Solânea (22 a 24 de novembro), Serraria (29 de novembro a 01 de dezembro), Remígio (06 a 08 de dezembro) e Pilões (13 a 15 de dezembro).

 

 

Assessoria de Imprensa SEBRAE PB

JORNADA E VISITA DO PAPA – Fluxo de turistas no Rio Janeiro é o maior já registrado em toda a história do Brasil

jornadaA Jornada Mundial da Juventude é o evento com maior movimentação de turistas já ocorrido numa única cidade do país, afirmou ontem o Ministério do Turismo. A estimativa é que 2 milhões de pessoas passem pelo Rio, desembolsando R$ 1,2 bilhão.

Os números foram divulgados ontem em Brasília junto com os resultados preliminares de uma pesquisa encomendada pelo ministério à Coppe/UFRJ. O levantamento começou a ser realizado na quarta-feira e já ouviu 1.100 turistas, sendo 250 estrangeiros. Dessa amostra, 72,7% dos estrangeiros disseram estar no Brasil pela primeira vez e 93% afirmaram que estão dispostos a retornar. O tempo médio de permanência no país é de 12 dias. A pesquisa revela ainda que 53,6% deles afirmaram que querem voltar ao Brasil em até um ano (12,7% pretendem fazer isso no prazo de um a seis meses).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Entre os participantes da Jornada Mundial da Juventude, a grande maioria é solteira (85,6%), as mulheres estão em maior número (52,5%), tem mais gente hospedada em casa de voluntários (55,6%) e prevalece a juventude (57% têm até 25 anos).

Menos de 7% ficaram em hotéis – A pesquisa será concluída amanhã. A meta é entrevistar 4 mil pessoas, totalizando 800 estrangeiros e 3.200 brasileiros. Os resultados parciais divulgados ontem consideram apenas as entrevistas feitas na quarta e quinta-feira.

Do total de 1.100 turistas brasileiros e estrangeiros já ouvidos, 86,9% disseram que estavam participando da Jornada Mundial da Juventude pela primeira vez. Mais da metade (58,5%) declarou que o fato de a jornada acontecer na cidade do Rio influenciou na decisão de comparecer ao evento. E a maioria dos turistas dessa amostra preliminar (95,7%) respondeu que pretende voltar ao Rio.

Entre as atividades realizadas durante a estadia na cidade, 77,7% destacaram os atrativos turísticos; 39,7%, sol e praia; 38,6%, atividades culturais; 28,5%, compras; e 9,5%, diversão noturna. O tempo médio de permanência dos turistas no Rio é de sete dias.

Os resultados parciais mostram que a maior parte dos viajantes — 55,6% — se hospedou em paróquias, colégios e residências de fiéis que colaboram com a organização do evento. Outros 20,9% ficaram em casas de amigos e parentes. Apenas 6,9% dos turistas dormiram em hotéis.

De acordo com o ministério, a Jornada Mundial da Juventude atraiu visitantes de mais de 180 países. Considerado o público geral, isto é, o conjunto de turistas nacionais e internacionais, a pesquisa mostra que 55,7% deles organizaram a viagem por meio da paróquia ou da diocese local, enquanto apenas 7% recorreram a agências de viagens e 3,7% trataram diretamente com os hotéis e companhias aéreas.

Como de praxe, os grupos de fiéis visitaram dioceses em outras cidades do país. Voos regulares de avião foram a opção de 52,1% dos turistas para chegar ao Rio. Em segundo lugar, aparecem os ônibus fretados (30,3%) e os ônibus de linha (12,6%). Voos fretados foram o meio de transporte de 1,9% dos turistas.

A pesquisa do Ministério do Turismo custou R$ 600 mil. Os resultados completos deverão ser divulgados em agosto, na cidade de Aparecida (SP), maior destino turístico religioso do país, aonde comparecem anualmente 12 milhões de visitantes. O ministério avalia a possibilidade de aumentar o apoio ao turismo religioso.

R7

Chuva anima o Brejo e abertura do Santo Antônio e São João de Solânea reúne milhares de turistas

 

01As chuvas caídas nos últimos dias na região do Agreste, Brejo e Curimataú paraibano animaram a população que estava sofrendo com a grave seca que assolou o Estado este ano. Muito esperada por todos, ela não foi motivo de desânimo para moradores e turistas que estiveram em Solânea na noite dessa quinta-feira (13) para prestigiar a abertura dos festejos juninos da cidade, que teve Aviões do Forró abrilhantando a festa.

A abertura do Santo Antônio e São João de Solânea atraiu milhares de pessoas vindas de todas as partes da Paraíba e também do Brasil. Além dos turistas, visitaram o município políticos como os deputados Domiciano Cabral (DEM) e Ruy Carneiro (PSDB). Vários prefeitos da região também prestigiaram o evento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O prefeito Beto do Brasil agradeceu a presença de todos que foram à festa e ressaltou que não vai permitir que a tradição solanense se acabe. “Nós trouxemos de volta a tradição do Santo Antônio e São João de Solânea e não vamos deixar mais que ela se acabe. Mas, um dos pontos altos que eu quero ressaltar foi a organização do evento. Quero parabenizar a todos que se esforçaram para realizar essa festa”, disse.

Clique aqui e veja as fotos

Programação:

são joão

Redação/Focando a Notícia

Prefeituras de municípios do Brejo paraibano se unem para atrair mais turistas para a festa de São João

 

Prefeitura de Bananeiras divulga programação nesta sexta-feira

 

Prefeitos Beto do Brasil e Douglas Lucena
Prefeitos Beto do Brasil e Douglas Lucena

As Prefeituras das cidades de Bananeiras e Solânea, no Brejo da Paraíba, uniram-se, este ano, na promoção das festividades de São João. A intenção das prefeituras é somar forças para atrair o turista para a região durante as festividades do mês de junho. O prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena (PPS), anunciará a programação oficial do São João nesta sexta-feira (23).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o prefeito de Bananeiras, a intenção de oferecer programações mais diversificadas que agradem a todos os públicos também motivou a integração com as duas festas juninas. A festa em Solânea inicia no dia 13 de junho, Dia de Santo Antônio, e segue até 24 de junho, Dia de São João. Já em Bananeiras, acontece de 21 a 23/06.

 

“Bananeiras e Solânea são as duas cidades que realizam as maiores e melhores festas juninas do Brejo paraibano. São festas que se completam, então nada mais proveitoso do que fazermos essa parceria que tornará os eventos ainda mais atraentes para os turistas”, disse Douglas Lucena frisando que Bananeiras mantém a tradição de realizar uma festa com artistas regionais, muito forró pé de serra e todos os outros prazeres que a cultura nordestina proporciona. A expectativa de público as festividades é de cerca de 50 mil pessoas por dia, apenas em Bananeiras.

 

O prefeito de Solânea, Beto do Brasil, informou que está preparando uma festa animada, com programação para agradar a todos os públicos, e que a parceria com o município vizinho permitirá que o São João atinja proporções ainda maiores. “Serão 12 dias de muito arrasta-pé e animação. Para este ano, estamos preparando uma festa melhor ainda, já que agora são duas prefeituras unidas na organização do melhor São João do Brejo paraibano”.

 

 

codecom- pmb