Arquivo da tag: Triunfo

Vencer, vencer, vencer: Fla pega Católica em busca de triunfo e da vaga

O clima, sem dúvidas, será de decisão. O Maracanã estará lotado. E o que não falta é motivo para isso realmente acontecer. O Flamengo entra em campo nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), podendo garantir uma vaga nas oitavas de final da Libertadores se vencer a Universidad Católica. Ao mesmo tempo, uma derrota pode complicar a situação do Rubro-Negro na competição. Por isso, a quinta rodada da fase de grupos tem mais cara de final.

Com seis pontos ganhos, o Flamengo é o vice-líder do Grupo 4 da Libertadores, atrás apenas do Atlético-PR, que tem sete. A Católica, com cinco, e o San Lorenzo, com quatro, completam a chave. Veja o que o Rubro-Negro precisa, então, para ir ao mata-mata já nesta quarta-feira:

– Vencer a Universidad Católica por qualquer placar;
– Torcer para o San Lorenzo empatar ou perder o jogo contra o Atlético-PR.

Guerrero é esperança de gols do Flamengo contra a Católica e será titular (Foto: André Durão)

Guerrero é esperança de gols do Flamengo contra a Católica e será titular (Foto: André Durão)

Caso isso aconteça, o Flamengo chega a nove pontos. O Atlético-PR, se vencer, mantém a ponta e elimina o San Lorenzo. Se os paranaenses empatarem, chegam a oito pontos e caem para a segunda posição. Os argentinos, de qualquer forma, a uma partida do fim da fase de grupos, não teriam mais condições de alcançar o segundo colocado da chave. Porém, em caso de empate em Curitiba, a Católica continuaria com chances porque encara o Furacão, em casa, tendo que tirar a diferença do saldo de gols.

Se perder, porém, o Flamengo se complica. Isso porque a Universidad Católica chegaria a oito pontos, tirando o Rubro-Negro da vice-liderança e da zona de classificação para o mata-mata a uma rodada do fim. Na partida seguinte, o time comandado pelo técnico Zé Ricardo precisaria, então, vencer o San Lorenzo fora de casa e torcer por um tropeço dos chilenos. Missão complicada.

O jogo decisivo desta quarta-feira, inclusive, tem outro ingrediente que aumenta sua importância: antecede a final do Campeonato Carioca. No domingo, o Flamengo encara o Fluminense, às 16h (de Brasília), no Maracanã. Como venceu por 1 a 0 o primeiro jogo, no domingo passado, o Rubro-Negro pode até empatar para ser campeão estadual. A classificação na Libertadores é certeza de um time cheio de moral e com apoio maciço de sua torcida no próximo dia 7 diante do Tricolor.

Flamengo x Universidad Católica

Local: Maracanã, Rio de Janeiro;
Data e horário: quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília);
Escalação provável: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Gabriel (Renê); Everton e Guerrero;
Desfalques: Berrío (suspenso), Diego (lesão no joelho), Donatti (lesão na panturrilha esquerda) e Romulo (lesão no joelho direito);
Arbitragem: Victor Carrillo apita, auxiliado por Raul Lopez Cruz e Victor Raez. O trio é argentino;
Transmissão: TV Globo para RJ, RS, SC, PR, MG (menos Juiz de Fora, Uberlândia, Uberaba e Ituiutaba), ES, GO, TO, MS, MT, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Luis Roberto, Junior e Leonardo Gaciba).

GE

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Satisfeito como torcedor, Abel destaca coletivo forte em triunfo sobre o Vasco

O bom desempenho na estreia do Campeonato Carioca, com vitória por 3 a 0 sobre o Vasco neste domingo, no Nilton Santos, deixou Abel Braga satisfeito como um torcedor. Foi o que revelou o comandante do Fluminense em entrevista coletiva após o clássico. Ainda com alguns pontos a serem corrigidos na equipe, porém, com a força do coletivo, o treinador vibrou ao ver a torcida feliz.

Abel sentiu o calor da torcida durante a partida. Na saída de campo, foi aplaudido de pé pelo público. Retribuiu o carinho com acenos.

– A minha satisfação é igual a do torcedor, não tenha dúvida disso. Hoje fez muito calor, jogamos na terça-feira e o Vasco, não. Cumprimos muito o que combinamos. Ver o torcedor pulando na arquibancada foi muito bom. Mas não vamos sair daqui achando que está tudo bem. Erramos muito até os 20 minutos do primeiro tempo. Contra o Criciúma, viramos o jogo, coisa que não acontecia no ano passado. E hoje melhoramos após os 20 minutos que não fomos bem – analisou o comandante.

Abel ainda elogiou muito a parte defensiva e o espírito coletivo de sua equipe. Gostou do “teste” feito com o jovem volante Luiz Fernando e não poupou elogios aos equatorianos recém-chegados:

– Não levamos gols, tivemos 11 escanteios contra. O Vasco é o time que mais aproveita a bola parada no Brasil. Então, o nosso aproveitamento foi quase 100%. Futebol tem dessas coisas. Tiramos um peso dos 10 jogos sem vitória contra o Criciúma. Hoje fizemos coisas interessantes. Quem entrou foi bem. Queria ver ainda o Luiz Fernando, vi logo em um clássico contra dois meias fantásticos, como o Nenê e o Andrezinho. Estamos formando um coletivo forte e, a partir daí, as individualidades vão aparecer. O Orejuela foi fantástico, o Sornoza foi bem. A relação humana está muito bem, isso para mim é tudo. Eu encontro um grupo feliz. E não deixará de ser assim nas derrotas.

abel braga (Foto: andré durão)Abel Braga durante boa vitória do Flu em clássico contra o Vasco (Foto: André Durão)

A íntegra da coletiva:

Dourado
Às vezes, a gente olha só para a bola. E não repara quem se movimenta para receber. Quantas vezes chegamos na cara do Martín Silva sem ele aparecer? Isso mostra a importância dele, a inteligência dele. E olha que só tínhamos o Wellington como jogador rápido pelo lado. Foi legal. A torcida vai entender a importância dele. Ele batalha com os zagueiros, ele quem comanda o time para marcar alto. É a nossa referência. A gente está bem no ataque e bem na defesa, com o Renato e o Henrique. Mas falta muito. A nossa recuperação tem de ser a melhor possível. Temos de jogar na quarta em Bangu, e lá vocês sabem como é difícil, ainda mais com o calor que anda fazendo. Estou muito feliz. Na primeira reunião com o Marcelo, falei que só não queria lateral esquerdo. Estou encantado com o Leo. No jogo passado, em Juiz de Fora, estava inibido ao estar do meu lado. Mudou e melhorou. Já me acostumei com ele. Ele me falou que ganhou uma bola no alto do Thales. E isso é legal. É trabalho, após os treinos. Duas atuações em dois jogos.

Animado?
Estou animado, claro, pelo torcedor. No ano passado, estava preocupado e decepcionado como eles. Meu lado tricolor mexeu ao ver o público cantando hoje. Isso mexe, dá confiança. Volto a frisar: não queria jogar clássico na primeira rodada. Deu o resultado, mas falta muita coisa. Temos de melhorar e criar mais situações de jogo.

Orejuela
O rapaz deu show hoje. Orejuela deu show de primeiro volante. Falei que não gostaria de usar o Douglas como primeiro volante, a não ser em situação de jogo. Eu tiraria 65% da capacidade dele. Vasco deixou o paraguaio (Julio dos Santos) centralizado e adiantou o Andrezinho para a linha do Nenê. Tomei sufoco. O Sornoza tinha de ir para trás, para pegar o André. Depois, coloquei o Luiz Fernando e adiantei o Douglas. E pararam de acontecer as jogadas perigosas deles. Ele foi muito bem ao cumprir o que foi pedido.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Justiça cassa prefeito de Triunfo, no Sertão paraibano e determina novas eleições

prefeituraNesta sexta-feira (09), a Justiça Eleitoral da Paraíba cassou o mandato do prefeito e do vice-prefeito de Triunfo, no Sertão paraibano, Damísio Mangueira (PMDB) e José Alberto Feitosa (PSDB).

Com a decisão do juiz José Irlando Sobreira, da 37ª Zona Elietoral, novas eleições devem acontecer na cidade.

A cassação decorreu de uma ação de impugnação de mandato eletivo movida pela coligação que perdeu as eleições de 2012. Segundo o juiz, houve abuso de poder político, compra de votos e irregularidades na prestação de contas dos gestores. Ainda cabe recurso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A acusação argumentou que Damísio fez uma série de gastos que não foram contabilizados na prestação de contas e também usou bens em serviços do poder público municipal em favor da campanha eleitoral. A coligação afirmou ainda que os candidatos doaram um terreno público e ofereceram cargos na administração municipal a eleitores como forma de obter votos.

Nos autos, Damísio e José Alberto apresentaram defesa inicialmente afirmando que ação tinha sido movida fora do prazo legal. Eles afirmaram também que não havia provas no processo que motivassem qualquer tipo de penalidade. O juiz rejeitou os argumentos.

Comos os dois cassados tiveram 58, 58% dos votos válidos, o juiz determinou que sejam realizadas novas eleições em Triunfo. Segundo o Código Eleitoral, no caso de nulidade de mais de 50% dos votos apurados um novo pleito deve ser marcado no prazo máximo de 40 dias. Ficou decidido também que o presidente da Câmara Municipal deve assumir a prefeitura de forma interina.

 G1

Polícia encontra arsenal em poder de agricultor na Zona Rural de Triunfo

De posse de um mandado de busca e apreensão, o Serviço de Inteligência do 6º Batalhão de Polícia Militar de Cajazeiras, esteve no Sítio Deserto, Zona Rural de Triunfo, Sertão da Paraíba.
Na Residência do Agricultor, Gerson Lima de Sousa foram encontradas: duas Espingardas, calibres, 28 e 36, duas Espingardas de fabricação caseira, 01 Fuzil modelo F.O. 01 Revólver calibre 38, e 01 extrator de espoleta.
A denúncia saiu do Senhor, Raimundo Correia, dando conta que o acusado, tinha um grande armamento em casa, e já tinha lhe ameaçado de morte com um Revólver.
O Agricultor, juntamente com as foram encaminhados para a Delegacia de Cajazeiras.

Folha do Sertão

Comunidade dos 40, em Triunfo, luta pelo reconhecimento como remanescente de Quilombola

O ano de 1952 marca o início da história da “Comunidade dos 40”, na cidade de Triunfo (PB), com a chegada de parte da família Pereira, oriunda de Pombal (PB), após vários conflitos registrados naquela cidade. Questões internas, como brigas, ameaças, disputas por terras, incêndios em plantações, fizeram com que quarenta integrantes de uma mesma família resolvesse procurar outro local para se estabelecerem, por conta da violência instalada, resultando, inclusive, em mortes.

Em 2008, foi inaugurada a “Praça dos 40”, em homenagem aos 50 anos da chegada da família a Triunfo

 

Desta forma, em 1952, os moradores de Triunfo viam entrar na cidade um grupo de quarenta negros, entre homens, mulheres e crianças, procurando um local tranquilo para viver. Após ter passado por São José de Piranhas (PB) e Quixeramobim (CE), o grupo foi orientado pelo místico José de Moura, muito conceituado e procurado na época, a se estabelecer em Triunfo, ainda pertencente ao município de São João do Rio do Peixe.
Recebidos pela família Teodoro, os quarenta negros, que descobriu-se recentemente serem remanescentes de uma comunidade quilombola de Pombal, se estabeleceram inicialmente no Sítio Gamela, onde passaram a trabalhar na agricultura e na produção de farinha de mandioca. Já na vila, os homens passaram a realizar serviços braçais e as mulheres foram trabalhar nas casas das famílias locais.
Atualmente, a luta dos descendentes dos pioneiros, estimados em mais de 150 pessoas, mantendo tradições como uma banda cabaçal, é pelo reconhecimento oficial da Comunidade dos 40 como remanescente de um Quilombola, passando a usufruir dos benefícios assegurados às várias comunidades descobertas no Brasil nos últimos anos.
Lenilson Oliveira (Revista Destaque 81, Jun/2012)

Fonte: DestaquePB, com Lenilson Oliveira (Revista Destaque 81, Jun/2012)
Focando a Notícia