Arquivo da tag: torcedores

Ônibus com torcedores do Grêmio sofre acidente e deixa um morto e mais de 40 feridos

Um ônibus que viajava para Porto Alegre para o jogo entre Grêmio x Internacional sofreu um acidente no km 209 da BR 386 ao colidir com uma van. Na fatalidade, um homem morreu, que foi o condutor do veículo que se chocou com o ônibus gremista, e 46 pessoas ficaram feridas e precisando de atendimento por volta das 6h10 da manhã deste domingo (3).

A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) alegou que 35 passageiros ficaram com ferimentos leves, sete com ferimentos moderados e quatro pessoas estão em estado grave.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou as informações. De acordo com relatos, o condutor de uma van invadiu a faixa contrária da pista e se chocou de frente com o ônibus que levava os torcedores do Grêmio à capital do Rio Grande do Sul. Depois da forte colisão, o veículo com os gremistas desceu um barranco.

O condutor da van era o único ocupante do veículo e veio a óbito no momento do acidente. As autoridades esperam a chegada da perícia para a retirada do corpo do homem morto e dos veículos no local da fatalidade.

 

Site Torcedores

 

 

Torcedores invadem CT do Fluminense e encurralam jogadores

Um grupo de torcedores, composto em sua maioria por membros de organizadas, invadiu o CT do Fluminense na manhã deste sábado (28) para protestar em razão da má fase do time tricolor e cobrar os jogadores.

Os torcedores derrubaram um dos muros de metal que cerca o CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, no Rio, para entrar no local. No momento em que eles entraram, os atletas do Fluminense faziam um trabalho físico na academia e foram surpreendidos com a invasão.

Um vídeo filmado por um dos invasores mostra os jogadores encurralados em uma parede ouvindo as cobranças dos manifestantes, muitos deles membros da organizada Young Flu. Não houve agressão, mas os torcedores foram duros em suas cobranças e criaram um clima hostil. Eles exigiram comprometimento e raça dos jogadores.

Edgard Maciel de Sá

@edmacieldesa

Os jogadores estavam na academia do CT quando houve a invasão na manhã deste sábado. Eles foram imprensados em uma parede e ouviram as cobranças do membros de torcidas organizadas do Fluminense. O vídeo abaixo foi filmado por um dos invasores

Vídeo incorporado

“Queriam a demissão do Oswaldo? Agora têm que ganhar”, disse um deles, em referência à saída do técnico Oswaldo de Oliveira, demitido nesta sexta-feira (27/09/2019) após o empate em 1 x 1 com o Santos no Maracanã. No entanto, o motivo principal da saída do treinador não foi o resultado da partida, mas sim a briga com o meia Paulo Henrique Ganso.

Metrópoles

 

 

 

Torcedores do SP que espancaram palmeirense são banidos de ir aos jogos

Simon Plestenjak/UOL
Simon Plestenjak/UOL

A Justiça de São Paulo acolheu um pedido do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) e abriu processo criminal contra cinco torcedores do São Paulo acusados de espancar um torcedor do Palmeiras na estação Barra Funda do Metrô, na capital paulista, em janeiro deste ano. Desde o começo do mês os são-paulinos, agora réus, ficam proibidos de ir a estádios acompanhar partidas do São Paulo no Brasil e no exterior, além de serem obrigados a apresentar-se em batalhões da PM ou do Corpo de Bombeiros duas horas antes dos jogos. A punição é por tempo indeterminado.

Eles só podem sair de lá meia hora depois do término das partidas. Neste período, devem prestar serviços no batalhão e ficam proibidos de acompanhar os jogos pela televisão, rádio ou celular. Caso sejam condenados ao final do processo, podem pegar ainda cinco anos de prisão.

De acordo com a denúncia oferecida pelo promotor Paulo Sérgio de Castilho, a agressão aconteceu no dia 20 de janeiro, por volta das 23h20. Os cinco torcedores do São Paulo — integrantes da torcida organizada Independente — retornavam de uma partida do time contra o Flamengo na Arena Barueri, na Grande São Paulo, pela Copa São Paulo de juniores.

Na Barra Funda, encontraram com a vítima sozinha e uniformizada, um jovem integrante da torcida organizada Mancha Verde, do Palmeiras. Os cinco, junto com outros torcedores não identificados, teriam então pulado a catraca de acesso ao metrô e partido para cima do palmeirense com socos e pontapés. “Corre que aqui é Independente”, teriam gritado alguns agressores antes de começar o espancamento. Houve pânico e correria.

São-paulinos só podem sair de casa para trabalhar ou estudar

Após o espancamento, os integrantes da Independente desceram à plataforma e tentaram fugir de metrô, mas foram detidos pelos guardas da estação e pela PM. Na revista, ainda foi encontrado um projétil calibre .40 com um deles. Alex Camara Santos, Renan Henrique Silva de Freitas, Mário Sérgio Guido Baldi, José Bruno César de Lima Silva e Igor Clarindo Oliveira foram levados à delegacia e depois liberados.

Na decisão que abre o processo, o juiz Ulisses Augusto Pascolati Júnior negou o pedido de prisão preventiva para os cinco são-paulinos, pedido pelo MP. Além da proibição de ir aos jogos do tricolor paulista e ter de passar as partidas em um batalhão, o juiz determinou também que os cinco estão proibidos de viajar sem justificativa e sair de casa durante a noite, finais de semana ou folgas. Eles só podem sair para trabalhar ou estudar.

Caso descumpram as proibições ou não apareçam no Corpo de Bombeiros nos dias e locais determinados, os réus serão presos preventivamente até o final da ação penal. Uma ficha com foto e o nome de cada um será distribuída para o Batalhão de Choque da PM, responsável pela segurança nos estádios, para que os policiais fiquem de olho e prendam os torcedores banidos caso apareçam no estádio.

A punição foi decidida no mesmo dia que a juíza Marcela Caran decretou a prisão preventiva de 31 corintianos no Rio de Janeiro, 25 de outubro. Eles estavam presos desde o dia 23 de outubro depois de uma briga no Maracanã durante a partida entre Corinthians e Flamengo.

Diretores de organizada também passam jogos no Corpo de Bombeiros

Para o presidente da Torcida Independente do São Paulo, Henrique Gomes, episódios de violência envolvendo membros do grupo são lamentáveis. “Eu nem sabia deste caso, mas não tem cabimento isso, repudiamos totalmente”. diz. O próprio Gomes está proibido de frequentar os jogos do São Paulo, junto com outros 11 dirigentes da Independente e da Dragões da Real, outra torcida organizada do time. O dirigente também apresenta-se no Corpo de Bombeiros toda partida do tricolor paulista.

Eles respondem a processo criminal pelo episódio da invasão do CT do São Paulo, no final de agosto, para protestar contra o time e a diretoria. “Naquele caso do CT, perdemos a mão, houve alguns excessos, mas não foi nada demais e já pagamos tudo, estamos sendo punidos com rigor, enfim… olha, se as torcidas não entenderem que está na hora de mudar, vão todas chegar ao fim. Não adianta bater de frente com o sistema, principalmente se você está errado.”

O UOL não conseguiu contato com os cinco acusados da Independente e nem com seus advogados. Nos autos do processo, eles não possuem representantes legais e, caso não arrumem um advogado, serão representados pela Defensoria Pública.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Fla tem explosão de sócios-torcedores em 24h e arrecada R$ 2 milhões

socioConcorrente mais próximo do Palmeiras na luta pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo teve fora de campo uma semana para comemorar. O time rubro-negro viu uma ‘explosão’ de adesões ao seu programa para sócios-torcedores de terça para quarta-feira.

Foram quase cinco mil novos sócios no período. No total, mais de 8,5 mil pessoas aderiram ao programa do time nesta última semana. E em outubro foram pouco mais de 13 mil adesões até aqui, a melhor marca do programa do clube desde outubro de 2013 – naquele mês, segundo dados do site historicofutebolmelhor.com.br, 19.247 pessoas se tornaram sócias da equipe.

A ‘explosão’ de sócios gerou dividendos para os cofres: nada menos do que R$ 2 milhões foram arrecadados.

No total, o Fla é o sétimo no ranking do Movimento por um Futebol Melhor, com 70.092 sócios – Corinthians (132.134), Palmeiras (126.635), Internacional (112.756), São Paulo (110.446), Grêmio (97.169) e Cruzeiro (77.675) estão na frente.*

Como nos concorrentes, a receita do programa de sócio-torcedor é vista como fundamental no Flamengo e ajuda o time em contratações para o futebol profissional. Segundo o Demonstrativo Financeiro de 2015, o clube teve arrecadação bruta de R$ 29,6 milhões com o “Nação Rubro-Negra”.

Para a reta final do Brasileiro, a equipe também aposta na volta ao Maracanã para tentar alavancar o número de adesões e lançou um pacote para as partidas contra Botafogo, Coritiba e Santos. Sócios poderão adquirir entradas para o setor Norte do estádio por R$ 96 (inteira, R$ 32 por jogo) e R$ 48 (meia, R$16 por jogo).

O Maracanã, aliás, verá a volta do Flamengo ao local no domingo, quando a equipe recebe o Corinthians pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 17h.

espn

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Briga entre torcedores do Zamalek e policiais termina em tragédia no Egito

(Foto: Mohammed Youssef)
(Foto: Mohammed Youssef)

Um confronto entre policiais e torcedores do Zamalek antes do duelo da equipe com o ENPPI neste domingo transformou-se em uma verdadeira tragédia no Cairo, capital do Egito. No primeiro jogo oficial com torcida após o Massacre de Port Said, em 2012, 30 pessoas foram mortas e cerca de 20 pessoas ficaram feridas na capital do Egito.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com a imprensa local, o tumulto começou quando cerca de 10 mil integrantes de uma facção organizada do Zamalek chamada Ultras Cavaleiros Brancos tentaram forçar o acesso ao estádio sem ingressos. Os torcedores estavam indignados devido ao fato do presidente do clube ter distribuído boa parte dos 5 mil ingressos disponibilizados para o jogo entre seus conhecidos.

A polícia tentou mas, após a tentativa de barração ser frustrada e os portões cederem, policiais utilizaram gás lacrimogêneo para tentar dispersar os arruaceiros. Diante da pressão, torcedores morreram pisoteados e por falta de ar.
Em represália, os arruaceiros atearam fogo em carros e protagonizaram verdadeiras cenas de selvageria. Os feridos foram levados para o Hospital Ahli Bank.

Mesmo com a tragédia, o jogo, válido pela 20ª rodada do Campeonato Egípcio, foi realizado. O líder Zamalek e o vice-líder ENPPI ficaram no 1 a 1.

O caso acontece cerca de três anos depois do massacre em Port Said, no qual 72 pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas durante a invasão de milhares de torcedores ao campo, após a vitória do Al-Masry sobre o Al-Ahly, em 1º de fevereiro de 2012.

Desde o episódio trágico em Port Said, o governo egípcio restringiu o acesso às partidas. Neste domingo, o Ministério do Interior havia limitado a 5 mil o número de torcedores autorizados a ingressar no estádio e os bilhetes acabaram rapidamente.

LanceNet

Atacante paraibano se despede do futebol e leva mais de 40 mil torcedores a estádio da Alemanha neste sábado

torcidaO atacante paraibano Aílton,que fez sucesso no futebol alemão, se despediu dos gramados  oficialmente neste sábado numa emocionante festa organizada pelo Werder Bremen. O atacante de 41 anos arrastou 40 mil torcedores ao Weserstadion, na Alemanha, palco onde brilhou na última década, para uma partida amistosa. Jogaram o time de 2003/2004, que conquistou o Campeonato Alemão, e as estrelas de Aílton, que contou obviamente com o paraibano, natural de Mogeiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mesmo visivelmente acima do peso, ele marcou três gols na vitória por 8 a 4 e chorou ao apito final. Participaram da festa nomes como Paulo Sergio, Élber, Naldo, Diego, Mineiro, Claudio Pizarro, Torsten Frings e o ex-goleiro Tim Wiese, que deixou a profissão para cuidar do corpo – ficou famoso em seu país por ganhar músculos de fisiculturista.

– Este clube e este time vão ficar para sempre no meu coração. Quero agradecer ao time da temporada 2003/2004, mas especialmente ao técnico Thomas Schaaf. Eu tenho um pai lá no Brasil e um segundo pai aqui na Alemanha – disse.

Aílton atuou por seis temporadas no Werder Bremen, mas a de 2003/2004 é inigualável. Ele marcou 28 gols apenas na Bundesliga e se sagrou artilheiro, campeão e também o melhor jogador em atividade no país. A equipe também ergueu a Copa da Alemanha (feito que já havia sido conquistado em 1999). Desde então, ele rodou por 14 clubes entre Brasil, Europa e Ásia até decidir encerrar a carreira.

Em 2009, o paraibano atuou pela equipe do Campinense.

– Joguei em muitos clubes, mas no meu coração só tem um: o Werder Bremen – encerrou.

MaisPB com G1

Torcedores do Sport são detidos após fazerem arrastão em loja de conveniência em Mamanguape-PB

Dezenas de torcedores do Sport Clube do Recife foram detidos na manhã desta quinta-feira (10), acusados de terem saqueado uma loja de conveniência de um posto de combustíveis localizado às margens da BR-101, na entrada da cidade de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba.

20140410171155250347iSegundo o policiamento da 2ª CPM de Mamanguape, que efetuou as prisões dos acusados, os torcedores voltavam da partida entre Ceará e Sport, pela final da Copa do Nordeste, em Fortaleza-CE, e resolveram parar para lancharem na loja de conveniência do Posto Nova Mamanguape. Durante as compras, alguns torcedores pegaram várias mercadorias, como doces, salgadinhos, energéticos, bebidas e cigarros, e saíram sem pagar.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Polícia foi chamada e várias viaturas conseguiram interceptar os dois ônibus em que os torcedores pernambucanos viajavam de volta para casa.

Todos foram conduzidos à delegacia e só foram liberados depois de pagarem a quantia de 2.114,00 (dois mil, cento e quatorze reais), pelos prejuízos e danos causados ao estabelecimento.

 

 

portalmidia

Justiça nega pedido de liberdade provisória de torcedores do Vasco

(Foto: Raphael Zarko)
(Foto: Raphael Zarko)

A Justiça negou o pedido de liberdade provisória aos três jogadores do Vasco presos em flagrante por tentativa de homicídio e outros crimes, após briga entre torcedores da Arena Joinville. A decisão foi tomada nesta terça-feira (17), pela juíza Karen Francis Schubert Reimer. Na sentença, a magistrada salientou que a detenção dos presos se faz necessária para manter a ordem pública e evitar a continuidade deste tipo de violência. Ela classificou os crimes cometidos pelos suspeitos como “hediondos”, de “extrema gravidade”, mediante a “grave violência a pessoa”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Arthur Barcelos Lima Ferreira, Jonathan Fernandes dos Santos e Leone Mendes da Silva foram presos em flagrante no dia 8 de dezembro, após participarem de uma briga generalizada entre torcidas, na Arena Joinville, Norte catarinense. Os torcedores do Vasco foram flagrados em imagens feitas no local, espancando torcedores rivais do Atlético-PR, time que mantinha o mando de campo. Durante o confronto, quatro torcedores foram hospitalizados por causa dos ferimentos das agressões. Um deles ficou internado até sexta-feira (13) pois sofreu fratura no crânio.

No dia seguinte à briga, a Justiça determinou a prisão preventiva dos suspeitos. Com base nas provas coletadas junto a imagens de diferentes mídias, laudos periciais e depoimentos de testemunhas e torcedores agredidos, a Polícia Civil pediu indiciamento dos vacaínos, por tentativa de homicídio, dano ao patrimônio, associação criminosa e crimes ligados ao Estatuto do Torcedor.

Os três homens foram transferidos do Presídio Regional de Joinville para a Penitenciária Agrícola da cidade, na terça-feira (10). Nos dois locais, eles foram mantidos isolados dos demais presos para evitar riscos à integridade física dos torcedores, segundo as direções das unidades.

Apesar de a defesa dos suspeitos alegar que eles possuem emprego, endereço fixo, serem primários e possuírem bons antecedentes, a juíza Karen Francis Schubert Reimer decidiu manter os suspeitos presos em Joinville. “Ao menos por ora, é conveniente a segregação dos acusados para manutenção da ordem pública, para que se afaste da sociedade pessoas que fazem do crime seu meio de vida e para que se evite que a soltura dos acusados sirva de estímulo para que persistam em práticas ilícitas”.

O defensor de Leone Mendes da Silva também pediu relaxamento da prisão em flagrante, negada pela juíza. Conforme a magistrada o indeferimento se deve ao fato de já ter sido homologada e decretada a prisão preventiva do denunciado.

G1

Torcedores do São Paulo e do Flamengo são os mais infiéis, diz pesquisa

torcidaO site AshleyMadison.com, especializado em relacionamentos extraconjugais, fez uma pesquisa com mais de 20 mil pessoas no eixo Rio – São Paulo para descobrir para quais times torcem os usuários infiéis.

 

Na capital paulista, os tricolores correspondem a 29% dos líderes da pulada de cerca. Em segundo lugar da infidelidade estavam os corintianos com 26%. Em seguida, veio o Santos com 14%, depois Palmeiras com 13% e a Portuguesa respresenta 11% dos usuários infiéis.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Entre o público feminino, as palmeirenses são as que mais procuram um caso rápido fora das quatros linhas do casamento: elas correspondem a 27% das usuários que procuram o serviço do site. O Corinthians continua na segunda posição com 25%, depois as são-paulinas com 22% e as torcedoras da Ponte Preta com 2%.

 

Entre os torcedores dos times do estado do Rio de Janeiro, os flamenguistas venceram o clássico Fla-Flu e são os campeões de casos extraconjugais, com 41% dos usuários entrevistados. O Fluminense vem em segundo lugar com 23% entre os homens, depois é a vez dos vascaínos com 20% e o Botafogo corresponde a 9% dos infiéis cariocas.

 

Entre a torcida feminina, as campeãs de puladas de cerca são as vascaínas com 26%, depois as flamenguistas com 21%. Em terceiro lugar, ficam as fãs do Fluminense com 19% e Botafogo com 16%.

 

O site AshleyMadison.com foi criado no Canadá há 11 anos e está presente em 30 países tendo mais de 20 milhões de usuários cadastrados. No Brasil, ele marca encontro extraconjugais desde 2011 e tem 2 milhões de membros.

 

 

Terra

Torcedores fazem fila para comprar ingressos do jogo entre Campinense e Flamengo

Reprodução/Facebook (João da Paz)
Reprodução/Facebook (João da Paz)

Os ingressos para o jogo entre Campinense (PB) e Flamengo (RJ), válido pela segunda fase da Copa do Brasil, começaram a ser vendidos neste domingo (28). Em todos os pontos de venda, torcedores fizeram fila para garantir um lugar no estádio Amigão, em Campina Grande. As duas equipes se enfrentam na próxima quarta-feira (1), às 21h50.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao todo, foram colocados à venda 19.700 mil ingressos. Os preços variam entre R$ 40 (arquibancada geral), R$ 60 (arquibancada sombra) e R$ 120 (cadeira). Crianças de até 12 anos pagam R$ 15. Estudantes e idosos têm direito a meia entrada (é obrigatório apresentar carteira de estudante).

A venda dos ingressos em João Pessoa, segundo a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Rosilene Gomes, começa a partir desta segunda-feira (29), apenas na sede da entidade.

Já os membros do Nação Rubro-Negra do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, programa oficial de sócio-torcedor do Flamengo, poderão assistir ao jogo de graça. O time carioca disponibilizou uma carga de trezentos ingressos para os sócios-torcedores. O número corresponde ao total de associados do programa nos estados.

Pontos de venda em Campina Grande:

Tiago Esportes
Pratik Esportes
Restaurante Recanto Alegre
Três lojas de Rildo Calçados
Secretaria do clube no Edifício Lucas (Inteira e meia entrada)
Loja do Campinense Clube (Inteira e Sócio Torcedor)

Ponto de venda em João Pessoa:

Sede da Federação Paraibana de Futebol (A partir desta segunda-feira, das 09h às 17h com todos os tipos de ingressos disponíveis).

Chances do Campinense

Para garantir a chance de seguir na disputa pelo título, o clube paraibano precisa evitar uma derrota por dois ou mais gols de vantagem. Vencendo, empatando ou perdendo por apenas um gol de diferença, o Campinense conquista o passaporte para o jogo de volta, que acontece no Rio de Janeiro e pode ser realizado no Maracanã.

Segurança no Estádio

A partida terá um forte esquema de segurança para evitar confusões entre os torcedores. O comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar de Campina Grande, Tenente Coronel Souza Neto, confirmou nesta sexta-feira (26) a proibição da entrada de torcedores com camisas de outros adversários das equipes da Paraíba e do Rio de Janeiro.

“A decisão é minha e não serão permitidas camisas de clubes rivais. O jogo é entre Campinense e Flamengo e qualquer pessoa que tente entrar com camisas que levem a provocação dos torcedores será barrada”, afirmou.

Camisa da torcida do Treze

A torcida do Treze, arquirrival do Campinense em Campina Grande, já estava preparando um reforço à torcida do time carioca. Foram confeccionadas camisas onde o lado direito reproduzia o uniforme trezeano e do lado esquerdo o uniforme rubro negro.

 

 

Felipe Silveira, Portalcorreio