Arquivo da tag: torcedor

MPPB vai fiscalizar retomada do futebol da PB e impõe mais segurança ao torcedor

O Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) e o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon) instauraram portaria conjunta para acompanhar a eventual retomada do Campeonato Paraibano de Futebol 2020. Os órgãos de fiscalização querem, com essa medida, evitar a violação de regras de isolamento social e garantir a prevenção ao contágio pelo novo coronavírus no Estado, bem como prevenir suposta lesão aos direitos coletivos do torcedor consumidor.

Segundo o coordenador do Nudetor, o procurador de Justiça Valberto Lira, o eventual retorno do campeonato, ainda que sem público nas praças esportivas, na atual ‘situação de emergência’ em saúde em que se encontra o Estado da Paraíba, incentivará a aglomeração de pessoas no entorno dos estádios em dias de jogos e possível quebra das regras de isolamento social e outras regras de prevenção à covid-19, podendo, assim, gerar risco à vida e à saúde do consumidor torcedor.

Por conta disso, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) será notificada para que apresente, no prazo de cinco dias, informações sobre os protocolos de prevenção a serem adotados para evitar a contaminação pela covid-19 em eventual retorno do campeonato de futebol. Também deverá informar, dentre outras questões, como estão sendo controlados os exames para detecção da doença nos jogadores e na comissão técnica dos clubes; a relação dos estádios que presumidamente serão utilizados nos jogos deste ano; quais clubes estão realizando testes nos jogadores e comissão técnica e quantas pessoas – dentre jogadores e membros da comissão técnica – tiveram resultado positivo para a covid-19, discriminando as quantidades por clube.

O MPPB também vai oficiar o secretário estadual de Saúde para que ele informe, no prazo de cinco dias, a previsão de retorno das atividades desportivas na Paraíba, considerando os dados técnicos e científicos de evolução do contágio da doença no Estado, bem como possíveis consequências advindas de um retorno precoce e se a FPF apresentou protocolos para prevenção de contágio pela covid-19 para o retorno das atividades dos clubes.

Conforme informaram o coordenador do Nudetor, o diretor e o vice-diretor do MP-Procon, os promotores de Justiça Francisco Glauberto Bezerra e Francisco Bergson Formiga, os prazos para o envio das informações são improrrogáveis, tendo em vista a situação de emergência em saúde pública e que uma atuação tardia poderá gerar prejuízo irreparável à coletividade.

Retomada do campeonato

Os integrantes do MPPB explicaram que os órgão tomaram conhecimento, através de reportagens locais, da ocorrência de reuniões, nos últimos dias, entre a FPF e alguns dos clubes de futebol das séries A que disputam o Campeonato Paraibano de Futebol, para debater a retomada do campeonato em meados de julho deste ano, apesar da atual situação de emergência em saúde no Estado da Paraíba devido à pandemia do novo coronavírus. “Numa visão profética, a FPF, por sua própria decisão, já definiu o calendário de retorno das partidas, iniciando no próximo dia 18 de julho e concluindo no dia 09 de agosto do corrente ano, mesmo sem a confirmação da autorização do Governo do Estado. É desejo de todos, torcedores, atletas, funcionários dos clubes, dirigentes, imprensa, que os esportes voltem às atividades, com planejamento responsável, ressaltando que este retorno, que esperamos ocorra em breve, não envolve nem depende, apenas, dos dirigentes da entidade e de seus filiados, porque outros atores integram no antes, no durante e no depois de jogo, em praça esportiva”, argumentou Valberto.

Os representantes do MPPB destacaram que o Governo Estadual decretou ‘situação de emergência’ em saúde em decorrência da pandemia e recomendou uma série de medidas voltadas ao isolamento social, dentre elas a suspensão de eventos desportivos, além de proibir a aglomeração de pessoas, para reduzir o risco de contaminação da população pelo novo vírus.

Argumentaram também que o Decreto nº 40.304, publicado no último dia 12, dispõe sobre a adoção do plano “Novo Normal Paraíba”, estabelecendo medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio pela covid-19 e recomendações aos municípios e ao setor privado, mencionando que os equipamentos públicos de cultura e esporte, pertencentes ao Estado, permanecerão fechados até ulterior deliberação. Também lembraram que o Estado já registra mais de 31.700 casos confirmados da doença e 709 óbitos por covid-19.

Segundo os membros do MPPB, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já se manifestou sobre a desinfecção em ambientes públicos, através nota técnica, concluindo que não foram encontradas evidências científicas de que o uso dessas estruturas para desinfecção sejam eficazes no combate ao novo coronavírus, podendo, diante de novos estudos, ser modificado este posicionamento, a qualquer momento.

paraiba.com.br

 

 

Torcedor se fere ao ser atingido por rojão na área externa do Almeidão

Um homem não identificado ficou ferido ao ser atingido na cabeça por um rojão no estacionamento do estádio Almeidão, no bairro do Cristo Redentor, Zona Oeste de João Pessoa, na noite desta quarta-feira (29).

O fato ocorreu antes do início da partida final da Copa do Nordeste 2019, disputada entre Botafogo-PB e Fortaleza. O ferido, que estava vestido com camisa de uma torcida organizada do Belo, foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Profissionais da instituição de saúde relataram à TV Correio que o quadro clínico dele não é grave.

Até o fechamento desta matéria, não foi esclarecido como o torcedor teria se machucado e quem teria disparado o rojão.

*Com informações de Jonas Batista, da TV Correio

 

 

Torcedor do São Paulo morre ao tentar mudar de setor de arquibancada no Morumbi

 (Foto: Marco Galvão/FotoArena/Estadão Conteúdo)
(Foto: Marco Galvão/FotoArena/Estadão Conteúdo)

Neste domingo (25), durante o clássico entre São Paulo e Corinthians, pelo Campeonato Paulista, um torcedor são-paulino caiu do alto da arquibancada do Morumbi para fora do estádio, pouco antes do início da partida. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital.

De acordo com outros torcedores que estavam presentes no momento do acidente, ele tentou trocar de setor no estádio pulando a grade que faz a separação das arquibancadas amarelas para as verdes. Essa prática, apesar de muito arriscada e ilegal, é bastante comum nos jogos da equipe tricolor.

No entanto, ao tentar fazer a manobra, o torcedor subiu no anel superior, na parte mais alta do estádio, se desequilibrou e caiu para o lado de fora do estádio Cícero Pompeu de Toledo, próximo ao portão 17.

Segundo informações da Polícia Militar, com a queda, o torcedor, identificado como Bruno Pereira da Silva, caiu sobre um carro da imprensa e teve ferimentos graves na cabeça.

A assessoria de imprensa do São Paulo afirmou que ele recebeu massagem cardíaca ainda no estádio e foi levado para o Pronto Socorro do Campo Limpo, onde recebe atendimento, mas faleceu.

Antes de ser confirmada a morte do torcedor, clube emitiu uma nota lamentando o acidente.

Clássico

São Paulo e Corinthians se enfrentaram pela 11ª rodada do Paulistão. O jogo teve torcida única, como tem acontecido em todos os clássicos disputados no Estado, por determinação da Justiça. Mais 45 mil ingressos foram adquiridos pelos são-paulinos neste dia para acompanhar o confronto. A partida terminou em 1×1, com gols de Maicon e Jô.

Veja a nota do São Paulo na íntegra:

“O São Paulo Futebol Clube lamenta o acidente envolvendo um torcedor antes da partida contra o Corinthians neste domingo (26), no Morumbi. O clube informa que prestou o atendimento imediato logo após a queda do torcedor que tentava acessar outra parte do estádio pulando sobre uma das divisões de setor da arquibancada. O torcedor acidentado foi atendido pela equipe médica contratada pelo clube e levado pela ambulância imediatamente para o Hospital Municipal do Campo Limpo. O clube segue acompanhando o caso.”

 

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Satisfeito como torcedor, Abel destaca coletivo forte em triunfo sobre o Vasco

O bom desempenho na estreia do Campeonato Carioca, com vitória por 3 a 0 sobre o Vasco neste domingo, no Nilton Santos, deixou Abel Braga satisfeito como um torcedor. Foi o que revelou o comandante do Fluminense em entrevista coletiva após o clássico. Ainda com alguns pontos a serem corrigidos na equipe, porém, com a força do coletivo, o treinador vibrou ao ver a torcida feliz.

Abel sentiu o calor da torcida durante a partida. Na saída de campo, foi aplaudido de pé pelo público. Retribuiu o carinho com acenos.

– A minha satisfação é igual a do torcedor, não tenha dúvida disso. Hoje fez muito calor, jogamos na terça-feira e o Vasco, não. Cumprimos muito o que combinamos. Ver o torcedor pulando na arquibancada foi muito bom. Mas não vamos sair daqui achando que está tudo bem. Erramos muito até os 20 minutos do primeiro tempo. Contra o Criciúma, viramos o jogo, coisa que não acontecia no ano passado. E hoje melhoramos após os 20 minutos que não fomos bem – analisou o comandante.

Abel ainda elogiou muito a parte defensiva e o espírito coletivo de sua equipe. Gostou do “teste” feito com o jovem volante Luiz Fernando e não poupou elogios aos equatorianos recém-chegados:

– Não levamos gols, tivemos 11 escanteios contra. O Vasco é o time que mais aproveita a bola parada no Brasil. Então, o nosso aproveitamento foi quase 100%. Futebol tem dessas coisas. Tiramos um peso dos 10 jogos sem vitória contra o Criciúma. Hoje fizemos coisas interessantes. Quem entrou foi bem. Queria ver ainda o Luiz Fernando, vi logo em um clássico contra dois meias fantásticos, como o Nenê e o Andrezinho. Estamos formando um coletivo forte e, a partir daí, as individualidades vão aparecer. O Orejuela foi fantástico, o Sornoza foi bem. A relação humana está muito bem, isso para mim é tudo. Eu encontro um grupo feliz. E não deixará de ser assim nas derrotas.

abel braga (Foto: andré durão)Abel Braga durante boa vitória do Flu em clássico contra o Vasco (Foto: André Durão)

A íntegra da coletiva:

Dourado
Às vezes, a gente olha só para a bola. E não repara quem se movimenta para receber. Quantas vezes chegamos na cara do Martín Silva sem ele aparecer? Isso mostra a importância dele, a inteligência dele. E olha que só tínhamos o Wellington como jogador rápido pelo lado. Foi legal. A torcida vai entender a importância dele. Ele batalha com os zagueiros, ele quem comanda o time para marcar alto. É a nossa referência. A gente está bem no ataque e bem na defesa, com o Renato e o Henrique. Mas falta muito. A nossa recuperação tem de ser a melhor possível. Temos de jogar na quarta em Bangu, e lá vocês sabem como é difícil, ainda mais com o calor que anda fazendo. Estou muito feliz. Na primeira reunião com o Marcelo, falei que só não queria lateral esquerdo. Estou encantado com o Leo. No jogo passado, em Juiz de Fora, estava inibido ao estar do meu lado. Mudou e melhorou. Já me acostumei com ele. Ele me falou que ganhou uma bola no alto do Thales. E isso é legal. É trabalho, após os treinos. Duas atuações em dois jogos.

Animado?
Estou animado, claro, pelo torcedor. No ano passado, estava preocupado e decepcionado como eles. Meu lado tricolor mexeu ao ver o público cantando hoje. Isso mexe, dá confiança. Volto a frisar: não queria jogar clássico na primeira rodada. Deu o resultado, mas falta muita coisa. Temos de melhorar e criar mais situações de jogo.

Orejuela
O rapaz deu show hoje. Orejuela deu show de primeiro volante. Falei que não gostaria de usar o Douglas como primeiro volante, a não ser em situação de jogo. Eu tiraria 65% da capacidade dele. Vasco deixou o paraguaio (Julio dos Santos) centralizado e adiantou o Andrezinho para a linha do Nenê. Tomei sufoco. O Sornoza tinha de ir para trás, para pegar o André. Depois, coloquei o Luiz Fernando e adiantei o Douglas. E pararam de acontecer as jogadas perigosas deles. Ele foi muito bem ao cumprir o que foi pedido.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Torcedor-mirim do Flamengo tieta Val e declara amor ao Bota-PB na Série C

(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)
(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)

O árbitro Francisco de Paula dos Santos apitou o fim da partida entre Botafogo-PB e Remo, pela Série C do Brasileiro, e, como geralmente acontece, a torcida alvinegra que fica na arquibancada sombra esperou a saída dos jogadores do time para aplaudir um a um. Mas desta vez, além dos aplausos, se ouvia também o nome do volante Val se destacando entre os demais gritos. O jogador, então, se aproximou do fosso que separa o campo dos torcedores e lá estava Pedro Antônio, de 10 anos, pedindo uma foto.

Pedro é filho do jogador de vôlei de praia paraibano Jorge, mas é carioca e torce pelo Flamengo, time que o volante Val defendeu em 2013. Por isso, o jogador foi tietado pelo garoto após a partida. O pequeno ainda teve a chance de ver o que nunca viu o jogador fazer na época do Rubro-Negro, que foi marcar um gol. Val abriu o placar para o Belo contra o Remo e fez a alegria de Pedro.

– Eu adorei, foi muito bom. Eu não moro aqui, mas acompanho o time e, quando eu vier, vou torcer muito também. Já sou Botafogo e queria poder entrar com o time em campo – disse o novo torcedor do Belo.

Bruno, Bernardo e Pedro Antônio, Botafogo-PB (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)Ao lado do irmão Bruno e do primo Bernardo, Pedro Antônio faz a festa na arquibancada do Estádio Almeidão
(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)

De férias em João Pessoa, Pedro e seu irmão Bruno foram levados ao Estádio Almeidão pela primeira vez pelo pai nesse sábado. Junto com eles, o primo Bernardo, que já é torcedor do Alvinegro e já frequenta o Almeidão há mais tempo.

– Eu estou voltando para morar em João Pessoa, mas só vou poder trazer o restante da família no final do ano por causa da escola. Ele está de férias aqui, mas volta para o Rio na próxima sexta-feira. Como ele gosta muito de futebol e entende tudo, eu o trouxe para ver o jogo do Botafogo, e ele adorou, até porque vamos morar aqui e por isso vamos frequentar o Almeidão mais vezes – contou Jorge.

globoesporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Vinicius, do Fluminense, recebe ameaça de torcedor do Palmeiras

Vinicius, meia do Fluminense Foto: Nelson Perez / Fluminense
Vinicius, meia do Fluminense Foto: Nelson Perez / Fluminense

O meia Vinicius, do Fluminense, sofreu uma ameaça através do Instagram de um torcedor do Palmeiras, adversário do Tricolor Carioca na noite desta quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil.

“É uma pena que tenham atitudes como essa, diria lamentável… Deus é tudo e me livre de todo o mal, Amém… Pra cima deles, Fluzão! Foco total”, postou Vinicius, que recebeu o apoio de diversos torcedores do Fluminense.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Quero te dizer pra vc pensar bem no jogo de amanhã contra o Palmeiras. A cada atitude, toque e principalmente chute ao gol, porque se for gol, meu amigo… É a vida sua e da sua família que conheço muito bem que está em jogo”, diz parte da postagem de ameaça, feita por um usuário identificado como Gabriel Santos.

Confira abaixo a postagem completa de ameaça do palmeirense.

A ameaça recebida por Vinicius

Extra

Torcedor é preso por injúria racial em jogo do Campeonato Paraibano

(Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)
(Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)

Mais um lamentável caso de injúria racial foi registrado durante uma partida de futebol. Lucena e Santa Cruz de Santa Rita empatavam por 2 a 2 no Estádio Amigão pelo Campeonato Paraibano quando um torcedor do time de Santa Rita foi preso em flagrante por xingar um membro da comissão técnica do Lucena, após chamá-lo de “macaco”. As informações foram confirmadas na manhã desta sexta-feira pelo delegado Luís Carlos, que atendeu à ocorrência na Central de Polícia de Campina Grande.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Após o jogo no Amigão, um cidadão (a identidade do acusado foi revelada pelo delegado, mas a reportagem preferiu omiti-la) foi detido em flagrante pela acusação de injúria racial contra o preparador de goleiros do Lucena, Robério Epaminondas. Robério foi chamado de macaco durante alguns momentos do jogo. Nós escutamos três testemunhas, duas delas confirmaram o fato e uma negou. O acusado foi preso, mas pagou uma fiança de R$ 400 e em seguida foi liberado. Agora, nós vamos ouvir outras testemunhas e dar segmento às investigações – explicou o delegado.

O caso nem de longe é isolado no país. Já este ano, a jogadora de vôlei Fabi, do Sesi-SP e da seleção brasileira, também sofreu com xingamentos racistas durante uma partida válida pela Superliga feminina de vôlei, em Minas Gerais. Na oportunidade, Fabi relatou que um homem na arquibancada proferiu expressões como “macaca quer banana”, “macaca joga banana”, entre outras, em sua direção.

Dentro de campo, Lucena e Santa Cruz-PB fizeram uma partida bastante movimentada, com quatro gols e ainda um pênalti perdido, que acabou com o empate em 2 a 2. Na tabela de classificação, o Tubarão do Norte aparece na oitava colocação, com quatro pontos conquistados em seis jogos já disputados. Enquanto isso, o Tricolor Canavieiro está no grupo dos quatro primeiros colocados da competição estadual, com nove pontos, ocupando a quarta colocação.

Lucena x Santa Cruz-PB, Amigão (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)Equipes se enfrentaram no Estádio Amigão em partida válida pelo Paraibano (Foto: Silas Batista / GloboEsporte.com)
Globoesporte.com

Em Dérbi, torcedor morre do coração, dez são detidos e ameaça de emboscada detectada

 

(Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)
(Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

O saldo do Dérbi disputado entre Palmeiras e Corinthians na tarde deste sábado, no Pacaembu, foi bastante negativo fora de campo. Dez torcedores foram detidos pela Polícia Militar por diversos motivos, uma ameaça de emboscada da torcida do clube alviverde denunciada por corintianos e um torcedor ainda morreu de infarto na chegada à Santa Casa, para onde foi levado pelos médicos que prestavam serviço no Pacaembu.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O torcedor João Correia Leal Filho, de 60 anos, acompanhava o clássico com seu genro e, no momento em que o Palmeiras abriu o placar, sentiu um forte mal estar. Dois médicos que estavam no local atenderam João no ato e realizaram massagem cardíaca. Ele foi desfibrilado na arquibancada verde do Pacaembu e levado com vida pela ambulância do Pacaembu. Horas depois, a Polícia Militar divulgou que o torcedor morreu no hospital.

Em razão de uma possível demora dos médicos e enfermeiros do estádio, três torcedores foram detidos pela PM por provocação de tumulto. Além deles, mais sete pessoas precisaram ser encaminhadas à delegacia. As razões são as seguintes para a detenção dos outros sete foram incitação à violência, uso de sinalizador (dois membros da Torcida Rasta, do Palmeiras) e uso de artefato explosivo – ainda no primeiro tempo, um rojão foi atirado do setor do tobogã em direção aos corintianos, que ocupavam a parte de visitantes.

EMBOSCADA

Policiais que faziam segurança no Pacaembu receberam denúncias de pessoas diferentes a respeito de uma possível emboscada que torcedores do Palmeiras estavam armando para surpreender os corintianos na saída do estádio. De acordo com o Tenente Razuk, da Polícia Militar, os torcedores do Corinthians foram orientados a permanecer para acompanhamento particular até a estação Clínicas do Metrô.

LANCENET!

Vídeo mostra torcedor da Raposa sendo assassinado a tiros em Campina Grande

Reprodução/ TV Correio HD
Reprodução/ TV Correio HD

As imagens que registram o assassinato do vice-presidente da Facção Jovem do Campinense foram divulgadas nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil. Ele foi morto no domingo (24).

De acordo com as imagens, dois homens de moto se aproximando do bar onde a vítima estava. Ao encontra-lo, o atirador desce do veículo, saca o revólver e atira. Logo depois, o responsável sobe na moto e foge com o comparsa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A polícia investiga a hipótese de briga entre torcidas e pede para que a população colabore com denúncias através do telefone gratuito 197, até que os responsáveis pelo crime sejam identificados.

Assista à matéria exibida na TV Correio HD.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia prende mais um envolvido na morte de torcedor no Arruda

Após prender o primeiro suspeito de participar da morte do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, atingido por um vaso sanitário ao deixar o Arruda na partida entre Santa Cruz e Paraná, a polícia deteve mais um acusado de ter participado do crime. O suspeito Luiz Cabral de Araújo Neto foi encontrado na cidade de Monte das Gamaleiras, no Rio Grande do Norte, e chegou esta manhã à sede do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

preso acusado morte arruda (Foto: Lucas Liausu)
Material de organizada é encontrado na casa do suspeito preso nesta quinta (Foto: Lucas Liausu)

A prisão de Cabral foi efetuada por volta das 7h da manhã desta quinta-feira, num hospital na cidade de Monte das Gamleiras. Ele estava no local pegando alguns remédios controlados que faz uso. Assim que efetuaram a prisão, os policiais foram com o suspeito até a sua casa, na cidade de Passa e Fica, também no interior do Rio Grande do Norte, e encontraram vários materiais da principal e de outras torcidas organizadas do Santa Cruz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com policiais que participaram da prisão, ele confessou ser responsável por jogar um dos vasos que matou o torcedor. Ainda segundo Luiz Cabral de Araújo Neto, a outra privada foi arremessada pela pessoa que ainda está foragida. Everton Felipe Santiago de Santana, que foi preso na última segunda-feira, teria ajudado a retirar os vasos e ajudado a levar até a arquibancada.

A polícia chegou ao novo suspeito depois do depoimento de Everton Felipe, o primeiro a ser preso. Ele identificou o rapaz e informou onde a família dele morava. A mãe de Luiz Cabral foi encontrada na última terça-feira e informou o endereço onde o filho morava e trabalhava.

Os policiais ainda procuram pelo terceiro envolvido no crime, que já foi identificado. Eles devem responder por homicídio qualificado, que prevê uma pena de 12 a 30 anos. A delegada responsável pelo caso, Glêide Ângelo, ainda não se pronunciou oficialmente sobre as prisões.

Entenda o caso

Na última sexta-feira, Paulo Ricardo Gomes faleceu depois da partida entre Santa Cruz e Paraná, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Quando passava próximo ao portão 6 do Arruda, destinado à torcida visitante, ele foi atingido por um vaso sanitário jogado da parte superior da arquibancada. Além dele, outras três pessoas foram feridas, mas estão fora de perigo.

Integrante da maior torcida uniformizada do Sport, ele saiu de casa com uma missão: tirar fotos da uniformizada do Paraná – uma prática comum entre torcidas aliadas em diferentes estados. Na câmera encontrada pelos bombeiros dentro da bolsa da vítima, havia vários registros do jogo.

Por conta do ocorrido, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) interditou preventivamente o estádio do Arruda, obrigando o Santa Cruz a atuar nas duas próximas partidas nos Aflitos e com os portões fechados.

Tentando atenuar a pena, o Tricolor colaborou com as investigações e disponibilizou as imagens das 16 câmeras internas do estádio para a polícia. Ação que fez o coronel Flávio Bione, diretor de segurança do Santa Cruz, ser ameaçado de morte.

Mas foi através do Disque-Denúncia que a polícia chegou ao primeiro envolvido. Everton Felipe foi preso na última segunda-feira na frente de uma escola onde trabalhava, no bairro de Ouro Preto, Olinda. Integrante da maior organizada do Santa Cruz, ele responde a processo na Justiça por porte de arma e já havia se envolvido em uma briga generalizada, no dia 6 de fevereiro, quando a equipe coral enfrentou o CRB, no estádio Rei Pelé, em Maceió, em 2013, pela Copa do Nordeste. A confusão fez o clube ser punido por três jogos de suspensão.

globoesporte