Arquivo da tag: todas

Todas as chapas ainda estão indefinidas na Paraíba, diz Wilson Santiago

wilson-santiagoO presidente estadual do PTB, ex-senador Wilson Santiago, declarou, nesta segunda-feira (9), que a formação das possíveis chapas majoritárias do PSB e do PMDB para as eleições estaduais deste ano na Paraíba, com a escolha de seus respectivos nomes para o Senado, neste momento da pré-camapnha, é apenas “conversa fiada”.

Durante entrevista ao Correio Debate, da 98 FM, Santiago foi questionado se já não estava tarde para ele se definir como senador na chapa de Cássio Cunha Lima (PSDB), pois o mesmo espaço na aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB) já teria sido prometido a Rômulo Gouveia (PSD) e na de Veneziano Vital do Rêgo (PmDB) destinado a Lucélio Cartaxo (PT); e disse que ainda tem tempo para se definir as coligações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apesar de acreditar que os nomes indicados não são os definitivos nas composições, Wilson Santiago disse que em nenhum momento recebeu convite para ser o senador na chapa de nenhum dos pretendentes ao Palácio da Redenção.

O petebista revelou que chegou a conversar pessoalmente com o governador Ricardo Coutinho, mas não chegou a receber nenhum chamado para a composição.

Já em relação ao PMDB, o ex-senador declarou que não recebeu sequer uma só ligação da cúpula do partido.

“Isso deve ser por conta do tamanho da minha insignificância”, brincou Wilson Santiago.

Roberto Targino – MaisPB

Contra falha ‘grave’ de segurança, especialistas recomendam trocar todas as senhas

Um bug descoberto esta semana, batizado Heartbleed, expôs ao longo dos últimos dois anos dados pessoais de usuários da internet, tais como senhas, informações de cartão de crédito e e-mail. Especialistas consideram grave a brecha na segurança e recomendam que todas as senhas sejam alteradas imediatamente.

Heartbleed é uma falha no OpenSSL, uma tecnologia de criptografia de código aberto que é usada por cerca de dois terços de servidores web em todo o mundo. Essa tecnologia está por trás de muitos sites HTTPS, o protocolo de segurança de páginas que coletam dados dos usuários. Esses endereços são normalmente reconhecidos graças ao ícone de um cadeado exibido no navegador que informa ao visitante que as transações e envio de dados são seguras.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo André Carraretto, estrategista de segurança da Symantec, fabricante americana de antivírus, trata-se de uma vulnerabilidade considerada grave pelo setor. “O OpenSSL é usado por companhias de todas as áreas, e o bug permite que criminosos interceptem comunicações entre usuários e serviços. Ao obter as chaves de criptografia, eles têm acesso a todas informações que trafegam pela rede”, explica.

Na prática, os crackers podem aproveitar a falha para roubar dados aparentemente seguros. A vulnerabilidade foi descoberta por um pesquisador do Google que também trabalha em uma companhia de segurança da Finlândia chamada Codenomicon. Embora o Heartbleed seja resultado de um pequeno erro de código, suas consequências são graves e atingem a maioria dos usuários da internet em todo o mundo.

Os pesquisadores publicaram a descoberta no início desta semana, mas afirmam que o bug existe desde março de 2012. Todos os sites que utilizaram a tecnologia nos últimos dois anos podem ter sido vítimas de invasão e roubo de informações pessoais. Um dos pontos críticos da falha é que ela não permite o registro de qualquer pegada, portanto é quase impossível para um serviço identificar uma invasão. “Não dá sequer para ter ideia de quantas senhas foram capturadas nesse período”, diz o professor do curso de engenharia da computação do Instituto Mauá de Tecnologia, João Carlos Lopes Fernandes.

De acordo com Fernando Mercês, pesquisador de ameaças da Trend Micro, companhia japonesa especializada em soluções de segurança em computação em nuvem, é importante que os sites façam a atualização para a versão corrigida do OpenSSL, lançada esta semana. “Como qualquer informação pode ter vazado, é prudente que os usuários troquem todas as suas senhas”, explica o consultor. Google, Facebook, Yahoo e Amazon afirmaram ter resolvido o problema. Entre os sites atingidos pela falha estão OKCupid, Eventbrite e até a página do FBI.

Como a falha atinge grandes e pequenas empresas, destaca Mercês, é interessante que o usuário entre em contato com o seu serviço para saber se atualização do OpenSSL foi realizada. Mesmo que o consumidor realize a troca de suas senhas, seus dados continuarão vulneráveis se a empresa não realizar o upgrade da tecnologia.

Esse é o terceiro bug relevante de criptografia descoberto neste ano. Em fevereiro, a Apple revelou que um erro de programação em todos os seus softwares causava uma falha de segurança quando o usuário se conectava a um site. Semanas depois, um bug similar foi descoberto no protocolo criptográfico TLS, que garante a segurança na transmissão de dados on-line. A falha tornava vulnerável qualquer troca de informação realizada através de apps.

Fernandes ressalta que a troca de senhas deve ser feita mensalmente. “A minha recomendação é que esses dados de acesso sejam modificados uma vez por mês”, explica o professor do Instituto Mauá de Tecnologia. “Diante de falhas como Heartbleed, a modificação deve ser imediata. Eu mesmo já troquei todas as minhas senhas.”

Doze aplicativos de Android, iOS e Windows para proteger suas senhas

Keeper Password & Data Vault (iOS)

O Keeper é um aplicativo bem elaborado que permite o armazenamento de senhas para diversos serviços, como sites de bancos, redes sociais e e-mail. Disponível para diversas plataformas, ele permite que você acesse o conteúdo desejado sem a necessidade de preencher campos como “senha” e “login” nos navegadores, o que torna o processo mais seguro. O programa ainda permite o compartilhamento desses dados com pessoas importantes – como familiares e colegas de trabalho – quando necessário.

Preço: 9,99 dólares (assinatura anual)

Password Safe Pro (Android)

O programa permite que você guarde de maneira segura todas as suas senhas ao criar um banco de dados dentro do seu smartphone. A partir daí, é possível recuperar as informações toda vez que você for acessar um site ou serviço. O aplicativo pode ser encontrado em duas versões: a grátis, que oferece recursos básicos, e a Lite, que custa 10 reais. No primeiro caso, o usuário tem a opção de armazenar seus dados no serviço de nuvem conhecido como DropBox. No segundo, os dados são mantidos dentro do aparelho do usuário.

Preço: a versão básica é grátis, e a versão Lite custa 10 reais.

All My Passwords (Windows Phone)

O aplicativo oferece uma opção segura de armazenamento de senhas aos usuários das plataformas Windows 8 e Windows Phone, da Microsoft. O All My Password permite a criação de pastas para tipos diferentes de serviços, como e-mails e redes sociais, o que facilita a organização dos dados. As informações também podem ser enviadas à sua conta do sistema de armazenamento em nuvem da Microsoft, o Skydrive.

Preço: 2,99 dólares

oneSafe (iOS)

Um dos melhores aplicativos da categoria, o oneSafe é praticamente um cofre virtual. Com ele, além dos dados de login, é possível armazenar números de cartões de crédito, código de portas eletrônicas, documentos de programas como o Word e o Excel, da Microsoft, e até fotos.

Preço: 5,99 dólares

mSecure Password Manager (Android)

Além de oferecer as opções tradicionais de armazenamento de informações , o mSecure é capaz de sincronizar dados com sua versão para desktop e ajudar na elaboração de senhas avançadas para seus serviços. Seu recurso que mais chama a atenção é o “Self Destruct”, que apaga todos os dados do usuário caso seja identificada alguma uma tentativa de invasão por hackers.

Plataforma: Android

Preço: 21 reais

Easy Password (Windows Phone)

O Easy Password é um aplicativo simples que oferece o armazenamento de senhas e logins de seus sites favoritos. Além de enviar suas senhas para seu e-mail, o recurso de backup do programa utiliza o sistema de armazenamento em nuvem da Microsoft, o Skydrive.

Preço: 1,29 dólares

Password Safe (iOS)

O Password Safe é literalmente um cofre digital para iPhones e iPads. Além das senhas e credenciais de acesso a sites na web, o programa também é capaz de guardar dados de contatos, documentos e até fotos privadas. O conteúdo pode ser protegido com a ajuda de uma senha mestra.

Preço: 5,99 dólares

aWallet Password Manager (Android)

Além de armazenar suas senhas, o aWallet traz um módulo para a criação de senhas seguras que pode ser utilizado para qualquer site ou serviço na internet. Suas configurações permitem o armazenamento de informações dentro do próprio smartphone ou em cartões de memória – que podem ser utilizados em outros aparelhos.

Preço: 4,09 reais

Password Jinni (Windows Phone)

O Password Jinni oferece acesso rápido às suas credenciais de acesso gravadas no smartphone. Entre seus principais recursos está a possibilidade de criar e personalizar fichas para o armazenamento de dados, o que garante ao usuário maior controle sobre o aplicativo. Ele também permite que você programe datas para efetuar a troca de suas senhas.

Preço: 3,99 dólares

Handy Safe Pro (iOS)

Na App Store desde 2011, o Handy Safe Pro oferece bons recursos para o armazenamento de credenciais de acesso a sites e serviços na web. Sua interface intuitiva permite a criação de pastas para melhorar a organização de dados, links e anotações. Ele também permite a importação de informações guardadas em aplicativos concorrentes.

Preço: 1,99 dólar

eWallet (Android)

O eWallet oferece recursos avançados para o armazenamento de senhas em smartphones e tablets. O aplicativo traz recursos como pastas para melhorar a organização, gerador de senhas, sincronização com a versão do programa para desktop e busca rápida para facilitar a localização de dados específicos.

Preço: 10,28 reais

PassMinder (Windows Phone)

O PassMinder permite que você guarde sua senhas junto com outras informações, como nome de usuário, endereços de sites importantes e até anotações. Sua interface é extremamente simples, e o programa não oferece recursos de backup na nuvem.

Preço: 0,99 dólares

Veja

 

Concurso dos Correios terá vagas para todas as Capitais

correiosUm dos concursos mais aguardados deste ano é o dos Correios, e edital deverá sair em março ou abril, conforme informou o chefe de gabinete da presidência da estatal, Adeílson Ribeiro Telles.

A organizadora deverá ser definida oficialmente em breve, mas, segundo uma fonte ligada à seleção, há grandes chances de ser o Cespe/UnB. As localidades e o número de vagas também ainda não foram informados. No entanto, o chefe de gabinete havia dito que todas as capitais deverão ser abrangidas e que a oferta será próxima à do último concurso, realizado em 2011, e que teve 9.190 vagas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Enquanto novidades não são passadas, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) cobra a realização do concurso o quanto antes. “A gente vem cobrando há muito tempo, já era para o concurso ter sido aberto no ano passado e nada até agora. Os Correios ficam empurrando com a barriga e não falam nada”, disse o secretário James Magalhães.

 

Por Jornal Correio da Paraíba