Arquivo da tag: tiros

Dois são baleados em Caiçara após troca de tiros

Uma troca de tiros deixou dois feridos na cidade de Caiçara, agreste Paraibano, na noite desta quinta-feira (08).

De acordo com as informações, o fato aconteceu no conjunto Antônio Mariz próximo ao ginásio do cemitério. Populares amedrontados relatavam o fato pelas redes sociais e se ouvia vários disparos, ao final dois jovens foram atingidos e socorridos pelo SAMU, vítimas identificadas até o momento por Tiago e Fone.

A polícia foi acionada e levanta informações sobre autoria e motivação do tiroteio.

 

blogdofelipesilva

 

 

Vigilante é assassinado com dois tiros na cabeça, em Santa Rita, na PB

O vigilante de uma farmácia foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (3), no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa. O homem, identificado como Carlos Alberto Menezes de Coelho Júnior, de 36 anos, era filho de um policial.

O crime aconteceu em uma área comercial no bairro Alto das Populares Segundo a Polícia Civil, as primeiras investigações dão conta que o crime se tratou de uma execução.

Ainda conforme a Polícia Civil, as relações interpessoais da vítima serão investigadas. A perícia identificou que houve cinco disparos, sendo dois na cabeça. Também esclareceu que a vítima estava parada no momento dos disparos e que houve reação nem tentativa de fuga. Até as 6h15 desta terça-feira (4), nenhum suspeito havia sido localizado.

G1

 

Mulher morre dentro de carro após ser atingida por tiros em João Pessoa

Uma mulher de 55 anos morreu após ser atingida por tiros em uma tentativa de assalto no bairro do Tambiá, na noite de domingo (26). Segundo informações da Polícia Militar, a vítima, identificada como Cleuma Moreira da Silva, conhecida como Cléo Silva, foi atingida pouco depois de entrar em um carro de um motorista por aplicativo.

De acordo com depoimento do motorista, Cléo Silva entrou no veículo rapidamente pedindo para que o motorista saísse rápido do local porque dois homens em uma motocicleta estavam se aproximando e iriam assaltá-los. O motorista relatou que chegou a dar partida no carro e um dos assaltantes tentou abrir a porta.

O assaltante não conseguiu abrir e atirou contra o vidro do carro. Um dos tiro atingiu as costas de Cléo Silva. O motorista tentou socorrer a vítima, mas nas imediações da avenida Botto de Menezes, ele parou próximo a um bar para pedir ajuda às pessoas. As pessoas solicitaram uma ambulância do Samu, mas Cléo Silva não resistiu e morreu no local.

Conforme a Polícia Militar, os suspeitos fugiram do local do tiroteio sem levar nada. A PM fez buscas, mas até o início da manhã desta segunda-feira (27) nenhum dos suspeitos tinha sido localizado. Cléo Silva tinha dois filhos.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

12 militares viram réus no caso de carro alvejado por tiros em Guadalupe

A juíza federal substituta da Justiça Militar Mariana Queiroz Aquino aceitou, neste sábado (11), a denúncia do Ministério Público Militar e os 12 militares do Exército viraram réus no caso do carro atingido por dezenas de tiros em Guadalupe. Na ação, um músico e um catador foram mortos.

Os militares vão responder por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro.

Na sexta-feira (10), o Ministério Público Militar denunciou os doze homens pelas mortes do músico Evaldo Rosa dos Santos e do catador Luciano Macedo, no dia 7 de abril. Os dois foram baleados pelos militares, que alegam terem confundido o carro com o de assaltantes.

O documento do MP Militar cita laudos que apontam terem sido disparados 257 tiros de fuzil e de pistola. O carro em que estava o músico, que morreu na hora, foi atingido por 62 disparos. O sogro dele, Sérgio Gonçalves de Araújo, ficou ferido na ação.

A mulher de Evaldo, o filho do casal e uma amiga deles também estavam no veículo e não se feriram.

O catador Luciano Macedo foi baleado quando tentava ajudar Evaldo Santos, que teve o carro atingido pelos tiros quando seguia com a família para um chá de bebê. Ele estava internado desde o dia do crime e morreu no hospital no dia 18 de abril.

Catador Luciano Macedo é a segunda vítima dos mais de 80 tiros disparado por militares — Foto: Reprodução/TV Globo

Catador Luciano Macedo é a segunda vítima dos mais de 80 tiros disparado por militares — Foto: Reprodução/TV Globo

Militares denunciados:

  • Italo da Silva Nunes
  • Fabio Henrique Souza
  • Paulo Henrique Araújo
  • Leonardo Oliveira de Souza
  • Wilian Patrick Pinto
  • Gabriel Christian Honorato
  • Matheus Sant’Anna Claudino
  • Marlon Conceição da Silva
  • João Lucas da Costa
  • Gabriel da Silva de Barros
  • Vitor Borges de Oliveira
  • Leonardo Delfino Costa

Prisão

Dos 12 denunciados, nove estão presos desde o dia 7 de abril, quando aconteceu o crime. Eles aguardam a investigação detidos em uma unidade militar. A defesa dos militares entrou com um pedido de liminar no Superior Tribunal Militar (STM) para acompanharem em liberdade a investigação.

Os outros três militares, que não estão presos, estavam aguardando a decisão da Justiça sobre a denúncia em liberdade. Destes três militares, dois dirigiam as duas viaturas militares que estavam no local onde Evaldo Rosa morreu.

De acordo com depoimentos dos militares, os dois motoristas não atiraram. Também não atirou o soldado Leonardo Delfino, segundo depoimentos prestados na Justiça.

Um parecer do subprocurador do Ministério Público Militar Carlos Frederico sugeriu que os militares aguardassem, em liberdade, o desenrolar do processo. O relator do caso, o general do Exército Lúcio Mário de Barros Góes, a prisão dos envolvidos não pode ser utilizada de forma a antecipar eventual pena aplicada aos militares, sob pena de se ferir o princípio da presunção de inocência.

G1

 

Homem é morto a tiros e irmão fica ferido em Esperança, no Agreste da Paraíba

Um homem foi morto a tiros e o irmão dele ficou ferido na noite da segunda-feira (1º), em Esperança, no Agreste da Paraíba. De acordo com o delegado de homicídios, Henry Fábio, dois suspeitos em uma motocicleta atiraram diversas vezes contra as vítimas.

Segundo o delegado, o caso aconteceu por volta das 19h. A primeira vítima, identificada como Luciano Pereira da Silva, de 38 anos, foi baleada quando caminhava próximo ao antigo Clube Campestre da cidade. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O irmão de Luciano, José Marcos Pereira da Silva, de 41 anos, também foi baleado. Ele foi atingido pelos tiros no bairro José Lopes, minutos depois do irmão ser morto. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Na manhã desta terça-feira (2), o hospital informou que a vítima ferida passou por cirurgia e seu estado de saúde é estável. Até as 12h, as informações da polícia eram de que nenhum suspeito do crime havia sido identificado. A Polícia Civil investiga o caso.

G1

 

Adolescente é atingido por três tiros na saída de festa em Bananeiras

Um adolescente de 17 anos foi vítima de disparos de arma de fogo na madrugada deste domingo (31), ao sair de uma festa em Bananeiras, no Brejo da Paraíba.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima informou que o caso ocorreu na saída de uma festa. Alguns homens se aproximaram e abriram fogo. A vítima foi atingida por três tiros e os bandidos fugiram.

Uma ambulância do serviço médico do município encaminhou a vítima ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Até o momento, ninguém foi preso.

ClickPB

 

Troca de tiros resulta em vigilante baleado na UFPB, em João Pessoa

No final da tarde desta sexta-feira (15), uma tentativa de assalto terminou em troca de tiros e duas pessoas baleadas no campus de João Pessoa da UFPB. Um dos feridos trabalha como vigilante na instituição.

Uma dupla em uma moto se aproximou e abordou o vigilante em uma das entradas do campus. Os suspeitos anunciaram o assalto e pediram que a vítima entregasse a arma. O vigilante reagiu e houve troca de tiros.

O vigilante, que tem 30 anos de idade, foi atingido na panturrilha e garantiu a polícia que conseguiu ferir um dos suspeitos e que ele fugiu em direção a mata. Uma Unidade de Suporte Básico (USB) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e socorreu a vítima para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Ninguém foi preso.

 

PB Agora

 

 

Funcionário público é assassinado com tiros na cabeça ao chegar em casa

Um homem de 51 anos de idade foi assassinado com dois tiros de revólver na cabeça, na noite deste sábado (05),  quando chegava em casa, no Sítio Meia Pataca de Cima, próximo ao Bar de Ademir, na zona Rural da cidade de Esperança.

De acordo informações da Polícia Militar, Roberto Monteiro de Melo era motorista da Prefeitura e eram por volta das 22h45 quando colocava o carro na garagem e foi surpreendido por um desconhecido que chegou atirando.

A esposa do motorista, a agricultora Josinalva Fernandes de Melo, de 50 anos, informou que 15 minutos antes do homicídio ouviu pegadas e batidas na porta. O marido vinha do Bar do Batista onde bebia com alguns amigos e familiares e pediu que ela abrisse a garagem.

Neste momento, ouviu cerca de seis disparos de arma de fogo. Ao abrir a porta, Roberto já estava morto e o criminoso fugiu correndo seguindo destino desconhecido.

A vítima já respondeu a um processo por homicídio ocorrido há aproximadamente três anos, quando cumpriu pena de cerca de um ano e três meses e estava em liberdade. A pessoa que ele matou morava na mesma cidade.

Ainda são desconhecidos os motivos do crime e o autor da ação.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem é morto a tiros dentro de mercadinho em Esperança, PB

Homicídio aconteceu em um mercadinho do bairro Portal, em Esperança. (Foto: Laisa Grisi/TV Paraíba)

Um homem de 43 anos foi morto a tiros dentro do mercadinho que era dono, no bairro Portal, na cidade de Esperança. De acordo com a Polícia Civil, há duas possibilidades para a motivação do crime, a de que ele tenha sido executado ou que foi um latrocínio.

A vítima foi identificada como José dos Santos Nascimento, conhecido na região como Cícero. Ele tinha sido vítima de um assalto em dezembro de 2017, momento em que levaram uma arma que pertencia a ele. Cícero era casado e tinha dois filhos.

Segundo a Polícia Civil, ele havia comentado no bairro que queria se vingar dos assaltantes. Outro detalhe que chamou a atenção da Polícia Civil é que ele caiu com a mão na cintura, onde possivelmente teria esboçado uma reação contra os suspeitos. Só depois do laudo da perícia é que as hipóteses poderão ser confirmadas.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Quadrilha explode Correios, rende empresário e troca tiros com a PM

Reprodução
Imagem ilustrativa

Cerca de 10 homens explodiram a agência dos Correios de Mataraca, no Litoral Norte, e tentaram explodir o Banco do Bradesco da cidade na madrugada desta quarta-feira (13).

O comandante da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar de Mamanguape, major Alberto Filho, informou que durante a ação um empresário foi feito refém e liberado durante a fuga dos suspeitos.

“No momento que o grupo ia chegando na agência dos Correios, o empresário de uma usina ia passando pelo local após ter saído de uma festa e foi abordado pelos homens. Ele foi feito de refém e usaram o seu carro para fechar a rua dos Correios”, afirmou.

Mesmo com a explosão, a quadrilha não conseguiu roubar nenhuma quantia de dinheiro. Eles fugiram em direção ao Rio Grande do Norte e ainda trocaram tiros com policiais. Grampos deixados na pista dificultaram a perseguição.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br