Arquivo da tag: Thiago

Suposto ex de Gugu, Thiago Salvático entra na disputa por herança bilionária

A disputa judicial que envolve a fortuna do apresentador Gugu Liberato ganhou mais um nome: Thiago Salvatico. O chef brasileiro é apontado como namorado do saudoso comunicador e, de acordo com a coluna Direto da Fonte, do jornal O Estado de S. Paulo, buscou o escritório de advocacia Traldi e Saggiori para representá-lo no processo de inventário de Liberato.

A informação foi confirmada pela colunista Sonia Racy: Patricia Saggioro Leal e Mauricio Traldi, sócios do escritório, representam Salvatico no inventário. Além disso, Saggioro declarou: “Thiago foi sim companheiro de Gugu”.

Porém, o representante legal de Thiago Salvatico não deu detalhes a reivindicação do cliente no processo. A coluna também afirma que Gugu e Thiago mantiveram relação estável por cerca de oito anos e, durante esse tempo, viajaram ao redor do mundo dezenas de vezes.

Em sua estreia na Rádio Metrópoles, Leo Dias divulgou, com exclusividade, o nome do companheiro de Gugu Liberato, morto em novembro do ano passado. Ainda de acordo com o jornalista, Thiago, que mora na Alemanha, também mantinha a relação dos dois em sigilo. No entanto, durante essa viagem para Singapura, eles tiraram fotos idênticas, com legendas bem parecidas, mas, claro, sem aparecerem juntos.

 

Metrópoles

 

 

Thiago é prata nos 400m medley; Lochte vence, e Phelps é quarto

Ryan Lochte não tomou conhecimento. Não precisou nem olhar para o lado para ver se Michael Phelps estava por perto. Lá no cantinho, na raia 8, o campeão olímpico de Pequim-2008 parecia inofensivo enquanto seu rival disparava no centro da piscina. Nem mesmo Thiago Pereira se assustou com o então bicho-papão das provas de medley. Saiu do quinto lugar na parcial do peito, assumiu o segundo e não deixou que ninguém roubasse a sua medalha de prata. Com o tempo de 4m08s86, o brasileiro chegou atrás apenas de Lochte (4m05s18), deixando o bronze para o japonês Kosuke Hagino (4m08s94).

Thiago Pereira, Natação, 400m (Foto: Satiro Sodré / AGIF)O sorriso do orgulho: medalha de prata é prêmio à insistência de Thiago (Foto: Satiro Sodré / AGIF)

Phelps? Parecia não acreditar no que via no placar. Aquele número 4 ao lado do nome, marcando 4m09s28 e cinco segundos acima de seu recorde mundial, não estava nos planos. Ainda mais para quem costuma dizer que os 400m medley funcionam como um termômetro. Se tudo sai bem nesta primeira prova, a competição costuma fluir. O sinal não foi bom. Desde Atenas-2004, ele não saía de uma disputa de mãos vazias, sem ouro. A última vez que havia perdido uma final olímpica foi nos Jogos gregos, quando terminou em terceiro nos 200m livre, sendo superado por Ian Thorpe e Pieter van den Hoogenband. Em Londres, o americano também busca um recorde. Será o maior medalhista da história dos Jogos se subir três vezes ao pódio, superando a ex-ginasta Larissa Latynina. Ele tem 16 na coleção, ela ganhou 18.

Da estreia amarga neste sábado, Phelps levará uma imagem. Lembra direitinho quando viu Thiago Pereira crescer no retrovisor.

– Eu me senti estranho nos primeiros 200m e vi Thiago crescendo. Ele estava mais bem preparado e, quando me dei conta, percebi que estava na minha frente e que não daria mais para mim – admitiu.

Preparado e confiante. Nas duas outras participações olímpicas, havia batido na trave. Em Atenas-2004, então com 18 anos, ficou em quinto exatamente nos 400m medley. Quatro anos mais tarde, em Pequim, foi o quarto nos 200m medley. Não queria mais o quase. Foi treinar nos Estados Unidos, voltou e se juntou a Cesar Cielo no projeto PRO 16. Queria a medalha de qualquer jeito e fez o que esteve ao alcance das mãos em sua preparação para não dar margem ao “e se…”. Trabalhou visando à prova dos 200m, mas não desperdiçou a chance na distância que sempre o faz sair da água exausto. Nesta final não foi diferente. Chegou para falar com os repórteres só pensando em um lugar para poder se sentar. Estava exausto, ainda atônito com o que tinha acabado de acontecer. Não conseguia andar direito.

– Esta medalha é mais que um sonho. Foram muitas tentativas e muito sacrifício até chegar aqui, mas valeu a pena. Muita coisa mudou nesses quatro anos no treinamento. Na parte fora d’água, comecei a ter nutricionista, tudo o que precisava em termos de estrutura. Comecei a ter acompanhamento de mais profissionais. Esta era uma prova que já tinha posto na cabeça que não iria mais disputar, e é o que vou fazer a partir de agora. Foi muito bom ganhar essa prata, mas é uma prova muito exaustiva. Quem viu, viu. Eu me surpreendi com o tempo Estou tão cansado que não consigo nem raciocinar direito – disse Thiago.

Sereno, pisou forte no segundo degrau do pódio sem derrubar uma lágrima. Preferia distribuir sorrisos, receber o cumprimento do bicampeão mundial Ryan Lochte e dar uma mordinha na medalha que foi cobiçada por tanto tempo.

Globoesporte.com

Mano convoca Thiago Silva, Marcelo e Hulk para Londres: veja a lista dos 18

O técnico Mano Menezes convocou nesta quinta-feira os 18 jogadores que defenderão a seleção brasileira na busca pela inédita medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Os três atletas com mais de 23 anos são o zagueiro Thiago Silva, do Milan, o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, e o atacante Hulk, do Porto. Assim, o zagueiro David Luiz, do Chelsea, e o lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, estão fora.

– Primeiro que não convoquei o Hulk para o lugar do David Luiz. Nunca me posicionei a respeito de outro zagueiro que não fosse o Thiago Silva. A lista contempla 18 jogadores e precisávamos fazer uma escolha de três jogadores acima de 23 anos. Entendi que o ganho seria grande com um atleta mais experiente do meio para fente, como foi possível ver nos últimos quatro amistosos – explicou Mano.

Mano relacionou ainda quatro atletas como “reservas”, ou seja, que podem ser chamados em caso de lesão depois a estreia da Seleção nas Olimpíadas de Londres: o goleiro Gabriel (Milan, ex-Cruzeiro), o meia-atacante Giuliano (Dnipro, ex-Internacional), o zagueiro Marquinhos (Corinthians) e o volante Casemiro (São Paulo). Até o primeiro jogo, o treinador poderá chamar qualquer um dos jogadores que estavam na pré-lista de 35 (veja a relação aqui).

A relação dos 18 de Mano se baseou no grupo de 23 atletas chamados pelo comandante para os compromissos na Alemanha e nos Estados Unidos (vitórias de 3 a 1 sobre Dinamarca e 4 a 1 sobre os EUA e derrotas de 2 a 0 para o México e 4 a 3 para a Argentina). A principal dúvida do treinador era em relação aos atletas acima de 23 anos, já que David Luiz, Daniel Alves e o goleiro Jefferson, do Botafogo, eram cotados para uma das vagas.

Ainda nos Estados Unidos, Mano revelou que Thiago Silva será o capitão da equipe em Londres. Na opinião do treinador, o defensor reúne todas as qualidades para ser o líder da Seleção na disputa da competição e até mesmo na Copa do Mundo de 2014.

O presidente da CBF, José Maria Marin, convidou os tetracampeões Bebeto e Romário para sentarem ao lado de Mano na convocação, já que os dois foram medalha de prata nos Jogos de 1988. O diretor de seleções, Andrés Sanches, e o chefe da delegação em Londres, Delfim Pádua (presidente da federação catarinense), também participaram da mesa em um hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro.

lista convocados Seleção Brasileira olimpíadas reservas correto 2 (Foto: Editoria de Arte / Globoesporte.com)

Seleção estreia no dia 26 de julho

O Brasil faz parte do Grupo C e estreia em 26 de julho contra o Egito, em Cardiff (País de Gales). Três dias depois, enfrenta a Bielorrússia, em Manchester. O último jogo da primeira fase é contra a Nova Zelândia, em Newcastle, em 1º de agosto.

Se avançar em primeiro lugar, o Brasil enfrentará nas quartas de final o segundo colocado do Grupo D, que tem Espanha, Japão, Honduras e Marrocos. Se ficar na segunda posição, a Seleção pegará o líder da chave D.

Antes do primeiro jogo, o time de Mano fará um amistoso de preparação contra a seleção da Grã-Bretanha, dia 20 de julho, em Middlesbrough. O torneio em Londres marca o retorno de um time de futebol único do Reino Unido às Olimpíadas. Medalha de ouro em 1908 e 1912, a seleção que une jogadores de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, não disputa os Jogos há 52 anos. A estrela será o meia Ryan Giggs, do Manchester United.

mano menezes romario bebeto seleção brasileira (Foto: Mowa Press)Romário, Bebeto e Marin sentaram ao lado de Mano na hora da convocação para Londres (Foto: Mowa Press)

A Seleção vai se apresentar para iniciar os treinamentos na próxima segunda-feira, no hotel Sheraton, em São Conrado, no Rio de Janeiro. A partir daí, o grupo treinará na sede do Flamengo, na Gávea, e na Escola de Educação Física do Exército, na Urca. No dia 16, na parte da noite, a delegação embarca para Londres e ficará hospedada no Sopwell House Hotel & Spa.

Em Londres, Mano comandará as atividades da seleção brasileira no centro de treinamento do Arsenal. Em abril, o presidente da CBF, José Maria Marin, visitou o local e ficou impressionado com as instalações do clube londrino.

O torneio de futebol olímpico será disputado entre os dias 25 de julho e 11 de agosto em seis sedes: Millennium Stadium (País de Gales), Old Trafford (Manchester), St. James Park (Newcastle), Hampden Park (Glasgow), City of Coventry (Coventry) e Wembley (Londres).

Veja a tabela completa das Olimpíadas de Londres:

GRUPO A

Grã-Bretanha
Senegal
Emirados Árabes Unidos
Uruguai

JOGOS

26/7 – Manchester
Emirados x Uruguai
Grã-Bretanha x Senegal
29/7 – Londres
Senegal x Uruguai
Grã-Bretanha x Emirados
1/8 – Coventry
Senegal x Emirados
1/8 – Cardiff
Grã-Bretanha x Uruguai

GRUPO B

México
Coreia do Sul
Gabão
Suíça

JOGOS

26/7 – Newcastle
Gabão x Suíça
México x Coreia do Sul
29/7 – Coventry
México x Gabão
Coreia do Sul x Suíça
1/8 – Cardiff
México x Suíça
1/8 – Londres
Coreia do Sul x Gabão

GRUPO C

Brasil
Egito
Bielorrússia
Nova Zelândia

JOGOS

26/7 – Coventry
Bielorrússia x Nova Zelândia
26/7 – Cardiff
Brasil x Egito
29/7 – Manchester
Brasil x Bielorrússia
Egito x Nova Zelândia
1/8 – Newcastle
Brasil x Nova Zelândia
1/8 – Glasgow
Egito x Bielorrússia

GRUPO D

Espanha
Japão
Honduras
Marrocos

JOGOS

26/7 – Glasgow
Espanha x Japão
Honduras x Marrocos
29/7 – Newcastle
Espanha x Honduras
Japão x Marrocos
1/8 – Coventry
Japão x Honduras
1/8 – Manchester
Espanha x Marrocos

QUARTAS DE FINAL

4/8 – Cardiff
(28) 1A x 2B
4/8 – Manchester
(25) 1D x 2C
4/8 – Newcastle
(27) 1C x 2D
4/8 – Londres
(26) 1B x 2A

SEMIFINAIS

7/8 – Manchester
(30) V28 x V27
7/8 – Londres
(29) V26 x V25)

MEDALHA DE BRONZE

10/8 – Cardiff
(31) D30 x D29

FINAL

11/8 – Londres
(32) V30 x V29

Globoesporte.com