Arquivo da tag: testículos

Homem é esfaqueado nos testículos, na orla de João Pessoa

Um homem de 26 anos foi esfaqueado nos testículos na manhã desta segunda-feira (8), na orla do Cabo Branco, em João Pessoa. De acordo com o posto da Polícia Militar no Hospital de Emergência e Trauma, para onde o homem foi levado, o ex-namorado da companheira da vítima é o suspeito.

A vítima estava com a companheira quando quatro homens chegaram e um deles esfaqueou a vítima três vezes nos testículos.

O homem foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O estado de saúde dele não foi divulgado porque até as 8h ele ainda recebia os primeiros atendimentos na ala vermelha da unidade de saúde. O suspeito do crime não foi preso.

G1

 

Homens com testículos grandes tendem a beber mais, ser mais gordos e ter pressão alta

testiculosPesquisadores da Universidade de Florença, na Itália, descobriram que homens com testículos grandes tendem a ser mais gordos, beber mais e ter pressão alta, fatores de risco para o desenvolvimento de problemas cardíacos. As informações são do jornal The Telegraph.

A pesquisa, que contou com a participação de 2.809 homens com disfunções sexuais, acompanhou os pacientes durante sete anos. Giulia Rasterelli, líder do estudo, explica que o tamanho da glândula pode ser uma nova forma de avaliar o risco de doença cardíaca.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

— Embora o tamanho dos testículos esteja associado à saúde reprodutiva, os resultados indicam que este parâmetro pode ser usado para sinalizar riscos cardiovasculares.

A pesquisa também mostrou que esses homens tendem a ter níveis mais elevados do hormônio luteinizante, que controla a produção de testosterona e afeta o tamanho dos testículos.

No entanto, o estudo não pode ser aplicado para a população em geral, já que foi feito apenas com homens com disfunção sexual, alerta Giulia.

— Mais estudos serão necessários para esclarecer esta relação.

Estudos anteriores mostraram que os homens com testículos maiores tendem a ser mais fértil, o que indicaria boa saúde.

 

R7

Dormir pouco diminui a quantidade de esperma e encolhe testículos

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Se você costuma dormir tarde e acordar cedo ou é do tipo que acredita que poucas horas de sono são suficientes, melhor fazer as pazes com a cama. De acordo com uma nova pesquisa publicada na Cosmopolitan, a falta de sono pode influenciar seriamente na contagem de espermas de um homem.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estudo dinamarquês descobriu que homens que dormem pouco produzem, em média, 30% menos espermatozoides que os demais. Além de retardar o mecanismo, a falta de sono também é responsável pelo encolhimento dos testículos.

 

Os cientistas ainda não têm certeza de como o sono afeta os órgão reprodutores masculinos, mas eles acreditam que noites mal dormidas prejudicam os  níveis de testosterona. Ainda assim, vale lembrar que a contagem de espermas não necessariamente diminui a fertilidade masculina.

 

Outros estudos mostraram ainda que assistir televisão em excesso, ter má higiene e frequentar saunas também provocam as mesmas consequências.

 

Felizmente, nesse caso, é fácil  prevenir e combater os sintomas. Basta ir para a cama mais cedo e dormir, em média, oito horas por noite.

 

 

Terra

Adolescente é executado e perícia encontra pedras de crack em seus testículos

PB Vale

Um adolescente foi assassinado no início da noite desta sexta-feira (18), na localidade conhecida como ‘Sítio Pindobal’, na cidade de Mamanguape no Litoral Norte paraibano. Durante as investigações, os peritos criminalistas encontraram cerca de 35 pedras de crack escondidas nos testículos da vítima.

De acordo com informações da polícia, o jovem foi identificado como José da Silva Neto, 16 anos. Ele residia no Centro da cidade, mas havia sido convidado por um amigo para ir ao sítio. A hipótese é de que a vítima tenha caído em uma emboscada provocada pelo colega ainda não identificado.

José da Silva, segundo a polícia, era conhecido na localidade por envolvimento com o tráfico de drogas e ainda, apontado como autor de diversos assaltos. Seu corpo foi encontrado em um canavial com diversas perfurações provocadas por disparos de arma de fogo.

Pollyana Sorrentino

Homens têm que fazer autoexame nos testículos para afastar risco de câncer

 

Pouca gente sabe, mas, assim como as mulheres  que realizam regularmente o autoexame das mamas para detectar possíveis tumores, os homens também podem e devem conferir com frequência como está o órgão reprodutivo masculino.

O autoexame dos testículos é uma prática recomendada pelos oncologistas e urologistas principalmente porque pode detectar, em seu estágio inicial, o surgimento de tumores. Se diagnosticado no início, por meio do autoexame, as chances de cura do câncer de testículos chegam a ser de 95%, conforme explica José Francisco da Silveira, médico urologista e professor da Universidade Estadual de Maringá.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) recomenda que o autoexame dos testículos deve ser feito, no mínimo, uma vez por mês. Silveira concorda e diz que os homens devem se autoexaminar sempre, atentando-se a qualquer alteração, tanto dos testículos quanto do pênis.

Caso algo de estranho seja percebido pelo homem, durante o autoexame, um médico urologista deve ser procurado imediatamente. “Se surgir algum caroço, independentemente do tamanho, mesmo que não doa, é obrigatório que a pessoa procure um urologista. O câncer de testículo geralmente não dói”, ressalta o médico especialista.


Câncer de testículo pode atingir jovens
: O urologista Silveira informa que o câncer de testículo é mais comum em homens entre 25 e 45 anos. “Atinge uma população jovem e produtiva.

Já que existe a possibilidade de cura, quando diagnosticado e tratado em estágio inicial, é muito importante que o homem se autoexamine sempre e verifique se há qualquer alteração em seu órgão reprodutivo”, reforça o urologista.

Quando comparado a outros cânceres que podem ocorrer nos homens, a incidência de câncer de testículo não é muito alta. Dos tumores malignos que acometem os homem, 5% ocorrem nos testículos, segundo o Inca.

Fatores de risco: Silveira explica que, principalmente na infância, os pais devem consultar o urologista para que seja feita uma avaliação e ver se realmente os dois testículos desceram para a bolsa testicular. “Um dos fatores que é preocupante para o surgimento de câncer nos testículos é quando algum deles [testículos] fica retido na região do abdome ou na região da virilha. Com o testículo nesta localização atípica, a infertilidade também é causada”, explica o especialista.

Além de eventuais caroços nos testículos, o urologista enumera outros sintomas percebidos que podem ser motivos de alerta e justificar uma visita ao médico. “Secreção no canal, independentemente da cor ou da quantidade, que gera coceira ou dor, pode ser indício de alguma doença sexualmente transmissível. Se o homem também encontrar em seu pênis alguma verruga, úlcera e, claro, os caroços nos testículos, devem contatar obrigatoriamente um urologista”, receita o médico Silveira.

Atenção: Segundo o Inca, os principais fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de testículo são o histórico familiar deste tumor, lesões e traumas na bolsa escrotal e a criptorquia (quando não há a descida correta dos testículos até a bolsa testicular).

Raro: A incidência do câncer de testículo é de três a cinco casos para cada grupo de 100 mil pessoas. Ainda que baixa, não vacile.

Fonte: cancerdemamatemcura