Arquivo da tag: terça

Ato público contra projeto de lei que trata de abuso de autoridades acontece na próxima terça

Um ato público contra o projeto de lei que trata de abuso de autoridades  acontece na próxima terça-feira (20), às 13h no Fórum Cível, de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa.

O movimento está sendo promovido pela Associação dos Magistrados da Paraíba, a Associação Paraibana do Ministério Público e a Associação das Prerrogativas dos Delegados da Polícia Civil da Paraíba.

O projeto de lei já foi aprovado pela Câmara Federal, na última sexta-feira (16) e já encaminhado para sanção ou veto do presidente da República, Jair Bolsonaro, no prazo de 15 dias.

 

clickpb

 

 

Avianca tem dez voos cancelados na Paraíba a partir desta terça

Dez voos da companhia aérea Avianca Brasil que tinham a Paraíba como destino ou origem foram cancelados a partir desta terça-feira (16) até o sábado (20) devido à redução da frota da empresa. Conforme lista divulgada pela Avianca, foram cancelados os voos 6194, de Guarulhos, em São Paulo, para João Pessoa, e o 6195, no sentido inverso, em todos os dias da semana.

A empresa está em recuperação judicial e suas operações têm sido impactadas por decisões judiciais que determinaram a devolução de aviões por falta de pagamento. No país todo, ao menos 254 voos foram cancelados. Confira lista dos voos cancelados na Paraíba:

Voos da Avianca cancelados até o sábado na PB

Voo Data Origem Destino
6194 16/04/2019 Guarulhos (SP) João Pessoa
6195 16/04/2019 João Pessoa Guarulhos (SP)
6194 17/04/2019 Guarulhos (SP) João Pessoa
6195 17/04/2019 João Pessoa Guarulhos (SP)
6194 18/04/2019 Guarulhos (SP) João Pessoa
6195 18/04/2019 João Pessoa Guarulhos (SP)
6194 19/04/2019 Guarulhos (SP) João Pessoa
6195 19/04/2019 João Pessoa Guarulhos (SP)
6194 20/04/2019 Guarulhos (SP) João Pessoa
6195 20/04/2019 João Pessoa Guarulhos (SP)

A atualização dos voos cancelados também pode ser visualizada na página da Avianca Brasil.

Na sexta, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que recebeu pedido para cancelar as matrículas de 10 aviões operados pela Avianca Brasil, que pertencem à Constitution Aircraft Leasing.

A frota da Avianca era de 35 aviões, segundo o último número divulgado pela empresa na semana passada.

Passageiros afetados

A companhia aérea disse que vai entrar em contato com os passageiros afetados para oferecer reembolso ou opções de reacomodação.

Também informou que, se as passagens foram compradas por meio de agências, sites de viagem, o passageiro deve entrar em contato diretamente com as empresas.

Segundo a Anac, em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, disponíveis para consulta no portal da ANAC na internet.

Reclamações podem ser feitas pela plataforma Consumidor.gov.br e, caso não sejam atendidas, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do Serviço Nacional de Defesa do Consumidor.

Avianca em crise

Quarta maior companhia aérea do Brasil, a Avianca Brasil entrou em recuperação judicial desde dezembro do ano passado. No dia 5 de abril, os credores aprovaram o plano de recuperação judicial da companhia.

O plano prevê a divisão da companhia em sete Unidades Produtivas Isoladas (UPIs) que serão levadas a leilão marcado para o dia 7 de maio. Tanto a Latam Brasil quanto a Gol concordaram em fazer uma oferta no valor mínimo de US$ 70 milhões para pelo menos uma UPI e seus respectivos ativos.

Segundo o “Valor Econômico”, a frota da Avianca pode ser reduzida para 20, caso a Justiça aceite pedidos feitos por outras arrendadoras de aeronaves. O juiz que homologou o plano de recuperação da Avianca não aceitou o pedido da aérea para que a devolução dos aviões fosse feito gradualmente, até julho.

Nos últimos dias, a companhia aérea também tem enfrentado uma série de problemas com operadores de aeroportos. A companhia está atrasando o pagamento de taxas aeroportuárias, o que tem levado as empresas operadoras a ameaçar de suspensão de voos da companhia

A companhia já atrasou pagamentos nos aeroportos de Guarulhos, Florianópolis, Porto Alegre, Salvador e Fortaleza.

Foto: Divulgação

G1

 

Nascidos em março e abril com conta na Caixa já podem sacar PIS nesta terça

Um novo lote de pagamento do PIS ano-base 2016 foi liberado nesta terça-feira (20) para trabalhadores da iniciativa privada, nascidos em março e abril e que tenham conta na Caixa Econômica Federal. O valor do abono salarial varia entre R$ 80 e R$ 954, conforme o tempo trabalhado com carteira assinada em 2016, e pode ser sacado nas agências da Caixa. A expectativa é de que ao menos 22,3 milhões de pessoas recebam o benefício, estimado em mais de R$ 14,8 bilhões.

Para quem não tem conta na Caixa, o crédito estará disponível apenas daqui a dois dias, ou seja, na próxima quinta-feira (22), sendo que o dia 26 de junho de 2018 é a data limite para que os cotistas do abono salarial  saquem o benefício.

Vale destacar que as pessoas que trabalharam pelo menos 30 dias em alguma instituição pública no ano de 2016 e que tenham os finais 6 e 7 de inscrição, o Pasep estará disponível a partir da próxima quinta-feira (22), também com prazo limite de saque no dia 26 de junho de 2018.

Quem tem direito ao saque do PIS/Pasep de 2016?

Além de ter trabalhado com carteira assinada em 2016, o trabalhador precisa cumprir alguns requisitos para receber o valor do abono salarial. Entre eles, ter remuneração média de até dois salários mínimos, estar inscrito no PIS (Programa de Integração Social) ou no Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) há pelo menos cinco anos e ter os dados informados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Caso você preencha os requisitos para receber o abono salarial, é possível realizar uma consulta no site do Ministério do Trabalho . Para isso, é preciso ter em mãos o número do PIS ou do CPF, além de informar a data de nascimento. A informação aos beneficiários do PIS está disponível no  site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207. Os beneficiários do Pasep têm acesso a mais detalhes no  site do Banco do Brasil  ou pelo número 0800 729 0001.

IG

Aesa prevê chuvas esparsas em áreas isoladas do Brejo para esta terça

A Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) prevê para esta terça-feira (15) céu parcialmente nublado com chuvas esparsas em áreas isoladas do Agreste, Brejo e Litoral.

Já para a região do Semiárido, que contempla Alto Sertão, Sertão e Cariri-Curimataú, a previsão é de céu parcialmente nublado a claro, com máxima de 34º C e mínima de 22º C no Sertão.

Confira a temperatura para as demais regiões do Estado nesta terça-feira:

Litoral – máxima de 30º C e mínima de 22º C
Brejo – máxima de 25º C e mínima de 17º C
Agreste – máxima de 26º C e mínima de 16º C
Cariri-Curimataú – máxima de 29º C e mínima de 16º C
Alto Sertão – máxima de 34º C e mínima de 20º C

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Rota Cultural Caminhos do Frio tem seu lançamento oficial nesta terça em João Pessoa

Será lançada nesta terça-feira (20), no Auditório da PBTUR em João Pessoa, a programação oficial da Rota Cultural Caminhos do Frio2017 Composto por 9 (nove) municípios, Bananeiras, Pilões, Solânea, Areia, Alagoa Grande, Remigio, Matinhas, Serraria e Alagoa Nova o evento une cultura e arte para a população oferecendo oficinas, shows e apresentações culturais.

O projeto que teve início em 2005 na cidade de Bananeiras é promovido pelo Fórum de Turismo do Brejo Paraibano e a cada ano consolida-se com a inserção de novos municípios fortalecendo a Rota Cultural. Neste ano, com o tema “Celebrando a Cultura Nordestina” tem inicio dia 03 de Julho e vai até o dia 03 de setembro.

Para o Presidente do Fórum de Turismo, Sergerson Silvestre o evento tem sua importância na congregação da riqueza cultural que o projeto traz para os municípios participantes, “um evento rico em oficinas e atividades culturais que protagonizam uma semana cheia de atividades no município”.

O Evento movimenta o cenário cultural das cidades envolvidas com atrações populares, festival gastronômico, turismo de aventura e cultural. Além de ser um forte ponto para o turismo e a geração de emprego e renda fortalecendo a economia.

Ascom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Julgamento de ação que pode cassar Temer começa nesta terça (04)

Ailton Freitas / Agência O Globo
Ailton Freitas / Agência O Globo

O julgamento do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer começa nesta terça-feira (4), às 9h. O presidente Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, marcou quatro sessões para analisar o processo. Na ação, o PSDB pede a cassação da chapa que disputou e venceu as eleições presidenciais de 2014, ao alegar que há irregularidades na prestação de contas.

Independentemente da decisão do TSE, cabem embargos de declaração no próprio tribunal eleitoral e recurso extraordinário ao Supremo Tribunal Federal (STF). É o que explica o professor de direito eleitoral da Universidade de Brasília (UnB) Bruno Rangel Avelino. “Com o recurso ao STF, pode ser concedida liminar suspendendo os efeitos de uma possível cassação. Quem vai dar a última palavra sobre o assunto será o Supremo”, adianta. “Trata-se de recursos para casos em que a decisão tem erro, omissão, contradição ou obscuridade.”

Na última semana, o ministro Gilmar Mendes afirmou não ser possível prever a duração do julgamento da chapa. “Não sabemos quantos incidentes vamos ter.” Mendes confirmou que, logo na abertura dos trabalhos, o plenário terá que examinar questões preliminares interpostas pelas defesas de Dilma Rousseff e de Michel Temer. Uma das questões que permeiam o julgamento é a separação ou não dos membros da chapa.

Os questionamentos

Em dezembro de 2014, as contas de campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE. No entanto, o processo foi reaberto após o PSDB apontar irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato.

Tanto Dilma quanto Temer apresentaram defesa ao TSE. A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado.

Já a defesa do presidente Michel Temer sustenta que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos. De acordo com os advogados, não há qualquer irregularidade no pagamento dos serviços.

Na ação, apresentada à Justiça Eleitoral em dezembro de 2014, o PSDB pede que, caso a chapa seja cassada, o TSE emposse como presidente e vice os senadores tucanos Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes (SP), atual ministro dasRelações Exteriores, derrotados na eleição presidencial.

O que está sendo julgado?

O pedido de cassação da chapa Dilma-Temer começou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), com o objetivo de investigar fatos ilícitos ocorridos durante a campanha. Após a diplomação de Dilma Rousseff como presidenta da República, foi proposta uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime). As duas ações tratam do mesmo assunto e serão julgadas em conjunto nas mesmas sessões no TSE.

Essa é a primeira vez que a corte abre uma ação do tipo contra uma chapa empossada. A Aime está prevista na Constituição Federal e tem por objetivo impugnar o mandato obtido “com vícios e ilicitudes”.

Segundo a legislação, a ação deve ser proposta quando o mandato tiver indícios de ter sido obtido com abuso de poder econômico, corrupção ou fraude. Mesmo com o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a ação prosseguiu porque os dois integrantes da chapa podem ficar inelegíveis por oito anos se o TSE entender pela cassação do resultado da eleição de 2014.

Como funciona o rito do julgamento?

A última etapa do processo foi concluída em 28 de março pelo relator, o ministro Herman Benjamin, que enviou aos demais integrantes do colegiado o relatório final. Ao concluir o processo, Herman pediu a Gilmar Mendes a inclusão do processo na pauta, de acordo com a Lei de Inelegibilidade (Lei Complementar 64/1990).

Foram investigados por Benjamin desvios na contratação de gráficas e o recebimento de recursos não declarados durante a campanha. O ministro investigou também repasses possivelmente ilegais feitos pela empreiteira Odebrecht, cujos indícios foram revelados pela Operação Lava Jato.

O voto de Herman Benjamin será conhecido somente no dia do julgamento.

O presidente do TSE marcou para amanhã, às 9h, o início do julgamento da ação. No mesmo dia haverá uma outra sessão, às 19h, horário em que tradicionalmente ocorrem os julgamentos.

De acordo com o cronograma anunciado por Gilmar Mendes, haverá, ainda, uma sessão extraordinária na noite de quarta (5) para dar sequência ao julgamento. Os ministros também poderão dar continuidade à análise da ação na sessão semanal de quinta (6), pela manhã.

Fases

O presidente do TSE concederá a palavra, da tribuna, aos advogados de acusação e aos de defesa das partes envolvidas na ação, nessa ordem. Logo após, será facultada pelo presidente a palavra ao representante do Ministério Público Eleitoral (MPE) para as suas ponderações. De acordo com o regimento da Corte, cada uma das partes poderá falar pelo prazo improrrogável de 10 minutos.

Na condição de relator, de acordo com o regimento interno do TSE, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Herman Benjamin, deverá começar o julgamento com a leitura do relatório da ação, que traz um resumo das diligências feitas, dos depoimentos e provas coletados, das perícias e das providências solicitadas pelo relator durante a fase de instrução processual.

Encerradas essas etapas, o ministro Herman Benjamin apresentará o seu voto. Na sequência votam os ministros: Napoleão Nunes Maia, Henrique Neves, Luciana Lóssio, o vice-presidente do TSE, ministro Luiz Fux, a ministra Rosa Weber e, por último, o presidente da corte eleitoral, ministro Gilmar Mendes.

O tribunal examinará uma série de questões preliminares interpostas pelas defesas de Dilma Rousseff e de Michel Temer na primeira sessão. Além disso, ambas solicitaram mais prazo para análise de provas, em especial as relacionadas aos depoimentos de ex-executivos da empreiteira Odebrecht, que prestaram esclarecimentos a Benjamin somente no estágio final da fase de instrução. Gilmar Mendes confirmou que, independentemente do resultado do julgamento, o STF deve receber recursos da ação.

Composição do TSE

O tribunal é formado por sete ministros: três fazem parte do STF (Gilmar Mendes, Rosa Weber e Luiz Fux), dois do STJ (Herman Benjamin e Napoleão Nunes) e dois vêm da advocacia (Henrique Neves e Luciana Lóssio). Esses últimos são nomeados pelo presidente da República, a partir de uma lista tríplice enviada pelo Supremo.

Estão prestes a serem concluídos os mandatos de Henrique Neves (16 de abril) e de Luciana Lóssio (5 de maio). Porém, com o processo se iniciando amanhã, eles ainda poderão votar.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

TSE começa a julgar chapa Dilma-Temer na próxima terça, diz Gilmar Mendes

dilma_e_temerO presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, anunciou nesta terça-feira (28) que a chapa Dilma-Temer começará a ser julgada pelo tribunal na manhã da próxima terça, 4 de abril. O magistado informou ainda que os ministros da Corte concordaram em reservar quatro sessões para julgar o caso.

Além da sessão da manhã de terça, no mesmo dia haverá uma outra sessão, à noite, no horário em que tradicionalmente ocorrem os julgamentos, a partir das 19h.

Pelo cronograma anunciado por Gilmar Mendes, haverá, ainda, uma sessão extraordinária na noite de quarta (5) para dar sequência ao julgamento e, por fim, na sessão semanal de quinta (6), pela manhã, os ministros do TSE pretendem concluir o julgamento.

O TSE apura desde 2015, a pedido do PSDB, se a chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer na eleição presidencial de 2014 cometeu abuso de poder político e econômico, recebeu dinheiro de propina e se beneficou do esquema de corrupção que atuou na Petrobras.

Mais prazo

O prazo para a última manifestação das defesas na ação se encerrou à meia-noite da última sexta (24). Os advogados de PT, PMDB e PSDB apresentaram as alegações dentro do prazo-limite, mas a defesa da ex-presidente Dilma pediu, antes das alegações finais, que o relator, ministro Herman Benjamin, conceda mais prazo para a análise dos documentos da Lava Jato anexados ao processo.

Ao analisar o pedido, Herman Benjamin concedeu 48 horas, embora os advogados de Dilma tivessem pedido mais cinco dias.

Segundo a colunista do G1 Andréia Sadi, os ministros do TSE discutem conceder mais prazo para as defesas se manifestarem. Se eles acatarem as chamadas preliminares dos advogados, o julgamento pode ser suspenso no dia em que tiver início. Posteriormente, as defesas serão intimadas a apresentar novas alegações finais.

Relatório final

Relator da ação no TSE, o ministro Herman Benjamin pediu nesta segunda (27) – dia em que conclui o relatório final do caso – para a Corte marcar o julgamento do processo.

Também nesta segunda, Herman deu 48 horas para o Ministério Público se manifestar na ação. O prazo se encerra nesta quarta (29).

Cronograma

A Lei Complementar 64, de 1990 – a chamada de Lei da Inelegibilidade – prevê que, no dia útil seguinte à entrega das últimas manifestações das defesas e da acusação, os autos devem ser enviados para o corregedor para que ele elabore seu relatório final em até três dias.

Concluído o relatório, o voto é liberado para julgamento.

Nesse momento, o Ministério Público tem uma nova oportunidade para se manifestar sobre o relatório final, dentro do prazo de 48 horas.

Cabe ao presidente do TSE marcar a data do julgamento. A lei prevê que o caso deve ser submetido ao plenário na sessão seguinte à entrega das alegações finais do Ministério Público.

Entenda o caso

O TSE apura desde 2015, a pedido do PSDB, se a campanha que teve Dilma como candidata a presidente e Temer como vice cometeu abuso de poder político e econômico, recebeu dinheiro de propina e se beneficiou do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

Na ação, apresentada à Justiça eleitoral em dezembro de 2014, o PSDB pede que, caso a chapa seja cassada, o TSE emposse como presidente e vice os senadores tucanos Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes Ferreira (SP), atual ministro das Relações Exteriores, derrotados na eleição presidencial.

Ao longo da fase de coleta de provas, Herman Benjamin determinou a realização de diligências e perícias, quebrou sigilos e ouviu dezenas de depoimentos, como os de executivos e ex-dirigentes da Odebrecht.

Os delatores da construtora relataram ao corregedor do TSE o pagamento de despesas da campanha encabeçada pelo PT e pelo PMDB por meio de caixa 2, o que as defesas negam.

Herman também tomou os depoimentos de empresários donos de três gráficas que prestaram serviços à campanha presidencial de Dilma e Temer em 2014. Essas gráficas são suspeitas, segundo as investigações da Polícia Federal, de terem recebido dinheiro da campanha sem que os serviços tenham sido prestados.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Coreto da Praça Epitácio Pessoa em Bananeiras começa a ser revitalizado nesta terça

douglasUm resgate histórico, esse é o ponto de partida para a revitalização do Coreto da Praça central Epitácio Pessoa em Bananeiras. Construído na década de 20 e transformado em ambiente comercial na década de 60, a obra será revitalizada e terá o seu início nesta terça-feira (14).

A Construtora Pinheiro e Braga, através do engenheiro André Pinheiro de Almeida conduzirão a obra que terá o prazo de entrega de noventa dias. Com o valor totalizado em R$ 93.355,93 (Noventa e três mil, trezentos e trinta e três reais e noventa e três centavos), a obra licitada sofreu atraso na sua entrega devido a trâmites burocráticos na sua desocupação, fato que ocorreu no último sábado (11).

Com o espaço desocupado, o Prefeito Douglas Lucena vistoriou o prédio na tarde desta segunda-feira (13) restando a Construtora dar inicio imediatamente a obra que já possui o seu repasse total depositado por parte do Ministério do Turismo.

Com a assinatura do arquiteto Expedito Arruda, o Coreto atual terá linhas que farão uma homenagem ao antigo espaço que serviu para abrigar bandas de música e eventos que marcaram a história de Bananeiras.

Mais um ponto turístico para uma cidade de exuberantes paisagens naturais,  que faz o possível para manter seu patrimônio histórico cultural, proporcionando aos seus visitantes  uma viagem ao  passado por suas ruas e obras que contam a estórias de Bananeiras.

Ascom-PMB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Nesta terça, Ricardo visita Contorno Rodoviário de Guarabira e inaugura adutora em Belém

CoutinhoNesta terça-feira (21), a partir das 11h, o governador Ricardo Coutinho (PSB) cumpre agenda na região do Brejo paraibano. Ao lado de lideranças políticas da região, o socialista inaugura a adutora de reforça que beneficia os municípios de Belém, caiçara, Logradouro e seus respectivos distritos.

A nova adutora resolve o problema de água nos municípios, uma reivindicação antiga, porque a Lagoa do Matias não atende às necessidades da população e atualmente está operando com o volume morto e se não fosse a adutora os município já estavam em colapso no abastecimento.

A obra tem 10 quilômetros de extensão e já está captando água em Pirpirituba, no açude Canafístula I. Os recursos para a obra foram da ordem de R$ 3,9 milhões e os benefícios são para 40 mil pessoas das quatro cidades.

Ricardo esclareceu que a adutora foi uma demanda apresentada pelos prefeitos e vereadores no Orçamento Democrático Estadual.

“Sem água e sem estrada não temos crescimento, nem desenvolvimento e nós estamos, através de investimentos que são estruturantes, dando condições a essa região para que os municípios possam se desenvolver”, observou.

Contorno Rodoviário de Guarabira

Antes de inaugura a adutora, Ricardo faz uma visita técnica às obras de construção do Contorno Rodoviário de Guarabira, que estão a pleno vapor. Lideranças políticas que integram o grupo Girassóis de Guarabira vão acompanhar o governador na visita, que foi articulada pelo presidente do PSB local, Célio Alves, e pelos vereadores do PSB.

Considerada a maior obra de mobilidade urbana da história de Guarabira, o Contorno Viário João Pedro Teixeira, objetiva desafogar o trânsito dentro da maior cidade do Brejo e Agreste do Estado. Os veículos grandes e pequenos não serão mais obrigados a passar por dentro da cidade, o que melhorará substancialmente a mobilidade de toda a região. Também está sendo construída a rotatória em frente ao abatedouro da Guaraves e restaurado o acesso entre a PB-057 e o Bairro do Nordeste.

portal25horas

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 22 milhões na próxima terça (21)

mega senaA Mega-Sena acumulou neste sábado (18) pelo concurso 1.904, realizado em Lagoa da Prata (MG),e pode pagar o prêmio de R$ 22 milhões no concurso da próxima terça-feira (21). As dezenas sorteadas foram as seguintes: 12 – 15 – 18 – 21 – 51 – 56.

A Quina foi feita por 82 apostas, que levarão, cada um, o prêmio de R$ 20.742,50. Ao todo, 4.003 apostas acertaram a Quadra –eles levarão, cada, a quantia de R$ 607.

A chance de acertar as seis dezenas da Mega-Sena é de uma em 50.063.860 possibilidades.

O próximo sorteio da Mega é uma das chamadas “Mega-Semanas” definidas pela Caixa como aquelas em que serão três, e não dois sorteios, e de acordo com datas especiais. Em 2017, são sete Mega-Semanas –além do Carnaval, a semana do Dia das Mães, Férias (em Julho), Dia dos Pais Pais, Primavera (em setembro), Sorte (em outubro) e semana da República (em novembro).

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br