Arquivo da tag: tenha

‘Aqueles que esperam que o Brasil tenha retrocesso vão quebrar a cara’, diz Lula

lulaO jornal El País publicou uma matéria destacando as falas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no fórum Desenvolvimento, Inovação e Integração Nacional, promovido pelo jornal espanhol. Lula ironizou as críticas sobre os rumos da economia e afirmou: “Aqueles que estão esperando que o país tenha retrocesso vão quebrar a cara. Não haverá retrocesso”.

De acordo com a reportagem, Lula exaltou os êxitos dos 11 anos do PT à frente do país e argumentou que o país tem reagido bem “à maior crise financeira desde a de 1929”, gerando recordes de emprego.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O ex-presidente defendeu até o crescimento do PIB de 2,3% em 2013, considerado pífio por grande parte dos economistas. A publicação destaca que, ainda assim, Lula reconheceu que o Brasil passa por um período que requer atenção, mas culpou o cenário internacional. Ele acredita que o cenário poderia ser evitado se as principais potências ampliassem as transações internacionais e reduzissem as barreiras protecionistas.

O texto destaca que Lula ainda defendeu o aumento do crédito como forma de estimular o crescimento brasileiro, indo na contramão de analistas preocupados com o endividamento e a falta de poupança das famílias brasileiras. Ele também teria aproveitado para rebater as críticas de que há descontrole nos gastos do Governo Federal e pediu para que se compare a atual relação entre a dívida do país e o PIB com a que encontrou ao suceder o ex-presidente do partido opositor, Fernando Henrique Cardoso.

O autor aponta que boa parte do discurso de Lula foi dedicado aos programas sociais, como o Bolsa Família. Segundo Lula, eles representam apenas 0,5% dos gastos da máquina federal e geraram um ciclo de consumo que movimenta toda a economia. Além disso, o líder petista teria assegurado que 80% dos beneficiários têm ocupação, mas que a renda obtida não os tira da linha da miséria. A matéria diz que o ex-presidente enalteceu os programas afirmando que fazem parte de uma política de ascensão social das camadas mais pobres, que passaram a ter acesso a novos bens e serviços.  “Fico porreta quando vejo os pobres invadindo os aviões”, brincou.

Por fim, Lula teria criticado a cobertura “pessimista” do Brasil por veículos de comunicação nacionais e estrangeiros e considerou o Brasil uma potência digna de ocupar em breve o posto de “quinta maior economia do mundo”. O jornal informa que ele ressaltou que o país precisa ampliar o comércio internacional com os países da América do Sul.

Jornal do Brasil

 

Ricardo ‘rasga’ as críticas feitas a Maranhão e não nega que tenha enviado emissário para negociar com o PMDB

ricardoO governador Ricardo Coutinho (PSB) ‘rasgou’, nesta terça-feira (06), todas as críticas feitas ao ex-governador José Maranhão (PMDB) e admitiu que em várias regiões é possível encontrar a marca do peemedebista em obras realizadas. Diante da nova visão sobre o governo de Maranhão, Ricardo não negou que tenha enviado emissários para negociar uma possível aliança com o partido do ex-Chefe do Executivo Estadual.

“Sobre isso eu preferiria que o PMDB respondesse. Eu não faço esse tipo de espantar mais do que a realidade. Não falo de apoios. Acho que no quadro da Paraíba precisa ter uma visão e a minha é essa, acho que é possível composições. É preciso que a outra parte se expresse, se quer é preciso saber o quer, a história é essa, direto e objetivo. Da minha parte não é carta fora do baralho, tenho interesse de conversar com o PMDB, porque acho que teria o partido teria ganhos nessa aproximação”, frisou o governador em entrevista concedida à radio Correio FM.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para Ricardo, a pré-candidatura de Veneziano Vital do Rêgo não está conseguindo se fortalecer e a aliança seria o melhor caminho para o partido. “Acho que existe uma polarização e que o PMDB talvez não consiga chegar a se posicionar mediante essa polarização. E, para ele, talvez fosse mais adequado fazer uma boa composição que lhe permitisse um fortalecimento”, falou.

Sobre as críticas já feitas no passado ao ex-governador José Maranhão, Ricardo disse que não há nada de pessoal nelas e que trataram-se apenas de críticas administrativas. “Não tenho nenhum problemas em subir no mesmo palanque que Maranhão. Fiz críticas administrativas e em muitos lugares é possível ver a marca dele”, afirmou.

Apesar dessa possibilidade de formar aliança com o PMDB, Ricardo negou que o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) seria rifado da chapa majoritária. Ele garantiu que todas as negociações de alianças estão sendo conversadas diretamente com Rômulo e que o seu compromisso com o vice-governador está firme.

“Meu compromisso com Rômulo é firme e forte e ele participa de tudo. A montagem da chapa terá Rômulo, as decisões passarão por todos nós, vamos sentar e discutir. Rômulo está em função de um projeto, ele já disse isso repetidas vezes. No momento adequado vamos sentar”, declarou.

 

BLOGDOGORDINHO