Arquivo da tag: Tempestade

EUA: tempestade de inverno já deixa 16 mortos e 8 milhões sob nevasca

LUCAS JACKSON / REUTERS

A violenta tempestade de inverno que atinge a Costa Leste dos EUA já levou à morte de 16 pessoas e deixou outras 8 milhões sob alerta de nevasca, que prevê altos índices de neve por horas seguidas. Mais de 58 milhões estão no caminho da tormenta, segundo estimativas do Serviço Meteorológico dos EUA. Treze estados americanos, da Carolina do Sul ao Maine, estão sob alerta da tempestade e os governadores de Geórgia, Carolina do Norte, Virgínia, Nova Jersey e Nova York declararam estados de emergência, enquanto mais de 3.600 voos já haviam sido cancelados até o início da noite.

Os ventos fortes e a neve intensa avançaram sobre o Nordeste do país nesta quinta-feira, fechando escolas e edifícios do governo, deixando dezenas de milhares de pessoas sem energia e interrompendo viagens em vários estados, inclusive com a suspensão de voos no aeroporto JFK, em Nova York, devido às condições do clima.

Homem tenta tirar carro atolado na neve em Rehoboth Beach, Delaware – MARK WILSON / AFP

Alertas de nevasca foram emitidos ao longo do litoral, da Carolina do Norte ao Maine, e o Serviço Nacional do Clima previu ventos de até 113 km/h, que podem arrancar galhos de árvores e cortar a energia.

A previsão estimou mais de 30 centímetros de neve em Boston e em áreas costeiras do norte da Nova Inglaterra. Um vídeo impressionante mostra a cidade de Scituate, no Massachusetts, onde a tempestade gerou fortes inundações:

A tempestade é o produto de uma queda rápida na pressão atmosférica, o que alguns meteorologistas estão chamando de “ciclone-bomba”, que provoca uma precipitação de neve rápida e ventos fortes.

Idoso sofrer para atravessar com bengala em uma rua de Atlantic City, Nova Jersey – Mark Makela / AFP

MILHARES DE VOOS CANCELADOS

Cerca de 27 mil voos são esperados para cancelamento. Ventos fortes e condições de visibilidade desfavoráveis levaram o Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York, a cancelar temporariamente todos os voos agendados nesta quinta-feira.

“Devido a fortes ventos e condições de visibilidade, voos no JFK foram temporariamente suspensos. Viajantes devem entrar em contato com operadoras aéreas para atualizações sobre retomada do serviço”, diz uma mensagem no Twitter.

O outro aeroporto de NY, LaGuardia, também fechou após mais de 90% das operações serem aéreas foram canceladas, informou o terminal no Twitter na noite de quarta-feira. Já no aeroporto Newark Liberty, em Nova Jersey, o percentual de voos suspensos superava 70% durante a tarde.

A declaração de emergência em Nova York cobre toda a região sul do estado, incluindo a cidade de Nova York e Long Island. A previsão é que entre 15 centímetros e 25 centrímetros de neve devem cair sobre o JFK.

— A situação continua a deteriorar — afirmou o governador do estado, Andrew Cuomo em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, classificando a situação como “grave” e “perigosa”.

No terminal 5 do aeroporto JFK, em Nova York, cenário mais parecido com o Polo Norte – Rebecca Butala How / AFP

O Globo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Os arautos do caos e a sua tempestade em copo d’água

copoOs arautos do caos – a oposição neoliberal e conservadora – não param de profetizar sobre a “tempestade perfeita” que estaria prestes a desabar sobre a economia brasileira. Dia e noite, eles nos bombardeiam, pela mídia, com previsões catastrofistas. Dizem que a inflação está à espreita, que as expectativas de crescimento econômico são pífias, que o desemprego está aumentando, as contas públicas estourando e a dívida crescendo.
CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Quem lê tanta notícia negativa tem razão para se assustar. Mas, quando se olha de perto os números reais da economia, percebe-se facilmente que estamos diante de uma situação totalmente diversa, com estabilidade, crescimento e queda do desemprego, mesmo dentro de um quadro de crise internacional persistente.

De onde se conclui que a questão fundamental é de natureza política, não econômica. O fato é que os conservadores buscam interditar o debate sobre a política econômica, classificando como “populista” qualquer desvio da ortodoxia econômica.

Vamos, então, aos números. De acordo com apresentação feita em abril passado pelo Presidente do Banco Central do Brasil  ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social verifica-se uma tendência de estabilidade nos principais indicadores econômicos da economia brasileira.

Desde a crise financeira, o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB), por exemplo, tem sido constante. Se considerarmos 100 o índice de dezembro de 2007, ele apresenta uma curva ascendente desde 2009, atingindo 117,7 no 4º trimestre de 2013. É mais ou menos a mesma curva da Coreia do Sul. Para se ter uma ideia, o México, que também ostenta um PIB crescente, atingiu o índice 110,2, os EUA, 106,3. Já na a área do Euro o índice é de 97,9.

Em relação ao desemprego, podemos verificar um verdadeiro mergulho, do pico de cerca de 13% em 2003 para 5% no final do ano passado. Segundo os parâmetros internacionais, esse índice configura praticamente uma situação de pleno emprego.

Já as reservas internacionais estão estabilizadas no patamar de US$ 378 bilhões desde 2012, enquanto que a dívida externa líquida ficou em US$ 92,7 negativos no mesmo período, ou seja, somos credores externos  líquidos. Quanto aos investimentos estrangeiros diretos, desde 2011 eles estão na faixa dos US$ 66 bilhões ao ano. Podemos supor, sem medo de errar, que se o capital externo tivesse a mesma percepção que alguns setores do empresariado brasileiro, não se arriscaria a continuar investindo no Brasil.

No que diz respeito à política fiscal, a redução da dívida líquida do setor público prossegue com sua longa trajetória de queda, de 39% em 2010 para cerca de 33% do PIB em 2013. Esse resultado vem sendo obtido em razão de um superávit primário acima da média dos países do G-20 (Grupo dos 20). Enquanto em 2013 o Brasil atingiu um superávit primário de 1,9% do PIB, outros países do grupo tiveram déficit, como Japão (-8,8); Reino Unido (-4,7%); EUA (-3,6%); França (-2,0%) e México (-1,2%). Entre os que tiveram superávit primário, a Itália atingiu 2% e a Alemanha, 1,7%.

E a inflação? Longe de estar fora de controle, a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA) mostra que, do pico de quase 17% em dezembro de 2002, esse índice caiu consideravelmente e vem se mantendo estável, apesar de toda pressão, inclusive internacional, em torno de 6%. É sempre bom lembrar que Lula recebeu de FHC uma inflação de mais de 12% ao ano. É de se imaginar o tamanho escarcéu que a oposição, os neoliberais e a direita fariam se, nos governos Lula e Dilma, o IPCA chegasse perto de tal patamar.

A imagem do caos econômico ventilada pela oposição conservadora não é a tempestade perfeita, mas uma tempestade em copo d’água – na verdade, é uma tentativa de constranger o governo federal a abandonar os mecanismos de política econômica voltados ao desenvolvimento econômico sustentável e inclusivo, voltando a subordinar as ações do Estado às necessidades do capital financeiro, principalmente especulativo.

(*) Deputado federal (PT-PA), vice-líder do governo no Congresso Nacional.

Créditos da foto: Arquivo
cartamaior

A Terra será atingida por forte tempestade solar

 

Em 11 de abril ocorreu uma forte explosão no Sol, o que levou à libertação de uma enorme quantidade de material solar para o espaço que poderá ser sentida na Terra neste domingo (14).

 

  

O material solar dirige-se diretamente para a Terra, por isso desta vez não poderemos evitar uma tempestade magnética.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Este fluxo de prótons e nêutrons está se aproximando do nosso planeta e já esta noite irá provocar uma tempestade magnética, cujo auge será observado num período da meia-noite às três de madrugada de domingo.

A tempestade pode resultar em falhas de equipamento eletrônico e afetar as pessoas com problemas de saúde crônicos.

Fonte: Voz da Rússia

Tempestade com ‘ovos’ de gelo causa devastação na China

Pedras de gelo após temporal na China (Foto: Reprodução/ BBC)
Pedras de gelo após temporal na China (Foto: Reprodução/ BBC)

Pedras de gelo do tamanho de ovos, chuvas torrenciais e ventos de até 177 quilômetros por hora vêm provocando devastação em 5 províncias do sul da China desde a terça-feira (19).

A tempestade provocou a morte de pelo menos 24 pessoas até a tarde desta sexta-feira (22).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na quarta-feira, uma balsa virou em um rio na Província de Fujian, matando 11 pessoas e deixando outras quatro desaparecidas.

Aproximadamente 215 mil pessoas foram retiradas de suas residências e o prejuízo está estimado em R$ 418 milhões.

As autoridades chinesas alertaram a população do sul do país para se preparar para mais tempestades. A previsão é de que o mau tempo continue até domingo.

Vidro dos carros ficaram danificados após 'chuva de gelo' (Foto: Reprodução/ BBC)Vidro dos carros ficaram danificados após ‘chuva de gelo’ (Foto: Reprodução/ BBC)
G1