Arquivo da tag: suspeitos

Policiais do 4º BPM prendem suspeitos de roubos e apreendem dois revólveres, motos e dinheiro das vítimas

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na noite desse sábado (4), em Guarabira, dois homens suspeitos de roubos e apreenderam dois revólveres e duas motos roubadas usadas por eles, além de recuperar a quantia de R$ 473 que tinha sido levada das vítimas. A ocorrência teve início quando os policiais, que realizavam as Operações Cidade Segura e Previna-se, foram informados de um assalto a um posto de combustíveis em Alagoinha que teria sido praticado por dois homens em uma moto de cor preta sem placa e que teriam fugido na direção de Guarabira.

Durante a tentativa de fuga, sabendo que já estavam sendo perseguidos pelas guarnições de Alagoinha e Cuitegi, eles roubaram outra moto, uma Honda CG 125 de cor verde, abandonando a que tinha sido utilizada para praticar o roubo ao posto. De posse das informações sobre as características dos suspeitos e da moto, os policiais deram início às diligências e, nas proximidades do Conjunto Areia Branca, já em Guarabira, conseguiram abordar os dois suspeitos, que estavam com os revólveres, calibres 32 e 38, com nove munições, o dinheiro e a moto roubada. A primeira moto utilizada por eles foi encontrada na manhã deste domingo (5), em Alagoinha.

Os dois suspeitos, presos em flagrante por roubo, além do material apreendido, foram levados à Delegacia de Polícia Civil para a devida autuação. Participaram da ocorrência as guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Diniz, Força Tática, Motopatrulhamento, Patamos, Rádio Patrulha, Destacamentos de Alagoinha e Cuitegi, sob a supervisão do capitão Rodrigues.

Assessoria 4º BPM

 

 

Em Sousa: idosa de 70 anos morre com suspeita da Covid-19; município tem outros 11 casos suspeitos sendo investigados

Uma idosa de 70 anos, com histórico de diabetes, morreu na tarde de ontem, sábado (04), no município de Sousa, Sertão da Paraíba, com suspeita do novo coronavírus. Ela estava internada desde o início da semana no Hospital Regional de Sousa após apresentar os sintomas da Covid-19.

De acordo com o último boletim epidemiológico, essa é a segunda morte com suspeita do Covid-19 no município.

O município de Sousa tem um caso confirmado de Coronavírus, seis casos descartados e outros 11 sendo investigados.

PB Agora

 

 

Governo reforça necessidade de notificação imediata, pelos municípios, de casos suspeitos Covid-19

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), reforça aos municípios que a notificação de casos do novo coronavírus (Covid-19) deve ser imediata. Por determinação do Ministério Público Federal, o serviço de saúde e/ou a Secretaria Municipal deverá garantir essa informação ao Estado em até 24 horas para evitar a subnotificação.

De acordo com a gerente de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, a fase atual da pandemia é da mitigação, na qual se reconhece que já existe em todo o território nacional a transmissão comunitária ou sustentada (entre a população). Nesta fase a prioridade da vigilância está voltada para a identificação dos casos graves de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), visando garantir o tratamento adequado a fim de evitar o óbito, bem como a elucidação do diagnóstico laboratorial. Todos os casos de SRAG, que incluem os suspeitos de Covid-19, devem ser notificados em até 24 horas a partir do diagnóstico clínico. Para isso, é necessário que as notificações sejam inseridas no sistema de notificação oficial da vigilância das doenças respiratórias, o SIVEP-Gripe, que também é on-line.

Talita Tavares pontua que nesta fase ainda é mantida a vigilância das síndromes gripais nas unidades sentinelas. Os casos leves, atendidos pelos profissionais das unidades básicas de saúde e das UPAs,  deverão ser notificados no novo sistema que foi disponibilizado pelo Ministério da Saúde, o eSUS VE, também on-line, disponível em: https://notifica.saude.gov.br/login.

“Essa ferramenta é utilizada pela Atenção Primária, com o objetivo de registrar dados dos pacientes com síndrome gripal, o que permitirá conhecer a magnitude e distribuição da Covid-19 no nosso território”, explica.

A gerente afirma ainda que a não contabilização dos casos suspeitos decorre, também, da não notificação desses casos pelos profissionais de saúde, o que impede a Vigilância de seguir com o monitoramento.  “Por isso a exigência da notificação imediata”, observa. Talita Tavares reforça também que as Secretarias Municipais de Saúde que possuem aplicativos e sistemas de notificação diferenciado devem também trabalhar alinhada com a SES.

“A Secretaria de Estado da Saúde precisa ter a mesma base de notificação que os municípios para evitar assim a subnotificação e garantir a divulgação de casos consistentes”, completa.

PB Agora

 

 

Casos suspeitos de coronavírus na PB ficam estáveis, mas internações aumentam

A Paraíba permanece com 187 casos suspeitos de coronavírus, causador da Covid-19. Os dados atualizados foram divulgados na noite deste domingo (22) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O estado segue com apenas um caso confirmado, de um homem com 60 anos, de João Pessoa, que já estaria curado. Quarenta casos foram descartados em toda a Paraíba.

O número de pessoas internadas com suspeitas de Covid-19 subiu de 17 para 20, entre esse sábado (21) e este domingo (22). Seis pacientes estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo cinco em hospitais privados, e outros 14 estão na internação regular.

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, os pacientes internados estão nas cidades de João Pessoa, Patos, Cajazeiras, Sousa e Monteiro.

Sintomas e cuidados

Só são recolhidos materiais para teste do coronavírus apenas casos graves (pessoas que apresentem falta de ar, dificuldade para respirar, dor no peito e febre que se prolongue por mais de 72 horas, mesmo com o uso de antitérmicos). Recém-nascidos, gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto), idosos e pessoas com doenças crônicas devem procurar assistência médica para devida orientação e serem priorizados.

Os casos leves, que podem chegar a até 80% dos registros, irão se comportar como um quadro gripal, com cuidados como isolamento domiciliar, boa hidratação e alimentação e medidas de etiqueta respiratória (proteger a boca com o antebraço ao tossir ou espirrar).

Estrutura de atendimento

O governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou, nesse sábado (21), a implantação de mais 300 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender demandas de atendimento para o coronavírus, representando um investimento de R$ 30 milhões. De acordo com o gestor, a medida vai reforçar a rede hospitalar, que já reservou 270 leitos de enfermaria e 90 leitos de UTIs, anunciados em um plano de contingenciamento.

Segundo a Secretaria de Saúde, a Paraíba conta com 205 hospitais e mais de 8 mil leitos, sendo 132 hospitais públicos, destes 32 estaduais e mais de 6 mil leitos são públicos.

Calamidade pública

O governador decretou, nesse sábado (21), estado de calamidade pública na Paraíba devido à grave crise de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus e de suas repercussões nas finanças públicas do Estado. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e autoriza a adoção de medidas excepcionais para combater à disseminação da Covid-19 no território paraibano.

Estão impedidas atividades em academias, ginásios, centros esportivos púbicos e privados; shoppings, galerias comerciais, bares, restaurantes, casas de festas, casas noturnas, boates e estabelecimentos similares; cinemas, teatros, circos, parques de diversão e estabelecimentos congêneres, públicos e privados; e embarcações turísticas, de esporte e lazer, em todo o litoral paraibano. A recomendação das autoridades é permanecer em casa.

Em João Pessoa, o serviço de ônibus está suspenso, funcionando apenas para o deslocamento de profissionais da saúde, com horários específicos. Em Campina Grande, o sistema de transporte opera com 32% da frota.

Casos de coronavírus no Brasil

Dados divulgados neste domingo (22) pelo Ministério da Saúde mostram que o número de mortes em decorrência da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, subiu de 18 para 25 entre esse sábado (21) e este domingo (22). Já o número de pessoas que contraíram o vírus passou de 1.128 para 1.546.Os números foram apresentados pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em coletiva transmitida pela TV Brasil.

 

portalcorreio

 

 

Paraíba tem 73 novos casos suspeitos de coronavírus; no total, 187 são investigados

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba notificou nesta sexta-feira (20) 73 novos casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19).

Com base nestes números, o estado passa a ter  até o momento 228 notificações registradas, sendo:

Um caso confirmado
187 casos suspeitos em investigação
40 casos descartados

PACIENTE DIAGNOSTICADO

A Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba (SES) confirmou na última quarta-feira (18) o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus. O caso foi registrado em João Pessoa. O paciente é um idoso de 60 anos.

 

PB Agora

 

 

Paraíba tem 187 casos suspeitos de coronavírus

A Paraíba tem 187 casos suspeitos de Covid-19, que é a doença causada pelo novo coronavírus. A atualização de dados foi divulgada na noite desta sexta-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O estado segue com apenas um caso confirmado, de um paciente de 60 anos, de João Pessoa, que recebeu tratamento com isolamento domiciliar e já estaria curado.

Conforme a Saúde, o sistema de informação do Ministério da Saúde está em manutenção e por isso não é possível disponibilizar detalhes das notificações como, por exemplo, quantos casos casos notificados em cada cidade. As cidades com casos suspeitos são João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Santa Rita, Patos, Sousa e Cajazeiras.

Entre os casos suspeitos, a Saúde investiga duas mortes que podem ser sido provocadas pela Covid-19, registradas em João Pessoa e Patos. Exames ainda são aguardados para confirmar ou não se seriam casos de coronavírus.

 

portalcorreio

 

 

Paraíba tem 114 casos suspeitos de coronavírus

Subiu de 80 para 114 o número de casos suspeitos de Covid-19 na Paraíba, doença provocada pelo novo coronavírus. A atualização foi divulgada na noite desta quinta-feira (19) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Um caso foi confirmado nessa quarta-feira (18), referente a um homem de João Pessoa, de 60 anos, mas, segundo a SES, ele já está curado.

A Pasta informou que o sistema de informação do Ministério da Saúde está em manutenção e por isso não é possível disponibilizar detalhes das notificações como, por exemplo, as cidades dos casos notificados.

 

portalcorreio

 

 

Paraíba tem 16 novos casos suspeitos de coronavírus, diz SES; mais um caso é descartado

A Paraíba notificou mais 16 casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES divulgadas nesta terça-feira (17). Com isso, até o momento, são 64 notificações na Paraíba, sendo que mais um caso foi descartado. O balanço tem os seguintes destaques:

  • Nenhum caso confirmado
  • 48 casos suspeitos
  • 16 casos descartados

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

Prefeitura de João Pessoa decreta suspensão de eventos e medidas preventivas

Após anunciar medidas administrativas de prevenção e cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciou neste domingo (15) um decreto que determina a suspensão de eventos culturais ou esportivos que reúnam mais de 250 pessoas além do cancelamento de férias dos profissionais da saúde do município e outras medidas.

Segundo a prefeitura, uma campanha de mobilização vai ser feita em Unidades de Saúde da Família (USF), creches, escolas, abrigos e restaurantes populares. O órgão também informou que o Procon municipal vai ficar responsável por realizar operações em farmácias, distribuidores e outros estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e coibir abusos ao consumidor na venda de produtos relacionados à prevenção ao vírus, como o caso do álcool em gel.

G1

 

Secretaria de Saúde descarta quatro casos suspeitos de Coronavírus na PB, mas número de investigados sobe para 33

Mais quatro casos suspeitos de Coronavírus na Paraíba foram descartados após o resultado de exames divulgados na tarde desta segunda-feira (16). Até o momento, nenhum caso foi confirmado no Estado, que segue investigando 33 casos suspeitos.

Apesar dos casos descartados, o número de casos suspeitos sendo analisados e aguardando exames aumentou. Agora, estão sendo investigados 33 casos suspeitos de Coronavírus na Paraíba.

Os quatro casos descartados são de pessoas que moram nas cidades de Cabedelo, Cuité e João Pessoa, sendo dois nesta última.

Governo da Paraíba Secretaria de Estado da Saúde

Atualização COVID-19// 16/03 16h10

Paraíba exclui mais 4 casos suspeitos de Coronavírus e segue sem casos confirmados.

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu os exames de 4 casos suspeitos para Coronavírus. 

Os casos descartados são nos município de Cabedelo, Cuité e dois em João Pessoa.

Desta forma, a Paraiba, que ainda não tem caso confirmado, passa a ter 15 casos decartados e o número de casos aguardando exame passa a ser 33. 

Assessoria de Comunicação SES-PB

pbagora

 

 

Paraíba tem 10 novos casos suspeitos de coronavírus, diz SES; 28 são investigados

A Paraíba notificou mais 10 casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde neste domingo (15). Com isso, até o momento, são 39 notificações na Paraíba. São 23 mulheres e 16 homens. O balanço tem os seguintes destaques:

  • Nenhum caso confirmado
  • 28 casos suspeitos
  • 11 casos descartados

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Os casos na Paraíba foram registrados nas cidades João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Bananeiras e Cuité.

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

Prefeitura de João Pessoa decreta suspensão de eventos e medidas preventivas

Após anunciar medidas administrativas de prevenção e cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciou neste domingo (15) um decreto que determina a suspensão de eventos culturais ou esportivos que reúnam mais de 250 pessoas além do cancelamento de férias dos profissionais da saúde do município e outras medidas.

Segundo a prefeitura, uma campanha de mobilização vai ser feita em Unidades de Saúde da Família (USF), creches, escolas, abrigos e restaurantes populares. O órgão também informou que o Procon municipal vai ficar responsável por realizar operações em farmácias, distribuidores e outros estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e coibir abusos ao consumidor na venda de produtos relacionados à prevenção ao vírus, como o caso do álcool em gel.

G1