Arquivo da tag: suspeita

Dupla é detida suspeita de fazer família refém e assaltar casa, em João Pessoa

Um homem de 18 anos foi preso e um adolescente de 17 anos foi apreendido nesta quinta-feira (25) suspeitos de invadir uma casa e fazer uma família refém no bairro Gramame, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu na noite do último sábado (20).

A PM chegou até os suspeitos após denúncias anônimas de que havia material roubado em uma casa localizada no bairro Portal do Sol.

À TV Cabo Branco, uma das vítimas contou que quatro homens armados invadiram a residência e fizeram seis pessoas reféns. Três delas eram crianças.

A família foi amarrada e trancada em um quarto da casa. A ação durou cerca de 40 minutos. Do local, o grupo levou um carro, uma motocicleta e eletrodomésticos.

O homem e o adolescente foram encaminhados para a Central de Polícia da capital.

G1

 

Ex-deputado Ricardo Marcelo é internado em JP com suspeita de coronavírus

Mais um político paraibano foi atingido pela pandemia do coronavírus. Depois dos ex-deputados Wilson e Lúcia Braga, e mais recentemente Dinaldo Wanderely, agora quem encarar a batalha é o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Ricardo Marcelo.

O parlamentar foi internado nesta quinta-feira (28),em um hospital particular de João Pessoa com a Covid-19, doença provocada pelo novo Coronavírus, mas, diferentemente dos outros colegas, não apresenta sintomas tão graves.

A esposa do político, Crisneilde Rodrigues, contou à imprensa que ele apresentou os primeiros sintomas, semelhantes aos de uma sinusite, entre os dias 15 e 16 deste mês, mas o quadro se agravou, tendo sido necessária a internação no último domingo (24).

O ex-deputado já passa bem, conforme a esposa, não apresentando nenhum sintoma da doença.

A expectativa é que ele receba alta até o fim desta semana.

Com Blog do Ninja

 

 

Idoso de 110 anos morador de abrigo morre com suspeita de Covid-19

Um idoso de 110 anos morreu nesta quarta-feira (27), em João Pessoa. Ele era morador da instituição de longa permanência para idosos Vila Vicentina e foi internado no Hospital Santa Isabel com suspeita de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

De acordo com a direção da Vila Vicentina e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o idoso estava internado na UPA Bancários desde o dia 20 de maio e foi transferido para o Hospital Santa Isabel, após apresentar problemas respiratórios. Outro idoso, de 74 anos, permanece internado com suspeita da doença no Hospital Clementino Fraga.

Segundo a direção da instituição, o idoso já possuía doenças respiratórias crônicas. Ele realizou o exame para Covid-19, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Atualmente, 14 pessoas já testaram positivo para a Covid-19 no abrigo de idosos Vila Vicentina. De acordo com o diretor do local, José Ce´sar, são oito idosos confirmados para a doença e que estão em isolamento desde o dia 20 de amio e seis funcionários. Quatro estão afastados e dois já retornaram ao trabalho.

G1

 

Alagoinha tem primeira morte suspeita por covid-19; óbito foi de criança de 5 anos

Uma criança, de 5 anos de idade, morreu com suspeita de Covid-19 nesta quarta-feira (20), em Alagoinha. De acordo com comunicado da Prefeitura, a vítima, que residia no Sítio Barro de Fátima, apresentou cansaço no período que estava se alimentando e dor na região peitoral.
Em virtude de seu estado clínico, a criança foi encaminhada ao PSF local e logo em seguida para a UPA.
Foi realizada o teste rápido, tendo resultado não reagente, mas com o exame SWAB houve a conclusão do diagnóstico.
Segundas informações, a Prefeitura de Alagoinha está tomando todas as providências cabíveis com a família.
“Será um caso investigado e iremos comunicar o resultado à população. Peço a todos que fiquem em casa, inclusive os notificados, pelo amor de Deus”, disse a secretária de Saúde.
O corpo da criança foi sepultado na manhã de hoje.
 
Do Blog de Cristiano Alves com 

 

Diretor do Hospital Clementino Fraga é internado com suspeita de covid-19 em João Pessoa

O diretor do Hospital Clementino Fraga, o médico infectologista Fernando Chagas, foi internado com sintomas de covid-19 em João Pessoa. A informação foi divulgada no programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM.

As informações são de que o médico estava em casa quando começou a se sentir mal e foi orientado pela família, e também por colegas médicos, a procurar rapidamente assistência em um hospital.

O Hospital Clementino Fraga, localizado em João Pessoa, foi um dos primeiros a ser referenciado para o tratamento da covid-19 na Paraíba, juntos com os hospitais universitários de João Pessoa e de Campina Grande.

 

clickpb

 

 

Isolados, tripulantes de navio com suspeita de Covid-19 são testados no Porto de Cabedelo

Agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e técnicos da Secretaria de Saúde de Cabedelo embarcaram nesta tarde no navio petroleiro Stena Premium, que está atracado no Porto de Cabedelo, para realizar testes de Covid-19 nos 26 tripulantes da embarcação. Eles estão isolados após dois apresentarem febre, um dos sintomas da Covid-19.

O navio veio da cidade de Guamaré, no Rio Grande do Norte. Os tripulantes passam por testes rápidos de diagnóstico para o novo Coronavírus.

Caso haja a confirmação de algum caso da Covid-19, a pessoa será desembarcada e encaminhada para os serviços de saúde e o navio seguirá em quarentena, como determina o plano estabelecido.

 

Portal WSCOM

 

 

Aleitamento materno pode ser mantido por mães com suspeita ou infectadas pelo coronavírus

A amamentação é a primeira fonte de alimento para quem chega a este mundo, além de, para muitas mulheres, ser a primeira demonstração de amor a um filho. Porém, este processo está gerando algumas preocupações para mães com suspeita ou infectadas pelo coronavírus. Contudo, uma pesquisa publicada recentemente pelo periódico científico The Lancet apontou que não há uma documentação de transmissão vertical pela amamentação.

A pediatra do Hospital do Hapvida em João Pessoa, Ivna Toscano, ressalta que as mamães podem seguir amamentando seus filhos sem receio. “Não há evidências de contaminação do bebê pelo leite materno, a contaminação poderia acontecer através de gotículas de saliva ou secreção da mãe e, mesmo se a criança for colonizada pelo vírus, através do leite materno essa criança recebe os anticorpos contra o coronavírus”, assegura.

A médica lembra que apesar de o aleitamento materno superar os riscos de infecção pelo coronavírus, é preciso que as mães com suspeita ou infectadas mantenha os cuidados de higiene recomendados. “Lavar as mãos antes e após tocar no bebê, usar máscara facial durante a amamentação, higienizar objetos que a criança coloque na boca, não espirrar ou tossir próximo ao bebê”, pontua.

No caso de mães que não sintam segurança de amamentar o filho, a orientação dada pela pediátrica é a mesma adotada pela Sociedade Brasileira de Pediatria. “Ordenha o leite manualmente ou com auxílio de bombas de extração láctea, mantendo as devidas medidas de higiene e um cuidador saudável fazer a oferta do alimento, seja no copinho, colher ou xícara para as crianças. Lembrando que a esta pessoa se faz necessário o conhecimento da técnica correta de uso desses utensílios”, orienta.

Ivna Toscano lembra ainda que a amamentação é recomendada pelo Ministério de Saúde até os dois anos de idade. Desse modo, as recomendações são válidas para as famílias que se encontram nesse processo de aleitamento materno, que vai da fase neonatal aos dois anos de vida da criança.

Ações do Hapvida – Diante do crescimento do número de casos da Covid-19 no Brasil, o Hapvida tem adotado medidas para expandir e qualificar sua rede de atendimento. Somente nas últimas semanas, mais de R$ 30 milhões foram investidos na preparação da empresa para este novo cenário. Responsável por assegurar o acesso à saúde para mais de 6 milhões de clientes em todo o país, a companhia utiliza aeronaves para garantir insumos, como medicação para os nossos clientes e EPIs em toda a sua rede.

Desenvolveu plataforma Covid-19.maida.health, que através da Inteligência artificial oferece suporte para identificar casos de Covid-19; lançou chat e contato telefônico para dúvidas referentes ao coronavírus; e ampliou as teleconsultas por vídeo. Além disso, ampliou seus canais de comunicação e passou a levar notícias relevantes sobre a COVID-19 aos cidadãos, além de dar dicas de saúde mental e física para o período de quarentena

 

Assessoria de Imprensa
Múltipla Comunicação

 

 

Itaú fecha agência em Campina Grande após suspeita de coronavírus em funcionários

Uma agência do Itaú foi fechada em Campina Grande, nesta quinta-feira (16), por suspeita de coronavírus entre funcionários. O estabelecimento ficará fechado por 14 dias para limpeza geral e os funcionários que apresentaram os sintomas de gripe estão sendo monitorados pela área médica do banco e ficarão de atestado. Os outros trabalhadores da unidade foram dispensados para o isolamento social em casa.

O Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região informou que, desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, vem reforçando a necessidade de os bancos adotarem medidas efetivas para impedir o avanço da Covid-19. Com grande circulação de pessoas, as agências bancárias são vetores de propagação do vírus.

A entidade também vem cobrando dos bancos o fornecimento de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) aos empregados e a suspensão do atendimento presencial, principal pauta requerida pelo movimento sindical junto às instituições financeiras.

 

clickpb

 

 

Empresária suspeita de matar marido a tiros em fazenda da PB é presa e interrogada pela polícia

A empresária suspeita de matar o marido a tiros na tarde da sexta-feira (10), na fazenda Zumbi, em Sapé, foi presa e interrogada pela Polícia Civil, no final da tarde deste sábado (11). Os policiais cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra Taciana Ribeiro Coutinho. No entanto, a medida foi convertida em prisão domiciliar. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa.

O advogado Genival Veloso França informou que a suspeita se apresentou às 15h na Delegacia de Homicídios de João Pessoa e prestou os esclarecimentos ao ocorrido. Ela estava com a mãe e a equipe dele na ocasião.

A vítima foi morta a tiros, na tarde da sexta-feira (10), na fazenda onde estava isolado com a família, em Sapé, devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no fim da tarde deste sábado (11), no município de Arara, no Agreste paraibano.

Durante o interrogatório, Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal. Apesar de não apresentar ferimentos visíveis, a mulher foi submetida a exames de corpo de delito.

Como a prisão preventiva foi convertida em prisão domiciliar, depois do depoimento ela foi levada para um presídio, onde receberá uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, será levada para a residência informada nos autos judiciais.

As investigações do crime vão ficar por conta da equipe do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, que solicitou a prisão preventiva e dará prosseguimento ao inquérito policial.

Ainda de acordo com o advogado de Taciana, ela não poderia se apresentar na sexta-feira por causa do abalo psicológico, sob orientação da defesa. França considera a prisão injusta, pois os fatos ainda estão sendo apurados e ela estaria sendo vitima de violência doméstica há tempos.

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O advogado que representa a família de Helton, Daniel Alisson, se pronunciou neste sábado e disse que Taciana pode estar atrapalhando as investigações por fazer parte de uma família tradicional e rica do estado.

“Entre o momento do crime e a notificação das autoridades competentes, passaram-se mais de 4 horas, tempo mais que suficiente para alterar a cena do crime e criar uma narrativa mais favorável à assassina. E, mais grave ainda, tempo em que poderia ter sido prestado socorro e salvado a vida da vítima. Assim, além de atirar no marido, ela o deixou morrer à míngua, sem acionar o Samu ou levá-lo até um hospital, demonstrando a crueldade e a intenção premeditado de ceifar sua vida”, afirmou.

Genival Veloso França, que é advogado de Taciana Ribeiro Coutinho, por sua vez, afirmou que a empresária está com hematomas por ter sido agredida por Helton antes do homicídio. Ele ainda disse que a vítima do crime tinha um histórico de violência doméstica, inclusive com um processo por agredir a ex-mulher.

Segundo a polícia, Taciana fugiu de Sapé, onde o crime aconteceu, e retornou a João Pessoa. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que ainda irá determinar um delegado para o caso. A arma do crime, que era de Elton, está com a perícia.

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

O crime

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na sexta-feira (11), em Sapé, no Brejo do estado. O casal morava em João Pessoa, onde a mulher é empresária, e se isolou em um imóvel na zona rural devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Ainda conforme a PM, uma discussão que aconteceu entre o casal por volta das 16h teria motivado o crime. A vítima estava no banheiro quando foi atingida pela suspeita, que usou uma pistola do companheiro para atirar contra ele.

G1

 

Paraíba cria ferramenta para agilizar atendimento de pacientes com suspeita de Covid-19

Uma ferramenta para agilizar o atendimentos de pacientes com suspeita de coronavírus foi desenvolvida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Com a iniciativa, batizada de Fast News Covid, a SES quer acelerar o atendimento de pessoas que estejam com sintomas de síndrome gripal, unificando a mensagem e entendendo rapidamente a necessidade do paciente.

De acordo com a SES, o Fast News Covid é um instrumento facilitador para que os profissionais de saúde possam avaliar o estado geral daqueles que estejam com síndrome gripal, classificar esse indivíduo para entender se ele pode ir pra casa cumprir a quarentena ou se ele precisa de um recurso hospitalar e o quão rápida é essa necessidade.

Essa ferramenta é para facilitar o trabalho dos profissionais que atuam nas ambulâncias do Samu, no Corpo de Bombeiros, nas Unidades de Pronto Atendimento e nos prontos-socorros dos hospitais que não são centro de referência. A iniciativa chamou a atenção de uma revista científica inglesa sobre medicina, que vai publica um artigo sobre a ferramenta paraibana.

O secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, explica que, para chegar à conclusão de que o paciente requer ou não cuidados hospitalares, os profissionais dos serviços pré-hospitalares analisam parâmetros que produzem uma nota: sinais vitais, sintomas apresentados, comorbidades existentes, presença ou não de sinais de alarme e quantificam em sistema de pontos a gravidade do quadro do paciente, conforme a definição de caso vigente pelo Ministério da Saúde.

“Quanto maior a nota, mais risco, quanto mais risco, mais intensivo vai ficando o cuidado recomendado. Cuidado este que pode ir do isolamento domiciliar, até a internação em UTI. O coronavírus vai nos ensinando, não somente na Paraíba, mas no mundo, a como cuidar melhor das pessoas e produzindo saídas e soluções. Acreditamos que essa ferramenta vai entregar muitos resultados”, disse Daniel Beltrammi.

A partir da avaliação do paciente atingido uma pontuação determinada, o Centro Estadual de Regulação de Leitos Covid-19 sinalizará para que unidade de referência a qual o paciente deverá ser encaminhado. Isso não só garante o acesso do paciente grave à assistência adequada, como evita que pacientes sem gravidade ocupem os leitos hospitalares sobrecarregando os serviços e reduzindo as vagas de pacientes que realmente necessitam.

G1