Arquivo da tag: suspeita

Mulher é presa suspeita de deixar filho de 3 anos sozinho em casa por 2 horas

Uma mulher de 22 anos foi presa em flagrante suspeita de deixar o filho de três anos sozinho em casa por mais de duas horas, na noite de quarta-feira (22), no Conjunto João Paulo II, em Campina Grande. De acordo com informações da Polícia Civil, os vizinhos ouviram o choro da criança e acionaram a polícia.

Segundo a polícia, quando chegaram ao local, a criança chorava e dizia ter sido abandonada pela mãe. Laís Fernanda Araújo de Souza chegou na residência por volta de 1h da manhã e foi presa em flagrante pelo crime de abandono de incapaz.

A suspeita informou a polícia que estava na casa do namorado para pegar um crachá.

De acordo com o Conselho Tutelar de Campina Grande, a criança está sob os cuidados do avô materno. A suspeita está detida na Central de Polícia de Campina Grande onde aguarda a audiência de custódia.

G1

 

Suspeita de matar marido a facadas vai para prisão domiciliar

Uma mulher de 31 anos suspeita de matar o marido a facadas no bairro Três Irmãs, em Campina Grande, passou por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (20) e vai cumprir prisão domiciliar. As informações são da TV Correio.A prisão domiciliar foi determinada porque ela tem filhos menores de 12 anos.

Crime foi planejado

A suspeita contou à polícia que planejou o assassinato depois de encontrar mensagens do marido para outra mulher em redes sociais. Para ela, evidência de traição. Ela chegou a enviar um áudio para uma amiga informando que iria cometer o crime.

“Vou matar ele hoje. Pra ele aprender a não tirar onda com a minha cara, a não me trair”, diz um trecho da mensagem. “Eu vou pedir uma coisa a você, a minha mãe e a minhas irmãs. Vão me visitar [na presídio]”, completa a suspeita.

Segundo o delegado Francisco de Assis, três filhos da suspeita, sendo um deles da vítima, estavam na casa no momento do crime. As crianças agora estão sob cuidados de avós.

Vizinhos da família acionaram a polícia e tentaram espancar a mulher. A violência foi impedida com a chegada da viatura da Polícia Militar. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi chamado, mas o homem já estava morto. A suspeita foi levada para a Central de Polícia Civil; e a faca utilizada no crime, apreendida.

 

portalcorreio

 

 

Mulher suspeita de atropelar pedreiro em ciclofaixa na PB é indiciada por homicídio culposo

Após a confirmação da morte cerebral do ciclista, a mulher suspeita de atropelar o homem foi indiciada por homicídio culposo, de acordo com nota da Polícia Civil divulgada nesta sexta-feira (3), em João Pessoa. O caso aconteceu na quarta-feira (1º), no bairro de Quadramares. O G1 não conseguiu contato com a defesa da suspeita.

Segundo a delegada Cléa Lúcia Gomes, responsável pelo inquérito, uma equipe de investigadores foi até o local do acidente na tarde da quinta-feira (2) e fez um relatório sobre tudo o que foi coletado, além de solicitar as imagens do local e listar novas testemunhas.

Um vídeo divulgado na quinta-feira (2) pela TV Cabo Branco mostra o atropelamento. O vídeo foi gravado de um prédio em frente ao local onde aconteceu o acidente e também mostra uma mulher saindo do carro pelo lado do motorista.

Inicialmente, testemunhas do acidente relataram que era o homem quem estava dirigindo o carro, porém, em depoimento, o casal explicou que a mulher dirigia o veículo e homem estava no banco de trás do carro.

A mulher já havia sido indiciada por lesão corporal culposa mas, após a confirmação da morte cerebral da vítima, o caso passou a ser tratado como homicídio culposo. A família de Walmir Pedro de Brito irá doar os órgãos da vítima.

Foto: Walter Paparazzo/G1/Arquivo

G1

 

Mulher suspeita de atear fogo no companheiro com acetona e isqueiro é presa na Paraíba

Uma mulher foi presa na manhã desta quinta-feira (26) suspeita de jogar acetona e acender um isqueiro para incendiar o marido, em Campina Grande. A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Homicídios de Campina Grande, cumpriu o mandado de prisão preventiva de Thaisy de Assis Montenegro, de 24 anos, suspeita de atear fogo no companheiro, Tercio Andrade Ferreira, de 26 anos. A mulher confessou o crime.

Segundo a delegada Nercília Dantas, que acompanha o caso, a mulher estava embriagada quando esperou o companheiro dormir para incendiá-lo. Tercio teve queimaduras de 2º grau e ficou internado por 12 dias, mas morreu no hospital.

“A embriaguez neste caso não é um atenuante do crime, pelo contrário. O fato da pessoa estar embriada revela que ela pode ter feito uso da bebida para encorajar o crime”, afirmou a delegada.

Segundo depoimento da mulher à polícia, a motivação do crime seria uma traição. Ela confessou o crime e disse estar disposta a ser responsabilizada pelos seus atos.

Thaisy está recolhida na Central de Polícia de Campina Grande e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira.

G1

 

Polícia suspeita que morte de pai de santo tenha sido execução; foram 10 tiros

Tratado a priori como latrocínio, a morte do pai de santo região de Gramame, em João Pessoa, neste domingo (15), levou uma guinada após a perícia identificar indícios de execução. Em contato com o Portal Paraíba.com.br, o delegado Paulo Josafá, contou que não há evidências para latrocínio, mas nenhuma linha de investigação será descartada.

O crime pode ter sido motivado por intolerância religiosa, já que foi constatado que um altar de santo na entrada da casa foi destruído, porém, o autor do crime não mexeu no terreiro.

Outro fator que aponta para a possibilidade de execução é que o pai de santo foi morto com 10 tiros. Além disso, toda a comunidade sabia que tanto ele, quanto seu companheiro estavam desempregados e viviam de doações. A casa também era humilde e não tinha muro.

 

Marília Domingues / Flávio Fernandes

 

 

Advogada é presa suspeita de falsificar alvarás para sacar R$ 28 mil, em Campina Grande

Uma advogada foi presa, na tarde desta terça-feira (19), suspeita de usar documentos falsos para tentar sacar dinheiro em uma agência bancária, localizada em Campina Grande. Segundo informações da Polícia Civil, ela faria um saque de mais de R$ 28 mil, com dois alvarás judiciais falsificados.

Ao G1, o delegado Gerônimo Barreto, responsável pelo caso, funcionários da instituição bancária desconfiaram dos documentos e acionaram a polícia. Ainda de acordo com ele, a suspeita falsificou a assinatura de um juiz e de outros dois servidores da Justiça.

A polícia foi até o Fórum Afonso Campos investigar se os documentos eram verdadeiros. No local, foi constatada a falsificação das assinaturas.

Em depoimento, ela contou que os alvarás eram legítimos. Mas após a checagem feita no fórum, confessou que havia falsificado os documentos.

À polícia, ela disse que agiu sozinha. Já o delegado informou que no momento da abordagem a advogada estava acompanhada por duas pessoas, mas que não foi possível comprovar o envolvimento delas no crime.

A suspeita foi autuada pelo crime de estelionato. Ela está detida na Central de Polícia de Campina Grande, onde aguarda por uma audiência de custódia, que deve acontecer na quarta-feira (20).

Foto: Polícia Civil/Divulgação

G1

 

Suspeita de aplicar golpes em pessoas e empresas vai para presídio feminino

Uma empresária, de 38 anos, suspeita de aplicar golpes em dezenas de pessoas e empresas passou por uma audiência de custódia, nesta quarta-feira (23), em João Pessoa. Após se recusar a pagar uma fiança, a mulher foi encaminhada para o Centro de Reeducação Feminino Maria Júlia Maranhão, no bairro Mangabeira.

A mulher foi presa na noite da terça-feira (22) em um hotel de luxo, localizado no bairro do Cabo Branco. A prisão aconteceu através de denúncias de pessoas que informaram que a mulher apresentava falsos comprovantes de pagamentos para encomendas e serviços utilizados por ela.

À TV Cabo Branco, os advogados da empresária disseram que ela passou por uma crise financeira, que a impediu de saldar as dívidas com as vítimas. Eles disseram ainda que ela pretende pagar a todos.

Mulher suspeita de aplicar golpes em pessoas e empresas é presa

Uma mulher foi presa no início da noite desta terça-feira (22), suspeita de aplicar golpes em pessoas e empresas, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita simulava falsos pagamentos para produtos e serviços encomendados e utilizados por ela.

A mulher foi encontrada em um hotel de luxo, localizado na orla da capital. Segundo informações da PM, os funcionários do local suspeitavam que ela também aplicaria um golpe no estabelecimento.

Entre as vítimas estão noivas, empresas de alimentação e de festas, de serviços médicos, salões de beleza e hotéis.

Foto: Inaê Teles/G1

G1

 

Mulher suspeita de aplicar golpes em pessoas e empresas é presa, na PB

Uma mulher foi presa no início da noite desta terça-feira (22), suspeita de aplicar golpes em pessoas e empresas, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita simulava falsos pagamentos para produtos e serviços encomendados e utilizados por ela.

A mulher foi encontrada em um hotel de luxo, localizado na orla da capital. Segundo informações da PM, os funcionários do local suspeitavam que ela também aplicaria um golpe no estabelecimento.

A polícia ainda não sabe o número exato de pessoas que foram vítimas da suspeita. Mas informou que entre elas, estão noivas, empresas de alimentação e de festas, de serviços médicos, salões de beleza e hotéis.

Uma das vítimas é a empresária Jéssica Gambarra, de 26 anos. Ao G1, ela contou que a suspeita teria encomendado doces através de diferentes contatos. O prejuízo para a empresa dela somou cerca de R$ 8 mil. “O dinheiro nunca chegou na conta”, pontuou.

A mulher foi encaminhada para a Central de Polícia de João Pessoa, onde ela e as vítimas serão ouvidas.

Foto: Grabriela Lima/TV Cabo Branco

G1

 

Adolescente é apreendida suspeita de participar da morte de três ex-namorados, em Belém, PB

Uma adolescente, de 17 anos, foi apreendida suspeita de participar dos homicídios de três ex-namorados, em Belém, no Agreste da Paraíba. Já os crimes aconteceram nas cidades de Caiçara e Logradouro, também no Agreste do estado, em 2018, quando as vítimas mantinham relacionamentos amorosos com ela.

Segundo a Polícia Civil, ela não teria matado os homens, mas facilitado a morte deles por causa de disputas pelo comando do tráfico de drogas nos dois municípios.

A garota foi apreendida por ato infracional semelhante ao crime de homicídio e encaminhada para uma casa de ressocialização, localizada em João Pessoa. Ela deve permanecer no local, inicialmente, por 15 dias.

G1

 

Dupla é detida suspeita de vários roubos na região de Bananeiras, no Brejo paraibano

A Polícia Militar prendeu um homem de 24 anos e apreendeu um adolescente de 17 anos na sexta-feira (11), suspeitos de praticarem diversos roubos na região de Bananeiras, no Brejo da Paraíba. A ação foi resultado de denúncias anônimas.

Ricardo dos Santos Salustino e o adolescente foram localizados no Distrito de Roma.

Com eles, os policiais da Força Tática da 7ª CIPM, apreenderam uma espingarda de calibre indefinido e uma moto Yamaha YBR, cor verde e placa KIT-7641/PE.

Segundo a polícia, imagens de câmeras de segurança flagraram os indivíduos com as mesmas características durante as práticas criminosas.

Eles utilizaram a moto, arma e vestimentas para render os frentistas de um posto de combustíveis e praticar o assalto.

Os dois suspeitos foram encaminhados a Delegacia de Polícia de Solânea para as providências cabíveis.

Eles vão responder por roubo e porte ilegal de arma de fogo, segundo a polícia.

 

ROTA DA NOTÍCIA