Arquivo da tag: supostamente

Barreiros supostamente clandestinos podem estar roubando água no Brejo

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra que barreiros provavelmente clandestinos estariam represando a água que deveria recarregar a barragem de Canafístula II. O reservatório está praticamente seco e é responsável pelo abastecimento das cidades de Bananeiras, Solânea, Cacimba de Dentro, Damião, Araruna, Tacima, Riachão e Dona Inês.

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Canafístula II fica no município de Borborema, no Agreste paraibano, a 135 quilômetros de João Pessoa, tem capacidade para armazenar 4.102.626 milhões de metros cúbicos (m³), mas tem apenas 247.976 mil m³.

Questionado sobre a situação, o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), Porfírio Loureiro, informou que está ciente da situação, já que o órgão recebeu uma denúncia sobre o caso. Uma equipe deverá ser enviada ao local para fiscalizar a situação.

“Iríamos visitar o local na quarta, mas por conta da chuva, não pudemos ir. Iremos na quarta-feira (10), junto com promotores do Ministério Público, para tentar localizar esses barreiros e tomar as medidas cabíveis”, disse Porfírio.

Ainda conforme o presidente da Aesa, caso os barreiros sejam ilegais, os proprietários serão obrigados a destruí-los, liberando assim água para a barragem de Canafístula II.

 

Portal Correio 

 

 

Candidatos orientam eleitores a não comprarem artigos supostamente de campanha

 

eleiçõesOs candidatos a prefeito de Bananeiras e Solânea, Douglas Lucena (PSB) e Kaiser Rocha (DEM), respectivamente, utilizaram as redes sociais para orientar eleitores a não comprarem materiais supostamente de campanha (camisas, bonés, copos e outros) que estão sendo comercializados sem a orientação das coligações.

O ato é proibido pela Legislação Eleitoral. Além de orientar os eleitores, os candidatos estão preocupados em não prejudicar suas candidaturas, já que a venda ilegal desses materiais não tem o consentimento deles.

Eles estão pedindo para que seus correligionários, além de não comprar, para orientar as pessoas que estão oferecendo esses produtos nas redes sociais a não cometerem a prática, considerada crime eleitoral.

Douglas Lucena usou a redes sociais para informar o ato e pedir para que ele seja coibido. “Tivemos informações de que algumas pessoas estão comercializando bonés, camisas e outros produtos que têm relação com a nossa campanha. É importante se dizer que esse tipo de comercialização é vedada pela Legislação Eleitoral e nossa coligação não compactua com qualquer ato que desrespeite a lei. Agradecemos a boa intenção de todos, tanto dos que estão vendendo como de quem está comprando, contudo, é preciso estar atento ao que é permitido”, alertou.

Kaiser Rocha reforçou o pedido. “Preciso pedir aos nossos companheiros que não comprem, nem recebam estes produtos porque são proibidos pela justiça eleitoral. Agradeço a boa intenção de todos, mas a lei tem que ser obedecida. Desautorizamos qualquer pessoa a comercializar ou distribuir material de campanha que não seja permitido pela justiça eleitoral”, argumentou.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Vereador Fernando Sobrinho lamenta distribuição pela prefeitura de Cabedelo de Leite de Coco supostamente vencido  

 

leitedecocoNa tarde desta quarta-feira (01), o vereador Fernando Sobrinho (PROS) foi procurado por moradores de Cabedelo que receberam doação de leite de coco da Prefeitura do município. Os moradores estranharam a data de fabricação e de validade do produto que são bem parecidas causando desconforto para o seu consumo.

O que alguns indagavam era se o produto distribuído pela Prefeitura está em condições de uso ou não. Fernando Sobrinho disse que vai averiguar se há realmente algum problema com a impressão das datas de fabricação e de validade para se pronunciar a respeito.

“Caso isso se confirme, temos somente a lamentar tal ação. Quero acreditar que há uma dificuldade de leitura das datas o que está causando essa confusão. Vou levar algumas amostras para averiguação junto aos órgãos da Vigilância Sanitária e comparar com outros lotes do produto. Ainda é cedo para afirmar alguma coisa”, disse Fernando.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Em se confirmando alguma adulteração, para o vereador, essa postura de remendar, de agir com o pior para o povo, é uma prática recorrente na atual gestão de Cabedelo.

Segundo Fernando a população deve entregar os frascos com Leite de Coco, supostamente vencidos, na sede do ministério público de Cabedelo visando apurar se ele está mesmo vencido e posteriormente, caso constatado,  constituir a prova cabal do descaso da administração pública de Cabedelo com seu povo.

“É preciso que seja investigado e apurado, primeiramente se está vencido mesmo, segundo as responsabilidades do recebimento e conferência”, afirma o vereador.

 

Entenda o caso

Na tarde de hoje os moradores do bairro de Oceania fizeram uma denúncia, informando que na distribuição do peixe, haviam recebido também o leite de coco, no entanto o produto distribuído pela prefeitura através da Secretaria de Ação e Inclusão Social estaria supostamente vencido. A entrega fora feita pelo prefeito, a primeira dama do município que é vereadora também, e pelo secretário da pasta.

 

Assessoria

Criança que supostamente havia se afogado, foi estuprada e assassinada por afogamento

assassinatoDe acordo com o atestado de óbito emitido pelo o IML de Patos, sobre o caso da estudante de iniciais A. F.S. de 9 anos de idade, que morava no Sítio Aracatí de Cacimbas interior da Paraíba, revela que a criança foi estuprada e em seguida afogada criminalmente. O assassino ainda ocultou o cadáver enfiando uma estaca na blusa da menina e enterrando ela na lama do açude conforme ficou constatado.

Antes do enforcamento e afogamento, a criança sofreu abusos sexuais. A violência foi tanta que a menina teve os ossos dos quadris (bacia) quebrados, o criminoso ainda ocultou o cadáver na tentativa de confundir as autoridades policiais de que a morte se deu por afogamento.

É que quando a notícia se espalhou pela região através das rádios e de outros canais de comunicação, mais de cinquenta populares voluntários se mobilizaram juntamente com a Polícia Militar e os conselheiros tutelar a fim de encontrar a menina que estava desaparecida há três dias.

As equipes vasculharam toda a área do açude da Chã próximo ao Distrito de São Sebastião de Cacimbas, último local onde a garota foi vista na companhia de Carlos Júnior Pereira de 29 anos que inclusive é ex-presidiário. Segundo uma testemunha, ele estava carregando a menina nas costas e se afastando do local do banho, dizendo que estava ensinando a garota nadar, depois desapareceram misteriosamente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
O corpo da criança só foi encontrado na quarta feira (13/02) por volta das 05h40min da manhã pelas domesticas Maria Das dores dos Santos e Esmeralda Marques Farias com a ajuda de um menino que avistaram algo parecido com uma pessoa e resolveram averiguar, a o se aproximarem conheceram a menina que estava em um local de águas rasas com a blusa presa numa estaca.

A policia Militar, a Civil, o Conselho Tutelar, e vários populares acompanharam e remoção do cadáver feita pelos Bombeiros. A perícia realizou os primeiros levantamentos e em seguida encaminhou o corpo para ser feita a necropsia em Patos.
O acusado foi preso em flagrante na própria casa no Distrito de São Sebastião na noite da terça feira 12, e encaminhado para Cadeia Pública da cidade de Teixeira, a Polícia encontrou em poder dele roupas de crianças, uma porção de drogas equivalente a um cigarro de maconha, além de material pornográfico. “Júnior” como é conhecido já tem passagem pela policia por assalto na cidade de Campina Grande e contra ele, pesa outra acusação de estupro.

De acordo com o levantamento feito pela Polícia, o acusado é considerado de alta periculosidade e era acostumado aterrorizar a população do Distrito, quem tiver alguma informação de outros crimes praticados por “Júnior” pode ligar para o número 197 que terá a identidade preservada.

O delegado da Polícia Civil Dr. Rony Fernandes, falou sobreo o caso e destacou a importância do empenho das ações conjuntas das Polícias: Militar e Civil, do Conselho Tutelar, Ministério Público, do Juiz de Direito da comarca de Teixeira, da comissária de Polícia Nenê Correia, da colaboração do Delegado regional de Patos Dr. Danilo do Capitão Rômulo, a população em geral e de toda a imprensa.

 

maispatos.

Terreno supostamente doado às vésperas das eleições é invadido por sem-teto em Solânea

 

Um terreno que, supostamente, teria sido doado pela primeira dama de Solânea, Lucinha, às vésperas das eleições, foi invadido por sem-teto e está gerando transtornos para a administração pública local e para a justiça. A área havia sido reservada há quase oito anos para a construção de um conjunto habitacional, mas as moradias populares nunca chegaram a ser construídas. Já são mais de 50 construções iniciadas irregularmente no local.

Na manhã desta terça-feira (06) a equipe do FOCANDO A NOTÍCIA esteve no local para apurar o fato e ouvir os ocupantes dos terrenos. Alguns deles informaram que a primeira dama teria doado dez lotes, que são da prefeitura, na semana que antecedeu às eleições. Segundo eles, os terrenos medem 6×18 metros quadrados.

Sabendo da suposta doação, alguns moradores da redondeza, especialmente da comunidade Bela Vista, decidiram invadir a área que estava reservada para a construção do conjunto habitacional. Na ocasião da invasão, alguns terrenos privados acabaram sendo ocupados também.

Conforme a informação de alguns ocupantes, ficou decidido, em consenso, que as dimensões dos lotes, supostamente doados a cada um, seria medido por eles mesmos. Tomada a decisão, os ocupantes logo iniciaram as construções no local sem o acompanhamento da prefeitura de Solânea. Como consequência da falta desse acompanhamento, algumas construções estão sendo feitas fora do padrão habitacional exigido e sem a menor infraestrutura.

Moradores da comunidade Bela Vista informaram que invadiram o local apenas por necessidade, já que não têm onde morar. Alguns deles vivem em condições sub-humanas sem condições estruturais. No local há famílias com dez pessoas morando em uma mesma casa.

No entanto, um dos moradores do local, conhecido por Leno um dos ocupantes, relatou que há pessoas que não necessitam de moradia e que aproveitaram a ocasião para se apossar do terreno e depois negociar o mesmo.

“Muitos sabem que estão errados em invadir aquela área, mas é que como até hoje nenhuma providência foi tomada para construção do conjunto, eles decidiram invadir a área”, disse Leno acrescentando que há mais de oito anos foi cadastrado para morar naquela localidade, mas que até o momento a prefeitura não construiu as casas.

Imagens das construções no terreno:

O que diz o autor do projeto de habitação

Autor do projeto que previa a construção de um conjunto habitacional para a área, Marcos da Padaria – como é mais conhecido – informou que a proposta foi feita desde a gestão do então prefeito Beto do Brasil (PPS). Com o fim da gestão de Beto, o projeto, segundo Marcos, foi entregue nas mãos ao atual prefeito, Dr. Chiquinho (PMDB).

“Inclusive eu sempre tenho ido ao local alertar aqueles que estão construindo que a situação é totalmente irregular e que os mesmos deveriam esperar que seja feito um cadastramento para aqueles que realmente precisam para legalizar os lotes”, relatou Marcos.

O que diz o prefeito

A reportagem do Focando a Notícia tentou entrar com contato com o prefeito Dr. Chiquinho, mas o mesmo não foi localizado para responder aos fatos relatados pelos ocupantes dos terrenos.

O que diz o presidente da Câmara Municipal

O presidente da Câmara Municipal, Márcio Prudêncio, disse ao Focando a Notícia que está aguardando o projeto de doação dos terrenos pela prefeitura para avaliar a situação e, em seguida, votar a proposta.

Ouça um dos ocupantes:

Baixe o aúdio

Redação/Focando a Notícia

PRF apreende cigarros supostamente falsificados

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na noite desta quinta-feira (7, por volta das 21h20, 750 pacotes de cigarros supostamente falsificados. Tudo estava cuidadosamente guardado no interior de um Ford/Ka prata e era conduzido por um homem de 37 anos.

Segundo ele, material estava sendo levado de Caruaru-PE para Natal-RN afim de ser posteriormente redistribuído em pequenos comércios. A suspeita é que esta mercadoria tenha sua origem no Paraguai, onde é comum a fabricação de marcas de controle de qualidade duvidosa.

A PRF alerta a população para que não consuma este tipo de produto, pois além de não recolher impostos e demais contribuições sociais, há um risco enorme para a saúde pública, visto que não exite qualquer controle das autoridades sanitárias do país na confecção desses produtos.

cigarro falsificado

Após dada voz de prisão, o condutor e o produto foram encaminhados para a sede da Polícia Federal.

portalcorreio