Arquivo da tag: superintendente

Correios da Paraíba tem novo superintendente após aposentadoria de antecessor

Luiz Monteiro Varas é o novo superintendente estadual dos Correios na Paraíba. Empregado dos Correios desde o ano 2000, ele assume a função no lugar de Alfredo Fernandes Filho, que se aposentou da empresa no início deste mês.

O novo superintendente estadual graduou-se em direito pelo Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) em 1994.  Possui pós-graduação pela Escola Superior da Magistratura Paraibana (ESMA) e especialização em Direito pela Universidade Tiradentes (UNIT) de Sergipe. No início do ano 2000, foi aprovado em concurso Público, em âmbito nacional, e ingressou como aluno no Curso de Oficiais da Marinha do Brasil, para exercer o cargo de advogado. No mesmo ano, também aprovado por meio de concurso público nacional, ingressou nos Correios no cargo de advogado, iniciando sua carreira na empresa no estado da Bahia.

Em 2001, assumiu a Assessoria Jurídica em Sergipe e, a partir de 2008, passou a exercer a função de diretor regional daquele estado. No ano de 2010, foi transferido para a Diretoria Regional da Paraíba, onde passou a exercer a função de gestor da Assessoria Jurídica –PB. Em julho deste ano, foi designado para exercer a função de Superintendente Estadual de Operações na Paraíba, cumulativamente com a função de Assessor Jurídico.

 

pbagora

 

 

 

Governo Federal nomeia novo superintendente do Incra na Paraíba

O Governo Federal, através do Ministério da Agricultura, nomeou, nesta quinta-feira (18), o novo superintendente Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), no Estado da Paraíba.

Leonardo Torreão Villarim de Medeiros ocupará a pasta no lugar de Francisco Rinaldo Maranhão de Figueiredo, que foi exonerado do cargo.

A Portaria assinada pelo ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU).

MaisPB

 

 

Superintendente do Detran admite a possibilidade de aplicar resolução que parcela multa no cartão de crédito

Agamenon Vieira é superintendente do Detran-PB (Foto: Walla Santos)

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) já estuda a viabilidade para implantar a resolução do  Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada nesta quarta-feira (18) que permite o pagamento de multas de trânsito com cartões de débito ou crédito.

“Vamos analisar os pró e os contras desta resolução”, declarou Agamenon Vieira, superintendente do órgão na Paraíba, sem, no entanto, prevê a entrada em vigor da medida anunciada pelo Contran.

Agamenon Vieira admite que “Se é bom para o povo vai adotar o sistema”, mas que o Detran-PB deve levar algum tempo para se adequar a resolução. “O importante é envidar esforços para se adequar a todas as exigências da resolução”.

De acordo com a resolução, que já está em vigor,  o valor da multa poderá até ser parcelado em cartão de crédito, mas com a devida cobrança de juros pela entidade financeira do cartão.

Com a nova regra, cada órgão de trânsito (Detrans, prefeituras, Polícia Rodoviária, Der e Dnit) poderá habilitar empresas financeiras para oferecer a alternativa de pagamento por cartão e quitar dívidas dos proprietários de veículos.

ClickPB

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Desperdício da água na Paraíba é de 36,7%, afirma superintendente da Cagepa

águaO superintendente da Cagepa, Marcos Vinicius, afirmou que o desperdício de água na Paraíba é de 36,7% e pediu ajuda da população para reverter esse quadro. A declaração aconteceu logo após reunião entre o Governo do Estado, Agência Nacional das Águas (ANA), Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa),  Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) e a própria Cagepa.

A reunião teve como objetivo discutir soluções para a crise hídrica nos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Segundo Vinicius, o desperdício de água acontece de três formas: físico, fraude e faturamento. O desperdício físico acontece na forma de vazamentos, canos rompidos, etc. A fraude acontece na ilegalidade de alguns consumidores e a faturamento acontece a partir de um problema na leitura.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Pedro Callado

Superintendente da Cagepa tranquiliza população sobre abastecimento

Foto: Paraibaonline
Foto: Paraibaonline

O superintendente da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa), Deusdete Queiroga, falou sobre os avanços realizados em 2014 e as dificuldades enfrentadas. Ele disse que devido a seca o abastecimento ficou comprometido em algumas cidades, a exemplo de Campina Grande, onde foi necessário racionar a água. “Além dos sistemas serem muito antigos, a seca e a falta de água nos mananciais fazem com que a gente tenha que fazer racionamento em alguns pontos”, lembrou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Deusdete disse que o racionamento na região de Campina Grande foi uma ação preventiva para que seja evitado o colapso. “Do sábado a tarde até a segunda-feira pela manhã, a população está ficando sem o abastecimento, mas o racionamento tem sido bem compreendido pela população”, afirmou o superintendente.

Para o ano de 2015, Deusdete Queiroga espera que a expectativa de fortes chuvas na região se confirme para que o nível de água nos mananciais aumente. “Isso vai melhorar muito a questão do abastecimento. Por outro lado os investimentos para 2015 são significativos”, disse o superintendente. Deusdete garantiu que os investimentos na área são de mais de R$ 1 bilhão. “São mais de 750km de nova adutoras e isso vai trazer melhorias significativas para diversas cidades que sofrem com problema de água”, destaca Deusdete Queiroga.

PB Agora

PF investiga fraude que beneficia o superintendente da pesca e deputado

deputadoA Polícia Federal iniciou investigações sobre graves denúncias de uso político e de desvio de verbas envolvendo a Superintendência do Ministério da Pesca e Aquicultura na Paraíba (MPA/PB). Fruto das denúncias, o Ministério suspendeu, desde o último dia de 2013, a emissão de novas carteiras profissionais de pescador em todo o Brasil. O teria sido montado para beneficiar aliados do deputado estadual Juntahy Menezes (PRB) que indicou o superintendente Samuel Lemos.

Representantes da Federação dos Pescadores e Aquicultores da Paraíba (Fepesca-PB) e de diversas Colônias de Pescadores denunciaram o esquema fraudulento neste final de semana. Segundo eles, o MPA/PB estaria cadastrando falsos pescadores, entregando-lhes carteiras profissionais, Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAPs), cestas básicas e parcelas do Seguro Defeso (que somam mais de R$ 2 mil), todos benefícios de programas do Governo Federal. Para isso, no entanto, funcionários do Ministério cobrariam valores que variam de R$ 300 a R$ 1.000.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
“No Ministério da Pesca existe hoje um tratamento diferenciado, dito em alto e bom som: se o pescador estiver do lado deles, tem tudo, sem estiver do outro lado, não tem nada. E o lado deles é o lado do deputado estadual Jutahy Menezes e do superintendente Samuel Lemos”, afirmou o presidente da Fepesca, Zélio Silva. Segundo ele, as carteiras dos pescadores filiados a Colônias que se posicionam do lado do MPA são emitidas em cerca de 30 dias, enquanto existem carteiras de Colônias não-alinhadas “mofando” há mais de um ano.

A presidente da Colônia de Pescadores de Patos, Ivanilda Souza, denunciou que no município foram desviadas mais de 200 cestas básicas, de 300 enviadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social via MPA. “Além das cestas básicas que nunca apareceram, as que chegaram foram entregues a aliados políticos dos dirigentes do Ministério, quando deveriam ser repassadas à diretoria da Colônia, e, mesmo assim, ainda contemplaram pessoas que nem pescadores são”, revelou Ivanilda. Representantes das Colônias de Aroeiras e Rio Tinto também denunciaram o favorecimento e a perseguição política por parte de funcionários do MPA/PB.

Para Janderley Batista, da Colônia de Pescadores de Coremas, existe uma quadrilha agindo na Paraíba. A organização criminosa seria formada por cerca de dez pessoas, incluindo funcionários do MPA/PB e outros agentes contratados. Todos os nomes já foram informados à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal. “A imoralidade, a corrupção no Ministério é imensa. São registros feitos com data retroativa de pessoas que pagam por isso ou são do grupo político do superintendente Samuel Coelho de Lemos, aliado do deputado pastor Jutahy”, garantiu.

A Fepesca e as Colônias representativas dos pescadores esperam agora que as autoridades competentes tomem as devidas providências para eliminar do Ministério da Pesca na Paraíba qualquer vestígio de mau uso da máquina pública e de ação criminosa.

MaisPB 

com Assessoria de Anísio Maia

Diretor do DETRAN-PB nega que queira ‘passar a perna’ no superintendente

detranUma crise entre está instalada entre o diretor administrativo do DETRAN da Paraíba, Ednaldo Soares, e o superintendente do órgão, Rodrigo Carvalho.

Neste final de semana, Ednaldo Soares procurou a imprensa para negar que tenha se articulado para tomar o cargo ocupado por Rodrigo Carvalho.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No entanto, em contato com a coluna do jornalista, Heron Cid, publicada no Jornal Correio da Paraíba, Ednaldo não escondeu que tem divergências administrativas com o seu superior e com o qual tem entrado em choque por discordar de determinadas medidas.

O ex-secretário da Receita não revelou quais e nem a ordem das discordâncias, mas alegou que às vezes “faltam experiências” ao superintendente. “Mais nada grave”, ponderou.

MaisPB