Arquivo da tag: Solidária

Campanha solidária: radialista Jean Gomes precisa de sua ajuda agora

O radialista Jean Gomes, o ‘Ganso’, funcionário da Rádio Guarabira FM, continua sua luta em tratamento de saúde e esta semana voltou a ser internado no Hospital Regional de Guarabira, onde encontra-se numa enfermaria e tendo os devidos cuidados médicos.

Jean estava no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, teve alta médica e retornou para casa. Essa semana teve alteração no quadro clínica e precisou voltar a ser internado, desta feita numa unidade hospitalar de Guarabira.

Nesta sexta-feira (22), o radialista Rafael San, colega de Jean em programa matutino da Guarabira FM, iniciou uma campanha para ajudar no tratamento do comunicador, para fazer face a pagamentos de exames, medicamentos e outras necessidades.

Quem quiser doar qualquer quantia deve depositar no Banco Bradesco
Agência: 2007
Conta Corrente: 8492-1
Jean Gomes de Souza

Ganso sofre de pancreatite. A pancreatite pode começar subitamente e durar dias ou pode ocorrer ao longo de muitos anos. Ela tem várias causas, incluindo cálculos biliares e consumo intenso e crônico de álcool.

Os sintomas incluem dor na parte superior do abdômen, náuseas e vômitos.
Normalmente, o tratamento requer hospitalização. Depois de estabilizarem o paciente, os médicos tratam a causa subjacente.

Jean também trata uma leucemia e precisa tomar dores regulares de insulina, que é um medicamento de preço elevado.

No rádio

Com mais de 20 anos de profissão, Jean Gomes iniciou no rádio como motorista da unidade móvel da Rádio Rural. Com sua desenvoltura, foi convidado pelo empresário João Rafael para fazer um programa na Rádio Cultura e a partir daí não parou mais. Fez programas musicais de grande audiência na Rural, fez jornalismo na Rádio Cultura e depois contratado pela Guarabira FM, divide bancada com Rafael San.

De estilo próprio, ganhou popularidade com matérias na área policial e faz sucesso no rádio. No programa, uma de suas marcas é a solidariedade com as pessoas necessitadas que procuram a emissora precisando de ajuda e fez inúmeras campanhas de arrecadação de donativos e de valores financeiros para ajudar famílias de Guarabira e da região.

 

portal25horas

 

 

Campanha solidária da LBV chega ao Assentamento Nova Margarida  em Alagoa Grande/PB

Nesta sexta-feira, 06 de abril, às 10h, em Alagoa Grande no Brejo Paraibano, a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro! promovida pela Legião da Boa Vontade, finaliza a entrega de centenas de kits de material pedagógico no Assentamento Nova Margarida, para alunos da Escola Nossa Senhora de Fátima na Usina Tanques.

Em 2018, a iniciativa solidária assistiu mais de 22 mil crianças e adolescentes provenientes de famílias de baixa renda de 90 municípios brasileiros. A ação visa apoiar os pais que não têm recursos para a compra do material escolar e contribuir para o combate ao analfabetismo.

No início de março, devido às fortes chuvas na região, a equipe da LBV que estava no município, não conseguiu acesso a comunidade, atendendo somente a Comunidade Caiana dos Crioulos. Cada aluno receberá um kit composto com dicionário da língua portuguesa, estojo, lápis preto e de cor, canetas, apontador, borrachas, tesoura, tubo de cola, cadernos, régua e mochila.

Para a realização da campanha, a LBV conta com donativos da população, de colaboradores, de voluntários, de empresas parceiras e com o apoio da mídia. As doações para a manutenção de todo o trabalho da Instituição, podem ser feitas pelo site www.lbv.org ou pelo tel.: 0800 055 50 99.

A LBV

A Legião da Boa Vontade acredita que a educação, iluminada por valores espirituais, éticos e ecumênicos, transforma o ser humano para melhor, por isso, há mais de 68 anos, atua ao lado das populações em situação de vulnerabilidade social. A Instituição oferece o apoio necessário às famílias, em seus Centros Comunitários de Assistência Social nas cidades de Campina Grande e João Pessoa, para que os filhos tenham acesso à Educação e garantia e proteção de seus direitos, além de outros benefícios, e realiza atividades socioeducativas, esportivas, culturais, artísticas, lúdicas e recreativas, bem como projetos permanentes de incentivo à leitura.

Assessoria LBV

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Pe Luciano fala da “oração permanente e solidária, mas nunca fruto do egoísmo”, durante celebração na Catedral de Campina  

pe-lucianoO Padre Luciano Guedes da Silva, pároco da Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Conceição, no centro de Campina Grande, destacou, durante as celebrações deste domingo (16), a importância da oração para os cristãos. Ele aproveitou o Evangelho de São Lucas para dizer aos fiéis o quão importante é perseverar na oração.

No Evangelho, São Lucas fala de um juiz nada justo, que cede aos apelos de uma viúva para lhe fazer justiça, após esta ter insistido no pedido ao magistrado. No Evangelho, Jesus diz, ao final da história, que se o juiz, injusto, atendeu aos apelos da viúva, imagine Deus em relação à perseverança de seus filhos.

Padre Luciano disse que o Evangelho é exemplo para que os cristãos também perseverem na oração, pedindo com insistência, até que os pedidos sejam aceitos. “Mas Deus vai nos atender não no momento que queremos. Ele atenderá tudo a seu tempo”, destacou o pároco da Catedral.

As Consequências da Oração – Ainda de acordo com Padre Luciano, a oração tem que ser perseverante, mas também feita sempre pensando nas suas consequências em relação aos que vivem ao nosso redor. Segundo o pároco, quando pedimos algo a Deus, temos que fazer uma profunda reflexão sobre as consequências desse nosso pedido.

É que, de acordo com o Padre, é preciso que façamos nossos pedidos imaginando se este pedido, realmente, é bom para nós e também para as pessoas com quem convivemos diariamente, seja no seio das nossas famílias, junto aos amigos, aos vizinhos, aos companheiros de trabalho ou em qualquer outro ambiente.

“Toda oração deve ser solidária, nunca fruto do egoísmo”, destacou Padre Luciano, reforçando que esse desejo deve ser permanente nos cristãos, em suas orações. “Já pensou se Deus atendesse a todos os pedidos que fazemos a Ele diariamente? Com certeza muitas injustiças poderiam ser cometidas, conosco e com os nossos irmãos”, justificou.

Padre Luciano finalizou dizendo que uma das principais características do cristão é a oração perseverante e pediu para que os fiéis nunca desanimem diante de um pedido que ainda não foi atendido. “Certo dia alguém me procurou para dizer que Deus tinha ‘tapado os ouvidos’ para as suas orações e eu sempre digo: ele atenderá de acordo com os critérios Dele e no tempo Dele. Se for bom para nós, Ele atenderá, no tempo certo”.

Pascom – Catedral

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Coligação ‘Borborema mais Forte e Solidária’ vai à justiça contra ataques nas redes sociais

paula-maranhaoA Coligação ‘Borborema mais Forte e Solidária” deve recorrer à justiça contra ataques sofridos pela candidata a prefeita Paula Maranhão, nas redes sociais.

A assessoria jurídica dela considera depreciáveis as palavras proferidas por alguns eleitores durante entrevista concedida pela postulante à Rádio Rural, de Guarabira.

Em nota, eles garantiram tomar providências judiciais. “O momento é crucial para resolvermos tomar as devidas providências. Ao ir à Rádio Rural na cidade de Guarabira mostrar suas propostas, falar o que já foi feito e o que fará nos próximos 4 anos, foi (a candidata) atacada.

Na verdade, o que se viu, foram ataques desumanos, humilhações sem precedentes, tratos depreciáveis ao ser humano acima de tudo, insultos desnecessários, chacotas e zombarias de todos os tipos”, diz a coligação na nota.

A coligação acrescenta, ainda, que os insultos não pararam por aí. “Analfabeta, Pinóquio, infeliz, despreparada, mentirosa, candidata do criança esperança, destruidora de troços, etc. Também lemos insultos projetados em expressões, como: só tem uma roupa; a candidata precisa estudar; a candidata precisa do programa Brasil Alfabetizado/Alfabetização Solidária, volta para a escola, solta o papel, faltou só o caderninho da mentira, e só tem essa blusa é?, coitada, coitada nem lendo sabe mentir, ler mau, soletrando, dentre outras”, argumentam na nota.

Eles informaram que todas as providências serão tomadas. “Os autores da ofensa estarão sujeitos tanto as consequências criminais (cumprimento de pena) quanto civis (indenização da vítima) por conta de seus atos. Entregamos nas mãos da assessoria jurídica da coligação todo material ofensivo publicado nas redes sociais. Por partidários da coligação adversária para serem tomadas as medidas cabíveis na esfera judicial. Bem como a polícia e ao Ministério Público para serem tratadas na forma da lei”, avisaram.

Focando a Notícia com Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Governo federal firma convênios para implantar centros de economia solidária em 42 municípios

diretor de Inclusão Produtiva Urbana do MDS, Luiz Müller.
diretor de Inclusão Produtiva Urbana do MDS, Luiz Müller.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), firmou convênios com 42 municípios e 19 estados para implantação e consolidação de centros de economia solidária no país. “Esse acordos preveem o apoio para capacitação, qualificação e estruturação de organizações da economia solidária, com o objetivo de incluir mais pessoas no mercado de trabalho”, diz o diretor de Inclusão Produtiva Urbana do MDS, Luiz Müller.

Nos últimos dois anos, o governo federal investiu R$ 85 milhões na estruturação de centros de economia solidária. Este ano, será feito um repasse complementar totalizando R$ 100 milhões. O prazo para que os municípios e estados invistam os recursos termina em dezembro deste ano. A ação vai beneficiar 60 mil pessoas em todo o país, prevê Müller.

Os centros são espaços destinados ao fomento e comercialização de produtos fabricados por empreendedores de baixa renda. “Foi uma reivindicação dos movimentos da economia solidária, que precisam de endereço na cidade para expor os produtos e fazer seminários”, destaca o secretário nacional de Economia Solidária do MTE, Paul Singer.

A escolha dos municípios e estados para os convênios foi feita por meio de editais para seleção de projetos, sendo um deles direcionado aos municípios e outro aos estados. Ao todo foram recebidas propostas de 97 municípios e 22 estados. Os projetos foram analisados pelo Comitê de Seleção constituído pelos dois ministérios.

Ascom/MDS

Rádio Comunitária de João Pessoa promove feira de economia solidária

 

A Rádio Comunitária Voz Popular, da comunidade São Rafael em João Pessoa (PB) realizará em 8 de julho uma feira de economia solidária, com bazar, bingo, apresentações artísticas e inauguração do Banco Comunitário Jardim Botânico, centro catalizador de um projeto de economia solidária que está sendo implantado na comunidade.
Segundo Daniel Pereira, do Conselho Gestor do Banco Comunitário Jardim Botânico, o projeto é um sistema onde os gestores são pessoas da própria comunidade, gente que conhece melhor as necessidades de cada um. Será criada uma moeda social para circular na comunidade. “A proposta é realizar empréstimos pessoais e empresariais para a comunidade, com uma taxa de juros baixos”, afirmou ele.
A Rádio Comunitária Voz Popular transmite na frequência 97,7 FM e terá uma grande importância na consolidação do projeto, fazendo com que os moradores acreditem no potencial que tem a economia solidária. O Grupo Gestor da rádio já gerencia uma padaria comunitária e outros projetos culturais.
A comunidade São Rafael fica no contorno do Conjunto Castelo Branco, na zona sul de João Pessoa, e enfrenta graves problemas de moradia, desemprego, violência e equipamentos públicos precários. Em meio a essa comunidade de caráter sócio-econômico extremamente precarizado do meio urbano de João Pessoa, nasceu o projeto da Rádio Comunitária Voz Popular, a princípio com caixas de som nos postes, depois transmitindo em frequencia modulada, e que vem fazendo a diferença, liderando importantes projetos como este do Banco Comunitário Jardim Botânico. “Infelizmente, o Ministério das Comunicações não reconheceu nossa legitimidade e, por ‘motivos técnicos’, vem negando nossa outorga”, disse Rosângela Santos, que integra a direção da emissora comunitária.

Fonte: radiozumbijp
Focando a Notícia

I Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária para educadores/as será realizado em Recife

O objetivo do seminário é estabelecer uma relação entre os coletivos estaduais organizados em torno da Rede de Educadores em Economia Solidária que buscam construir autonomia e, através dessa construção e de experiências, fortalecer, evidenciar e sistematizar as aprendizagens.

Durante os três dias serão apresentados debates, rodas de diálogos, sessões de socialização e carrosséis pedagógicos sobre as práticas e fundamentos da Economia Solidária, com a presença de autoridades, convidados e profissionais da área.

Além disso, haverá uma programação artístico-cultural e de lazer durante a noite, com Tendas de Trocas e Tenda Cultural, com feira e exposição de produtos e serviços da economia solidária e festa de confraternização.

As inscrições para os grupos e pessoas interessadas em participar devem ser feitas até o dia 10 de julho pelo endereço eletrônico: seminarioeducaecosol@gmail.com. Ao enviar o e-mail, colocar no campo “assunto” o nome do carrossel pedagógico para qual o texto e a apresentação se inscrevem.

Devem ser encaminhados textos sobre um dos cinco temas dos carrosséis pedagógicos: Fundamentos da Educação em Economia Solidária, Sistematização de experiências e construção do conhecimento, Prática Pedagógica de Educação em Economia Solidária, A expressão artística e cultural na educação em economia solidária e Organização dos educadores em economia solidária.

O evento é realizado pelo Centro de Formação em Economia Solidária do Nordeste (CFES-NE), projeto apoiado pelo Ministério do Trabalho, através da Secretaria Nacional de Economia Solidária.

Serviço:

Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos

CEP: 52171-900 – Recife/PE

Maiores informações:

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária

Adital