Arquivo da tag: Sol

Aesa prevê sol com variação de nuvens para o setor leste do estado nesta quinta-feira

previsao-do-tempoA Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) prevê sol com variação de nuvens para todo o setor leste da Paraíba – Agreste, Brejo e Litoral – nesta quinta-feira (18).

Para a região do Cariri-Curimataú, localizada no Semiárido do Estado, a previsão também é de sol com variação de nuvens. Já para o Alto Sertão e Sertão, a Aesa prevê sol entre poucas nuvens.

Na faixa litorânea, a temperatura máxima deverá ficar em torno dos 30º C e a mínima, dos 23º C. Confira a temperatura nas demais regiões:

Agreste – máxima de 30º C e mínima de 18º C

Brejo – máxima de 28º C e mínima de 17º C

Cariri-Curimataú – máxima de 32º C e mínima de 16º C

Alto Sertão – máxima de 35º C e mínima de 19º C

Sertão – máxima de 35º C e mínima de 20º C

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Meteorologia prevê sol com nuvens no Litoral, Brejo e Agreste nesta segunda-feira

Clima-Nublado-com-chuvaA meteorologia prevê sol com variação de nuvens no Litoral, Brejo e Agreste da Paraíba nesta segunda-feira (8). De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), a temperatura varia entre 25ºC e 30ºC no Litoral.
No Brejo, os termômetros marcam entre 21ºC e 29ºC.
A temperatura mínima no Agreste é de 22ºC e a máxima, de 30ºC.
No Cariri e Curimataú, a previsão é de nebulosidade variável, com temperaturas variando entre 22ºC e 34ºC.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

No Sertão e Alto Sertão, a segunda-feira será de nebulosidade variável, podendo ocorrer chuvas em pontos isolados. A temperatura mínima é de 23ºC e a máxima, de 35ºC.
Aesa

Meteorologia prevê sol com variação de nuvens no Litoral, Brejo e Agreste nesta terça-feira

Clima-NubladoA meteorologia prevê sol com variação de nuvens no Litoral, Brejo e Agreste da Paraíba nesta terça-feira (8). De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), a temperatura deve oscilar entre 25ºC e 31ºC no Litoral.

No Brejo, a temperatura fica entre 20ºC e 30ºC. No Agreste, os termômetros oscilam entre 21ºC e 33ºC.

No Sertão, Cariri e Curimataú, a previsão é de sol e poucas nuvens. Na primeira região, a temperatura fica entre 23ºC e 39º C. Na segunda, os termômetros variam entre 21ºC e 35ºC.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

blogdogordinho

Meteorologia prevê sol com variações de nuvens na faixa litorânea neste sábado

Clima-Nublado-com-chuvaA Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) prevê, para este sábado (26), sol com variação de nuvens para o Setor Leste do Estado, que compreende as regiões do Agreste, Brejo e Litoral. A previsão indica ainda que a temperatura máxima para a faixa litorânea deverá chegar aos 30º C e a mínima, aos 24º C.

No Agreste, a Aesa prevê que a máxima deverá atingir os 29º C e a mínima, os 20º C. Já para o Brejo, a máxima deverá alcançar os 27º C e a mínima, os 19º C. Para as regiões do Cariri-Curimataú, Alto Sertão e Sertão, o sábado deverá ser de sol predominante. No Sertão, a máxima deverá ficar em torno dos 36º C e a mínima, perto dos 23º C.

A temperatura máxima no Alto Sertão poderá atingir os 35º C e a mínima, os 22º C. Já para a região do Cariri-Curimataú, a previsão é que a máxima seja de 33º C e a mínima, de 18º C.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

blogdogordinho

Previsão da Aesa indica que sol predomina em quase todo o Estado nesta sexta-feira

temperaturaA previsão do tempo para esta sexta-feira (8) é de predomínio do sol em quase todo Estado. No Litoral e no Sertão, podem ocorrer chuvas rápidas, mas o clima deve permanecer quente. Segundo o setor de meteorologia da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), a temperatura mínima esperada é de 21°C e a máxima de 35°C. A força dos ventos deve variar entre fraca e moderada.

Nesta sexta-feira (8), as condições de tempo devem apresentar pouca alteração em relação aos últimos dias. “Deverá permanecer com nebulosidade variável. Poderão ocorrer chuvas ocasionais na faixa litorânea”, informou a meteorologista da Aesa, Carmem Becker.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Confira a previsão completa para todas as regiões no quadro abaixo:

Litoral Nebulosidade variável.  Poderão ocorrer chuvas ocasionais. Max.: 30°C

Min.: 24°C

Brejo Nebulosidade variável. Max.: 29°C

Min.: 21°C

Agreste Nebulosidade variável. Max.: 31°C

Min.: 21°C

Cariri

Curimataú

Nebulosidade variável. Max.: 34°C

Min.: 21°C

Sertão Nebulosidade variável. Max.: 35°C

Min.: 22°C

Alto Sertão Nebulosidade variável. Max.: 34°C

Min.: 21°C

As variações climáticas são monitoradas diariamente pelos técnicos da Aesa na Sala de Situação, instalada em Campina Grande. Plataformas de coleta de dados espalhadas pelo Estado enviam (via satélite) informações como quantidade de chuva, pressão barométrica e nível da água. Para construir o espaço de observação climatológica, o Governo do Estado e a Agência Nacional das Águas (ANA) investiram mais de R$ 2 milhões.

Secom-PB

Aesa prevê final de semana com sol em todo o Estado

radiacao-solarA Agência Executiva da Gestão das Águas (Aesa) prevê sol em todas as regiões do Estado para este sábado (17) e domingo (18). No entanto, há previsão de chuvas passageiras para o Litoral e Agreste paraibanos. Poderão ocorrer ainda chuvas isoladas no Sertão e no Alto Sertão no fim da tarde. Ainda de acordo com a Aesa, o índice de radiação ultravioleta será extremo, variando entre 13 e 14, na escala que vai de 1 a 16.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Litoral deverá registrar temperatura mínima de 24ºC e máxima de 31ºC. No Brejo, a mínima deverá ser de 20ºC e a máxima de 29ºC. Já no Agreste, a mínima deverá ser de 20ºC e a máxima de 31ºC e na região do Cariri e do Curimataú paraibano, a previsão é que a mínima seja de 19ºC e a máxima, de 33ºC, enquanto no Sertão, a temperatura mínima deverá chegar aos 21ºC e a máxima, aos 36ºC. No Alto Sertão, a mínima deverá ser de 21ºC e a máxima, de 35ºC.

Radiação ultravioleta – De acordo com o meteorologista Alexandre Magno, o índice de radiação ultravioleta é previsto em uma atmosfera em que não haja nuvens, com a incidência direta do sol. Ele enfatiza que no Litoral do estado a população deve ter mais cuidados, sobretudo quem for à praia.

 “A praia é um local em que a incidência de radiação ultravioleta fica ainda mais forte, já que ganha reflexos na água do mar, por conta da salinidade, assim como na areia. Portanto, é muito importante que a população tome os devidos cuidados quando estiver nesse ambiente, já que recebe incidência de radiação ultravioleta de vários lados”, destacou.

Secom-PB

Desavisados levam chuva e sol para serem atendidos no TRE

filaVárias pessoas estão se amontoando em filas na frente do Fórum Eleitoral de João Pessoa, localizado na Avenida Odon Bezerra, no bairro de Tambiá, para resolver pendências com a Justiça Eleitoral, como solicitação de segunda via de título eleitoral e justificativa de ausência nas últimas eleições.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
O problema é que as filas na maioria das vezes são em vão, pois na portaria do próprio Fórum tem um comunicado informando que o expediente de segunda a quinta-feira é das 13h00 às 18h00 e na sexta-feira das 08h00 as 13h00.

Em contato com a reportagem do Portal MaisPB, a senhora Adriana Meirelles disse que estava na fila para ser atendida no Central de Atendimento ao Eleitor de João Pessoa desde as oito horas da manhã. Ele vai solicitar a segunda via do título para concluir um cadastro de emprego e teme perder a vaga.

Ecliton Monteiro – MaisPB

Sol, fumo e hormônios podem levar a alterações na pele ao longo da vida

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Quando chega o fim do ano, muita gente corre para a praia ou piscina para aproveitar os dias de folga e o sol. Mas mesmo nesses momentos de diversão, é importante tomar cuidado com a saúde, principalmente da pele, como recomendou a dermatologista Denise Steiner no Bem Estar desta segunda-feira (29).

Segundo a médica, a exposição ao sol sem proteção é o fator mais envelhecedor da pele – depois das agressões dos raios solares, a pele pode ficar com rugas profundas, muitas manchas e falta de vascularização; sem essas agressões e com os cuidados ideais, com o uso de filtro solar, a pele pode ficar só com rugas finas, poucas manchas e boa vascularização. Além do sol, o envelhecimento precoce da pele pode ser causado também por outros fatores externos, como o cigarro, por exemplo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Podem existir ainda causas genéticas e hormonais, como explicou a endocrinologista Elaine Costa. Os hormônios, inclusive, têm muita influência na pele durante a vida – na infância, por exemplo, a criança tem poucos hormônios sexuais e mais hormônios do crescimento, o que faz a pele parecer um pêssego; já na adolescência, esses hormônios aumentam, o que pode causar acne, por exemplo; quando ela envelhece, há uma queda dos hormônios sexuais, que deixam a pele seca e marcada, além do resultado das agressões que ela sofreu ao longo da vida.

Segundo as médicas, para cuidar da pele, não precisa gastar muito dinheiro – cremes mais baratos também podem ter um efeito positivo, mas como alertou a dermatologista Denise Steiner, o mais importante é a manutenção desses cuidados ao longo da vida.

 

 

G1

Falta de sol pode provocar doenças cardiovasculares, osteoporose e câncer

Quem pensa que o sol só serve para deixar a pele com belo bronzeado está enganado. Ele é essencial à saúde e pode evitar diversas doenças, como raquitismo, em crianças, e osteoporose, em adultos. E a lista não para aí. Em longo prazo, a falta ou a deficiência de vitamina D (proveniente do banho de sol) poderá provocar doenças cardiovasculares, diabetes e até câncer.

Segundo Marise Lazaretti Castro da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia) e chefe de doenças metabólicas da Unifesp (Universidade de São Paulo), a vitamina D atua principalmente na saúde dos ossos e também na força muscular.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A falta ou deficiência de vitamina D pode provocar raquitismo em crianças e, no adulto, o aumento do risco de osteoporose e consequentemente maior risco de fraturas. Em longo prazo, a baixa deste nutriente aumenta o risco de câncer de cólon, mama e próstata, doenças cardiovasculares, como hipertensão, diabetes. Há estudos que também ligam a vitamina D à artrite reumatoide e esclerose múltipla, mas não há relação de causa e efeito.

Pesquisa recente realizada pela Unifesp mostra que, em São Paulo, 40% dos adultos e jovens estão com índice de vitamina D no corpo abaixo do valor considerado ideal. Já nos idosos, este número chega a 80%. E para aqueles que moram em casas de repouso, 80% tem falta ou deficiência. Segundo a médica, isso é reflexo da “falta de oportunidade das pessoas em poder viver ao ar livre”.

1cnza0mhxj_2154vp6fxp_file.jpg

— Como a vitamina D é produzida na pele com os raios de sol é necessário tomar banho de sol. E as dermatologistas vão achar ruim, mas para esse banho de sol deve ser sem filtro solar. Dez minutos por dia, com o sol mais forte, ou seja, entre 10h e 15h, são suficientes para repor.

Atenção, a regra de tomar sol todos os dias não vale para determinados grupos de risco, explica Marise.

— Pessoas em tratamento para osteoporose e que passaram por cirurgia bariátrica devem tomar cuidado porque a vitamina não é absolvida adequadamente. Outros dois grupos de risco são: pessoas que usam anti convulsante [por causa de crise de epilepsia] e quem sofre com câncer de pele. Estas pessoas precisam tomar suplemento.

O especialista em medicina preventiva e longevidade Fábio Cardoso explica a vitamina D também está presente em alimentos, principalmente peixes de água fria, mas a quantidade não é suficiente.

— Mas a quantidade é pequena e seria suficiente para fornecer apenas 20% das necessidades diárias. Além disso, estudos mostram que, nos últimos 30 anos, a concentração de nutrientes das frutas e vegetais caiu em torno de 50%. Isso acontece também com as carnes de animais que ingerimos, ricas em hormônios e cada vez menos nutritivas.

Sintomas e reposição

Apesar de alguns sintomas da falta de vitamina serem dor no corpo, fraqueza e desânimo, Marise explica que apenas um exame poderá dizer se o paciente tem ou não falta deste micronutriente.

— Mas basta a pessoa se fazer algumas perguntas: eu tomo sol todos os dias? Quanto tempo eu fico no sol? Estou com ou sem filtro? Quanto mais escura o tom de pele, mais difícil de adquirir vitamina. Vale destacar que a alimentação não traz suplementação deste nutriente.

Para quem está com falta ou deficiência de vitamina D, a alternativa é o suplemento, porém, esta reposição deverá ser acompanhada por um profissional, explica Marise.

— O ideal é a pessoa não se automedicar, mas procurar um profissional. Já vi casos de intoxicação por suplemento. No longo prazo, o excesso pode aumentar níveis de cálcio no sangue e a pessoa pode ter náuseas, vômitos, urinar muito e desidratação.

Importância dos micronutrientes

Além da vitamina D, é necessário cuidar também da reposição de outras vitaminas e também minerais. Valéria Goulart professora de nutrologia da Unifesp e membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) afirma que estes micronutrientes são muito importantes para a manutenção da função metabólica do corpo. Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) apontam que mais de dois bilhões de pessoas têm deficiências destes micronutrientes no organismo.

— O diagnóstico é muito difícil, mas os sintomas mais comuns são: dificuldades de memorização e aprendizado, queda de cabelo, unhas quebradiças, cansaço, baixa residência a doenças, falta de apetite, apatia, sonolência, mau humor e até irritabilidade.

No Brasil, a alimentação pouco saudável dos brasileiros tem reduzido a reposição de vitaminas e minerais do organismo, segundo analisa a médica. Segundo ela, cada vez mais, a população investe em alimentos fast food, rica em carboidratos e pobre em proteínas.

— Alimentação saudável com prato colorido é o ideal para repor a quantidade adequada de vitaminas e minerais. O ideal é ter legumes um de cada cor, por exemplo, batata, cenoura, tomate, além do arroz, feijão e proteínas, como a carne, de preferência magra.

180 Graus

 

Pôr do Sol de Coremas fica em 2º e Jacaré em Cabedelo é o 5º mais bonito do Brasil

SOLA cidade de Coremas ficou em segundo lugar e Cabedelo em quinto de um quadro do Fantástico que escolheu o pôr do sol mais bonito do Brasil. Em Coremos o local foi do açude Estevam Marinho e a pôr do sol da Praia do Jacaré, em Cabedelo. Foram mais de quatro milhões de votos no site do Fantástico, em apenas dois dias -uma disputa acirrada entre cidades do Brasil inteiro.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O grande vencedor, o pôr do sol mais bonito do Brasil é o de Presidente Epitácio, em São Paulo. Dois estados aparecem na foto mais votada na batalha do pôr do sol. A ponte que aparece na foto liga os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Além de ser fundamental pra economia da região, a ponte também se tornou um grande cartão-postal. O sol se põe bem atrás da ponte, nas águas do Rio Paraná.

 

 

“Esse pôr do sol aqui é maravilhoso”, diz morador.

pordosol_Coremas (Foto: reproducao tv)

2º Lugar – Coremas – PB

No meio da paisagem seca, a quase 400 quilômetros de João Pessoa, encontramos um oásis. Daqui saiu a foto que quase faturou a disputa. O açude construído há quase 80 anos trouxe refresco para o sertão, onde as temperaturas quase sempre estão acima dos 40 graus. E também virou ponto turístico da região, onde pessoas se reúnem pra diminuir o calor e apreciar a vista.

 

pordosol_Colatina (Foto: reproducao tv)

 

3º Lugar – Colatina – ES

O Cristo Redentor pode até confundir. Mas a cidade – a 130 quilômetros de Vitória – deixou o Rio de Janeiro pra trás com a foto tirada às margens do Rio Doce.

 

 

pordosol_Ponta Negra  (Foto: reproducao tv)

4º Lugar – Manaus – AM

A vista da praia de Ponta Negra serviu de cenário pra foto. A cada temporada de cheia, a faixa de areia desaparecia da orla. Mas uma obra recente tornou a praia permanente. E ponto de encontro para os apreciadores do pôr do sol no Rio Negro.

 

 

 

pordosol_Cabedelo (Foto: reproducao tv)

5º Lugar – Cabedelo – PB

O quinto lugar ficou com Cabedelo, na Paraíba. A foto foi tirada na Praia do Jacaré, pertinho da capital João Pessoa. O pôr do sol ganhou trilha sonora. Há 13 anos, o Jurandir do Sax toca o Bolero de Ravel ao entardecer.

 

ClickPB

MÍDIA PARAÍBA