Arquivo da tag: Sogra

Marido espanca, estupra esposa e mata sogra a facadas na PB

Um crime bárbaro foi registrado entre a noite desta terça-feira (30) e a madrugada desta quarta-feira (01)  na cidade de Sossego, no curimataú paraibano.

O acusado, um homem identificado por Jaedson Faustino de Oliveira, popularmente conhecido por “Birico”, levou a esposa para um matagal, abusou sexualmente dela e a agrediu violentamente, deixando-a desfigurada.

Segundo as informações do site Rede Mais Notícias e da Rádio 89 FM de Cuité, o caso aconteceu no sítio Timbaúba. zona rural daquele município. Insatisfeito, ao voltar para casa o acusado ainda teria esfaqueado a sogra que acabou não resistindo aos ferimentos vindo a óbito ainda no quintal de casa.

Após cometer os crimes, Birico evadiu-se do local levando alguns pertences.

A polícia do 9° BPM realizou diligências por toda a região mais até o fechamento da matéria o acusado não havia sido localizado.

Segundo populares, o acusado costumava agredir a esposa e a sogra, mas as vítimas nunca haviam procurado as autoridades para denunciá-lo.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

 

Homem é condenado a 17 anos de prisão por matar e enterrar sogra em casa, na PB

Vítima foi encontrada enterrada na despensa da própria casa, em João Pessoa. (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Cassiano Gonçalo Patrício foi condenado a 17 anos de prisão, inicialmente em regime fechado, por ter matado e enterrado sua sogra na despensa de casa, no ano de 2016. O júri popular ocorreu nesta sexta-feira (23), em João Pessoa. A defesa já afirmou que vai recorrer da decisão do 1º Tribunal do Júri.

No dia 5 deste mês, o julgamento foi adiado pela ausência de um jurado. Cassiano Gonçalo foi denunciado pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A defesa requereu a desclassificação do delito, para o homicídio privilegiado, afirmando que o réu sofreu ofensas que teriam motivado a morte da vítima, mas um parecer requereu a pronúncia do denunciado e o julgamento pelo Tribunal do Júri.

Na época em que o assassinato foi descoberto, a polícia informou que ele havia confessado a autoria do crime e disse que queria ficar com os bens da vítima. Maria do Socorro Gomes Freitas ficou desaparecida por uma semana, até que os policiais do serviço de inteligência receberam uma denúncia anônima de que ela estava enterrada dentro da própria casa. A mulher foi encontrada na despensa da residência.

Durante as investigações, uma vizinha da vítima disse que o genro morava na mesma casa dela havia pouco tempo, mas que a relação entre eles era marcada por conflitos. “Recentemente ela estava morando com a filha, o genro e um neto bebê. Com a filha ela tentava manter uma relação boa, mas, de um tempo pra cá, quando o genro veio morar junto, eles começaram a se desentender. Ela exigia que ele trabalhasse para sustentar a filha dela, mas ele não queria”, disse a amiga da família.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Preso em Caiçara jovem que matou sogra em Guarabira

No início da noite desta quarta-feira (22), a polícia prendeu na cidade de Caiçara o jovem José Nilton da Silva Pordeus, de 20 anos, que assassinou a sogra com três golpes de faca no bairro do Nordeste, em Guarabira, na tarde desta quarta.

Antônia Trajano, de 37 anos, estava com a neta no colo quando foi atacada pelo indivíduo quando estava com a neta no colo. Os golpes atingiram peito esquerdo, braço e costas da vítima, que ainda chegou a ser socorrida ao Hospital Regional de Guarabira, mas já deu entrada sem vida.

Depois de cometer o assassinato, Nilton pegou um táxi na Praça do Encontro e foi para casa de familiares em Caiçara. Poucas horas depois do crime, a polícia conseguiu localizar e prender o jovem, dando resposta rápida ao caso.

Na delegacia, José Nilton disse que a sogra se envolvia muito na sua relação com a esposa e depois de um desentendimento, que vinha se acumulando, resolveu matá-la. Ele encontra-se preso e à disposição da autoridade competente.

Jota Alves

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem é esfaqueado por sogra após desentendimento em festa

(Foto: Maurício Melo/G1)

Um jovem de 18 anos foi esfaqueado durante uma briga no Bairro das Indústrias em João Pessoa na noite deste domingo (08). Ele teria sido ferido pela própria sogra após os dois terem se desentendido.

De acordo com informações de testemunhas, eles estavam em uma comemoração na casa da sogra quando a confusão começou. O rapaz queria que a filha saísse da casa da mãe para morar com ele, situação que a mulher não aceita.

A partir disto, começou uma briga generalizada entre os parentes e a mulher acabou esfaqueando o genro. A vítima foi levada em um carro particular para receber atendimento no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Nepotismo: ministério público recomenda que prefeito exonere sogra da chefia de gabinete

Foto: internete
Foto: internete

O Ministério Público da Paraíba notificou o prefeito de Nova Floresta,  Jarson Santos da Silva, para que exonere sua sogra, Marta Lúcia Santos Andrade, do cargo de chefe de gabinete em até 10 dias. A recomendação ocorre após denúncia de suposto nepotismo cometido pelo prefeito na administração pública municipal.

Para o promotor de Justiça, Eduardo de Freitas Torres, Marta Lúcia é parente em 1º grau por afinidade do prefeito e por isso não poderia ocupar o cargo.

“A prática do nepotismo é contrária aos princípios da moralidade, da impessoalidade, da isonomia e da eficiência não só no âmbito do Poder Judiciário, mas de toda a administração pública, não se podendo excluir da vedação imposta pelo Supremo Tribunal Federal os Poderes Legislativo e Executivo”, diz trecho da recomendação do promotor, Eduardo de Freitas Torres.

Mislene Santos / Correio da Paraíba

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Tragédia: automóvel bate de frente com outro e mata sogra de policial

acidenteUma aposentada, identificada como Joaquina Rodrigues da Silva, 83 anos, morreu na manhã deste sábado (12), após o veículo em que estava viajando colidir de frente com outro, na BR-230, na cidade de Patos, no Sertão paraibano. O carro estava sendo dirigido por um genro da vítima, que é sargento da Polícia Militar.

De acordo com informações, o policial conduzia o veículo no sentido Patos-João Pessoa, quando colidiu o carro em outro que vinha no sentido oposto. Apesar do impacto, o sargento e sua esposa ficaram feridos, mas sem gravidade. Uma cunhada e uma filha do sargento, assim como o motorista do outro veículo, também ficaram feridos e precisaram se submeter a procedimento cirúrgico no Hospital Regional de Patos.

O estado de saúde das vítimas ainda não foi divulgado pela direção do hospital.

Equipes de resgate e da Polícia Rodoviária Federal se dirigiram até o local para prestar socorro às vítimas. Ainda não se sabe o que teria motivado o acidente, mas trabalha-se com a hipótese de ultrapassagem indevida.

Uma perícia no local deverá esclarecer o ocorrido.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

“Parece que a minha vida parou”, desabafa jornalista estuprada e torturada por sogra dos filhos e namorado dela

rosimaraA jornalista Rosimara Aparecida Dias Domingos, de 43 anos, está em estado de choque. Na última quarta-feira, foi agredida, torturada e estuprada pela sogra dos filhos e o namorado da suspeita dentro da própria casa, na cidade de Dom Cavati, em Minas Gerais – o casal foi preso poucas horas depois, e autuado em flagrante por tentativa de homicídio e estupro. Não consegue mais sair de casa, comer direito ou dormir em paz. As cerca de duas horas de pesadelo que viveu não saem da cabeça, e parecem mais vivas do que nunca.

— Sinto medo, pavor. É como se eu não estivesse vivendo. Parece que eu é que fui presa, e não eles. Sinto que vou morrer a qualquer momento. Acordo todas as noites apavorada. Qualquer barulho que ouço, penso que são os dois se aproximando. Eles ainda parecem presentes. Não sei como será a minha vida daqui para a frente — desabafa.

Eram cerca de 2h de quarta-feira quando Efigênia Dias de Moraes Barros, de 41 anos, e o namorado, Julimar Custódio de Oliveira, de 32 anos, apareceram na casa de Rosimara. Segundo a jornalista, Efigênia disse que precisava falar sobre algo relacionado aos dois genros – seus filhos, de 21 e 22 anos, são casados com as filhas da suspeita. Como de costume, Rosimara a recebeu e começou a preparar um café para a mulher. Foi quando algo inesperado aconteceu.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

— Eu costumava emprestar a ela cheques em branco para que deixasse como garantia em um açougue, onde comprava fiado. Ela disse que me devolveria até o dia 30, o que não aconteceu. Então fui até o açougue saber se estava lá. E não estava. Fiquei intrigada, onde poderia estar? Mas deixei para lá, pois ela era praticamente da família, e imaginei que fosse me devolver. Ela soube disso, e, enquanto preparava o café, me questionou sobre isso. Disse que eu a havia desmoralizado no açougue. Foi quando ela me deu um tapa no rosto e disse que iria “acertar as contas” comigo — relata.

Dois filhos da jornalista são casados com filhas de Efigênia
Dois filhos da jornalista são casados com filhas de Efigênia Foto: Reprodução / Facebook
Durante a sessão de tortura, a jornalista relata que levou socos e tapas no rosto
Durante a sessão de tortura, a jornalista relata que levou socos e tapas no rosto

Dali em diante, Rosimara ficou sob poder do casal. A jornalista conta que tentava se justificar, mas que recebia em troca tapas e socos. Segundo ela, após as primeiras agressões, os dois a arrastaram até o quarto, onde foi abusada sexualmente sob a mira de uma faca.

— Eles tiraram a minha roupa e começaram a me tocar. Diziam que “a brincadeira estava só começando”. Sempre que resistia, levava tapas e socos. Ela dizia que ia me matar a todo momento — lembra.

Rosimara conta que a agressora feriu seu braço com uma faca
Rosimara conta que a agressora feriu seu braço com uma faca Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Quando a agressora foi até o quarto ao lado desligar o telefone de Rosimara, que tocava insistentemente, a jornalista viu ali uma oportunidade de fugir. Desceu correndo as escadas e foi até o meio da rua pedir ajuda. Porém, acabou arrastada de volta para casa, onde foi submetida a outras agressões.

— Ela disse que a brincadeira ficaria diferente, e começou a arrastar a faca pelo meu corpo, pescoço, rosto. Eu implorava para ela não me matar, para pensar em nossos netos. Mas ela retribuía com socos, e dizia que estava com muita raiva de mim. Até que me levou para debaixo do chuveiro, pois estava muito ensanguentada, e disse que me mataria no banheiro. E mandou o namorado amolar a faca — conta.

No fim das contas, o casal mudou os planos e acabou fugindo em um carro. Quando Rosimara percebeu que a casa estava vazia, desceu as escadas correndo, trancou a porta e ligou desesperada para a família. Vinte minutos depois, a irmã chegou e a levou até um pronto-socorro do município de Inhapim e, em seguida, para o quartel da Polícia Militar. Rosimara conta que teve um pequeno coágulo de sangue na parte frontal do cérebro, uma fratura na face – acima do olho – e que levou pontos no braço.

Casal foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e estupro
Casal foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e estupro Foto: Reprodução / TV Super Canal

Por volta das 6h, os suspeitos foram presos pela polícia em casa, e levados até a delegacia da cidade. Efigênia e Julimar estão presos no Presídio de Inhapim. Segundo a polícia, Efigênia confessou o crime. A Polícia Civil informou que as motivações do crime estão em investigação, e que testemunhas serão ouvidas sobre o caso. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Caratinga.

— Tenho medo de que eles sejam soltos, pois são réus primários. Só vou ficar tranquila quando forem condenados — desabafa.
Extra

Homem é detido após agredir companheira, sogra e cunhada em Guarabira

casos-de-policiaUm homem de 37 anos foi detido na manhã do sábado (27) após agredir três mulheres na Rua Manoel Severino, no Bairro do Nordeste II, em Guarabira. Uma das vítimas, que é a companheira do agressor, está grávida. As informações são do Relatório Diário das Ocorrências de Destaque do 4º Batalhão de Polícia Militar.

De acordo com a PM, o crime aconteceu por volta das 4h. Marinaldo Marques Lima estava agredindo a companheira na via pública. Durante a confusão, a irmã, de 30 anos, e a mãe da vítima, de 61, também foram agredidas. Segundo a polícia, elas tentaram evitar a briga do casal e foram hostilizadas por Marinaldo. O motivo da discussão não foi especificado no relatório.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Conforme o boletim, os policiais tomaram conhecimento da briga após denúncias de populares. O agressor foi detido e levado para a delegacia, em Guarabira. A idosa e sua filha também foram conduzidas a DP para prestar esclarecimentos. Já companheira do acusado se recusou a ir a central de polícia por estar grávida.

 

manchetepb

Genro contrata homem para namorar e matar sogra

Mulher-morta1A viúva Maria das Graças, encontrada morta em um matagal no sábado (21), na Grande Fortaleza, foi assassinada a mando do genro, conforme investigações da Polícia Civil. Interessado no seguro de vida, ele contratou um homem para namorar a viúva e depois matá-la, de acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (2), pela delegada Socorro Portela, titular da Divisão de Homicídios. O mandante e o executor do crime estão presos.

Segundo a polícia, o homem suspeito de “encomendar” o crime é casado com a filha de Maria das Graças Martins Nina, 66 anos, e pretendia ficar com o dinheiro da vítima. A mulher saiu na sexta-feira (20) para encontrar o namorado e não voltou para casa. O corpo dela foi encontrado no dia seguinte em um matagal nas proximidades da BR-116, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A viúva foi espancada e estrangulada. Ainda de acordo com a polícia, o genro não se dava bem com a sogra.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Assassino recebeu R$ 4 mil
As investigações revelaram, segundo a polícia, que o suspeito de matar Maria das Graças Martins foi preso no fim da tarde deste sábado (28), em Tabapuá, no município de Caucaia, na Grande Fortaleza, – bairro onde conheceu o genro da vítima.

Dois filhos da viúva foram até o Bairro Tabapuá para descobrir informações sobre o namorado dela, que era suspeito de matá-la, descobriram que havia ligação entre o então possível assassino e o genro dela e avisaram à polícia. Preso, o falso namorado contou como tinha acontecido o crime e disse que havia sido contratado por R$ 4 mil.

Maria das Graças conheceu o namorado dias antes do carnaval e se encontrou com ele algumas vezes, segundo amigos e parentes. Viúva há cerca de 20 anos, Maria das Graças, tinha três filhos e era vice-presidente da Associação de Docentes Aposentados e Pensionistas da Universidade Federal do Ceará.

G1

Homem mata mulher com 25 facadas para ficar com a sogra

Crédito: RIC
Crédito: RIC

A comerciante Jéssica Carline Ananias da Costa, de 22 anos, mãe de uma menina de 4 anos, foi assassinada com 25 golpes de faca desferidos pelo próprio marido, o bacharel de Direito Bruno José da Costa, de 26.

Mas, o mais surpreendente é que a própria mãe da vítima, Célia Forti, de 48 anos, teria ajudado a planejar o assassinato para ficar com o genro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A revelação foi feita pelo delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana, Ítalo Sega, depois que o assassino confessou que a traía a esposa com a sogra já fazia quatro anos, que ela “sabia de tudo” o que ia acontecer à filha e que o crime vinha sendo planejado há dias.

O crime aconteceu no dia 9 na casa do casal, na Rua Nossa Senhora da Conceição, no bairro Igrejinha, zona sul de Apucarana. Bruno confessou que a ideia era simular um latrocínio.

Célia nega que tenha ajudado a planejar o assassinato da filha, mas confessa que mantinha um relacionamento com o genro.

Porém, familiares e amigos de Jéssica afirmam que durante o velório a mãe ficava ao lado do caixão, passa a mão no rosto da filha, mas não levantava o rosto para encarar as pessoas.

Bruno José da Costa está preso, mas a amante permanece em liberdade por ter passado o prazo do flagrante.

 

uol