Arquivo da tag: Semana

Quedas seguem liderando entradas no Trauma de JP no fim de semana

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou durante o fim de semana 277 atendimentos, 104 considerados casos graves ou gravíssimos. Nesse período, a unidade de saúde realizou 49 procedimentos cirúrgicos de alta e média complexidade. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir das 18h da sexta (3) até às 7h desta segunda-feira (6).

Durante o fim de semana, as ocorrências envolvendo quedas lideraram as entradas da emergência, com 64 casos, superando motocicletas (57). Outros casos de emergência registrados na unidade de saúde foram corpo estranho (21), trauma (11), acidente de bicicleta (seis), pancada (cinco), queimadura (cinco), acidente de automóvel (quatro), atropelamento (quatro), agressão física (quatro), arma de fogo (quatro), arma branca (um) e corte (um). As demais ocorrências foram clínicas com destaques para Acidente Vascular Cerebral (19) e Acidente Vascular (quatro).

O bairro do Valentina lidera os atendimentos com 14 entradas, seguido por Mangabeira (12), Cristo (10), Mandacaru (10) e Cruz das Armas (oito). Já em relação aos municípios Santa Rita lidera com (19), Bayeux (13), Cruz do Espírito Santo (oito), Mamanguape (cinco) e Conde (cinco).

PB Agora

 

 

Registro de casos de coronavírus cai pela 2ª semana seguida na PB

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 1.541 casos confirmados de Covid-19, totalizando 52.306. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 1.062 para 1.082 entre essa sexta (3) e este sábado (4). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 17.798 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 149.064 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 52.306 (eram: 50.765)
  • Descartados: 58.569 (eram: 52.476)
  • Cidades atingidas: 218 (estável)

Dentre os casos confirmados:

  • Internados: 467 (eram: 432)
  • Isolados em casa: 32.959 (eram: 32.300)
  • Recuperados: 17.798 (eram 16.971)
  • Mortos: 1.082 (eram: 1.062)

Registro de casos desacelera pela 2ª semana seguida

Entre domingo (29) e este sábado (4), a Paraíba saiu de 45.057 para 52.306 confirmações, 7.249 casos a mais, o que representa uma alta de 16% em uma semana, frente aos 20,3% de aumento da semana anterior, ou seja, 4 pontos percentuais a menos. Em média, foram 1.036 confirmações por dia nessa semana, número 2,7% menor que a média diária da semana anterior, que era de 1.065.

 

portalcorreio

 

 

Registro de casos de coronavírus diminui durante semana na PB

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 1.410 casos confirmados de Covid-19, totalizando 44.242. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 864 para 896 entre essa sexta (26) e este sábado (27). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 13.756 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 122.671 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 44.242 (eram: 42.832)
  • Descartados: 39.353 (eram: 37.751)
  • Cidades atingidas: 217 (estável)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 13.756 (eram: 12.962)
  • Isolados em casa: 29.123 (eram: 28.548)
  • Internados: 467 (eram: 458)
  • Mortos: 896 (eram: 864)

Registro de casos cai na semana, mas mortes sobem

Entre domingo (21) e este sábado (27), a Paraíba saiu de 36.784 para 44.242 confirmações, 7.458 casos a mais, o que representa uma alta de 20,3% em uma semana, 10 pontos percentuais a menos que os 30,4% de aumento da semana anterior. Em média, foram 1.065 confirmações por dia nessa semana, número 12,3% menor que a média diária da semana anterior, que era de 1.215.

Quanto às mortes, no mesmo período, foram registradas 130 causadas por coronavírus, número 18,2% maior que as 110 identificadas na semana anterior. Em média, nessa semana, foram 19 mortes diárias, valor 18,7% maior que a média diária de 16 da semana passada.

 

portalcorreio

 

 

Governo paga salários de junho na segunda e terça-feira da próxima semana

O pagamento dos salários de junho dos servidores estaduais será realizado nesta segunda (29) e terça-feira (30). No primeiro dia, recebem os aposentados e pensionistas e no segundo dia, os servidores da ativa.

“Apesar de o Estado contabilizar uma perda superior a R$ 220 milhões em sua receita, devido à pandemia do coronavírus, o Governo tem realizado todos os esforços para garantir o pagamento do funcionalismo público dentro do mês trabalhado”, ressaltou o secretário da Fazenda, Marialvo Laureano.

Calendário:
29/06- aposentados e pensionistas
30/06- servidores da ativa

PB Agora

 

 

Missas presenciais em Araruna serão retomadas neste fim de semana

A Paróquia de Araruna está se preparando para reabrir ao público as celebrações na Igreja Matriz. O retorno acontecerá neste fim de semana, mas os fieis que desejam participar precisam agendar com antecedência e cumprir uma série de orientações (veja as normas abaixo).

O objetivo da Paróquia é que a retomada seja feita com segurança, para não colocar em risco a saúde dos fieis. Crianças, idosos e portadores de doenças crônicas devem continuar acompanhando as transmissões de casa.

Abaixo veja as normas dispostas pela Paróquia:

 

midiapb

 

 

Por dia da semana, em média, PB registra 946 casos de coronavírus e 15 mortes

A Paraíba registrou neste sábado (6) mais 1.208 casos de coronavírus, chegando a 19.787. Dezesseis mortes provocadas pelo patógeno foram contabilizadas em 24 horas, totalizando 467 em todo o estado. O levantamento diário da Secretaria de Estado da Saúde (SES) mostra que 4.188 pessoas se recuperaram da Covid-19 e outros 20.333 casos foram descartados para a doença. Por dia da semana, em média, o estado registrou 946 novos casos de coronavírus e 15 mortes.

Isolamento

Nessa sexta-feira (5), o percentual de pessoas que não foram às ruas atingiu apenas 35,7% da população em todo o estado, número muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 70%, e menor até mesmo que os percentuais pouco maiores que 40% vistos ao longo da semana.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 19.787 (eram: 18.579)
  • Descartados: 20.333 (eram: 18.730)
  • Cidades: 206 (eram 205)

Dentre os confirmados

  • Recuperados: 4.188 (eram: 3.945)
  • Isolados em casa: 14.604 (eram: 13.690)
  • Internados: 528 (eram: 493)
  • Mortos: 467 (eram 451)

Leitos

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em todo o estado é de 67%.

  • Leitos para Covid-19 ativos em todo o estado:
    • Enfermaria: 586 (317 ocupados)
    • UTI: 315 (211 ocupados)

Na Grande João Pessoa, a ocupação em UTI para adultos caiu de 88% para 83% em 24 horas. Em Campina Grande, o percentual de UTIs ocupadas subiu de 56% para 59%. No Sertão, a ocupação saiu de 62% para 73% em um dia.

Mortes

De acordo com a SES, 16 mortes foram confirmadas neste sábado (6). As vítimas são 11 homens e 5 mulheres, com idades entre 38 e 87 anos, e três dessas pessoas não tinham histórico de comorbidades. A taxa de mortalidade na Paraíba é de 2,4%, estável nas últimas 24 horas.

Cidades afetadas

Os dados apontam que 206 cidades já foram atingidas pela doença, uma a mais que no dia anterior. O número mostra que 92,37% dos 223 municípios paraibanos já registram pelo menos um caso da Covid-19.

A cidade de Santa Cruz, no Sertão, registrou neste sábado (6) o primeiro caso. João Pessoa caminha para passar de 6 mil confirmações após ganhar cerca de 2 mil novos casos em uma semana, cerca de 280 diários entre 31 de maio e 6 de junho.

Nessa semana, 12 cidades da Paraíba registraram casos de coronavírus pela primeira vez, uma média de quase duas por dia.

Balanço da semana

Entre domingo (31 de maio) e este sábado (6 de junho), foram 6.625 novos casos de coronavírus registrados pela SES em todo o estado, o que dá em média 946 casos por dia na semana, 31,38% a mais que os 720 diários da semana anterior, e 109,75% a mais que os 451 diários registrados na semana entre domingo (17 de maio) e sábado (23 de maio).

Quanto às mortes, foram 107 novas registradas entre domingo (31 de maio) e este sábado (6 de junho), uma média de 15 por dia, 50% a mais que as 10 diárias da semana anterior, e 66,66% a mais que os 9 óbitos diários registrados na semana entre domingo (17 de maio) e sábado (23 de maio).

Os dados da SES mostram que não há estabilidade ou diminuição nos números de coronavírus na Paraíba. Veja os gráficos abaixo e a curva de contágio no estado.

 

portalcorreio

 

 

Uma semana após retorno das aulas, França fecha 70 escolas por contágio de Covid-19

Uma semana após o retorno das aulas do Ensino infantil e fundamental, o governo francês anunciou que 70 das 40 mil escolas do país precisaram voltar a fechar as portas devido ao contágio pelo novo coronavírus.
Quase um terço das escolas foram fechadas em apenas uma única cidade. Sens, localizada na região da Borgonha, teve 24 unidades de ensino paralisadas por causa de um caso de Covid-19.
Segundo o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, o fechamento das escolas não deveria ser motivo de preocupação, uma vez que isso demonstra que as autoridades de saúde estavam vigilantes.
Em entrevista ao canal de notícias BMF TV, o ministro foi questionado se não era exagero fechar dezenas de escolas por causa de uma só pessoa contagiada. “Às vezes nos acusam de fazer de menos, às vezes de fazer de mais. Se tirarmos uma linha de equilíbrio, estamos atentos à saúde das pessoas”, respondeu Blanquer.
Ainda de acordo com ele, as escolas foram fechadas seguindo dois princípios básicos: orientação das autoridades de saúde e diálogo com os governantes locais.
“Voltar à escola não é uma medida secundária; é fundamental”, afirmou o ministro sobre as consequências da suspensão das aulas. Além de impactos psicológicos e de nutricionais – já que boa parte dos alunos depende da merenda escolar – há risco de abandono ou fracasso escolar.
diariodepernambuco

 

Número de policiais penais com Covid-19 aumenta 75% em menos de uma semana, na PB

O número de policiais penais com Convid-19 na Paraíba aumentou 75% em menos de uma semana, conforme o secretário de Administração Penitenciária da Paraíba (Seap), Sérgio Fonseca. Na última quinta-feira (7), a Seap havia confirmado 24 casos. Até a noite desta terça-feira (12), o número havia subido para 42 policiais penais infectados pelo coronavírus. Cinco profissionais já se recuperaram e voltaram ao trabalho.

Além disso, o número de detentos com Covid-19 também apresentou aumento exponencial. O crescimento foi de 500% no mesmo período exposto acima. Na última quinta-feira (7), três detentos testaram positivos. Até a noite desta terça-feira (12), o número já atingiu 18 detentos com Covid-19, todos do Presídio Romero Nóbrega, em Patos, no Sertão da Paraíba. Três presos já se recuperaram e 15 seguem em tratamento em João Pessoa.

De acordo com Sérgio Fonseca, os reeducandos infectados pelo coronavírus são de duas celulas distintas, mas vizinhas no pavilhão do presídio, as celas 26 e 27.

Nesta quarta-feira (13), a Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB) pediu à Secretaria de Estado da Administração Penitenciária que realizasse o teste para Covid-19 em todos os presos da Penitenciária Padrão Romero Nóbrega. No entanto, conforme o secretário, não há como fazer a testagem em massa, tendo em vista que a pasta segue o mesmo protocolo orientado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para testar apenas as pessoas que apresentam sintomas.

Conforme explicou o secretário, a partir do momento que um policial penal apresenta sintoma da doença, ele comunica à direção do presídio e é afastado imediatamente. Após o período necessário para realização do teste rápido, ele submetido à testagem no Hospital Edson Ramalho ou por meio de drive-thru, na Penitenciária de Segurança Média Hitler Cantalice.

As unidades prisionais da Paraíba, segundo Sérgio Fonseca, estão passando por uma desinfecção, com uma substância “de efeito muito positivo no combate do coronavírus e de outras doenças” a cada dois ou três dias, além das limpezas diárias dos locais.

Apesar do número de casos confirmados atingir toda a Paraíba, segundo o secretário, a tendência é aumentar, devido ao contato que muitos policiais tiveram com outros.

No plano de contingência adotado no sistema penitenciário da Paraíba estão diversas medidas de prevenção à Covid-19, como a suspensão das visitas nas unidades prisionais, o que já ocorre desde o dia 20 de março; implementação de visitas virtuais através de vídeochamadas; utilização da Carceragem da Central de Polícia da Capital para custódia dos presos temporários da região metropolitana de João Pessoa para que cumpram a quarentena mínima de 14 (catorze) dias antes de sua inserção nas unidades prisionais.

G1

 

Número de óbitos por Covid-19 aumenta 70% em uma semana na Paraíba

A Secretaria de Saúde publicou nesta terça-feira (12) o Boletim Epidemiológico com avanço da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na Paraíba.

De acordo com o documento, que abrange o acumulado até o dia 09 de maio de 2020, já foram confirmados 2156 casos, distribuídos em 92 municípios, sendo cerca de 75% desses concentrado na Região Metropolitana de João Pessoa.

Ainda segundo o boletim, houve um aumento na semana epidemiológica 19 de 70% no número de óbitos em apenas sete dias, chegando a 124 mortes no período.

Do total de confirmados 217 casos (10%) são profissionais da saúde, o município mais acometido pela pandemia é a Capital, enquanto Caaporã, Condado e Coxixola apresentam as maiores incidências da doença, seguido por João Pessoa, Santa Rita e Cabedelo.

Yves Feitosa

 

 

Internações por síndrome respiratória aumentam 43% na PB em uma semana, diz secretaria

A Paraíba tem convivido com uma média de 100 novos casos confirmados do novo coronavírus desde o fim de abril. O reflexo do avanço da Covid-19 no estado também pode ser visto no aumento gradual de internações de pacientes notificados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, afirmou nesta segunda-feira (4) que estado passa por um momento de pico dos casos.

Embora o cenário seja de estado crítico e de proximidade com um colapso dos leitos hospitalares para tratamento de pacientes infectados pelo coronavírus, os níveis de isolamento social na Paraíba tem oscilado para baixo, chegando a 41% no fim de abril.

Um levantamento das informações fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e dos dados fornecidos pela In Loco, empresa pernambucana que tem ajudado os governos estaduais e municipais a monitorar o deslocamento de pessoas a partir da movimentação dos aparelhos celulares em relação ao posicionamento por GPS, apontou que um relaxamento do isolamento social na Paraíba pode ter interferido no aumento dos casos.

Para Geraldo Medeiros, secretário de Saúde, o aumento da ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19 tem relação direta com a promoção de aglomerações por parte, principalmente dos moradores de João Pessoa. Ele explicou que os números de um dia refletem o comportamento da população 15 dias atrás.

“Essa ocupação célere dos leitos é em decorrência de que há 15 dias a população de João Pessoa ocupou a orla e produziu aglomeração e se contaminou. É um momento preocupante, já havíamos alertado a população na semana passada na Grande João Pessoa da probabilidade de um colapso na rede pública estadual, essa probabilidade ela existe”, lamentou o secretário

Ainda de acordo com Geraldo Medeiros, se população não colaborar a Paraíba pode entrar em colapso em um espaço de 15 dias. “Isso é terrível, porque você pode precisar de um leito de UTI e não ter isso. É isso que estamos querendo evitar, alertando a população principalmente de Santa Rita, Bayeux, Cabedelo”, completou.

Praias, calçadinha e parques fechados

A Prefeitura de João Pessoa decretou o fechamento do acesso às praias ao calçadão das avenidas da orla e aos parques municipais, até o dia 18 de maio, como mais uma medida restritiva de circulação como forma de combate à disseminação do novo coronavírus no município.

Com o decreto, fica vedado o acesso a todas as praias de João Pessoa, ao calçadão da orla, ao Parque da Lagoa e ao Parque Parahyba, locais, que segundo o decreto, são de habitual concentração de pessoas, mesmo com os alertas emitidos pelas autoridades sanitárias.

“Nós só podemos voltar às atividades e acabar com o isolamento de maneira progressiva se a gente subir o grau de isolamento social na cidade de João Pessoa. Quem quiser voltar a ter alguma atividade na capital tem que colaborar com isso. Se todo mundo tivesse colaborado desde o começo, talvez estivéssemos hoje anunciando medidas de flexibilizar o retorno às atividades de cultura, lazer, educação e comércio. Como parte das pessoas não colaborou, os casos subiram e isto significa que estamos adiando ainda mais o retorno à normalidade na capital”, disse Luciano Cartaxo.

G1