Arquivo da tag: Segura

Polícia realiza Operação Cidade Segura em Guarabira, Pirpirituba, Mulungu e Belém

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram nessa quinta-feira (26), em Guarabira, Pirpirituba, Mulungu e Belém, a Operação Cidade Segura, com rondas e abordagem a pedestres, condutores de motos e veículos, nas zonas urbanas e rurais dos municípios.

Sob o supervisão do major Silva Ferreira, participaram da operação as guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Rodrigues; Rotam e Força Tática, sob o comando do sargento Ruan e cabo Benildo respectivamente; das Rádio Patrulhas, comandadas pelo subtenente Vamberto e sargento Batista; e do Choque, sob o comando do sargento Jonatas.

 

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Policiais do 4º BPM realizam Operação Cidade Segura em Guarabira, Alagoinha e Pirpirituba

Durante a noite desta sexta-feira (26) e madrugada deste sábado (27), policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram mais uma Operação Cidade Segura nas cidades de Guarabira, Alagoinha e Pirpirituba.

A operação foi comandada pelo subcomandante do 4º BPM, major Guimarães, com rondas e abordagens nas áreas consideradas mais críticas e com maiores probabilidades de ocorrências, tanto nas zonas urbanas quanto rurais das cidades.

A Operação Cidade Segura tem como objetivo intensificar abordagens a veículos e pessoas, realizando apreensões de drogas, armas de fogo e cumprindo mandados de prisão e proporcionando maior sensação de segurança à sociedade.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Policiais do 4º BPM realizam Operação Cidade Segura em Guarabira

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), sob o comando do major Gilberto, realizaram na manhã desta segunda-feira (15), na cidade de Guarabira, a Operação Cidade Segura.

Foram realizadas abordagens a pedestres, condutores de motos e motoristas de veículos nos bairros Mutirão, Lucas Porpino, Rosário, Nordeste e Cordeiro.

A Operação Cidade Segura prossegue durante a noite desta segunda e madrugada desta terça-feira (16) em outras cidades que integram a área do 4º BPM.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Novo líder: Flamengo começa bem, segura pressão e vence o Atlético-PR

Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Imagem / LANCE!
Foto: Reginaldo Pimenta / Raw Imagem / LANCE!

O Flamengo conquistou uma importante vitória na Libertadores, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. O Rubro-Negro carioca venceu o Atlético-PR por 2 a 1 e assumiu a liderança do Grupo 4. Guerrero e Diego chamaram a responsabilidade e decidiram a favor dos donos da casa, diante de um bom público. Nikão descontou no segundo tempo, dando esperanças para o Furacão, mas o empate não foi possível.

O Flamengo jogou bem na maior parte do tempo e teve lampejos que lembraram o time do Brasileiro de 2016, com trocas de passes envolventes.

O jogo começou debaixo de muita chuva, com o Flamengo sendo empurrado pela sua torcida. Aos seis minutos, Trauco lançou Guerrero entre os dois zagueiros do Atlético-PR. O peruano livrou-se da marcação, chutou em cima do goleiro, mas mostrou raça e ganhou a disputa de bola no rebote, cabeceando para o fundo da rede.

O Maracanã explodiu de alegria com o primeiro gol e sacudiu novamente nove minutos depois. Arão foi à linha de fundo, na direita, e cruzou para o meio da área. Diego recebeu a bola limpa e fez o que dele se espera: a diferença. O meia não vacilou e chutou com categoria, no ângulo esquerdo de Weverton, que ficou sem ação: 2 a 0.

Lutando para esboçar reação, o Atlético-PR chegou com perigo em poucas ocasiões. Do outro lado, o Rubro-Negro carioca queria mais. Diego acertou uma bomba no travessão aos 26. O lance tirou o tradicional ‘uhhh’ da galera. Depois, os donos da casa passaram a trocar muitos passes, valorizando a posse de bola, até o intervalo.

O segundo tempo começou um pouco mais devagar do que a primeira etapa. No entanto, não faltou emoção. Assim como no início da partida, o Atlético-PR tinha muitas dificuldades para encontrar espaços na defesa do Fla. No entanto, aos 13 minutos, os visitantes finalmente encaixaram uma boa jogada e descontaram. Lucho González lançou para Douglas Coutinho, que cruzou da ponta direita para a área, onde Nikão só empurrou para o gol vazio.

Como esperado, o Atlético-PR se animou para buscar o empate e pressionou o Flamengo. A saída de Diego – por causa de uma contusão – causou ainda mais apreensão entre os mandantes. A torcida da casa, então, fez sua parte, cantou alto e incentivou o time da Gávea para segurar a vitória. Nos minutos finais, o Furacão ainda teve um gol anulado por impedimento.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Data/hora: 12/04/2017, às 21h45
Local : Maracanã
Árbitro : Wilson Lamourox (COL)
Auxiliares : Wilmar Navarro (COL) e Dionisio Ruiz (COL)
Cartões amarelos: Deivid (ATP); Donatti e Pará (FLA)
Público e renda: 53.389 pagantes / 58.588 presentes / R$ 3.336.297,50
Gols: Guerrero, 6’/1°T (1-0); Diego, 15’/1°T (2-0); Nikão, 13’/2°T (2-1)

FLAMENGO : Alex Muralha, Pará (Cuéllar, 42’/2°T), Réver, Donatti e Renê; Márcio Araújo, Arão e Diego (Matheus Sávio, 21’/2°T); Trauco, Gabriel (Cirino, 26’/2°T) e Guerrero. Técnico : Zé Ricardo.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid (Luiz Otávio, 25’/2°T), Rossetto e Lucho (João Pedro, 29’/2°T); Coutinho, Nikão e Eduardo da Silva (Grafite, 11’/2°T). Técnico : Paulo Autuori.

LanceNet

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

DER reúne engenheiros das Residências e exige rapidez no Programa Estrada Segura

estradaAlém das muitas obras de pavimentação e restauração de rodovias, atualmente em pleno andamento, o governador Ricardo Coutinho tem solicitado ao Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba um esforço concentrado para recuperar o mais breve possível rodovias com o Programa Estrada Segura. Para fazer uma análise do cronograma das obras, o diretor superintendente do DER, Carlos Pereira de Carvalho e Silva, convocou reunião nesta quarta-feira (7), com os chefes das oito Residências Rodoviárias gestores dos contratos de manutenção e diretores do órgão.

Após fazer uma detalhada explanação sobre a necessidade de rapidez na execução dos serviços, Carlos Pereira solicitou de cada chefe de Residência Rodoviária um relatório com todas as rodovias de sua jurisdição já beneficiadas e as que ainda apresentam buracos e outras falhas para que as ações sejam realizadas dentro do cronograma traçado pela diretoria.

O programa beneficia primeiro todas as rodovias que apresentam maior número de buracos, para que o tráfego de veículos flua com maior segurança para os seus usuários, especialmente nos municípios onde o período de chuvas se aproxima, quando os estragos acontecem com maior frequência.

O dirigente do DER frisa que cada engenheiro residente tem obrigação de acompanhar e fiscalizar as obras e exigir, além de boa qualidade, um trabalho contínuo, com as equipes contratadas para execução das obras.

O superintendente Carlos Pereira disse que os serviços de manutenção contemplam todas as regiões do Estado com a utilização dos recursos da CIDE proveniente do Governo federal. Ao agradecer a presença e o empenho de todos na execução das obras, Carlos Pereira disse que o governador Ricardo Coutinho tem cobrado cada vez mais a melhoria das rodovias, solicitando que não haja interrupções.

Secom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Pílula do câncer é considerada segura em 1ª etapa de testes

Cecília Bastos/USP Imagens
Cecília Bastos/USP Imagens

A fosfoetanolamina sintética, mais conhecida como pílula do câncer, foi considerada uma droga segura na primeira etapa de testes realizados com humanos pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). O levantamento sobre a avaliação de segurança foi apresentado nesta quarta-feira (5), quando foi anunciado que a próxima fase de testes, que vai avaliar eficácia, terá início na próxima semana.

Segundo Paulo Hoff, diretor-geral do Icesp, na dose administrada de três cápsulas por dia, os dez pacientes não apresentaram efeitos colaterais graves, o que permite a continuidade do estudo com mais 20 pessoas em dez grupos de tumores estabelecidos para a pesquisa, entre eles de pulmão, mama, fígado e próstata.

No entanto, seis pacientes não vão continuar entre os participantes por terem apresentado evolução da doença – durante o estudo, os pacientes não estão recebendo outro tipo de tratamento.

“Seis pacientes foram retirados do estudo, porque não estavam sendo beneficiados pelo produto. Tiveram progressão da doença. Isso mostra a complexidade do câncer. Mas o fato de esses pacientes não terem se beneficiado não quer dizer que não há efeitos. Não era objetivo dessa fase testar eficácia, mas mostrar que o produto não é tão milagroso como se imaginava”, diz Hoff.

Essa primeira etapa durou dois meses. A estimativa é de que os resultados da segunda sejam apresentados em quatro a seis meses. Para passar para a terceira etapa, cada grupo deve ter ao menos três resultados positivos em relação à eficácia entre os 21 pacientes que serão estudados. A última fase pode ter até 1 mil pacientes.

Polêmica

A fosfoetanolamina começou a ser distribuída para pacientes com câncer antes de passar por testes em humanos e sem a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ela foi desenvolvida pelo professor aposentado do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) Gilberto Chierice.

Testes in vitro e com cobaias começaram a ser feitos pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), mas a eficácia da substância ainda não foi comprovada.

Estadão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

São Paulo segura Fla e impede cariocas de chegarem à liderança

damiaoApesar de toda expectativa, não foi neste sábado (1) que o Flamengo conseguiu chegar à liderança do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro apenas empatou por 0 a 0 com o São Paulo, no Morumbi, e desperdiçou a chance de assumir a ponta da tabela momentaneamente – Palmeiras só joga na segunda-feira (3).

Os cariocas chegaram aos mesmos 54 pontos do 1º colocado, mas seguem na segunda posição pelos critérios de desempate. Em situação mais delicada na tabela, o São Paulo somou mais um ponto para se distanciar da zona do rebaixamento, mas caiu para a 13ª colocação – agora com 35 pontos.

Mais um início complicado

Apesar da boa fase no Campeonato Brasileiro, o momento inicial do jogo tem sido uma dificuldade para o Flamengo. E neste sábado não foi diferente. O Rubro-negro foi facilmente envolvido pelo São Paulo nos primeiros minutos e viu o rival paulista assustar algumas vezes. Já tinha sido assim contra Cruzeiro, no último final de semana, e até na eliminação para o Palestino na Copa Sul-Americana.

São Paulo dificulta 1º tempo do Fla

Após um começo difícil, o Flamengo deu sinais de recuperação e passou a ter mais posse de bola ainda na etapa inicial. O domínio, no entanto, não era transformado em chances concretas no ataque. O São Paulo se fechava bem e dificultava a partida para os cariocas, que só chegavam com um pouco de mais perigo nas bolas paradas.

Dênis e Muralha deixam placar zerado

Na segunda etapa, o time da casa passou a mandar no jogo, que ficou mais aberto. As equipes se lançaram mais em busca do resultado e o número de chances cresceu nos dois lados. Ainda assim, nada de gols, especialmente por grandes defesas de Dênis e Muralha. O goleiro do São Paulo salvou uma cabeçada de Leandro Damião em cima da linha, enquanto o do Flamengo defendeu chute de Chávez, que aproveitou vacilo da zaga rubro-negra e entrou sozinho na cara do arqueiro.

Duelo latino esquenta

No duelo pelo Campeonato Brasileiro, quem chamou a atenção foram os estrangeiros Diego Lugano e Paolo Guerrero. Não exatamente pelo bom futebol, mas pela temperatura alta das disputas. Teve cotovelada, xingamento, falta mais dura e até uma tentativa sem sucesso de paz. O uruguaio do São Paulo estendeu a mão para cumprimentar o peruano do Flamengo, mas não teve resposta. A disputa que dura desde a Copa América de 2011 ganhou mais um capítulo de muita catimba.

SÃO PAULO 0 x 0 FLAMENGO

Data: 01/10/2016 (sábado)
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), em São Paulo (SP)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Nadine Schramm Bastos e Helton Nunes (ambos de SC)
Público: 29.813 pagantes / R$ 808.393,00
Cartões amarelos: Cueva e Rodrigo Caio (SAO); Diego, Leandro Damião Jorge (FLA)

São Paulo
Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Wesley, Hudson, Thiago Mendes (Michel Bastos), Cueva e Kelvin (Luiz Araújo); Andrés Chávez
Técnico: Ricardo Gomes

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Gabriel (Fernandinho), Everton (Alan Patrick) e Paolo Guerrero (Leandro Damião)
Técnico: Zé Ricardo

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Palmeiras cresce no 2º tempo diante do Coritiba e segura a liderança

Os 45 minutos iniciais preocuparam. Os 45 minutos finais empolgaram. Assim, o Palmeiras sustentou por mais uma semana a liderança do Campeonato Brasileiro. Em uma tarde de sábado nublada no Allianz Parque, a equipe comandada pelo técnico Cuca derrotou o Coritiba pelo placar de 2 a 1 e se manterá na ponta ao final da 27ª rodada da competição.

Leandro Pereira e Yerry Mina, com menos de 15 minutos da segunda etapa, asseguraram o décimo jogo consecutivo de invencibilidade do Palmeiras na Série A. A equipe alviverde soma 54 pontos e possui quatro de vantagem em relação ao vice-líder Flamengo, que entra em campo pressionado neste domingo para enfrentar o Cruzeiro, em Cariacica.

Enquanto o alviverde paulista segue tranquilo, o paranaense volta a cair depois de dois jogos. A derrota no Allianz Parque mantém o Coritiba com 33 pontos, na 13ª colocação da tabela.

O Coritiba possui mais de uma semana de descanso até o próximo confronto, marcado para segunda-feira (3), contra o América-MG, no Couto Pereira. O Palmeiras, em contrapartida, volta a campo já na quarta-feira, quando terá pela frente o Grêmio, em Porto Alegre, no primeiro duelo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Quem foi bem: Yerry Mina
Mais uma vez, Yerry Mina sobrou no sistema defensivo do Palmeiras. Além de demonstrar segurança e vencer todas as disputas individuais, o colombiano ainda exibiu mais uma vez a veia artilheira. O camisa 26 balançou as redes pelo segundo jogo consecutivo e chegou a quatro no Campeonato Brasileiro.

Quem foi mal: Wilson
O goleiro do Coritiba foi pouco exigido durante a primeira etapa. Quando precisou aparecer com a pressão palmeirense no início do segundo tempo, falhou. Leandro Pereira subiu mais alto e tirou das mãos de Wilson uma bola teoricamente tranquila. O gol do Palmeiras abateu os visitantes, que pouco ameaçaram a meta de Jailson.

De quarta opção para fundamental
Leandro Pereira amargou o banco e aparecia apenas como a quarta opção para modificar o setor ofensivo do Palmeiras. No clássico do último sábado contra o Corinthians foi surpreendentemente escalado, e agora se tornou fundamental para o Palmeiras. A entrada do camisa 30 mudou um jogo truncado para uma exibição segura do líder do campeonato. O gol com pouco tempo em campo serviu para encaminhar mais três pontos.

Cuca ousa, mas trava time sem ‘pensador’
O treinador palmeirense ousou na escalação para o confronto deste sábado. Ao invés de simplesmente escalar um volante na vaga do suspenso Gabriel, o técnico levou a campo uma formação com quatro atacantes. No entanto, a presença ofensiva não significou efetividade. Erik, Dudu, Gabriel Jesus e Róger Guedes acabaram neutralizados pela postura defensiva do Coritiba, e o Palmeiras enfrentou dificuldades para ‘pensar’ o jogo.

Paulo César Carpegiani segura pressão
A postura do Coritiba era evidente desde o apito inicial do árbitro Caio Max Augusto Vieira: defender e contra-atacar. Diante de um Palmeiras extremamente ofensivo – pelo menos no papel -, o clube paranaense se sustentou durante a maior parte do duelo no campo de defesa. Duas linhas de jogadores próximos limitaram o trabalho palmeirense  no setor de criação. Foi assim até o gol de Leandro Banana, que reabriu o confronto.

Cuidados com o gramado
Antes de a partida começar, a organização do Allianz Parque precisou tomar cuidados com o gramado, sem as melhores condições já encontradas na arena palmeirense. A pequena área do gol Norte foi isolada e liberada apenas minutos antes do confronto.

Homem de área muda, e Palmeiras cresce

Rubens Cavallari/Folhapress

Leandro Pereira comemora o primeiro gol do Palmeiras na vitória sobre o Coritiba

O trabalho de Cuca nos vestiários fez a diferença na partida deste sábado. Depois de um primeiro tempo travado, o treinador lançou Leandro Pereira, e a presença de um homem de referência mudou o confronto. O próprio centroavante abriu o placar logo aos 5min e tranquilizou o time, que controlou todo o segundo tempo e encaminhou uma importante vitória para sustentar a liderança.

Cucabol? Sim, Cucabol
O trabalho de Cuca foi fundamental para o Palmeiras vencer o Coritiba nesse final de semana. Além da opção por Leandro Pereira logo no intervalo, uma jogada ensaiada tratou de premiar a atuação alviverde no segundo tempo. Dudu rolou, Egídio tocou para Moisés, que lançou Róger Guedes. O camisa 23 cruzou para a pequena área, e Mina, em meio a quatro palmeirenses, concretizou o lance que definiu o confronto.

Coritiba vê falha de goleiro atrapalhar planejamento
O Coritiba se comportava de forma madura, com a marcação encaixada. No entanto, um lance de infelicidade de Wilson modificou o panorama do duelo no Allianz Parque. O goleiro coxa-branca perdeu no alto para Leandro Pereira na pequena área e viu a bola entrar. Com o placar em desvantagem, os paranaenses avançaram a equipe em campo; consequentemente, o Palmeiras encontrou mais espaços para jogar.

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x CORITIBA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 24 de setembro de 2016 (sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima (ambos do RN)
Amarelos:  Moisés, Dudu (Palmeiras), Iago, Edinho (Coritiba)
Gols: Leandro Pereira, 6’/2ºT (1-0), Yerry Mina, 11’/2ºT (2-0), Iago, 26’/2ºT (2-1)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Egídio; Tchê Tchê, Moisés e Dudu (Rafael Marques); Erik (Leandro Pereira), Roger Guedes (Thiago Santos) e Gabriel Jesus.
Técnico: Cuca.

CORITIBA: Wilson; Walisson Maia, Nery, Juninho e Juan; João Paulo, Edinho, González (Evandro) e Yan (Felipe Amorim); Kazim e Iago.
Técnico: Paulo César Carpegiani.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Botafogo vence Flu, segura rival na briga por G4 e se afasta da degola

botafogoO Botafogo fez valer o mando de campo e venceu o Fluminense por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena Botafogo. Em jogo muito truncado, o gol marcado por Neílton no início do segundo tempo fez a diferença e garantiu os três pontos para o Alvinegro. O Tricolor ainda tentou a reação, mas não teve força para empatar o jogo, embora tenha carimbado a trave com Willian Matheus.

Com o resultado, o Botafogo chega a 32 pontos e pula para a 10ª posição, se afastando ainda mais da zona de rebaixamento. O Fluminense, por sua vez, tem muito a lamentar. Permanece com 34 pontos e perde grande oportunidade de entrar de vez na briga pelo G4.

O Botafogo volta a campo no domingo, quando visitará o Cruzeiro, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Fluminense receberá o Atlético-MG, em Edson Passos, na segunda-feira.

Gramado é alvo de críticas de jogadores de Botafogo e Fluminense

Após o primeiro tempo de jogo, jogadores de Botafogo e Fluminense reclamaram bastante da qualidade do gramado na Arena Botafogo. “Está muito difícil jogar nesse campo. Com todo respeito, mas não está no nível de Série A”, disse Wellington. “Prejudica os dois lados. O campo é um pouco duro e não ajuda muito”, completou Camilo, dono da casa.

Hino nacional ‘falha’ no dia da Independência antes da partida

Tradicional antes das partidas de futebol, o hino nacional não teve o destaque merecido justamente no Dia da Independência. No momento da execução, o som saiu muito baixa nas caixas de som e passou imperceptível por todos no estádio. Cada torcida, por exemplo, cantou a plenos pulmões o hino de cada agremiação.

Após atuação ruim, Henrique Dourado é barrado no Fluminense

O Fluminense sofreu, mas venceu o Figueirense na última rodada, em Edson Passos. Um jogador, porém, não teve boa atuação e se complicou. Henrique Dourado, contratado para ser o substituto de Fred, perdeu a posição para Samuel, que acumulou empréstimos para clubes menores nos últimos anos.

“Depois de um primeiro tempo apenas morno, o segundo esquentou, porque o Flu depois de tomar o gol foi para cima e até fez para empatar, mas a trave e Cidão não permitiram”.

BOTAFOGO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Arena da Ilha do Governador (RJ)
Hora: 16h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões amarelo: Edson e Pierre (FLU) Joel Carli, Sidão, Diego, Victor Luis e Bruno Silva (BOT)
Gols: Neílton, aos 4min do segundo tempo;

BOTAFOGO
Sidão, Diego (Marcelo), Emerson Santos, Joel Carli e Diogo; Airton (Victor Luiz), Dudu Cearense, Bruno Silva e Camilo; Neilton e Sassá (Vinicius Tanque)
Técnico: Jair Ventura

FLUMINENSE
Diego Cavalieri (Julio Cesar); Wellington Silva, Gum, Henrique e Willian Matheus; Pierre (Magno Alves), Cícero, Edson (Douglas) e Gustavo Scarpa; Wellington e Samuel
Técnico: Levir Culpi

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Operação ‘Cidade Segura’ aumenta abordagens a pessoas e veículos em 8 cidades

As Polícias Militar e Civil da Paraíba desencadearam, na noite da sexta-feira (12), a Operação ‘Cidade Segura’, nas cidades de Guarabira, Alagoa Grande, Alagoinha, Mulungu, Belém, Serra da Raiz, Sertãozinho e Duas Estradas.

A Operação, que contou com um efetivo de 80 policiais entre militares e civis do 4° BPM e 8ª Seccional divididos em equipes, teve por objetivo intensificar abordagens a veículos e pessoas nessa área, apreendendo drogas e armas de fogo e cumprindo eventuais mandados de prisão. A finalidade é proporcionar maior sensação de segurança à sociedade.

A operação aconteceu simultaneamente e contou com o apoio de equipes dos destacamentos locais e especializados do Bope, Rotam, Força Tática e CPTran, efetuando rondas e abordagens nas áreas consideradas mais críticas e com maiores probabilidades de ocorrências.

Em cada área o policiamento recebeu o apoio de uma guarnição da Polícia Civil com um delegado para agilizar os procedimentos em caso de prisões em flagrante.

Segundo o tenente-coronel Valério, comandante do 4° BPM, o planejamento da operação se baseou em trabalho estatístico, de mapeamento das áreas de risco e locais de incidência de delitos.

A Operação “Cidade Segura” resultou na apreensão de facas, armas de fogo e um simulacro de pistola.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br