Arquivo da tag: secas

Governo Federal lança na Paraíba sala para monitorar secas

Ela vai funcionar na AESA, no campus da Universidade Federal de Campina Grande, e será conectada à Sala de Situação da ANA, em Brasília

Efeito SecaNesta segunda-feira (20), representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) estão na Paraíba. Eles inauguram a Sala de Situação para monitorar eventos hidrológicos críticos, que vai funcionar na Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), no campus da Universidade Federal de Campina Grande, e será conectada à Sala de Situação da ANA, em Brasília. A inauguração está marcada para 16 horas.

O monitoramento promovido na Sala de Situação permite cruzar informações e avaliar com antecedência as regiões onde podem ocorrer secas ou enchentes. Para que o estado receba as informações necessárias, 14 plataformas de coleta de dados (PCDs) já estão em funcionamento e outras seis vão ser instaladas até o final de agosto. Os aparelhos possuem sensores de chuva, nível da água, e transmitem automaticamente as informações via satélite para os computadores instalados no centro de monitoramento.

Durante o processo de instalação das estações, especialistas da ANA capacitam técnicos paraibanos a montar e fazer a manutenção preventiva e corretiva das plataformas de coleta de dados.

Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais
O objetivo da ANA é equipar todos os estados e o DF com Salas de Situação, além de modernizar o monitoramento hidrometeorológico nacional, com o apoio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); da Secretaria Nacional de Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração Nacional; do Serviço Geológico do Brasil (CPRM); e dos órgãos gestores estaduais de recursos hídricos. Alagoas, Goiás, Pernambuco, Roraima e Sergipe já possuem seus centros de monitoramento.

A montagem de Salas de Situação nos estados integra o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, lançado pela presidente Dilma Rousseff em 8 de agosto. O Plano prevê investimentos de R$ 15,4 bilhões em ações articuladas de prevenção e redução do tempo de resposta a ocorrências e as Salas de Situação fazem parte do eixo de Monitoramento e Alerta.

Monitoramento hidrometeorológico
A Rede Hidrometeorológica Nacional da Agência possui mais de 4,5 mil estações de monitoramento, de diferentes tipos, em todo o País. Por meio de sua Sala de Situação, em Brasília, a ANA acompanha as tendências hidrológicas dos principais rios e reservatórios nacionais e desenvolve ações de prevenção que permitem identificar possíveis eventos críticos e adotar antecipadamente medidas para mitigar seus impactos.


Redação com Portal Correio