Arquivo da tag: saúde

Mais de 3,8 mil profissionais de saúde testaram positivo para Covid-19 na Paraíba

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou o novo coronavírus como uma pandemia, mais de 3,8 mil profissionais de saúde testaram positivo para Covid-19 na Paraíba. Mesmo com o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), esses profissionais que atuam na linha de frente, estão expostos e correm o risco de serem contaminados pelo vírus.

Os dados, publicados no boletim epidemiológico apontam que 3.815 profissionais da saúde pegaram Covid-19 e outros 3.454 estão sob investigação.

Ainda de acordo com o documento, o número de profissionais contaminados pelo coronavírus corresponde a cerca de 8% do total de casos confirmados na Paraíba. Do total de profissionais infectados pelo coronavírus, quase a metade, 47% foram de enfermeiros ou de técnicos e auxiliares de enfermagem.

Para tentar aumentar a segurança dos profissionais de saúde em seus locais de trabalho, o CRM-PB tem visitado hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) na Paraíba para verificar a quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), respiradores, leitos e profissionais de saúde, como está sendo feito o fluxo de pacientes e alertando aos médicos sobre a necessidade de notificação de todos os casos de síndrome respiratória, mesmo as leves e moderadas.

 

pbagora

 

 

Mais de 3,8 mil profissionais de saúde testaram positivo para Covid-19 na Paraíba, diz boletim

A Paraíba já notificou mais de 3,8 mil profissionais de saúde infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia no estado, em meados de março de 2020. A informação, publicada no boletim epidemiológico 31 na segunda-feira (6), aponta que 3.815 profissionais da saúde pegaram Covid-19 e outros 3.454 estão sob investigação.

Ainda de acordo com o documento, o número de profissionais contaminados pelo coronavírus corresponde a cerca de 8% do total de casos confirmados na Paraíba. Do total de profissionais infectados pelo coronavírus, quase a metade, 47% foram de enfermeiros ou de técnicos e auxiliares de enfermagem.

Dados publicados no boletim epidemiológico mostram cenário do coronavírus entre profissionais que atuam diretamente no combate do vírus — Foto: Reprodução

Dados publicados no boletim epidemiológico mostram cenário do coronavírus entre profissionais que atuam diretamente no combate do vírus — Foto: Reprodução

A divisão por categoria ainda aponta 13% de médicos, 7% de agentes comunitários de saúde e outros 3% de fisioterapeutas que pegaram a Covid-19. A lista é completada por agentes de saúde ou sanitário (2%), nutricionistas (2%), condutores de ambulância (2%), cirurgião dentista e demais profissionais (22%).

A Paraíba tem 53.151 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta segunda-feira (6). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 1.118 no estado desde o início da pandemia. Já são 218 cidades da Paraíba com casos registrados da doença.

g1

 

Frei Anastácio destina 100 mil reais para a saúde de Cacimba de Dentro

Atendendo solicitação do Partido dos Trabalhadores (PT) e do vereador Polyanno (Cidadania), de Cacimba de Dentro, o deputado federal Frei Anastácio (PT-PB) destinou emenda parlamentar no valor de 100 mil reais para a saúde do município.

Conhecida na linguagem orçamentária como “verba de custeio”, a emenda individual do parlamentar petista se destina a atender vários setores na área da saúde, a exemplo da compra de remédios, equipamentos e materiais diversos.

Polyanno e os dirigentes do PT disseram que os 100 mil reais vai melhorar ainda mais os serviços ofertados à população no setor da saúde. Eles informaram a boa notícia ao prefeito Nelinho (Cidadania), que se mostrou satisfeito com a iniciativa de seus aliados e a atenção dispensada ao município pelo deputado Frei Anastácio.

 

Assessoria de Imprensa/PT Municipal

 

 

Baixa umidade coloca 30% da PB em risco de incêndios e à saúde

Sessenta e nove municípios da Paraíba, o que corresponde a 30% do estado, estão sob alerta para perigo potencial de baixa umidade nesta sexta-feira (3). Conforme aponta o Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a umidade relativa do ar deve variar entre 20% e 30%, até as 18h. O nível é bem inferior ao considerado ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o organismo humano, entre 50% e 80%. Existe risco de danos à saúde e de incêndios florestais.

A orientação é de que moradores das localidades afetadas bebam bastante líquido e evitem desgaste físico em horas mais secas, assim como exposição ao sol das horas mais quentes do dia. Em caso de dúvidas ou emergências, podem ser consultadas a Defesa Civil (telefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Municípios sob risco de baixa umidade

  1. Água Branca
  2. Aguiar
  3. Aparecida
  4. Bernardino Batista
  5. Boa Ventura
  6. Bom Jesus
  7. Bom Sucesso
  8. Bonito De Santa Fé
  9. Brejo Dos Santos
  10. Cachoeira Dos Índios
  11. Cajazeiras
  12. Cajazeirinhas
  13. Carrapateira
  14. Catingueira
  15. Catolé Do Rocha
  16. Conceição
  17. Condado
  18. Coremas
  19. Curral Velho
  20. Diamante
  21. Emas
  22. Ibiara
  23. Igaracy
  24. Imaculada
  25. Itaporanga
  26. Jericó
  27. Joca Claudino
  28. Juru
  29. Lagoa
  30. Lastro
  31. Malta
  32. Manaíra
  33. Marizópolis
  34. Mato Grosso
  35. Monte Horebe
  36. Mãe D’Água
  37. Nazarezinho
  38. Nova Olinda
  39. Olho D’Água
  40. Patos
  41. Paulista
  42. Pedra Branca
  43. Piancó
  44. Pombal
  45. Poço Dantas
  46. Poço De José De Moura
  47. Princesa Isabel
  48. Santa Cruz
  49. Santa Helena
  50. Santa Inês
  51. Santa Teresinha
  52. Santana De Mangueira
  53. Santana Dos Garrotes
  54. Serra Grande
  55. Sousa
  56. São Bentinho
  57. São Domingos
  58. São Francisco
  59. São José Da Lagoa Tapada
  60. São José De Caiana
  61. São José De Espinharas
  62. São José De Piranhas
  63. São José De Princesa
  64. São João Do Rio Do Peixe
  65. Tavares
  66. Triunfo
  67. Uiraúna
  68. Vieirópolis
  69. Vista Serrana

 

portalcorreio

 

 

ALPB aprova apoio psicológico a profissionais de saúde que atuam no enfrentamento à Covid-19

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, na sessão remota dessa quarta-feira (1º), o Projeto de Lei 1.708/2020, de autoria do deputado Doutor Érico, que cria a Linha de Apoio aos Profissionais da Saúde (LAPS), que atuam na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o autor do projeto, a LAPS garante ao profissional de saúde que atua na linha de frente de combate à Covid-19 escuta qualificada, através de um profissional especializado em saúde mental, além de acolhimento, orientação e suporte emocional aos seus familiares. O objetivo é que a medida seja adotada enquanto perdurar o Decreto de Calamidade Pública no Estado.

Dr. Érico explica que a crise sanitária desencadeada pela pandemia tem demandado do Poder Público uma atuação rápida e precisa para proteger a população. O deputado ressalta que esta crise está afetando a todos e, principalmente, aqueles que estão na linha de frente do combate à doença, que são os profissionais da saúde.

“Existe a necessidade de apoio a esses profissionais que, pelo trabalho intenso, com riscos de contaminação elevados e enfrentando condições adversas, podem ter sintomas de depressão, ansiedade, transtorno de estresse agudo, dentre outros”, alertou o deputado.

Os deputados também aprovaram o PL 1.763/2020, de autoria de Felipe Leitão, que obriga laboratórios privados e farmácias a notificarem os órgãos de saúde municipal e estadual sobre resultados positivos para a Covid-19 de clientes submetidos aos testes. O parlamentar observa que já existe essa recomendação do Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual.

“Infelizmente, temos indícios que tal determinação não está sendo observada de forma efetiva, portanto, a lei vem reforçar as determinações já existentes no decreto”, argumentou Leitão.

 

agenciaalpb

 

 

ALPB aprova projeto que proíbe planos de saúde limitar tempo de internação de pacientes com Covid-19

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, na sessão extraordinária desta quarta-feira (1º) o PL 1738/2020, de autoria do presidente da Casa, o deputado Adriano Galdino, que proíbe as operadoras de planos de saúde de limitar o tempo de internação dos pacientes suspeitos ou diagnosticados com a Covid-19, em razão de prazos de carência dos contratos.

A matéria foi elogiada pelos parlamentares, como a deputada e médica Dra. Paula: “É um texto importante para esse momento de crise sanitária, pois essa atitude traz consequências sérias para alguém que venha ser acometido pelo coronavírus e seja rejeitado pela unidade hospitalar. Trata-se de uma vida e a vida tem que ser respeitada”, defendeu a parlamentar.

Os deputados aprovaram também o Projeto de Lei 1811/2020, da deputada Cida Ramos, que incentiva doação de plasma sanguíneo por pessoas curadas da Covid-19. A deputada destaca que a Paraíba já iniciou o uso do plasma para o tratamento de pacientes em estado grave devido a Covid-19, sendo o primeiro estado do Nordeste a adotar essa alternativa terapêutica.

“As pessoas que se curam da infecção desenvolvem anticorpos no seu plasma que podem ser úteis para ajudar a recuperação de pessoas com formas graves da covid-19. Nosso projeto visa incentivar essa doação, ajudando no combate ao coronavírus”, ressaltou Cida Ramos.

PBPrev

Outra matéria aprovada na sessão de hoje foi o PL 1.947/2020, de autoria do Governo do Estado, visando à implantação escalonada do aumento da contribuição previdenciária patronal. O PL aprovado é fruto de um diálogo entre os chefes dos três poderes, para que a aplicação do aumento seja implantada em três parcelas, de forma a adequar aos fluxos financeiros e orçamentários, devido à perda de receita pública causada pela pandemia do covid-19.

De acordo com o texto aprovado, a majoração da alíquota de 28% prevista para a contribuição previdenciária patronal ao Fundo Previdenciário Financeiro será implementada a partir de 1º de janeiro de 2021, sendo a primeira parcela de 23,51%; a segunda de 25,51%, em 1º de janeiro de 2022; e a terceira parcela de 28%, em 1º de janeiro de 2023.

 

agenciaalpb

 

 

Dr. Téo, ex-secretário de Saúde de Guarabira, vence o coronavírus e se emociona

Mais um profissional da saúde conseguiu vencer a Covid-19. Nesta sexta-feira (26), o médico Theo filho Gregório de Andrade, ex-secretário de Saúde de Guarabira, depois de passar por dias difíceis, recebeu alta médica do Hospital da Unimed e já está de volta ao convívio de sua família.

Acostumado a lidar e cuidar de pacientes em sua vida inteira na condição de profissional da medicina, Dr. Téo esteve na linha frente no Combate ao novo coronavírus e acabou sendo infectado pelo vírus. Considerado do grupo de risco por ser maior de 60 anos, precisou dos cuidados na unidade de terapia intensiva (UTI) e durante mais de um mês (foi internado em 19 de maio) permaneceu internado.

Dr. Téo passou por momento de muita dificuldade e ficou entre a vida e a morte. Conseguiu evoluir e deixou a UTI, depois ficou numa enfermaria com toda a assistência necessária. Sua filha, Dra. Cristiane Andrade, integrante da equipe médica, ficou a todo momento cuidando do pai.

Nesta sexta a volta para casa foi carregada de emoção. Familiares e amigos prepararam uma recepção com cartazes de boas-vindas e música. O músico saxofonista Arnaud Neto tocou canções marcantes e levou Dr. Téo às lágrimas.

As estatísticas na Paraíba indicam que mais de 3 mil profissionais de saúde já contraíram o vírus desde o início da pandemia, que já persiste há 3 meses.

 

Curva de contaminação da Covid-19 cresce em Solânea e Secretaria de Saúde alerta população

A curva de contaminação da Covid-19 continua crescendo em Solânea e, nessa última semana, foi verificado um aumento ainda maior. Isso levou a Secretaria Municipal de Saúde a emitir um alerta à população com relação ao isolamento social.

De acordo com os dados divulgados, o período se refere de 12 de maio (data do surgimento do 1° caso no município) até 26 de junho do corrente ano, a curva de contaminação continuou em ascensão nessa última semana.

“Mais uma vez alertamos a importância de não relaxarmos quanto ao isolamento e distanciamento social.

Mantivemos o aumento dos casos nos homens e a faixa etária com maior número de casos positivos continua entre 31 a 40 anos (ambos os gêneros)”, diz a nota da Secretaria.

Porém, os casos nas faixas etárias entre 21 a 30 e 41 a 50 anos vêm aumentando consideravelmente. A predominância dos casos é na zona urbana em relação a zona rural de nossa cidade.

Importante frisar que 82% dos pacientes que foram infectados já se encontram recuperados da Covid-19. Infelizmente foi registrado o 1° óbito no município.

No momento, há apenas 22 pacientes em tratamento, com 2 deles internos.

“Devemos continuar adotando as medidas sanitárias regularmente. Não podemos relaxar um só momento”.

Redação FN

 

 

Em três meses de pandemia, mais de 3 mil profissionais de saúde já foram diagnosticados com Covid-19, na Paraíba

Desde que a Organização Mundia de Saúde (OMS), declarou o novo coronavírus como uma pandemia, mais de três mil profissionais que trabalham na linha de frente de combate ao Covid-19 já foram infectados. Os dados divulgados pelo Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) também mostram que 400 médicos tiveram a doença e sete deles morreram no estado.

Ao todo 3.070 profissionais de saúde foram diagnosticados com Covid-19 na Paraíba, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PB).

Dos 3.070 profissionais diagnosticados, 13% são médicos e 7 morreram, de acordo com o CRM-PB. A maior parte dos infectados com Covid-19 são profissionais de enfermagem, sendo 30% técnicos ou auxiliares em enfermagem e 18% enfermeiros, segundo a SES-PB..

O médico Gabriel Vasconcelos trabalha na UPA do Alto Branco em Campina Grande, e revelou que nesses dias a batalha tem sido intensa. Ele garante que toma todas as precauções para evitar o contágio do vírus, mas sabe que o risco é iminente.
Rafael Heleno coordena a ala do Covid-19 no Trauma e também falou do risco que os profissionais enfrentam. No entanto, ele garante que no Trauma todos os profissionais usam os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), e procuram se cuidar para evitar o contágio do vírus,

A Paraíba tem 40.824 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo incluindo os casos dos profissionais de saúde informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta quinta-feira (25). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 842 no estado desde o início da pandemia. Já são 216 cidades da Paraíba com casos registrados da doença.

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Mais de 3 mil profissionais de saúde contraem coronavírus na PB

Mais de 400 médicos paraibanos já foram infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, em março deste ano. Conforme dados do Boletim Epidemiológico 26, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), nessa quarta-feira (24), 3.070 profissionais de saúde foram diagnosticados oficialmente com a Covid-19 e, desse total, 13% são médicos.

No dia 12 de maio, o número de profissionais de saúde com a doença era 217. Ou seja, em cerca de 40 dias, esta quantidade aumentou quase 15 vezes. Levantamento do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) aponta que sete médicos morreram em decorrência do novo coronavírus.

A Paraíba registrou seu primeiro caso da doença há pouco mais de 3 meses, no dia 18 de março. Deste dia até 24 de junho já são 39.912 paraibanos notificados com a Covid-19 e 828 óbitos. O número de profissionais de saúde infectados representa cerca de 10% do total do estado. “Apesar da Paraíba estar realizando um número maior de testes que outros estados, sabemos que essa quantidade de pessoas infectadas deve ser bem maior, inclusive de profissionais da saúde”, destacou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

“Quanto mais médicos infectados, menos profissionais teremos para enfrentar essa batalha. Profissionais que estavam na ativa, oferecendo o que tinham de melhor, prestando auxílio e socorro médico aos pacientes com a Covid-19, tiveram que se afastar do trabalho e, alguns, foram a óbito”, completou Roberto Magliano.

Denúncias

Para verificar as denúncias sobre a segurança dos profissionais de saúde em seus locais de trabalho, o CRM-PB, através da campanha Médicos Contra o Coronavírus, informou que tem visitado hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) no estado para verificar a quantidade de EPIs, respiradores, leitos e profissionais de saúde, como está sendo feito o fluxo de pacientes e alertando aos médicos sobre a necessidade de notificação de todos os casos de síndrome respiratória, mesmo as leves e moderadas.

Os médicos podem fazer denúncias através de um canal criado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela internet, para que sejam registradas as queixas da falta de estrutura de trabalho. Na plataforma (https://sistemas.cfm.org.br/fiscalizacaocovid/), podem ser informadas as falhas identificadas pelos médicos. Na Paraíba já foram feitas mais de 60 denúncias.

Problemas no processo de triagem, falta de Equipamentos Individuais de Proteção (EPIs), insumos, exames e medicamentos, material para higienização e recursos humanos são as principais queixas dos médicos que atuam em unidades de saúde que prestam assistência a casos confirmados e suspeitos de Covid-19 na Paraíba.

 

portalcorreio