Arquivo da tag: São

Carros são incendiados no pátio do Fórum em São Bento na PB

Carros pegaram fogo no pátio do Fórum de São Bento (Imagem compartilhada no WhatsApp)

Seis carros que estavam no pátio do Fórum de São Bento, Sertão paraibano, foram incendiados na madrugada desta terça-feira (14). Os veículos tinham sido apreendidos em operações policiais e estavam à disposição da Justiça. Esse é o segundo caso de incêndio de veículos na cidade no período de 24 horas.

De acordo com a Polícia Militar, o incêndio foi registrado por volta das 2h. Um vigilante do Fórum informou que estava cochilando no prédio e só percebeu o fogo quando ele já tinha atingido grandes proporções. Seis veículos foram destruídos pelo incêndio.

Carros-pipas da prefeitura e particulares foram usados no combate ao fogo, uma vez que São Bento não possui unidade do Corpo de Bombeiros e a ação precisava ser rápida para evitar maiores danos. Ainda assim, bombeiros de Catolé do Rocha foram enviados ao local para realizar perícia.

Ao Portal Correio, a Polícia Civil adiantou que os dois incêndios não estão relacionados. O primeiro caso teria sido acidental. Conforme a Polícia Civil, um motorista relatou que guardou um ônibus na garagem tarde da noite e sentiu cheiro de queimado vindo do motor veículo, mas decidiu só verificar o que estava acontecendo no dia seguinte.

A Polícia Civil acredita que o fogo tenha iniciado nesse ônibus e outros tenham sido atingidos por estarem muito próximos. Já no caso desta madrugada, a polícia não descarta a hipótese de incêndio criminoso. Câmeras de segurança no fórum podem ajudar nas investigações.

Portal Correio

Presa que foi resgatada de cadeia pública de São Paulo é recapturada na Paraíba

fernandaA detenta Fernanda Monteiro da Silva, de 20 anos, foi recapturada nessa terça-feira (17), na cidade de Patos, no Sertão do estado. Ela é uma das vinte e quatro presas que foram resgatadas por uma facção criminosa de dentro da Cadeia Pública Feminina de São Bernardo do Campo, em São Paulo, durante a rebelião ocorrida na sexta-feira (12).

De acordo com o delegado Seccional de Patos, Sylvio Rabello, a prisão da foragida ocorreu após a informação sobre a instalação dela na cidade. “A presidiária tem parentes em Patos. Após receber a informação sobre a possível chegada da foragida na cidade, o pessoal começou a fazer o levantamento, que terminou com a prisão dela feita pela Polícia Militar”, disse o delegado.

Fernanda Monteiro foi ouvida e encaminhada ao Presídio Feminino de Patos, onde aguardará o recambiamento para São Paulo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A fuga

De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, na madrugada dessa sexta (12), três homens, dois deles encapuzados, invadiram a carceragem da Cadeia Pública Feminina de São Bernardo do Campo, libertando 24 da 85 presas que estavam no local. Os suspeitos seriam integrantes de uma facção criminosa que disputa o tráfico de drogas local.

Ainda segundo informações da polícia, o trio pulou o muro da cadeia, invadindo o pátio externo e rendeu o carcereiro, que teve a arma levada. Após agredirem o funcionário, os homens tiveram acesso à área das celas, onde, de poder das chaves, libertaram as presas.

Por Hyldo Pereira

Morre em São Paulo o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos

marcio-tomazO advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, de 79 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (20) no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A informação foi confirmada pela equipe médica.

Bastos foi internado na terça-feira (18) para tratamento de descompensação de fibrose pulmonar, segundo boletim médico divulgado pelo hospital.

Um dos advogados criminalistas mais influentes do país, Bastos foi convidado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para compor a equipe do primeiro mandato. Comandou o  Ministério da Justiça entre 2003 e 2007.

Mesmo depois de deixar o ministério, continuou em evidência ao atuar em casos de grande repercussão nacional. Atuou, por exemplo, no julgamento do processo do mensalão, no Supremo Tribunal Federal, em 2012. Na ocasião, defendeu o ex-vice-presidente do Banco Rural, José Salgado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante o período do julgamento, entrou com reclamação contra o então presidente do STF, Joaquim Barbosa, questionando o fato de Barbosa não ter levado pedidos da defesa dos réus para análise do plenário do tribunal.

Também foi o responsável pela defesa do bicheiro Carlinhos Cachoeira, que responde a processo por suspeita de participação em esquema de jogos ilegais.

Bastos atuou ainda na defesa do médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 48 ataques sexuais a 37 vítimas.

A acusação dos assassinos de Chico Mendes, do cantor Lindomar Castilho e do jornalista Pimenta Neves são outros trabalhos de repercussão nacional no currículo do ex-ministro.

Bastos era formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) na turma de 1958.

Em  1990, após a eleição do presidente Fernando Collor, integrou o governo paralelo instituído pelo Partido dos Trabalhadores como encarregado do setor de Justiça e Segurança.  Em 1992, participou ao lado do jurista Evandro Lins e Silva da redação da petição que resultou no impeachment de Collor.

É fundador do movimento Ação pela Cidadania, juntamente com Severo Gomes, Jair Meneghelli e Dom Luciano Mendes de Almeida. É fundador do Instituto de Defesa do Direito de Defesa.

G1

Acidente com ônibus escolar mata diretoras, professoras e alunos no interior de São Paulo

Reprodução/TV Record
Reprodução/TV Record

Um acidente entre uma carreta e um ônibus de estudantes deixou ao menos 11 mortos em Ibitinga, cidade a 347 km de São Paulo, segundo a PRE (Polícia Rodoviária Estadual). Entre as vítimas, estão quatro adultos — duas diretoras e dois professores — e sete adolescentes. A 11ª vítima também seria do ônibus, mas foi localizada embaixo do caminhão e a PRE não soube informar se é um aluno ou um funcionário da escola. Outras 30 pessoas ficaram feridas no acidente.

Ainda de acordo com a PRE de Itápolis, que atende a Ibitinga, o acidente ocorreu por volta das 23h30 de segunda-feira (27) no km 368 da rodovia Deputado Leônidas Pacheco, que liga as cidades de Ibitinga e Borborema, na região de Itápolis.

O caminhão carregava óleo vegetal e pegou fogo com a batida. O ônibus da Viação Jabotur ficou danificado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os adolescentes, com idades entre 13 e 17 anos, são da Escola Estadual Dom Gastão Liberal Pinto, da cidade de Borborema. Ainda segundo a PRE, cerca de 35 adolescentes e cinco adultos voltavam de uma excursão na capital paulista. Os feridos, 16 graves e 14 leves, foram levados para as Santas Casas de Ibitinga e Borborema. Segundo informações da Prefeitura de Borborema, a diretora que morreu no acidente não era da Escola Estadual Dom Gastão Liberal Pinto. A vítima, que trabalhaba em um colégio municipal, estava no ônibus acompanhando seus filhos gêmeos na viagem. A prefeitura não tem informações sobre o estado de saúde dos jovens.

Entre as vítimas estavam três professoras, uma diretora e seis estudantesReprodução/TV Record

Por volta das 7h desta terça-feira (28), a rodovia permanecia interditada, mas não havia congestionamento, segundo a PRE. Por volta das 9h, o tráfego fluía pelo acostamento no sistema Siga e Pare. Os veículos continuavam no local e era feita a limpeza do óleo vegetal da pista.

Segundo fontes ouvidas pelo R7, o acidente teria sido causado por um caminhão que invadiu a preferencial e bateu na lateral direita do ônibus.

Luto oficial

A Prefeitura de Borborema decretou luto oficial de três dias. Ainda de acordo com a prefeitura, as aulas nos colégios municipais foram suspensas.

Os corpos das vítimas devem ser velados no Ginásio Esportes, localizado na Vila Cristina, em Borborema. Ainda não há data para a realização do velório coletivo.

 

R7

Prefeito de São José dos Ramos adere à reeleição de Ricardo Coutinho

ricardo-coutinhoMais um prefeito do PMDB aderiu à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB). Desta vez o reforço vem de São José dos Ramos, onde o prefeito Eduardo Caxias (PMDB), o ex-prefeito Antônio Caxias (PMDB) e os vereadores Robson Oliveira (PTB) e Marcone Chaves (PSB) reforçam o palanque de Ricardo no município.

As lideranças foram recebidas pelo governador Ricardo Coutinho nesta quarta-feira (8) e confirmaram o apoio. Eduardo Caxias disse que é partidário e que, com a aliança entre PMDB e PSB, o caminho natural foi aderir à reeleição de Ricardo Coutinho para reverter o quadro eleitoral em São José dos Ramos.

“O governador trabalhou muito por nossa região e em nossa cidade e, por isso, junto com o povo vamos dar a Ricardo uma grande vitória em nosso município”, disse Eduardo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O ex-prefeito Antônio Caxias afirmou que já admirava a capacidade de Ricardo de realizar e transformar realidades e que ficou muito satisfeito com a decisão de seu partido. “Nossa posição é de coerência, e por isso fiquei muito satisfeito com a decisão de Ricardo de apoiar à reeleição de Dilma”, finalizou.

 

por Michele Marques

Principal nascente do Rio São Francisco secou pela primeira vez na história

saofrancisco_secoA nascente principal do Rio São Francisco secou pela primeira vez na história e os reflexos desse fenômeno preocupam os Municípios. A cabeceira do rio está no Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas, Região Centro-Oeste do Estado. Chamado de Velho Chico, o rio é um dos mais importantes cursos d’água do Brasil e de toda a América do Sul. Ele se estende por 2,7 mil quilômetros, em cinco Estados – Minas, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. Sua bacia hidrográfica alcança 504 Municípios, incluindo Municípios de Goiás e o Distrito Federal.

No próximo dia 4 de outubro, o Velho Chico completa 513 anos, segundo a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). E por conta da falta de chuva, o Sudeste brasileiro enfrenta a pior estiagem dos últimos anos. No entanto, esse não é o único problema que tem levado o Rio São Francisco a secar. Segundo a prefeitura mineira de Pirapora, a falta de gestão e o mau uso também causaram o atual cenário catastrófico. A equipe técnica da Confederação Nacional de Municípios (CNM) esteve no Município no dia 25 de setembro, e pode ver de perto a gravidade da situação. A entidade estava reunida com os integrantes da Associação de Municípios da Bacia do Médio São Francisco (Ammesf), e o prefeito de Pirapora, Heliomar Valle, que é um dos fundadores da Associação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“O rio está quase seco”. Com essa expressão, os representantes da Confederação confirmaram a informação divulgada pelo chefe do Parque Nacional da Serra da Canastra, Luiz Arthur Castanheira, no início da semana passada, dia 23 de setembro. Conforme esclarecimentos da prefeitura, a vazão do Rio, que era de 500 metros cúbicos por segundo, no início do ano, começou a diminuir e passou para 200 metros cúbicos.

“O problema é grave com perspectiva de se tornar mais grave porque não há prognóstico de chuva em curto prazo”, contou o prefeito de Pirapora. Ele esclareceu que a medida em vazão do rio diminui o que significa menos água, mais banco de areia e maior dificuldade  e custo para captação de água. “A

situação nos preocupa sobremaneira”, relatou Valle. O gestor tem se reunido com prefeitos da região, que já estão sofrendo com a falta de água. Mas, para o prefeito o problema da falta de chuvas “se soma ao desmatamento, ao assoreamento de nascentes, a falta de proteção das veredas, e a falta de modernização do processo de agricultura irrigada, indústria e de consumo humano”.

Impacto
Conforme informações da Assessoria de Comunicação do Município (Ascom) de Pirapora, a prefeitura já havia detectado que essa redução da vazão iria prejudicar, e muito o abastecimento da cidade.  E a Ascom contou a Agência de Notícias CNM que só não está havendo falta de água no Município porque a prefeitura realizou nos meses de maio e junho, uma obra emergencial, um segundo canal de capitação de água.

O sistema construído está garantido, pelo menos temporariamente, o abastecimento de água. “Se a situação é essa aqui em Minas, que é responsável pela geração de 70% das águas do rio, imagina no Nordeste, nas prefeituras em que não há geração de água, e contam apenas com o São Francisco”, alertou a Ascom de Pirapora. Situação essa que coloca em alerta todas as comunidades ribeirinhas, diante da possibilidade de racionamento de água ao longo do chamado rio da integração nacional – maior curso d’água que nasce e deságua em território nacional.

Medidas
O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo Miranda, alertou que medidas emergenciais devem ser tomadas para promover o uso racional da água na bacia. Ele lembra que a situação das nascentes também se reflete no nível crítico dos reservatórios de usinas, como a de Três Marias, que está com apenas 5,7% de sua capacidade. De acordo com a prefeitura de Pirapora, um estudo sinalizou que o volume do rio na região de Três Marias só será recuperado ao longo de 10 anos.

As estimativas também não são favoráveis na Capital do Estado, Belo Horizonte. A região também enfrenta os reflexos da seca mais severa dos últimos 104 anos. Dados preliminares do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) apontam que mesmo que ainda chova até dezembro, a média de água deve ficar 24% abaixo da média anual.

CNM

Com 60% das obras de Transposição do Rio São Francisco em andamento, comitês de bacias elegem representante Paraíba

transposiçãoOs representantes de Comitês de Bacias Hidrográficas do estado participaram nesta segunda-feira (15) de uma reunião no auditório da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), na Capital. Durante o encontro, coordenado pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) e Ministério da Integração Nacional, ficou decido que o engenheiro agrônomo Ulysmar Curvelo Cavalcante e a professora Maria Edelcides Gondim de Vasconcelos representará a Paraíba na discussão sobre o modelo de gestão das águas do rio São Francisco.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Eles foram eleitos, respectivamente, para os cargos de titular e suplente. De acordo com o coordenador geral de Apoio a Projetos de Desenvolvimento da Integração do Rio São Francisco (Pisf), José Luiz de Souza, os representantes paraibanos viajam nesta terça-feira (15) para o Rio Grande do Norte, onde haverá uma nova eleição. “O primeiro passo foi a escolha de um titular e um suplente em cada estado receptor das águas do São Francisco, ou seja, Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte. Desse grupo sai um representante para a participar da gestão dos recursos hídricos do Pisf”, informou.

Durante o encontro, o secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia, João Azevedo Lins Filho, destacou a necessidade de um modelo de gestão que descreva detalhadamente as responsabilidades de cada Estado. “A gestão das águas do rio São Francisco é importantíssima, tão importante quanto a própria transposição. O grande desafio é fazer com que essa obra atinja seus objetivos. Para isso, precisamos definir um modelo de gestão federal, no qual os estados possam se espelhar”, observou.

 

A reunião aconteceu durante a manhã e contou com a participação de membros dos comitês das bacias hidrográficas do Litoral Norte, Litoral Sul e do Rio Paraíba, além de representantes da Capega, Defesa Civil Estadual, universidades públicas e privadas, sindicatos e associações. “A participação da população nesse debate é fundamental. As instituições podem contribuir para a definição desse modelo de gestão, ajudando não apenas a definir, mas também a monitorar o funcionamento da transposição”, ressaltou.

 

De acordo com o presidente da AESA em João Pessoa, 60% das obras de Transposição Rio São Francisco. Ele ainda afirmou que no estado há 780 km de adutora que faz parte das obras de transposição. Dentro do projeto também está a adutora do Cariri que compreende o sistema do Canal Vertente que está em andamento como também a barragem de Camará.

Wagner Mariano com assessoria

Morre em São Paulo o jornalista e médico Osmar de Oliveira

Dr. Osmar de Oliveira
Dr. Osmar de Oliveira

O jornalista esportivo e médico Osmar de Oliveira morreu nesta sexta-feira (11), aos 71 anos. A informação foi confirmada pelo hospital AC Camargo, de São Paulo, onde o comentarista estava internado após cirurgia para a retirada de um tumor na próstata.

De acordo com informações do site da Band, emissora na qual Osmar trabalhava atualmente, o irmão dele, César de Oliveira, que também é médico, disse que a morte aconteceu às 18h15 em decorrência de uma parada cardíaca.

De acordo com o familiar, a parada aconteceu após uma complicação de uma hemorragia que aconteceu em um acidente no qual, há um mês, a sonda que ele usava se prendeu e afetou a bexiga.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dr. Osmar, como era conhecido, sofreu um infarto em julho de 2013. Na ocasião, ele brincou ao atribuir o ataque ao árbitro paraguaio Carlos Amarilla, que teve atuação polêmica em jogo do Corinthians contra o Boca Juniors na Libertadores.

O jornalista era corintiano fanático e vivia exaltando o time em seus comentários. Formado pela PUC de Sorocaba, Dr. Osmar especializou-se em medicina esportiva e foi médico do Alvinegro, do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e da seleção brasileira de basquete.

Na carreira como jornalista, passou por TV Gazeta (SP), Rádio Gazeta, TV Bandeirantes, SBT, TV Manchete, TV Cultura, TV Record e TV Globo.

Portal Correio com r7

14 mil políticos são fichas sujas, aponta levantamento do CNJ

Ficha sujaLevantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apontou que 14 mil políticos e agentes públicos estão com fichas sujas e não podem disputar as eleições deste ano, em outubro.

Em entrevista à Rádio Brasil Atual, o advogado Silvio Salata, especialista em Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) afirmou que a lei é um “avanço na legislação brasileira.”

“É evidente que ela (a lei) terá novos efeitos que resultarão, evidentemente, em um aperfeiçoamento da sua aplicação dentro do processo eleitoral, dentro das eleições. Porque realmente é uma lei importante, já que afasta, expurga, aquele que não soube manipular o erário público, causou dano à administração pública”, garantiu na entrevista.

Segundo o levantamento da CNJ, São Paulo é o estado que tem mais políticos enquadrados na lei complementar 135, aproximadamente 3 mil. Para Salata, o número não significa que o estado é o mais corrupto, apenas reflete a grandeza da unidade da federação que tem, sozinha, 35 milhões dos 141 milhões de eleitores do país.

É a segunda vez que a Lei da Ficha Limpa, aprovada em 2010, vai interferir no processo eleitoral nacional. A primeira foi nas eleições municipais de 2012.

 

RBA

Paraibanos são resgatados em situação degradante em Brasília; MP procura aliciadores de trabalho em Nova Floresta

MTE
MTE

O Ministério Público do Trabalho (MPT) conseguiu resgatar 30 trabalhadores paraibanos de uma situação de trabalho degradante na cidade de Planaltina, no Distrito Federal. O MPT recebeu uma denúncia por telefone e resolveu averiguar a situação. A princípio não foi contatado o trabalho escravo, mas havia uma situação degradante.

“O MPT em Brasília decidiu que a empresa devia indenizar os trabalhos, ressarcir a passagem de ida para o DF e a de volta. As ações ficaram em até R$ 8 mil para cada trabalhador”, contou o procurador Eduardo Varandas. O aliciamento dos trabalhadores aconteceu na cidade de Nova Floresta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os procuradores constataram que havia 11 trabalhadores por alojamento, fiação elétrica descoberta, com risco de incêndio, mas não foram verificadas jornadas extenuantes de trabalho e servidão por dívida, situações que configurariam trabalho escravo.

Os dois procuradores mais um auditor do trabalho, se reuniram e eles entenderam pela não ocorrência do trabalho escravo. “Mas isso não tira a gravidade do problema. Houve o aliciamento e vamos investigar quem fez o aliciamento”, conta varandas.

O procurador garantiu que o MP agora vai atrás do agente que fez o aliciamento de tráfico interno, que seria um mineiro conhecido como Juscelino. “Queremos saber quem é o contato dele em Nova Floresta. O procedimento começou na procuradoria de Brasília, já que contataram a MPT de Minas Gerais e nós aqui vamos procurar saber quem é o contato dele na Paraíba. O delito atingiu três unidades da Federação. Podemos ter mais caos que poderão ser descobertos através desses”, finalizou.

Paulo Dantas