Arquivo da tag: Santiago

Maranhão lidera pesquisa e Lucélio Cartaxo ultrapassa Santiago, diz Ipespe

maranhãoO Instituto Ipespe também ouviu o eleitorado paraibano quanto à sua preferência na disputa pelo Senado. Faltando apenas oito dias para o dia da eleição, a pesquisa encomendada pelo Jornal da Paraíba foi realizada entre os dias 23 e 25 deste mês e ouviu 1.500 eleitores.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A pesquisa, registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba sob o protocolo número PB-00035/2014 e no TSE sob o protocolo número BR – 00863 / 2014, tem margem de erro de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos e possui nível de confiança de 95,45%.

Confira o resultado:

José Maranhão (PMDB) – 33%

Lucélio Cartaxo (PT) – 14%

Wilson Santiago (PTB) – 13%

Professora Leila (PROS) – 1%

Walter Brito (PTC) – 1%

Nelson Júnior (PSOL) – não pontuou

Rama Dantas (PSTU) – não pontuou

Brancos e nulos – 14%

Não sabe ou não respondeu – 23%

MaisPB com JP online

Instituto Souza Lopes: Maranhão lidera com 31,2%; Santiago tem 18,3% e Lucélio 14,1%

maranhao joseO Instituto Souza Lopes quis saber a preferência dos eleitores paraibanos sobre a disputa pelo cargo de senador da República. Segundo a consulta estimulada, o ex-governador José Maranhão (PMDB) lidera as intenções de voto, com a preferência de 31,2% do entrevistados. Em segundo lugar, aparece o ex-senador Wilson Santiago (PTB) com 18,3%. O candidato do PT, Lucélio Cartaxo, aparece em terceiro lugar com 14,1%. Leila Fonseca (Pros) tem 1,1% das intenções de voto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook



Walter Brito Filho (PTC) está com 1,1%. Rama Dantas (PSTU) e Nelson Júnior (Psol) aparecem com 0,3% cada. De acordo com o Instituto Souza Lopes, 8,4% dos eleitores paraibanos estariam dispostos a votar em branco ou a anular o voto para senador. Já 25,2% não sabem em quem votar ou não quiseram opinar.

Na consulta espontânea, José Maranhão também aparece na liderança, com 23,1%, seguido de Wilson Santiago, com 15,5%, e Lucélio Cartaxo, com 10,5%. Leila tem 0,7%, seguida de Walter Brito, com 0,3%, e Rama Dantas e Nelson Júnior, com 0,1%, cada. ‘Outros’ aparece com 0,8%. Os votos brancos e nulos somariam 5,4% e 43,5% são de pessoas que não sabem ou não opinaram.

 

Jornal Correio da Paraíba

Para o senado Maranhão tem 31,3%, Santiago 16,5% e Lucélio 7% diz pesquisa Correio

eleiçoes-destaque_interno.A primeira rodada de pesquisa para o Senado da República, após o registro das candidaturas no Tribunal Regional da Eleitoral (TRE- PB), realizada pelo Instituto Souza Lopes, traz o candidato da coligação ‘Renovação de Verdade’, o ex-governador José Maranhão (PMDB) à frente da disputa com 31,3%, na consulta estimulada. Em seguida, aparece o ex-senador Wilson Santiago (PTB), que integra a coligação ‘A Vontade do Povo’, com 16,5%. O petista Lucélio Cartaxo, que integra a coligação ‘A Força do Trabalho’, está em terceiro com 7% das intenções de voto.

A pesquisa, realizada em parceria com o Sistema Correio de Comunicação, mostra ainda que o ex-deputado Walter Brito Filho, que concorre pelo PTC, aparece em quarto lugar com 2,7%. Leila Fonseca, do Pros, tem 0,5%; Nelson Júnior, concorrendo pelo Psol, está com 0,3%. Já o candidato do PCO, Gilson Ferreira, último a registrar candidatura, e Rama Dantas, do PSTU, aparecem com 0,1%. Votos brancos e nulos para o Senado, segundo o Instituto Souza Lopes, seriam 16,7%. Outros 24,7% não souberam ou não quiseram responder à consulta estimulada para o Senado.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Espontânea José Maranhão, que já ocupou uma cadeira no Senado, também lidera na consulta espontânea com 12,4% das intenções de voto, seguido de Wilson Santiago (6,8%), Lucélio Cartaxo (3,8%), Walter Brito Filho (0,3%), Vitalzinho (0,1%), Nelson Júnior (0,1%). Com também 0,1% aparecem ainda os nomes de Adriano, Arthur Cunha Lima Filho, Cássio Cunha Lima, Cícero Lucena, José Paulo, Luiz Couto, Pedro Cunha Lima e Rômulo Gouveia. Os votos brancos e nulos somaram 11,9% e 64% não sabem em quem votar ou não quiseram responder.

 

Clickpb

Wellington Roberto rompe politicamente com Santiago e anuncia apoio a Maranhão

wellingtonO deputado federal e presidente estadual do Partido da República (PR), Wellington Roberto, rompeu politicamente com o candidato a senador Wilson Santiago (PTB). Mesmo integrando a coligação “A Vontade do Povo” (PSDB, PEN, PSC, PP, PTB, PR, PPS, PSDC, PSD, SDD, PMN, PT do B, PRB e PTN), o parlamentar do PR irá votar na candidatura do antigo aliado José Maranhão (PMDB).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A informação foi confirmada pela coluna do jornalista e multimídia Walter Santos. Segundo ele, a crise veio à tona após Wellington Roberto identificar uma movimentação de Santiago e do candidato a governador Cássio Cunha Lima (PSDB) em suas bases políticas.

“Ato continuo, WR manteve contatos com Maranhão revelando seu apoio ao ex-governador como reação ao que considerou insulto de Santiago”, revelou Walter Santos.

 

Ângelo Medeiros
WSCOM Online

Todas as chapas ainda estão indefinidas na Paraíba, diz Wilson Santiago

wilson-santiagoO presidente estadual do PTB, ex-senador Wilson Santiago, declarou, nesta segunda-feira (9), que a formação das possíveis chapas majoritárias do PSB e do PMDB para as eleições estaduais deste ano na Paraíba, com a escolha de seus respectivos nomes para o Senado, neste momento da pré-camapnha, é apenas “conversa fiada”.

Durante entrevista ao Correio Debate, da 98 FM, Santiago foi questionado se já não estava tarde para ele se definir como senador na chapa de Cássio Cunha Lima (PSDB), pois o mesmo espaço na aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB) já teria sido prometido a Rômulo Gouveia (PSD) e na de Veneziano Vital do Rêgo (PmDB) destinado a Lucélio Cartaxo (PT); e disse que ainda tem tempo para se definir as coligações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apesar de acreditar que os nomes indicados não são os definitivos nas composições, Wilson Santiago disse que em nenhum momento recebeu convite para ser o senador na chapa de nenhum dos pretendentes ao Palácio da Redenção.

O petebista revelou que chegou a conversar pessoalmente com o governador Ricardo Coutinho, mas não chegou a receber nenhum chamado para a composição.

Já em relação ao PMDB, o ex-senador declarou que não recebeu sequer uma só ligação da cúpula do partido.

“Isso deve ser por conta do tamanho da minha insignificância”, brincou Wilson Santiago.

Roberto Targino – MaisPB

Após ser cotado para vaga do Senado nas três principais chapas Santiago desmente boatos sobre aliança com RC

wilson-santiagoInicialmente cotado para ocupar a senatoria nas três principais candidaturas postas na disputa pelo Governo da Paraíba, o presidente estadual do PTB, Wilson Santiago está cada vez mais próximo de fechar sua postulação na chapa encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Mesmo sem a definição, Santiago rebateu boatos e negou que tivesse sido aliado do governador Ricardo Coutinho em algum momento de sua trajetória política.

Aos críticos que tentam desestabilizar sua pré-candidatura, Santiago mandou um recado.

“Eu nunca fiquei do lado de Ricardo Coutinho, eu apenas me dispus a ajudar a Paraíba” frisou. O dirigente também lembrou da atuação parlamentar a época em que foi senador da República em substituição ao senador Cássio.

“Enquanto senador eu procurei, não só com Ricardo Coutinho, mas com quem quisesse trabalhar conosco, enfrentar os grandes problemas que a Paraíba tem e o fato de ter trabalhado em conjunto não implica ter sido aliado político, mas sim um defensor do desenvolvimento do Estado”, falou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com as articulações políticas, agora só a chapa do PSDB ainda não tem o candidato ao Senado definido. Na chapa do PSB a expectativa é que o candidato ao Senado seja mesmo o vice governador Rômulo Gouveia. Já na chapa do PMDB a opção eleita foi o nome do petista Lucélio Cartaxo.

PB Agora

Edir Macedo ‘chuta’ Valdemiro Santiago da TV aberta

edir-macedo-e-waldomiroO apóstolo Valdemiro Santiago e sua Igreja Mundial nunca sofreram tanto como em 2014. Dois anos atrás, o religioso ocupava mais de 1.200 horas de programação na TV aberta brasileira todos os meses. Ele e seus pastores pregavam 22 horas por dia no canal 21 (UHF), outras 6 horas diárias na CNT (UHF), 4 horas na Band, 6 horas na RedeTV! e outras 3 horas na Gazeta.

História vitoriosa até que…

A Mundial tirava fiéis de outras igrejas, Valdemiro insuflava a plateia e criticava Edir Macedo; passou a comprar rádios e outros veículos no interior do Brasil e no mundo inteiro; adquiriu propriedades, fazendas; abriu templos quase que diariamente em algum ponto do país. Negociou até a compra de um canal de TV fechado nos EUA. Gabola, se sentindo extremamente poderoso, o autointitulado apóstolo “profetizou” então que em dois anos sua igreja seria maior que a Universal. Esse foi seu maior erro…

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

OPS…

Foi justamente aí que Valdemiro pisou no calo de Edir Macedo. Não devia ter feito isso e provavelmente se arrepende até hoje. O líder da Universal decidiu aceitar o desafio e partiu para o contra-ataque. E que contra-ataque. O calvário de Valdemiro começou com aquela reportagem feita pelo “Domingo Espetacular”, da TV Record, que o acusou de enriquecimento ilícito e desvio de recursos da igreja em benefício próprio, em 2012. Investigado por todos os lados, a situação de Valdemiro fugiu do controle. Ele teve de fazer acordos, vender fazendas, imóveis, cancelar contratos de locação de horários de TVs, vendeu rádios, perdeu fiéis, desistiu de outros negócios. E praticamente sumiu da TV…

Dois anos levando cabongada

Das mais de 1.200 horas por mês na TV aberta dois anos atrás, hoje a Igreja Mundial tem cerca de 60 horas/mês. São pouco mais de duas horas semanais na RedeTV!. E provavelmente o pregador vai perder também isso. Dias atrás, como quem não quer nada, a RedeTV! anunciou a contratação de seu novo executivo, Alexandre Raposo, que vem a ser ex-presidente da Record e fiel da Igreja Universal (ele pode até negar, mas é). Acontece que quando chegar o vencimento do contrato de Valdemiro com a RedeTV!, essas duas horinhas e pouco por semana também devem ir para o beleléu. Por beleléu leia-se Igreja Universal.

Derrocada

Valdemiro diz para quem quiser ouvir que ainda não se dá por vencido. Mas não fala mais nada publicamente contra Edir Macedo. Provavelmente nunca mais vai atacá-lo na mídia, depois das violadas que levou. O apóstolo ainda tem aparecido constantemente em programas do SBT e da RedeTV!. Já foi convidado de Ratinho, de Luciana Gimenez e até de Silvio Santos. Carismático, boa-praça, ainda levanta o ibope das emissoras quando está no ar. Mas os negócios nunca foram tão mal e há poucas perspectivas de melhora em curto e médio prazos. Quanto mais é expulso da TV aberta, mais mínguam as doações, menos dinheiro entra na igreja e menos a Mundial pode se expandir. Aliás, pelo contrário: nos últimos meses vários templos “deficitários” estão sendo sistematicamente fechados por falta de dinheiro. Embora ainda poderosa, a Mundial está encolhendo.

F5

Wilson Santiago espera que acordo com Cássio saia até o dia 10, mas ‘condição’ ainda pode mudar cenário

wilson-santiagoEm entrevista uma emissora de rádio da Capital, o ex-senador Wilson Santiago, presidente do PTB/PB, confirmou que está na reta final das conversações com o PSDB do senador Cássio Cunha Lima para firmar uma coligação entre os dos partidos com vistas as eleições deste ano.

O que estaria impedindo essa definição, segundo análise dos colunistas políticos da Paraíba, é que Cássio só cederá a Santiago a vaga de senador se o petebista convencer o seu filho, o deputado federal Wilson Filho, a desistir da reeleição.

Segundo Wilson, até o dia 10 de maio o ´martelo será batido´, coincidentemente, a data da definição dos postulantes da aliança PMDB/PT. Santiago não admite, mas o entrave entre petebistas e tucanos é a disputa da reeleição por parte do deputado Wilson Filho (PTB), não assimilada pelo PSDB.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Essa indefinição tem atraído o PP do deputado federal Aguinaldo Ribeiro para compor no lugar de Santiago a vaga para senador. No evento de ontem (05) o pai de Aguinaldo desmentiu qualquer possibilidade de ser suplente de senador na chapa de Santiago. “No meu calendário não tem isso. Minha decisão é não participar de nada”, revelou Enivaldo.

Sobre a crise interna no ´ninho tucano´ e a indignação do senador Cícero Lucena por não ter legenda para a reeleição, justamente para ceder a vaga ao PTB -, Wilson Santiago comentou que “as questões a serem resolvidas são de foro íntimo do PSDB”.

 

 

PBAgora

Cícero não sabe se irá participar das eleições 2014 e não tem projeto além do Senado, afirma Wilson Santiago

wilson-santiagoO presidente do PTB, Wilson Santiago, afirmou durante entrevista para o Sistema Arapuan nesta segunda-feira (5) que conversou com o senador Cícero Lucena (PSDB) a poucos dias para saber do tucano a sua posição em relação as eleições de 2014.

Natural candidato à reeleição ao Senado, Cícero vê sua vaga ameaçada para dar espaço ao pré-candidato ao Governo, Cássio Cunha Lima (PSDB), formar alianças com outros partidos. Segundo Santiago, Lucena está tentando decidir se irá ou não participar das eleições em outubro.

“Ele me falou que o projeto dele é esse (Senado) e não havia pensado em outro. Mas ele ainda vai decidir, vai falar com os amigos dele em Brasília e aqui também”, colocou o ex-senador Santiago.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O presidente do PTB confia na permanência de Cícero na política e prega respeito. “Acredito que ele não irá se afastar, porque é uma grande liderança da política paraibana. O PTB, antes de se posicionar, vai aguardar essa posição do senador”, colocou Santiago que deve firmar apoio à candidatura de Cássio.

“Para formar uma aliança é preciso que todas as partes estejam em harmonia”, finalizou.

Pedro Callado / Anderson Soares

Cássio confirma que Santiago pode ser seu candidato a senador

CASSIOA Comissão Executiva do PSDB realizou na manhã deste domingo (13), o encontro regional no Vale do Piancó, que aconteceu na cidade de Conceição, com o objetivo de ratificar com as lideranças partidárias locais a decisão de pré-candidatura do partido ao Governo do Estado, encabeçada pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Após a reunião, na qual tucanos da região aprovaram, por unanimidade, o projeto de candidatura própria, Cássio concedeu coletiva a imprensa e confirmou a possibilidade do ex-senador Wilson Santiago (PT) ser o candidato a senador na chapa majoritária do PSDB.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cássio disse que na próxima semana se reunirá com a cúpula nacional do PSDB e provavelmente a questão de Santiago será discutida, pois “o partido quer somar”. “Pode ser verdade esta hipótese”, disse.

Na oportunidade, o prefeito de Conceição, Nilson Lacerda (PSDB), também declarou apoio a Cássio e que disse não poderia trair o partido, do qual é filiado há 26 anos.

Em Conceição, a comitiva do partido era capitaneada pelo presidente do PSDB na Paraíba, deputado federal Ruy Carneiro; e pelo senador Cássio Cunha Lima, além de prefeitos, deputados estaduais e vereadores.

A ausência do senador Cícero Lucena (PSDB) foi bastante comentada no evento.

MaisPB (Foto: Diamante Online)