Arquivo da tag: Santana

Cléber Santana: ‘Não sou solução, mas farei tudo para ajudar’

Cleber Santana foi destaque do Avaí na Série B (Foto: Petra Mafalda / Mafalda Press / Futura Press)

O Flamengo enxergou em Cléber Santana a última tentativa de ganhar criatividade e afastar o time da zona de rebaixamento do Brasileirão. O meia tem apresentação prevista para a manhã desta sexta-feira, último dia para inscrição de reforços no Campeonato Brasileiro. O jogador, que se destacou no Avaí com gols e liderança, aguarda a solução dos últimos detalhes do negócio para vestir a camisa rubro-negra. O contrato vai até o fim do Carioca de 2014. Cléber, de 31 anos, ainda fala com cuidado sobre o acerto, mas deixa claro que está ciente do que o espera.

– É uma felicidade imensa não só para mim, mas para minha família. Espero que tudo seja concretizado o mais rápido possível. Não sou a solução, mas farei tudo para ajudar. Vou chegar para somar, trabalhar para ajudar bastante o time – afirmou.

O jogador foi ao Ninho do Urubu na manhã desta quinta e teve um rápido contato com alguns dos profissinais da preparação física, alguns deles conhecidos. Após passagens sem muito brilho por São Paulo e Atlético-PR, o jogador, que também defendeu Santos e Atlético de Madrid-ESP, demonstra ânimo para voltar a jogar por um grande clube.

– Quando voltei da Espanha para o São Paulo (em 2010), tive um primeiro ano bom. Não conquistamos títulos, mas chegamos às finais do Paulistão e da Libertadores. No ano seguinte, chegou o (Paulo César) Carpegiani, tive que sair. Foi por opção do treinador. Fui para o Atlético-PR, voltei ao São Paulo, o (Emerson) Leão queria que eu ficasse, mas o presidente não queria. Apareceram outras coisas, mas tomei a decisão de ir para o Avaí este ano. E deu tudo certo lá. Sei do meu potencial, as coisas aconteceram com muito trabalho. De 41 jogos, joguei 40. Me destaquei. Agora espero que dê certo. Estou colhendo algo que plantei com muito esforço.

Cléber Santana foi campeão catarinense e se despediu do Avaí como artilheiro do time no ano, com 15 gols. Oito deles marcados na Série B. Na Ressacada, vestiu a camisa 10, foi líder e condutor da equipe. Escalado bem perto dos atacantes, se destacou na posição que mais gosta.

– No Santos joguei de segundo volante com o Maldonado (que está no Flamengo), que era o primeiro. Depois joguei de meia com o Zé Roberto (hoje no Grêmio), fazia gols. Me sinto bem nesta posição. Mas isso vai muito do treinador. Depende muito do Dorival, das conversas que vamos ter, dos diálogos, das necessidades. Me sinto bem na função de segundo volante para frente.

Na negociação com o São Paulo, o Flamengo ficou com 70% dos direitos econômicos de Cléber Santana e envolveu o atacante Negueba, que será emprestado a partir de janeiro de 2013. Além disso, o clube deu uma compensação financeira e emprestou ao Avaí até o fim do ano o zagueiro Thiago Medeiros e o meia Erick Flores. O zagueiro Renato Santos, de 25 anos, também foi contratado pelo Rubro-Negro e tem apresentação marcada para esta sexta.

Globoesporte.com

Mulher é estuprada na zona rural de Barra de Santana; acusado foi preso

Uma senhora de 53 anos procurou a delegacia da cidade de Barra de Santana, na região do Cariri paraibano, para denunciar que tinha sido estuprada na noite da segunda-feira (17).

Segundo informações da polícia, a mulher moradora do Sítio Pedra D’água informou a Polícia Civil que foi estuprada por um homem identificado como sendo Lucinaldo de Freitas.

A polícia foi até o local e conseguiu prender Lucinaldo de Freitas, 26 Anos. Ele foi encaminhado para a Cadeia Pública de Boqueirão.

A mulher foi encaminhada para a realização de exames de conjunção carnal.

Por Hyldo Periera, com informações da TV Correio

Com impugnação de um lado e do outro, candidaturas de Santana dos Garrotes estão no TSE

As duas chapas que concorrem à Prefeitura de Santana dos Garrotes no pleito deste ano apresentaram problemas na homologação do registro e precisaram recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra decisão da 66ª Zona Eleitoral que impugnou candidato de um lado e do outro, conforme apurou a Folha.
Do lado da situação, foi negado registro ao candidato a prefeito Carlinhos Soares (PSB) em função da reprovação de contas no período em que administrou Santana dos Garrotes, de 2001 a 2008, mas o ex-prefeito recorreu ao TRE e permanece concorrendo normalmente até o julgamento do mérito, que poderá ser favorável ao postulante ou não. Neste caso, ele perde o registro, mesmo depois de eleito. Já o seu vice, Antônio Cordeiro (PSDB), teve a candidatura deferida.
Carlinhos, que é médico, declarou um patrimônio de 181 mil reais e pretende gastar até 200 mil. Isso oficialmente.
Na chapa da oposição, ocorreu o contrário: o também médico Elio Ribeiro (PT), que disputa a Prefeitura, teve sua candidatura homologada, enquanto o seu vice, José Paulo (PMDB), teve o pedido de registro indeferido também por causa de rejeição de contas quando presidiu  o legislativo, mas, igualmente, recorreu à instância eleitoral máxima do estado.
Elio declarou patrimônio de 415 mil reais e pretende gastar até 100 mil na campanha, duas vezes menos do que seu adversário.
As duas coligações poderiam substituir os candidatos impugnados, mas preferiram recorrer ao TRE na expectativa de terem suas chapas integralmente homologadas e não quebrarem o que foi decidido nas convenções.
Foto (TSE): chapas encabeçadas por Carlinhos e Elio com problemas.
itaporangaonline

Joel Santana é demitido do Flamengo

Cena comum de Joel no Flamengo: lamentos (Foto: Paulo Fonseca / Ag. Estado)

A quinta passagem de Joel Santana pelo Flamengo chega ao fim. Após uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira, na Gávea, a presidente Patricia Amorim e o diretor de futebol Zinho decidiram demitir o treinador, que deixa o clube após quase seis meses. Ele já foi ao Ninho do Urubu para recolher o material de trabalho. A derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, neste domingo, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, encerra uma campanha de 31 jogos sob o comando dele. Foram 17 vitórias, cinco empates e nove derrotas.

De acordo com o contrato, há uma alta multa rescisória em caso de demissão, que chega a R$ 2 milhões. O valor milionário tem uma explicação. Estável no Bahia, Joel propôs ao Rubro-Negro um contrato de dois anos. O clube ofereceu vínculo até dezembro, mas com a garantia de que o treinador receberia o valor integral até o fim do compromisso, ficando ou não no cargo.

Joel balança há muito tempo. O técnico conseguiu passar pela crise provocada pelas eliminações na primeira fase da Libertadores e no Campeonato Carioca, quando sequer chegou a uma final de turno, mas não resistiu ao fraco desempenho da equipe no Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro está em décimo, com 15 pontos. Internamente, Joel sempre foi muito criticado por não conseguir dar um padrão ao time. Entre a queda no Carioca e a estreia no Brasileirão, ele teve quase 30 dias para preparar o grupo, que não apresentou nenhuma evolução.

Zinho vai conceder entrevista coletiva no Ninho do Urubu na tarde desta segunda-feira para falar sobre a saída de Joel e contratação de um novo comandante. Dorival Júnior, demitido do Internacional na sexta-feira, está entre as opções. O treinador é um nome forte e agrada principalmente pelos trabalhos que realizou no Vasco e no Santos.

Jorginho, do Kashima Antlers, é o nome preferido de Zinho. Quando começou a pensar na troca de treinador, no mês de junho, o dirigente fez contato, mas Jorginho disse que seria difícil sair, já que o clube japonês montou todo um projeto contando com ele. O contrato com o Kashima termina em 2013.

O técnico Levir Culpi, atualmente sem clube, foi oferecido ao Flamengo.

Auxiliar de Dorival Júnior vê oportunidade no Fla com bons olhos

Minutos depois da demissão de Joel Santana, Celso de Resende, preparador físico que trabalha com Dorival Júnior, afirmou que aceitaria trabalhar no Flamengo, oportunidade a que chamou de “desafio”. Ainda em Porto Alegre, onde aguarda a rescisão oficial com o Internacional, o auxiliar do técnico garantiu que ainda não houve contato com a diretoria rubro-negra, mas foi só elogios ao clube e à torcida.

– É novidade para mim a saída do Joel e, pelo que conheço o Dorival, se houvesse ou houve algum interesse, ele só aceitaria conversar com a saída do técnico. Não houve conversa ainda certamente pelo que conheço dele. A gente trabalha junto há dez anos. Lógico, é um grande clube, que todo mundo quer trabalhar. Não existe profissional que não sonha em trabalhar no Flamengo um dia. É a maior torcida do Brasil, um grande desafio. Nossas vidas são feitas de desafio. Se houver contato, procura, pode ter certeza que vai ser um prazer imenso – declarou, em entrevista à Rádio Brasil.

Globoesporte.com

Blindagem e olho no olho: em reunião, grupo nega crise com Joel Santana

O acesso dos jornalistas ao treino do Flamengo na manhã desta terça-feira só foi permitido uma hora depois do horário marcado. Antes da série de treinos físicos, o diretor de futebol do clube, Zinho, reuniu os atletas no gramado para uma conversa. Sem Ronaldinho Gaúcho, liberado para ficar mais um dia em Porto Alegre com a mãe recém-operada, o dirigente criticou o vazamento de informações e quis saber se há problemas de relacionamento com o técnico Joel Santana. Segundo ele, os atletas negaram.

– A reunião antes do treino foi para motivar e tentar blindar um pouco o grupo. Está exagerado. O Flamengo iniciou o campeonato não fazendo bons jogos, há uma cobrança natural, mas está saindo muita coisinha (na imprensa). Foi olho no olho. Peguntei se alguém tem problema com o Joel, se tem alguém insatisfeito. Na minha frente, todo mundo disse que não. Estou sendo sincero e honesto com todos eles. Então, não existe isso, esse assunto (crise entre jogadores e o técnico) está finalizado. Acredito em ambos – contou o dirigente.

Zinho no treino do Flamengo em reunião com os jogadores (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Sem Ronaldinho, Zinho conversa com jogadores e comissão técnica (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Após os empates com Sport (1 a 1) e Inter (3 a 3), Zinho quis ouvir explicações sobre o momento ruim do time. O diretor também afirmou que deu conselhos ao grupo e reforçou o pedido por comprometimento e profissionalismo.

– Pedi a eles que não criem motivos para problemas, que se cuidem fora do campo, cuidem da imagem deles, do patrimônio que têm, e não atrapalhem o nosso projeto. Vamos trabalhar mais, nos empenhar mais, nos dedicar mais. Vamos trabalhar mais, exigir mais. Sabemos que temos de acelerar, todo mundo está consciente disso.

Sem citar nomes, o diretor de futebol afirmou que ainda nesta terça-feira pretende ter uma conversa franca com dois atletas do clube.

Crise na relação

No seu discurso, Joel Santana desdenha de possíveis problemas de relacionamento com o grupo e, publicamente, o discurso adotado é de paz e tranquilidade. Mas, nos bastidores do Flamengo, o clima está azedo. Algumas declarações e atitudes do treinador não são digeridas pelo grupo. Existe resistência ao trabalho do técnico, que também é alvo de piadas por parte de alguns atletas nos bastidores.

O clima começou a ficar contrário a Joel depois de uma entrevista concedida ao “Globo Esporte”, no último dia 15. Na ocasião, o treinador se emocionou, disse “ter vergonha” pelas eliminações no Carioca e na Libertadores e disparou:

– Nós estamos precisando de mais comprometimento.

A declaração teve o efeito de uma bomba moral entre os jogadores.

O diretor de futebol Zinho considerou a entrevista inadequada e já conversou sobre o assunto com Joel Santana. Depois do empate por 3 a 3 com o Internacional no sábado – o time vencia por 3 a 1 e cedeu o resultado -, Joel apontou diretamente a defesa como o principal problema do time:

– Essa equipe vai melhorar, principalmente no setor defensivo, onde está nosso problema. Eu venho debatendo isso, e vamos ter que melhorar. O que vamos fazer, eu não sei. Mas tenho que encontrar uma solução.

Ainda na noite de sábado e no domingo, jogadores tomaram conhecimento da declaração e não gostaram.

Nos bastidores, Joel tem sido motivo de piada entre alguns atletas. O motivo: com um problema no quadril que dificulta sua locomoção e também alguns simples movimentos, o treinador precisa de auxílio para enxugar os pés e, em certas ocasiões, até mesmo para trocar a roupa.

Globoesporte.com

Nice Almeida – Caiu uma bomba no quintal da Granja Santana

 

Eu senti o estrondo daqui, apesar de minha casa ficar um tanto distante da residência oficial do governador, a Granja Santana. Dizem as más línguas que as paredes racharam, o chão se abriu, os móveis despencaram e o telhado ruiu. Não teria ficado pedra sobre pedra.

O terremoto foi causado por um fato que provou o que todos já sabiam – menos o governador Ricardo Coutinho (PSB). A renúncia, mal renunciada, do prefeito Luciano Agra a reeleição surtiu efeitos desastrosos para o grupo dos girassóis aqui em João Pessoa.

A prova disso foram os números divulgados pela pesquisa Correio/Consult neste final de semana. De acordo com a pesquisa, o ex-governador e agora prefeitável, José Maranhão (PMDB), está na frente, e bem na frente, de todos os seus concorrentes, até mesmo do tucano Cícero Lucena, o qual, confesso, tinha quase certeza absoluta iria aparecer em primeiro lugar.

O nome de Maranhão como o, por enquanto, preferido dos eleitores pessoenses, caiu como uma bomba no quintal da Granja Santana e mostrou que o racha na base governista pode sim trazer grandes prejuízos para RC.

Tudo bem que em 2010 as pesquisas mentiram e muito. Chegaram a divulgar o nome de Maranhão como governador eleito ainda no primeiro turno. Deu tudo errado para os maranhistas, na época, e por mais de um ano já somos ‘comandados’ por Ricardo.

No entanto, é muito importante lembrar que o cenário agora é outro e, sinceramente, as cenas que temos visto nos últimos dias estão mais para filme de terror que de romance.

Em 2010 a unidade dos girassóis contou e muito para que a vitória viesse. Este ano nem mesmo o grupo do governador consegue se entender e, embora eles não confessem publicamente, os ânimos por lá, dá para perceber nitidamente, andam meio alterados.

Imaginava-se este ano que Ricardo iria bater o martelo e o candidato escolhido por ele teria a simpatia de todos. Não foi assim!

Estelizabel Bezerra foi a escolhida por Ricardo, que acreditava ter o apoio de toda a sua base. Mas, Nonato Bandeira também quer o cargo de prefeito e não desistiu de entrar na briga, como muitos apostavam.

Luciano Agra fez que ia sair, fez que ia voltar e acabou saindo mesmo (pelo menos por enquanto). Ele disse que desistiu para apoiar o projeto do PSB, seu partido. Porém, nos bastidores não é bem isso que dizem. Parece que foi Nonato quem conquistou a ‘simpatia’ do prefeito.

Resultado: da base de Ricardo foi cada um para um lado diferente e com a explosão do caldeirão quem está saindo perdendo é o governador que periga ver a prefeitura da capital escapar de suas mãos.

Caso este ano seja diferente de 2010, onde as pesquisas mentiram feio, o governador vai ter que se contentar com os mais de três anos que ainda restam de seu mandato.

Mas, comandar o estado já não é o suficiente?

 O texto é de inteira responsabilidade do assinante