Arquivo da tag: Rússia

Avião com mais de 200 a bordo faz pouso de emergência na Rússia

Um Airbus A321 da Ural Airlines, com 226 passageiros e 7 tripulantes a bordo, fez um pouso de emergência nesta quinta-feira (15) em um milharal na região de Moscou, após colidir com um bando de pássaros, informaram autoridades russas.

O Ministério da Saúde da Rússia informou que 23 pessoas, incluindo nove crianças, ficaram feridas e foram hospitalizadas.

A aeronave colidiu com a revoada de pássaros logo depois de decolar do aeroporto de Jukovki, nos subúrbios de Moscou, às 3h20 (horário de Brasília), informou a agência russa de transporte aéreo federal (Rosaviatsia) em um comunicado.

O destino do voo era Simferopol, a principal cidade da península ucraniana da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014.
Várias aves “atrapalharam a operação dos motores” e a tripulação decidiu fazer um pouso de emergência, diz a nota.

O pouso em um milharal, localizado a 1 km da pista, foi feito sem o trem de pouso. O Comitê de Investigação da Rússia vai apurar o incidente.

G1

 

 

Explosão em fábrica na Rússia deixa pelo menos 80 feridos

Uma explosão deixou ao menos 80 feridos na Rússia neste sábado (1º) O incidente ocorreu em uma fábrica de explosivos na cidade de Dzerzhinsk, região central do país.

De acordo com a agência France Presse, 27 pessoas pediram assistência médica segundo um representante do ministério da Saúde local. “São ferimentos leves ou moderados”, disse.

Informações de fontes de notícias locais indicam que 2 pessoas estão desaparecidas.

Explosão em Dzerzhinsk, a 400 quilômetros de Moscou, deixou feridos neste sábado (1) — Foto: Alina Yegorova/AP

Explosão em Dzerzhinsk, a 400 quilômetros de Moscou, deixou feridos neste sábado (1) — Foto: Alina Yegorova/AP

A explosão quebrou as janelas de cerca de 180 edifícios residenciais perto da usina, informou a agência de notícias estatal Tass, citando autoridades municipais.

Ainda segundo a agência, a explosão foi seguida por um incêndio de 100 metros quadrados. Representantes da fábrica afirmaram que havia cinco pessoas trabalhando no local no momento da explosão e foram retiradas de modo seguro.

G1

 

Com provocação a Maradona, Brasil elimina Argentina e pega a Rússia na semi

imagem: REUTERS/Yves Herman
imagem: REUTERS/Yves Herman

Em meio a um duelo de torcidas no Maracanãzinho, a seleção brasileira masculina de vôlei eliminou a Argentina nas quartas de final, nesta quarta-feira (17). Com a vitória por 3 sets a 1 (25/23, 17/25, 25/19 e 25/23), o time de Bernardinho avança para a semifinal e segue sonhando com a quarta decisão olímpica consecutiva.

Na próxima fase, o time de Bernardinho reencontrará a Rússia, carrasca brasileira na final em Londres-2012. O duelo está marcado para acontecer na sexta-feira (19), em horário ainda a ser definido.

O duelo das torcidas

Enquanto Brasil e Argentina se revezavam na liderança do placar, nas arquibancadas, as duas torcidas também travavam um duelo. Assim como vem acontecendo em quase todos os jogos argentinos na Rio-2016, o público do país vizinho não parava de cantar em nenhum instante. Como resposta, a torcida brasileira entoava o já conhecido “Mil gols”, música que conta com uma provocação a Maradona, ídolo argentino no futebol.

A torcida ainda contou com algumas celebridades brasileiras: o ator Rafael Zulu, as atrizes Sheron Menezes e Fernanda Souza, o cantor Thiaguinho e a ginasta Flavia Saraiva.

Lesões são um capítulo à parte no duelo

As lesões voltaram a dar dor de cabeça para o técnico Bernardinho. Primeiro, foi Lucarelli que sentiu uma lesão na coxa. Em seu lugar, Maurício Borges entrou. Depois, outro ponta se machucou. Desta vez, Lipe sentiu a lombar.

Com a lesão de Lipe, Lucarelli teve de ir para o sacrifício na partida. Em sua primeira jogada, ele saiu mancando após um bloqueio. Bernardinho optou por não usar o jovem Douglas.

Do lado argentino, Facundo Conte, melhor atleta da seleção, torceu o tornozelo ainda no primeiro set. Ficou de fora da parcial e voltou no segundo set, mas sem conseguir desempenhar seu melhor jogo.

Estrela argentina se machuca e recoloca Brasil no jogo

Iniciando a partida com a mesma equipe que venceu a França há dois dias, o Brasil apresentou os antigos problemas com a recepção de saque. Os serviços fortes em Lucarelli complicavam a recepção brasileira. Para complicar, a atuação do ponteiro Poglajen se destacava: nos primeiros 10 pontos argentinos, ele havia anotado cinco. Mas foi pouco tempo depois que um incidente ajudou a mudar o rumo da parcial: ao tentar salvar uma bola em 13/11, Facundo Conte, principal jogador argentino, torceu o tornozelo e ficou no chão.

Com a lesão, o ponteiro precisou deixar a quadra e dar lugar para Palacios. E o Brasil começou a melhorar na parcial. A tranquilidade do time de Bernardinho, no entanto, desapareceu quando a lesão também afetou o Brasil, com Lucarelli sentindo a coxa direita. Os erros argentinos, porém, foram decisivos para que a seleção brasileira fechasse em 25/17.

Lesão de Lucarelli complica o Brasil

A lesão de Lucarelli no fim do primeiro set cobrou seu preço no segundo. Maurício Borges, que entrou no lugar do ponta, não conseguiu manter a mesma qualidade no passe. E o Brasil sofreu com isso. Com muitos erros (9 contra 2 da Argentina) e um aproveitamento ínfimo no saque (21%), a seleção viu a Argentina abrir sete pontos de vantagem e se encaminhar para a vitória na parcial.

Enquanto o Brasil sofria no segundo set, fora de quadra, Lucarelli passava quase toda a parcial recebendo tratamento na coxa direita. Pelos lados da Argentina, Conte voltou para o jogo no sacrifício. Mesmo ainda sentindo o tornozelo, o ponteiro voltou a dar trabalho para o Brasil, com direito a ace no saque. A Argentina fechou a parcial em 25 a 17.

Brasil melhora no saque

Depois de um fraco segundo set, os jogadores da seleção se reuniram em uma roda e conversaram por um tempo antes da terceira parcial. E o papo deu resultado. Com mais intensidade, o time de Bernardinho chegou a abrir quatro pontos de vantagem no placar. A melhora na recepção foi fundamental para o resultado em quadra.

Assim como havia acontecido contra a França, o Brasil passou a usar sua maior dificuldade contra o adversário. Com um saque muito forte, a seleção brasileira dificultou o passe argentino e se mostrou eficiente no bloqueio. Na terceira parcial, o destaque foi Wallace, que terminou com o dobro de pontos do segundo maior pontuador: 16 contra 8 de Lipe. O Brasil fechou o set em 25 a 19.

Lucarelli volta no sacrifício e Brasil vence

O Brasil iniciou o quarto set repetindo os erros apresentados na segunda parcial, o que fez com que a Argentina abrisse vantagem no início. Para buscar o empate, o time de Bernardinho voltou a recorrer às jogadas de meio de rede, que trouxeram resultado.

Com as duas equipes encostadas no marcador, uma nova preocupação para o Brasil: Lipe sentiu as costas e precisou sair. Dessa maneira, Bernardinho teve que recorrer pela volta de Lucarelli, no sacrifício. Ciente da lesão do ponta brasileiro, o time argentino em todo instante tentava direcionar o saque em cima dele.

A estratégia argentina, no entanto, era abafada pelo time brasileiro. A cada saque, Serginho tentava proteger Lucarelli das recepções. Com isso, o Brasil se manteve na partida e chegou a abrir dois pontos em 20/18. Apesar de a Argentina conseguir a igualdade no marcador, o time de Bernardinho conseguiu vencer a partida em 25/23.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Com show de Sheilla, Brasil bate Rússia e enfrentará a China nas quartas

O Brasil segue 100% no vôlei feminino na Rio-2016. Neste domingo (14), a equipe de José Roberto Guimarães conseguiu mais uma vitória por 3 sets a 0 (25/23, 25/20 e 25/21), dessa vez para a Rússia, e garantiu a primeira colocação do Grupo A e enfrentará a China nas quartas de final.

“Meu desafio é tentar ganhar o terceiro ouro olímpico e dentro de casa, que é a coisa mais gostosa do mundo. A gente está dando passos a caminho do tri olímpico, mas ainda falta muito”, afirmou Sheilla, ao “Sportv”.

O duelo contra as russas contou com duas novidades no time de José Roberto Guimarães. Recuperada de uma lesão na panturrilha esquerda, a meio-de-rede Thaísa fez sua primeira partida como titular na Rio-2016. Reserva por opção técnica, Jaqueline também teve algo inédito no evento: iniciou pela primeira vez um set como titular, o terceiro.

“A gente vem evoluindo a cada jogo. A nossa equipe começou com equipes inferiores à nossa, mas estamos crescendo a cada jogo. É muito importante aproveitar essas oportunidades. Quem está no banco, está entrando e fazendo seu trabalho muito bem feito”, afirmou Jaqueline, ao “Sportv”.

A partida contra a China acontecerá na terça-feira (16), às 10h (de Brasília). Já a Rússia, segunda colocada na chave, esperará o sorteio na madrugada entre os segundos e terceiros colocados para conhecer eu adversário na próxima fase.

Fê Garay mostra o caminho no primeiro set

REUTERS/Yves Herman
imagem: REUTERS/Yves Herman

Um equilibrado primeiro set teve em Fê Garay o caminho para a vitória brasileira. Atleta do Dínamo Moscou, da Rússia, a ponteira parecia saber como derrotar a seleção do país em que atua. Com seis pontos, ela conduziu o Brasil a superar a ótima atuação de Nataliya Goncharova – a russa terminou o primeiro set com set pontos anotados – e fechar em 25 a 23.

Sheilla aparece para o jogo e decide segundo set

REUTERS/Yves Herman
imagem: REUTERS/Yves Herman

No segundo set, o bloqueio brasileiro começou a funcionar, dando trabalho para as russas. Ao mesmo tempo, Sheilla iniciava o que seria um de seus melhores jogos na Rio-2016 até o momento. Bem na movimentação de passe, a oposta se mostrava efetiva também no ataque, encerrando a segunda parcial já como a maior pontuadora do Brasil na partida: 9 pontos. O bom desempenho fez com que a seleção fechasse a segunda parcial em 25 a 20.

Brasil domina o último set

Em mais uma parcial dominada por Sheilla, o Brasil teve no terceiro set o mais tranquilo de sua partida. Ao abrir seis pontos de vantagem na metade da parcial, o time de José Roberto Guimarães se manteve tranquilo no placar até 22 a 14. Nesse momento, no entanto, a Rússia ameaçou uma recuperação e diminuiu a vantagem para apenas dois pontos. No fim, o Brasil conseguiu fechar em 25 a 21. Destaque mais uma vez, Sheilla terminou com 14 pontos conquistados na parcial. Durante o set, o nome da oposta era gritado pelo público presente no Maracanãzinho.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Rússia embarga importação de carne de 10 frigoríficos brasileiros

frigorificoO serviço veterinário russo Rosselkhoznadzor vai embargar a importação de carne de dez unidades de frigoríficos brasileiros a partir de 9 de junho, incluindo abatedouros de bovinos e suínos da JBS, BRF e Marfrig, informou nesta quarta-feira o órgão do governo russo.

O serviço veterinário disse que sua decisão foi tomada depois de um inspeção em unidades brasileiras em março por fiscais russos, segundo a agência Interfax.

A Rússia foi o segundo maior importador de carne bovina do Brasil em 2014 e o maior comprador de carne suína brasileira. As maiores companhias que sofreram restrições têm condições de redirecionar as exportações para outras unidades ainda habilitadas, segundo associação de exportadores.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

As violações descobertas apresentam um significativo grau de risco, disse o Rosselkhoznadzor em comunicado. As causas dos embargos não foram completamente detalhadas pelo órgão da Rússia, que já tomou medidas semelhantes no passado, ao suspender temporariamente algumas unidades.

Além do embargo às dez unidades, a proibição de importação de produtos de duas fábricas verificadas foi mantida.

O serviço russo enviou às autoridades brasileiras um relato sobre os resultados das inspeções e está aguardando comentários no prazo de dois meses.

Foram oito unidades de abate de bovinos embargadas: três da Marfrig (duas em São Paulo e uma em Mato Grosso do Sul), duas da JBS (em Minas Gerais e Goiás), uma do Frigorífico Silva (RS), uma da Mato Grosso Bovinos (MT) e uma da Nortão Alimentos (MT).

O Brasil, que tem sido nos últimos anos o maior exportador global de carne bovina, ainda tem 28 plantas de bovinos habilitadas pela Rússia, informou a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Desta forma, não será difícil para as empresas realocar exportações para outras unidades que continuam autorizadas, mantendo os volumes embarcados.

“Não tem problema comercial nenhum… Não posso (exportar) por aqui, vou mandar por ali. Nossa capilaridade é muito grande”, disse à Reuters o presidente da Abiec, Antonio Camardelli.

De suínos, foram embargadas uma unidade da BRF, em Goiás, e uma do Frigoestrela, em São Paulo, segundo listagem no site do Rosselkhoznadzor.

As ações da JBS e Marfrig operavam em queda de 2 e 1 por cento, respectivamente, enquanto as da BRF operavam perto de uma estabilidade, por volta das 12h50.

Reuters

Cinco milhões de senhas do Google são publicadas em fórum da Rússia

googleUm usuário de um fórum russo publicou uma lista com cinco milhões de credenciais, com nomes de usuário e senhas, do Google. A postagem foi noticiada pelo site do canal Russia Today nesta quarta-feira (10) com base em uma reportagem da imprensa especializada local.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

As contas vazadas não são todas de usuários russos. De acordo com o site Daily Dot, o vazamento atingiu usuários dos serviços do Google em inglês, espanhol e russo.

A representação russa do Google afirmou que está investigando o caso e que aconselha os usuários a ativar a autenticação de dois fatores para aumentar a segurança de suas contas.

A lista foi publicada no fórum Bitcoin Security. Segundo o Russia Today, os administradores da página removeram as senhas do arquivo, mas deixaram os logins. O site estava instável na tarde desta quarta. Outro endereço, criado para informar usuários se suas contas estavam entre as comprometidas, também apresentava erro.

As empresas russas declararam que a maioria dos dados é falsa ou incorreta e que seus serviços não foram atacados, mas que as credenciais foram coletadas ao longo dos anos por meio de phishing e outros ataques contra os usuários.

Esse é o terceiro vazamento de dados envolvendo serviços de internet na Rússia em 7 dias. Arquivos contendo 1,2 milhão de senhas do portal Yandex e 4,6 milhões de credenciais do serviço de e-mail Mail.ru também foram publicadas na última semana.

Edward Snowden pede para prolongar sua estada na Rússia

edward_snowdenO ex-técnico da inteligência americana Edward Snowden pediu o prolongamento de sua permanência na Rússia, que expira em agosto, anunciou nesta quarta-feira (9) seu advogado russo, Anatoli Kucherena.

“Preenchemos os documentos sobre o prolongamento de sua estada em território russo”, declarou o advogado às agências russas, sem fornecer maiores detalhes.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Rússia concedeu a Snowden asilo de um ano em agosto de 2013, apesar de os Estados Unidos terem demonstrado a Moscou seu desejo de que ele fosse enviado para lá e enfrentasse acusações criminais, incluindo espionagem, por revelar em junho do ano passado programas secretos de vigilância de Internet e telefone executados pelo governo dos Estados Unidos.

 

No mês passado, Snowden disse não estar sob o controle do governo da Rússia e que não deu a Moscou documentos de inteligência, após quase um ano de asilo por lá.

G1

Rússia perdoa dívida de US$ 35 bilhões de Cuba com a ex-União Soviética

Fidel Castro com o premiê da URSS, Nikita Kruschev, nos anos 60: ilha se tornou dependente da potência socialista
Fidel Castro com o premiê da URSS, Nikita Kruschev, nos anos 60: ilha se tornou dependente da potência socialista

A Duma, equivalente à Câmara dos Deputados brasileira no poder legislativo russo, ratificou na última sexta-feira um acordo assinado entre Rússia e Cuba que prevê a anulação de 90% da dívida de Havana com a extinta União Soviética, valor estimado em US$ 35,2 bilhões.

Além do perdão à dívida, o acordo prevê ainda que a Rússia invista na economia cubana valor equivalente ao reembolso do restante do valor da dívida, algo em torno de US$ 3,5 milhões, ao longo dos próximos dez anos. O dinheiro será transferido para fundos nacionais específicos de investimentos.

A ratificação ocorre uma semana antes de uma visita à ilha do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, durante a qual buscará intensificar as relações comerciais bilaterais. Desde 2005, Rússia e Cuba têm buscado intensificar relações diplomáticas e comerciais, que estiveram estagnadas após a desintegração do bloco soviético, em 1991.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dependente do petróleo fornecido pela antiga União Soviética desde os primeiros anos após a revolução de 1959, a economia cubana sofreu um grande baque com a dissolução do bloco socialista. Durante a maior parte da década de 1990, época que ganhou o apelido de “período especial”, a ilha lutou para manter o abastecimento de bens essenciais à população, como alimentos e produtos de higiene, em um enfrentamento solitário contra o embargo econômico mantido até hoje pelos Estados Unidos contra Cuba.

Os primeiros passos da recuperação vieram apenas a partir da colaboração com o governo bolivariano da Venezuela, instalado pelo presidente Hugo Chávez (1999-2012), que criou um novo canal de troca de petróleo por produtos e serviços, especialmente na área de saúde pública, por parte do governo cubano.

Aposta no futuro

A Rússia não é o único país emergente que busca estreitar relações com Cuba, que passa por fase de transição da política econômica do modelo atual, integralmente estatal e planejado, para um modelo misto, como o chinês, que permite empreendimentos capitalistas em áreas controladas do país. A perspectiva de que a economia de Cuba passe por um processo de abertura é visto como oportunidade única para países que disputam com os Estados Unidos, que mantém postura hostil em relação ao governo socialista de Cuba, uma fatia maior do Produto Interno Bruto (PIB) e da influência política global.

Em 2008, a Venezuela conectou a ilha ao backbone de internet, da estatal CanTV, oferecendo conexão de alta velocidade à ilha. A China aumentou consideravelmente o comércio com a ilha nos últimos anos, levando o saldo comercial com Cuba a cerca de US$ 2 bilhões anuais, contra menos de US$ 500 milhões em 2005.

Já o Brasil emprestou, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 682 milhões para o Porto de Mariel, localizado na primeira Zona Especial de Desenvolvimento do país caribenho. A expectativa brasileira é que a ilha se transforme em entreposto preferencial de transporte marítimo de mercadorias no mar do Caribe nos próximos anos, e, com o empréstimo para a construção do porto, o governo garantiu participação de empresas brasileiras na operação.

RBA Com informações do Brasil de Fato

 

Casal choca pedestres ao fazer sexo em fonte de praça pública na Rússia

A polícia de Samara, na Rússia, está à procura de um casal que chocou pedestres ao fazer sexo em uma fonte de uma praça pública, em plena luz do dia.

De acordo com o jornal “LifeNews”, a dupla estava no monumento quando a relação esquentou e o homem se deitou, enquanto sua companheira tirava a parte de baixo da roupa, iniciando o ato sexual em seguida.

A relação, que durou cerca de 15 minutos, foi registrada por Aleksey Doubhov, de 26 anos, que destacou que ambos não pareciam intimidados com a presença de pedestres por perto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Após a divulgação das imagens em redes sociais, as autoridades russas estão tentando encontrar a dupla para que prestem esclarecimentos sobre o episódio.

Casal foi flagrado durante ato sexual em fonte de praça pública em Samara, na Rússia (Foto: Reprodução/YouTube/lifenewsru)Casal foi flagrado durante ato sexual em fonte de praça pública em Samara, na Rússia (Foto: Reprodução/YouTube/lifenewsru)

G1

 

Obama faz apelo para que Rússia tire tropas da fronteira com Ucrânia

obamaO presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que o aumento da presença de tropas russas na fronteira com a Ucrânia não é normal e pediu para que Moscou recue suas tropas e inicia conversas para baixar as tensões.

“Você tem visto uma variedade de tropas se juntando ao longo daquela fronteira sob a forma de exercícios militares”, disse Obama ao programa “This Morning” da emissora CBS, durante entrevista na Cidade do Vaticano. “Mas isso não é o que a Rússia estaria fazendo normalmente.”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Obama disse que a movimentação pode não ser nada além de um esforço para intimidar a Ucrânia, mas também pode ser uma preliminar para outras ações. “Pode ser que eles tenham planos adicionais”, disse.

Reuters