Arquivo da tag: roupas

Trio usa roupas do Exército e rouba R$ 20 mil de posto de combustíveis

roupaTrês homens roubaram cerca de R$ 20 mil de um posto de combustíveis em Lagoa Seca, no Agreste paraibano, na noite de domingo (5). Segundo a Polícia Militar, os criminosos chegaram ao local com máscaras no rosto e vestidos com fardas do Exército Brasileiro.

Ainda conforme a PM, um dos funcionários do estabelecimento, que estava trabalhando no momento do crime, informou à polícia que os suspeitos portavam armas de vários calibres e agiram de forma rápida.

Os criminosos renderam o funcionário e foram até o cofre do posto, de onde levaram uma quantia de aproximadamente R$ 20 mil. A Polícia Militar ainda fez rondas nas proximidadades do estabelecimento, mas não encontrou nenhum suspeito. Até as 8h desta segunda-feira (6) ninguém havia sido preso.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Assaltantes roubam residência e fazem filhas do proprietário tirarem as roupas e fugirem nuas em Cacimba de Dentro

sireneO episódio lamentável aconteceu na manhã desta quinta-feira (11), por volta das 08h, no Sítio Boi Manso, na Zona Rural do Município de Cacimba de Dentro/PB.

Segundo relatório da Polícia Militar, dois assaltantes não identificados trajando roupas preta, luvas e de capacete, adentraram na residência do Senhor José Bento da Silva, 72 anos, para cometer o crime, que no momento da ação, apenas estavam na casa as suas duas filhas. Os assaltantes ordenaram que as mulheres tirassem as roupas e saíssem correndo para o matagal. Temendo pela própria vida, as vítimas assim fizeram e correram ao encontro do pai.

Ao retorna a casa o pai, as duas filhas e a polícia encontraram a residência totalmente revirada. Segundo o proprietário, foi levado aparentemente uma quantia em dinheiro.

As vítimas foram orientadas à comparecerem a Delegacia de Polícia para registrarem o boletim de ocorrência.

PortalMidia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Adolescentes são detidos suspeitos de furtar loja de roupas em Guarabira

 (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Cinco adolescentes, entre 14 e 17 anos, foram detidos na tarde desta sexta-feira (15) no conjunto Lucas Porpino, em Guarabira, após uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar. Os menores são suspeitos de furtar uma loja de roupas e acessórios na Avenida Dom Pedro II, no Centro, durante a madrugada.

De acordo com o delegado seccional de Guarabira, Walber Virgulino, as roupas e acessórios furtados estavam distribuídos nas casas dos menores. “Eles são acusados de furtarem todo o estoque da loja da Vernier, em Guarabira. Em menos de 12 horas, conseguimos dar resposta a população e ainda recuperamos as mercadorias”, disse.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O grupo foi levado para a delegacia para os procedimentos cabíveis.

 

 

ManchetePB

Casal grava vídeo fazendo sexo dentro provador de roupas

Ousadia  para uns e irresponsabilidade para outros. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um casal fazendo sexo dentro de um provador de roupa a rede Uniqlo, em Pequim, na China.

O vídeo, que não dura mais do que um minuto, foi publicado inicialmente no aplicativo de mensagens WeChat. Após o vídeo se tornar viral nas mídias sociais, o nome da empresa passou a ser um dos mais procurados na internet. A partir de agora a polícia investiga se o fato não passa de uma jogada de marketing da empresa citada.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A repercussão foi tão grande que que chineses têm simulado diante da loja em Pequim atos sexuais.

Image title
FONTE:

  • Com informações do G1

Hospital da Paraíba causa polêmica ao proibir uso de roupas curtas em horário de visita

Diário do Sertão
Diário do Sertão

Uma medida tomada pelo Hospital Regional de Sousa vem causando polêmica e dividindo opiniões da população daquele município do Sertão do estado, que fica a 430 quilômetros de João Pessoa. As mulheres não poderão mais usar roupas curtas durante o horário de visita. A proibição começa a valer a partir desta quarta-feira (1º).

A decisão do hospital foi divulgada, através de nota encaminhada ao Portal Correio, na manhã desta segunda-feira (30). De acordo com a assessoria de imprensa da unidade médica, a medida foi tomada pela Coordenadoria da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar.

Segundo a coordenadora do setor, Cláudia Socorro, as recomendações aos visitantes chamando a atenção para a necessidade de usar roupas mais compostas já estariam divulgadas em banners espalhadas pelo hospital, mas, mesmo assim, alguns visitantes não teriam tomado ciência e estariam visitando pacientes usando roupas muito curtas.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Achamos por bem encaminhar essa medida porque trajes muito curtos são inadequados e podem aumentar os riscos de contaminação”, explicou Cláudia Socorro.

O objetivo, segundo a coordenadora do HRS, é de conscientizar, não só proibir. A restrição ao uso de roupas curtas está entre várias medidas contidas na nota emitida pelo hospital para aumentar o controle sobre o problema da infecção hospitalar, a exemplo de lavar as mãos antes de entrar na unidade a ser visitada, não trazer crianças pequenas e não vir ao hospital se estivar com alguma virose, como gripe, resfriado, conjuntivite, entre outras doenças.

Questão interna

A infectologista do Controle de Infecção Hospital da Secretaria de Saúde do Estado, Ana Campanili, disse que o setor de controle de infecção hospitalar do Hospital Regional de Sousa tem todo o direito de organizar a questão da vestimenta a ser usada dentro da unidade médica.

Muito embora tenha informado que o uso de roupas curtas não interfira na questão da infecção hospitalar em si, ela elogiou a decisão do hospital. “Se eles tomaram essa atitude é porque acharam por bem intervir nessa questão e acredito que a intenção é a melhor possível”, opinou.

Ela citou que outros hospitais no Estado também adotam a mesma medida, contando que, alguns deles, quando os visitantes chegam com roupas muito curtas recebem uma roupa específica do hospital para poder entrar na unidade.

 

Diário do Sertão

Dupla usa roupas de gari para invadir casa e roubar objetos em Campina Grande

batalhãoDois homens vestidos de garis invadiram uma casa da cidade de Campina Grande e fizeram o proprietário refém, na noite dessa terça-feira (24). O crime aconteceu por volta das 21h, no bairro do Cruzeiro.

De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), a dupla chegou até a casa em uma motocicleta de cor vermelha. Os bandidos aproveitaram que a porta da residência estava aberta e entraram no local. Um dos homens estava armado com um revólver e rendeu o dono do imóvel. A ação foi observada por uma vizinha da vítima, que acionou a polícia.

Uma viatura da Polícia Militar foi enviada até o local e cercou a residência. Como a motocicleta usada pela dupla havia sido deixada em frente à casa da vítima, os bandidos acabaram fugindo pelos fundos da residência, pulando os muros de outras casas. Eles levaram dois aparelhos celulares e cerca de R$ 220.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Investigações da polícia mostraram que a moto usada pela dupla havia sido roubada em outubro do ano passado, no bairro do Distrito Industrial. O veículo foi apreendido e levado para a Central de Polícia de Campina Grande.

Até as 7h desta quarta-feira (25), nenhum suspeito do crime havia sido localizado. Imagens captadas pelo circuito de segurança da vizinha da vítima devem ajudar a polícia a identificar os bandidos.

 

portalcorreio

Homem é flagrado passeando sem roupas pelo centro de Itaporanga

nuUma atitude não muito comum foi tomada por um homem desconhecido até o momento, na manhã do último domingo (24), no centro da cidade de Itaporanga-PB.
O homem passeou pelo centro da cidade completamente sem roupas, e chamou a atenção dos populares. Não se sabe por qual motivo este corajoso praticou tal atitude, além de ser crime no Brasil.
O Portal Fuxiqueiro recebeu a informação que o peladão foi preso pela Polícia Militar, ainda no domingo de manhã, porém, não se sabe se ele já está solto e praticando as mesmas atitudes.
Repare que atrás do peladão, populares ainda corriam registrando a cena para espalhar pelas redes sociais…
O vídeo não contém data, porém pode ter sido gravado nesta quinta-feira (28), já que começou a se proliferar.
Do Fuxiqueiro.com.br

Prova de natação sem roupas reúne mais de 400 em praia australiana

Água gelada incomoda participantes do evento
Foto: Reuters
Prova é disputada na praia Clobbers, em Sydney, maior cidade australiana
Foto: Reuters
Conhecido como “Sydney Skinny”,o evento tem como objetivo levantar fundos para parques que protegem animais selvagens
Foto: Reuters
Mais de 400 pessoas participam de prova nudista de natação
Foto: Reuters
Mulheres se cobrem após prova
Foto: Reuters
Australianos nadam 900 metros no mar sem roupas
Foto: Reuters
Terra

Com roupas de proteção, ‘jumento apicultor’ ajuda a extrair mel no Ceará

Com roupas e equipamento de proteção, animal colhe mel há dez anos.

Apiário fica no sertão do Ceará, a 220 km de Fortaleza.
Um apicultor leva um jumento para extrair mel no sertão do Ceará no distrito de Cachoeira, em Itatira, a 220 km de Fortaleza. Há 10 anos, o ”jumento apicultor”, vestido com roupas de proteção, ajuda a retirar do apiário cerca de nove litros de mel por dia, segundo o dono do animal, Manuel Juraci, de 59 anos. “O Boneco é o único em todo o Brasil que faz esse trabalho”, diz o dono.
A região de Itatira é a maior produtora de mel no Ceará. Cerca de 120 apicultores chegam a colher aproximadamente 90 mil quilos de mel por ano. Mas ver o jumento Boneco vestido de apicultor está cada vez mais raro. A seca expulsou as abelhas do sertão cearense. Por isso, por enquanto, o dono suspendeu as atividades do jumento no apiário.
Além de apicultor, Manuel Juraci também é inventor. Conhecido como professor Pardal, referência a um personagem de quadrinhos que era inventor, Juraci criou, por exemplo, um colhedor de manga, centrífuga para mel, e brinquedos para crianças. Até um protótipo de helicóptero faz parte da coleção de invenções.
http://g1.globo.com

Direitos Humanos recomendam que internos do CEJ tenham água gelada, ventilador, colchão novo e roupas limpas

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos do Homem e do Cidadão da Paraíba (CEDDHC-PB) publicou nesta segunda-feira (7) o relatório de inspeção feita ao Centro Educacional de Jovens da Paraíba (CEJ), realizada em 23 de março de 2012.

A visita se deu sem aviso prévio e foi provocada a partir dos acontecimentos recentes ocorridos no CEJ, especialmente a rebelião do dia 6 de março de 2012 e a mudança da direção da unidade no dia 10 também de março.

De acordo com o relatório, foram constatadosno CEJ problemas generalizados na infraestrutura do estabelecimento, tais como dormitórios “escuros, úmidos, com infiltrações e o chão inteiramente alagado, algumas paredes quebradas.”

A equipe também flagrou jovens amontoados em celas, enquanto outras estão desocupadas sem justificativa. Em um dos dormitórios havia cinco rapazes e apenas uma cama.

Segundo relatos da diretoria do CEJ, o estado bastante degradado dos dormitórios se deve a recente rebelião, quando os próprios internos destruíram os colchões.

PROBLEMAS
Os próprios internos relataram à equipe do CESSHC que convivem com problemas como entupimento de banheiros (que consistem em “um buraco no quarto”), sendo que as refeições são feitas no mesmo local. Os internos ainda relatam falta constante de água.

AGRESSÃO
O CEDDHC também ouviu dos detentos relatos sobre agressões físicas, tendo verificado que alguns jovens exibem marca no corpo correspondentes aos relatos.

De acordo com os detentos, as marcadas foram feitas por policiais que invadiram o Centro durante a rebelião do dia 6 de março e vários jovens teriam sido espancados.

Alguns internos mostraram balas de borracha que teriam sido utilizadas pelos policiais contra os internos na mesma ocasião.

HUMILHAÇÕES
Os internos relataram aos representantes do CEDDHC humilhações praticadas pelos monitores, bem como revista íntima inadequada nas mães e esposas dos internos.

Conforme o relatório, um dos jovens informou que sua esposa grávida de quatro meses é forçada a abaixar-se e levantar-se despida, realizando esforço inadequado para sua condição, todas as vezes que vai visitá-lo.

Os internos ainda relataram não ter qualquer contato com advogado ou defensores para serem assessorados juridicamente sobre seus processos.

RECOMENDAÇÕES
A visita feita pelo CEDDHC culminou com a publicação de um documento que contém relatos, fotos e, ainda, recomendações.
Confira abaixo as recomendações que o CEDDHC espera que sejam atendidas pelo Governo do Estado para melhorar a vida dos internos do CEJ.

1- O Estado da Paraíba deve assegurar que a direção da Unidade Educacional, seja, com a brevidade possível, transferida à pessoa com experiência e formação em direito, educação, psicologia ou ciências correlatas, desvinculada da instituição policial-militar, nos termos da carta “O Estado da Paraíba na contramão da história: a militarização do centro educacional do jovem” divulgada pelo CEDDHC e outras entidades em março deste ano.

2- O Estado da Paraíba deve providenciar os reparos dos danos causados pela rebelião, retirar os elementos de risco que ainda se encontram expostos, e introduzir melhorias físicas a fim de dotar o Centro de condições humanas de acolher os internos, inclusive instalações sanitárias e hidráulicas apropriadas.

3- O Estado da Paraíba deve fornecer colchões, roupas, água gelada, ventiladores e outros suprimentos destinados a amenizar a situação desumana vivenciada pelos internos;

4- O Estado da Paraíba deve elaborar e divulgar o Projeto Pedagógico da Unidade, pondo-o imediatamente em execução, regularizar o atendimento psicológico, as aulas e oferecer cursos e atividades profissionalizantes aos internos;

5- O Estado da Paraíba deve apurar as denúncias de agressões aos internos, instaurando sindicâncias e procedimentos administrativos contra os responsáveis;

6- O Estado da Paraíba deve garantir a assistência médica e a visita regular da Defensoria Pública à Unidade.

O CEJ está localizado em Mangabeira, zona sul de João Pessoa, e destina-se ao cumprimento da medida socioeducativa de internação por jovens de 18 a 21 anos, possuindo atualmente um total de 47 internos.

Participaram da visita representantes do Ministério Público Federal, Defensoria Pública da União, Centro de Cidadania e Direitos Humanos da UFPB, Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Paraíba, Rede Margaridas, e Pastoral Carcerária.

Click aqui para ler a íntegra do relatório

Wanja Nobrega Com Assessoria