Arquivo da tag: Rosas

Ricardo Coutinho chama Galdino, Hervázio e Ricardo Barbosa de ingratos e diz que Nonato e Rosas coagiram lideranças

O ex-governador Ricardo Coutinho comentou em entrevista na manhã desta quinta-feira (12) os fatos mais recentes sobre a crise interna no diretório estadual do PSB na Paraíba. Ele concedeu entrevista ao programa Jornal da Cultura, da rádio Cultura FM, de Guarabira, e teceu várias críticas a alguns integrantes do partido que se posicionaram contra a sua liderança na legenda. O programa é comandado pelos apresentadores Rudney Araújo, Edcarlo Monteiro, Martins Jr. e Rodrigo Souza.

Questionado sobre as recentes falas dos deputados Adriano Galdino e Ricardo Barbosa, e o secretário Hervázio Bezerra sobre a sua responsabilidade na crise interna do partido, Ricardo Coutinho conteve-se a declarar que “a ingratidão infelizmente é um sentimento meio que permanente no exercício da história da humanidade”.

Ele comentou ainda que “pessoas que, se não fosse a minha convivência e minha determinação, não teriam conseguido chegar onde chegaram. Gente que inúmeras vezes não passavam de uma suplência e com o meu auxílio, essas pessoas deixaram de ser eternos suplentes para ser titulares de mandato. Pessoas que eu escolhi para alçar no Parlamento, lugares mais altos”.

O ex-governador criticou a postura de Ricardo Barbosa ao citar que ele nunca foi a uma reunião do PSB, somente esteve em convenções, que são consideradas festas dos candidatos. Outro discurso atacado por Ricardo Coutinho foi a tese de saída do PSB com base na dissolução do diretório, como o deputado Adriano Galdino. Ricardo comentou que esta versão “é insustentável e não tem nenhuma verdade nisso”.

Ele comentou que a crise dentro do PSB não é tão grande quanto fazem parecer. “Alguns estão inflando a crise apenas para ficarem com pedaços maiores nessa estrutura chamada Governo”, declarou.

Pela primeira vez se pronunciando sobre o assunto, Ricardo afirmou que “tem muita gente jogando fogo, jogando lenha nessa fogueira e ela não é tão grande como alguns fazem parecer ser”. O ex-governador ainda revelou uma previsão de que as pessoas que estão jogando contra o partido serão reveladas em breve.

“Cairão as máscaras e as pessoas verão que era somente por interesses pessoais”, profetizou Ricardo Coutinho.

Agora na presidência da comissão provisória do PSB na Paraíba, Ricardo declarou que continua sendo um militante e permanece lutando dentro do espaço que lhe cabe. De acordo com o ex-governador, sua conduta à frente da comissão provisória terá suas características comuns. “Eu existo para somar, mas existo para somar aqueles que querem ser somados, aqueles que querem caminhar juntos na mesma direção”, explicou.

Ricardo não deixou de citar alguns integrantes do PSB que, sob seu ponto de vista, estariam trabalhando contra o próprio partido. Ele revelou que o deputado Ricardo Barbosa nunca teria comparecido a reuniões do PSB. O secretário de Esportes da Paraíba, Hervázio Bezerra, também não foi poupado das reclamações do governador.

Ainda durante a entrevista, Ricardo declarou que Nonato Bandeira e Edvaldo Rosas coagiram lideranças políticas. Para o ex-governador, “feudalizaram o Estado. Eu alertei a João sobre isso. Nonato Bandeira comandou esse processo de lotear o estado através dos deputados. E eu avisei a João e hoje tá aí ele está aí refém da maioria da Assembeia Legislativa”, resumiu.

 

clickpb

 

 

PSB caiu de 57 para 53 prefeituras na Paraíba; meta de Rosas era eleger “pelo menos” 90 prefeitos

edvaldoO PSB não conseguiu bater a meta estipulada no começo do ano pelo presidente estadual do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas. Rosas anunciou a perspectiva de eleição de “pelo menos 90 prefeitos”.

Ao final da eleição de 2016, a sigla conseguiu fazer apenas 53 prefeituras em todo o Estado.
A meta foi anunciada por Edvaldo a legenda durante o Congresso Estadual do PSB, realizado em 1º de fevereiro no Hotel Tambaú, ocasião em que reuniu pré-candidatos de todas as regiões com a presença do governador Ricardo Coutinho.
“Nosso partido é acostumado a nadar contra as correntezas, superar desafios, com uma militância forte e aguerrida e, se já somos o maior partido da Paraíba com 57 prefeituras, vamos sair no dia 2 de outubro com o dobro de prefeitos eleitos”, disse Edvaldo à época.
Das 57 prefeituras, o tamanho do PSB caiu para 53. O partido perdeu comando em cidades importantes, como Bayuex, Cajazeiras e São Bento, e ganhou noutras cidades, a exemplo do Conde, Queimadas e Esperança.
MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Sob chuva e frio, Dilma é recebida em Porto Alegre com rosas e sem festa

José Carlos Daves/Futura Press/Estadão
José Carlos Daves/Futura Press/Estadão

A ex-presidente Dilma Rousseff desembarcou às 19h desta terça-feira (6) na Base Aérea de Canoas, distante 10 quilômetros do Aeroporto Internacional Salgado Filho, e rumou para sua casa na zona sul de Porto Alegre. Uma recepção para receber a ex-presidente, marcada para o Terminal 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, foi cancelada.

A ex-presidente foi recepcionada por um grupo pequeno de parlamentares, que foi autorizado a ingressar na área militar. Além dos parlamentares, do PT e do PC do B, o prefeito de Canoas, o também petista Jairo Jorge, estava na comitiva.

Do lado de fora, cerca de 80 manifestantes esperavam Dilma debaixo de uma chuva fina. A FAB (Força Aérea Brasileira) montou uma barreira a 300 metros da entrada e impediu a aproximação de jornalistas.

O ex-ministro Miguel Rossetto, que acompanhou a ex-presidente na viagem desde Brasília, disse que a presidente deve descansar por alguns dias antes de iniciar uma agenda de deslocamentos pelo país para acompanhar os atos “de resistência democrática contra o golpe”.

Rossetto disse também que a Dilma deverá participar da campanha municipal e que deverá gravar programas de rádio e TV para candidatos da sua base de apoio. “A presidenta seguirá na sua postura de defesa da democracia brasileira”, afirmou.

Segundo a coordenação da FBP (Frente Brasil Popular), que organizava o ato para recepcionar a ex-presidente, a troca de local teve como objetivo “desmobilizar a militância”.

Um dos coordenadores da FBP, o presidente da CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil), ligada ao PC do B, Guiomar Vidor, informou que a equipe da ex-presidente recebeu um comunicado da FAB, ainda na manhã de ontem, determinando a troca do local de desembarque devido a restrições meteorológicas.

“Foi uma desculpa esfarrapada para desmobilizar nosso ato de recepção”, disse Vidor. O tempo se manteve parcialmente nublado durante todo o dia em Porto Alegre, com garoa no final da tarde.

Mas o sistema Metroclima, administrado pela prefeitura, emitiu um alerta sobre o risco de um ciclone extratropical com rajadas de vento entre 70 quilômetros e 90 quilômetros por hora na tarde e na noite de ontem.

O secretário estadual de comunicação do PT, Nasson Santanna, confirmou que a orientação sobre a troca de local do pouso partiu da FAB, mas não informou as razões da mudança. Segundo ele, a recepção à ex-presidente no Terminal 2 do aeroporto havia sido autorizada pelas autoridades aeronáuticas.

“Fomos supreendidos. Tentamos manter pelo menos a Sala VIP, mas nos recusaram porque poderia criar tumulto e confusão no terminal de desembarque”, afirmou.

A superintendência da Infraero no Rio Grande do Sul não quis comentar o episódio.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Edvaldo Rosas é nomeado por Ricardo Coutinho para ocupar cargo no estado

Edvaldo-rosasO Diário Oficial do Estado publicou em sua edição desta quinta-feira (9) vários atos de nomeações do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Dentre as nomeações, destaca-se a do presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas, que obteve 50.171 votos nas eleições do último domingo (5) e não conseguiu conquistar o mandato de deputado federal. Ele foi nomeado para Assessoria do gabinete do governador.

O chefe do executivo estadual também promoveu mudanças em direções de escolas, de penitenciárias e nas Secretarias de Recursos Hídricos, de Saúde e de Comunicação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

BlogdoGorinho

Rosas diz que repercussão sobre suposto palavrão de RC contra Radical é “factoide” criado pela oposição

debateO presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, criticou nesta sexta-feira (01) o que chamou de tentativa da oposição ao governador Ricardo Coutinho (PSB) em criar ‘factóides’ contra o gestor para tirar o foco da derrota sofrida por eles no primeiro debate realizado nestas eleições, nesta quinta-feira (31), pela TV Master. A acusação teria partido do candidato Antônio Radical (PSTU).

Edvaldo disse que, durante o debate, o governador Ricardo apresentou propostas, comparando sua gestão com as anteriores e acusou a oposição de tentar desviar o foco do debate.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Como eles perderam o debate e não apresentaram propostas para o desenvolvimento da Paraíba, ficam criando factóides como este. Enquanto eles estão preocupados em atacá-lo, em mentir, em criar factóides para desviar a atenção do debate que realmente interessa. Ricardo em nenhum momento agrediu ninguém”, disse o presidente do PSB.

MaisPB com Assessoria 

Cássio minimiza declarações de Rosas e ratifica: ‘Rômulo tem vaga garantida como candidato a senador na chapa de RC’

cassioO senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi cauteloso em entrevista nesta sexta (21) ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, ao comentar as declarações do presidente do PSB, Edvaldo Rosas, que afirmou que a vaga para disputar a senatória na chapa de Ricardo Coutinho (PSB) não estava garantida e afirmou que não cabe a ele (Cássio) fazer esse tipo de análise já que houve a manifestação pública do próprio Ricardo.

“No momento o PSDB está ainda em processo com deliberações internas. Não seria gentil de minha parte me intrometer na autonomia de qualquer outro partido que não estou filiado”, diz, mas ressalta o ‘profundo’ orgulho da trajetória de Gouveia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cássio comentou que o próprio Rômulo também tem autonomia plena e ninguém é obrigado a decidir, mas destacou que o vice-governador tem vaga garantida como candidato a senador na chapa de Ricardo.

Após o vice-governador garantir que quer disputar a senatoria na chapa de Ricardo e de o governador ratificar a decisão de tê-lo na majoritária, o senador apenas confirmou a informação e descartou as especulações que foram criadas com a declaração de Rosas: “Não me cabe fazer esse tipo de análise, já que houve a manifestação pública que havia esse espaço para Rômulo na chapa do governador”, diz.

O outro cenário que é colocado é a candidatura do ex-senador Wilson Santiago (PTB) como senador e Rômulo disputar a reeleição como Vice. Já no PSDB as conversas são para Manoel Júnior (PMDB) entrar na disputa por esse cargo.

Marília Domingues

Edvaldo Rosas nega mudanças no PPS e alfineta ‘estive com Gilma Germano e não houve nada disso’

edvaldo-rosas“Não houve mudança, mantém Gilma no comando e vão fazer congressos municipais para escolher o diretório estadual”, destacou o presidente do PSB a respeito do aliado político estadual PPS.

Para Rosas, o vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira – que afirmou estar conduzindo a comissão provisória – não é presidente e Gilma Germano continua no comando. “Estive com ela, não houve nada disso”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Questionado a respeito de o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ter articulado a ida de Nonato para o diretório, Rosas comentou que não se mete em outros partidos ‘como não quer que se metam no PSB’ e apontou que é preciso respeitar as autonomias.

“Sou contra esses golpes lá por cima, por isso contra partidos pequenos e de aluguel”, bate.

Marília Domingues / Fernando Braz

CAÇA AS BRUXAS: Edvaldo Rosas garante que Bira, Roseana e outros dissidentes serão expulsos do PSB

Presidente do Diretório Estadual do PSB, Edvaldo Rosas, afirmou que o Conselho de Ética do partido vai mesmo expulsar o vereador reeleito Bira, a secretária de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira, e outros filiados que foram dissidentes nas eleições municipais desse ano. Ele garantiu inclusive que o conselho da legenda vai se reunir em breve para homologar o relatório de expulsão dos socialistas dissidentes e que o PSB vai buscar na justiça o futuro mandato de Bira, na Câmara Municipal de João Pessoa.

“Ainda em janeiro o Conselho de Ética vai se reuni para homologar o relatório processo de expulsão de Bira e a desfiliação de outros filiados que não acompanharam o partido nas eleições deste ano”, afirmou ele.

Ainda segundo Edvaldo Rosas, o PSB vai reivindicar o mandato de vereador de Bira, atestando que ele praticou Infidelidade Partidária. “É natural que o PSB vai buscar na justiça o mandato de vereador de Bira porque ele praticou infidelidade partidária, já desde a convenção para as eleições municipais”, enfatizou ele.

Da Redação 
Com Politicapb