Arquivo da tag: Romaria

Prefeituras de Arara, Solânea e Bananeiras asseguram apoio à II Romaria das Famílias

Na tarde desta sexta-feira (19), o bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena, se reuniu com os prefeitos Kaiser Rocha (Solânea), Douglas Lucena (Bananeiras) e José Ailton “Nen” (Arara), para tratar da estrutura da II Romaria das Famílias que será realizada em Santa Fé no dia 18 de agosto.

O evento, assim como em 2018, deve lotar o Santuário Memorial do Padre Mestre Ibiapina. “Precisamos do apoio dos municípios próximos a fim de estruturar o acolhimento das famílias que participarão da Romaria e graças a Deus sempre recebemos a solidariedade das Prefeituras parceiras da evangelização”, esclareceu Dom Aldemiro.

Os prefeitos presentes acertaram, cada qual, sua participação na logística do evento. Participaram também das tratativas o padre Gaspar Rafael (Dona Inês) e o padre José Floren (Santuário de Santa Fé).

PASCOM – PASTORAL DA COMUNICAÇÃO
DIOCESE DE GUARABIRA

 

 

Milhares de devotos participam da Romaria Frei Damião 2019

A Romaria de Frei Damião de 2019, em Guarabira, reuniu uma multidão de devotos do frade capuchinho neste domingo (26).

Como nos anos anteriores, a procissão partiu da Catedral de Nossa Senhora da Luz rumo a Colina Sagrada, na Serra da Jurema.

Os romeiros foram acolhidos com o show das cantoras Celione David e Maria Eduarda David. Na sequência, Dom Aldemiro Sena, bispo diocesano de Guarabira, presidiu a Santa Missa do Romeiro.

Em Guarabira, este foi o primeiro grande evento após o Vaticano proclamar Frei Damião como venerável, um importante passo em seu processo de beatificação.

O Reitor do Memorial Frei Damião, padre José André, comemorou o resultado da Romaria agradecendo a presença de caravanas da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco.

Pascom – Pastoral da Comunicação

 

 

Homem passa mal e morre durante romaria na cidade de Guarabira

Durante a 32ª Romaria de Frei Damião neste domingo (26), em Guarabira, um fato triste foi registrado. Por volta das 10h, o romeiro Raimundo Gomes da Silva de 53 anos, que veio numa das caravanas de Campina Grande, passou mal quando frequentava a área comercial do Memorial de Frei Damião. Ele recebeu atendimento imediato da equipe de saúde que trabalhava no evento, tendo sido socorrido por uma ambulância da Prefeitura de Guarabira para o Hospital Regional, onde foi constatado o óbito.

A notícia chocou os integrantes da caravana oriunda de Campina Grande. O Reitor do Memorial, padre José André, lamentou o ocorrido e pontuou que foi feito tudo o que estava ao alcance da organização para ajudar a vítima, mas foi feita a vontade de Deus.

Imediatamente, a comitiva foi orientada a retornar para a Rainha da Borborema. Um dos Bombeiros Civis, que trabalhava no evento e presenciou a atendimento, disse ao ManchetePB que quando tocou a vítima já não encontrava mais o seu pulso, mostrando a gravidade da situação no instante dos primeiros socorros.

A redação não teve acesso ao resultado oficial da autopsia.

 

 

 

Felipe Silva

 

 

4º BPM realiza policiamento durante Romaria de Frei Damião em Guarabira

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), sob o comando do major Gilberto, realizaram o policiamento da 30ª Romaria de Frei Damião, que aconteceu na manhã deste domingo (28), na cidade de Guarabira.

O trabalho de policiamento teve início desde a madrugada, na Catedral da Luz, onde aconteceu a concentração da romaria, e incluiu ainda o percurso da caminhada e o memorial, onde fica a estátua de Frei Damião e as pessoas participaram de uma celebração religiosa.

A estátua de Frei Damião fica localizada na Serra da Jurema, a 370 metros de altura e a romaria reúne, anualmente, milhares fiéis de várias Dioceses do

Estado. Fotos: Tatiany Germano

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

4º BPM define plano de policiamento para Romaria de Frei Damião em Guarabira

Em uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira (4), o Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) definiu o plano de policiamento da tradicional Romaria Diocesana ao Santuário do Memorial Frei Damião, que neste ano chega à 30ª edição e será realizada no dia 28 de maio.

Estão sendo esperadas, de acordo com os organizadores, aproximadamente 20 mil pessoas, que subirão em procissão a Serra da Jurema, onde fica localizada, a 370 metros de altura, a estátua do Frei Damião.

De acordo com o que ficou definido na reunião, conforme informou o comandante do 4º BPM, major Gilberto, o policiamento será feito a pé e motorizado, durante a concentração, o percurso e até o memorial, onde será realizada uma celebração religiosa.

O trabalho de policiamento será feito já a partir da meia-noite do domingo, quando acontece a vigília e começam a chegar caravanas vindas de diversos municípios paraibanos e até de outros Estados.

Além do major Gilberto, do 4º BPM participaram da reunião o oficial responsável pela Seção de Planejamento, Asp Castro, e o comandante da 1ª Companhia, sediada em Guarabira, Cap Jarbas.

Também estiveram presentes o padre José Renato, reitor do Santuário, além de policiais do Choque, CPTran, Corpo de Bombeiros e agentes da STTrans.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Pastoral realiza 1ª Romaria Diocesana do Terço dos Homens em Guarabira

A Pastoral do Terço dos Homens (Pasthom) realizará a 1ª Romaria Diocesana do Terço dos Homens em Guarabira.

O evento acontece no dia 30 de outubro as 14h, a concentração acontece em frente a Diocese de Guarabira e sai com destino ao Santuário de Frei Damião.

Segundo os organizadores a expectativa é de um grande número de participantes.

romaria

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Devotos participam da 1ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida no Santuário Frei Damião

romariaNa manhã deste domingo, 16, o Santuário Memorial Frei Damião,  promoveu a 1ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

Carros, motos e fieis devotos participaram do evento que terminou com a celebração da Missa do Romeiro presidida pelo padre José Renato, Reitor do Santuário Memorial Frei Damião.

A réplica da imagem do Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, foi trazida em procissão acompanhada de cantos e orações.

O padre Renato avaliou que o evento foi um sucesso e deve ser mantido no calendário de atividades do Santuário.

“Frei Damião era muito devoto de Nossa Senhora, Mãe de Jesus e nossa, por isso, esta iniciativa é de muito júbilo para todos nós. Estamos pensando em construir um espaço específico para a devoção Mariana no Santuário”, revelou o padre Renato.

Rafael San

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Romaria em Pirpirituba marca os 99 anos da última aparição em Fátima

Nesta quinta-feira, 13 de outubro, acontece a Romaria ao Santuário Nossa Senhora de Fátima em Pirpirituba, por ocasião das comemorações dos 99 anos da última aparição de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal. Além de três Missas em horários alternados, uma Romaria sairá defronte a Igreja Matriz de Pirpirituba com destino ao Santuário localiza

Acompanhe a programação:

Primeira Missa: às 06h.
Segunda Missa: às 12:h.
Romaria: Saída defronte a Igreja Matriz de Pirpirituba-PB às 17:30h.
Terceira Missa: às 19h.
romaria-pp
Fiéis de Pirpirituba e região participam da Romaria
Como foi o dia 13 de Outubro de 1917 

Devido ao fato de os pastorinhos terem revelado que a Virgem Maria iria fazer um milagre neste dia para que todos acreditassem, estavam presentes na Cova da Iria cerca de 50 mil pessoas, segundo os relatos da época. Chovia com abundância e a multidão aguardava as três crianças nos terrenos enlameados da serra. Lúcia assim descreve estes acontecimentos na Memória IV: “Saímos de casa bastante cedo, contando com as demoras do caminho. O povo era em massa. A chuva, torrencial. Minha mãe, temendo que fosse aquele o último dia da minha vida, com o coração retalhado pela incerteza do que iria acontecer, quis acompanhar-me. Pelo caminho, as cenas do mês passado, mais numerosas e comovedoras. Nem a lamaceira dos caminhos impedia essa gente de se ajoelhar na atitude mais humilde e suplicante. Chegados à Cova de Iria, junto da carrasqueira, levada por um movimento interior, pedi ao povo que fechasse os guarda-chuvas para rezarmos o terço. Pouco depois, vimos o reflexo da luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira.

Lúcia: – Que é que Vossemecê me quer? Nossa Senhora: – Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas. – Eu tinha muitas coisas para Lhe pedir: se curava uns doentes e se convertia uns pecadores, etc. – Uns, sim; outros, não. É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados. E tomando um aspecto mais triste: – Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido. E abrindo as mãos, fê-las refletir no Sol. E enquanto que se elevava, continuava o reflexo da Sua própria luz a projetar-se no Sol.”

Neste momento, Lúcia diz para a multidão olhar para o Sol, levada por um movimento interior que a isso a impeliu. “Desaparecida Nossa Senhora, na imensa distância do firmamento, vimos, ao lado do Sol, S. José com o Menino e Nossa Senhora vestida de branco, com um manto azul.” Era a Sagrada Família.

“S. José com o Menino pareciam abençoar o Mundo com uns gestos que faziam com a mão em forma de cruz. Pouco depois, desvanecida esta aparição, vi Nosso Senhor acabrunhado de dor a caminho do Calvário e Nossa Senhora que me dava a ideia de ser Nossa Senhora das Dores.” Lúcia via apenas a parte superior do corpo de Nosso Senhor e Nossa Senhora não tinha a espada no peito “Nosso Senhor parecia abençoar o Mundo da mesma forma que S. José. Desvaneceu-se esta aparição e pareceu-me ver ainda Nossa Senhora, em forma semelhante a Nossa Senhora do Carmo, com o Menino Jesus ao colo.”

Enquanto os três pastorinhos eram agraciados com estas visões (apenas Lúcia viu os três quadros, Jacinta e Francisco viram somente o primeiro), a maior parte da multidão presente observou o chamado O Milagre do Sol. A chuva que caía cessou, as nuvens entreabriram-se deixando ver o Sol, assemelhando-se a um disco de prata fosca, podia fitar-se sem dificuldade sem cegar. A imensa bola começou a girar vertiginosamente sobre si mesma como uma roda de fogo. Depois, os seus bordos tornaram-se escarlates e deslizou no céu, como um redemoinho, espargindo chamas vermelhas de fogo. Essa luz refletia-se no solo, nas árvores, nas próprias faces das pessoas e nas roupas, tomando tonalidades brilhantes e diferentes cores. Animado três vezes por um movimento louco, o globo de fogo pareceu tremer, sacudir-se e precipitar-se em ziguezague sobre a multidão aterrorizada. Tudo durou uns dez minutos. Finalmente, o Sol voltou em ziguezague para o seu lugar e ficou novamente tranquilo e brilhante. Muitas pessoas notaram que as suas roupas, ensopadas pela chuva, tinham secado subitamente. Tal fenômeno foi testemunhado por milhares de pessoas, até mesmo por outras que estavam a quilômetros do lugar das aparições. O relato foi publicado na imprensa por diversos jornalistas que ali se deslocaram e que foram também eles, testemunhas do milagre.

Pascom – Diocese de Guarabira 

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Funcionário de padre planejou roubo de dinheiro da Romaria da Penha, conclui Polícia Civil

Marcelo trabalhava na casa do padre há 7 anos
Marcelo trabalhava na casa do padre há 7 anos

A Polícia Civil da Paraíba elucidou o roubo do dinheiro oriundo da arrecadação da Romaria de Nossa Senhora da Penha do ano passado e concluiu que o mentor intelectual do crime foi Marcelo Dantas, 28 anos, que trabalhava na casa paroquial, de onde cerca de R$ 40 foram levados, no dia 25 de novembro de 2013. Além de Marcelo quatro foram presos nesta terça-feira (18), durante a operação ‘Sétimo Mandamento’.

“Durante o período investigativo constatou-se que Marcelo arquitetou todo o plano. Ele sabia da movimentação da casa paroquial porque ele trabalhava há 7 anos no local fazendo serviços no imóvel. Ele foi acolhido pelo padre em uma dos projetos sociais”, disse o delegado Wagner Dorta, Superintendente da Polícia Civil na Região Metropolitana de João Pessoa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dorta revelou que foram necessários pouco mais de dois meses para os agentes da Delegacia de Roubos e Furtos, sob o comando do delegado Aldrovilli Grisi, concluírem o inquérito policial. Imagens de circuito de câmeras e depoimentos de testemunhas foram fundamentais a prisão da quadrilha. Dois carros foram apreendidos. O dinheiro não foi recuperado.

Foram presos Marcelo Dantas, 28, Leonardo Lins de Oliveira Lima, 30, Anderson de Lima Silva Fonseca, 32, Anderson Karlos Alves da Nóbrega, 28, e Elias Noberto de Sousa Filho, 31 anos, que é irmão de um traficante que está preso em um presídio federal. Os presos serão levados para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Roger, da Capital paraibana.

Os suspeitos foram presos em João Pessoa, nos bairros de Mangabeira, Oitizeiros e Geisel. “A operação foi vitoriosa e as investigações foram bem conduzidas pelo delegado Aldrovilli Grisi. Todos os suspeitos presos e o inquérito está encerrado”, concluiu Wagner Dorta.

À época, a Pastoral de Comunicação informou que o padre e algumas mulheres foram trancados em um banheiro, enquanto um dos bandidos ficou na porta da casa e o outro concluía o assalto. Além de roubar o dinheiro arrecadado na Romaria, os bandidos ainda levaram valores que estavam guardados em um cofre e serviriam para pagar outras despesas.

Quatro, dos cinco presosFoto: Quatro, dos cinco presos
Créditos: Portal Correio

R$ 40 mil: Polícia prende quadrilha acusada de roubar toda a arrecadação da Romaria da Penha

procissao-da-penhaA Polícia Civil da Paraíba prendeu na manhã desta terça-feira (18) cinco pessoas acusadas de roubar R$ 40 mil, equivalentes a toda arrecadação da Romaria de Nossa Senhora da Penha, realizada na noite do dia 23 de novembro do ano passado. A ação policial foi coordenada pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) da Capital em diversos bairros da Zona Sul de João pessoa e teve o apoio das delegacias de Repressão a Entorpecentes e Homicídios.

A operação começou por volta de 5h em alguns bairros de João Pessoa e a polícia cumpriu mandados de prisão contra quatro acusados. Eles foram encaminhados para a Central de Polícia para serem interrogados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uma coletiva de imprensa será realizada na Central de Polícia, no bairro do Varadouro, às 10h, com a presença do delegado titular da Roubos e Furtos, Aldrovilli Grisi, e do superintendente da 1ª Região de Polícia Civil, Wagner Dorta.

O roubo aconteceu um dia após a realização da Procissão da Penha e os bandidos levaram todo o dinheiro arrecadado na Romaria, além de levaram valores que estavam guardados em um cofre.

paraiba.com.br com Secom PB