Arquivo da tag: Reunião

‘Aqueles que não concordam com o governo, saiam’, alerta Azevêdo após reunião com equipe

O governador João Azevêdo (PSB) revelou que, durante a reunião com os secretários, deixou muito claro que devem ficar no Governo aqueles [auxiliares] que acham que a gestão está no caminho certo e que sigam outro caminho aqueles que não concordam.

“Na reunião, ficou muito claro que aqueles que acham que o governo está no caminho certo, fiquem no governo, aqueles que não concordam, deixem”, ressaltou Azevêdo.

Ainda durante o encontro, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (7) no Centro de Convenções, no Altiplano Cabo Branco, João avisou que o Governo é uno e precisa ter uma equipe voltada aos interesses da Paraíba.

Na ocasião, o governador, ainda, cobrou dos secretários que trabalhem dentro de uma contensão de gastos e redução de desperdícios.

“Entendo, claramente, que o governo é uno. Ter uma equipe voltada aos interesses da Paraíba se dar de forma planejada, com contensão de gastos, redução de desperdícios, planejando e executando, para que não gere impacto nem surpresas”, reforçou João Azevêdo, em entrevista ao programa de Rádio “Arapuan Verdade“.

Paulo de Pádua/Fernando Braz

 

 

Ministro-chefe de Bolsonaro visita a PB na sexta-feira para reunião com prefeitos

A Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) promove na próxima sexta-feira (4), uma reunião com o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, General Ramos, em João Pessoa. O encontro vai reunir prefeitos e prefeitas de todo o Estado para discutir as prioridades dos municípios paraibanos, no tocante a projetos do Governo Federal.

A reunião vai acontecer no hotel Manaíra, localizado na Avenida Edson Ramalho, 1131, no bairro do mesmo nome, às 15h. “Será um momento muito importante e de grande relevância no nosso cenário político-administrativo. O ministro-chefe da Secretaria do Governo do presidente Jair Bolsonaro vem ao nosso Estado disposto a dialogar com os gestores municipais sobre as nossas prioridades. Uma grande oportunidade para falarmos sobre nossas particularidades”, comentou George Coelho, presidente da Famup.

Ele reforçou a importância de que todos os prefeitos se façam presentes, independente da corrente política a qual faça parte. George ressaltou que o momento é apartidário, voltado para debater gestão e não apoio ou preferências de ordem ideológica.

“Queremos que fique bem claro que o encontro é de ordem administrativa. Uma reunião de gestão pública e em absoluto iremos admitir qualquer viés político-partidário. Nossa intenção é debater projetos federais para contribuir com os municípios paraibanos. Esse é o nosso foco”, frisou.

 

parlamentopb

 

 

Tião Gomes e lideranças de Algodão de Jandaíra solicitam abastecimento de água durante reunião com secretário de Infraestrutura

As necessidades hídricas do município de Algodão de Jandaíra foram apresentadas mais uma vez ao secretário de infraestrutura e Recursos Hídricos do estado, Deusdete Queiroga, pelo deputado estadual, Tião Gomes (Avante), que estava acompanhado da vice-prefeita Simone, de dois ex-prefeitos, seis vereadores e diversas lideranças políticas da cidade, durante reunião nesta terça-feira (03), em João Pessoa.

O deputado Tião Gomes afirmou que Algodão é uma das poucas cidades na Paraíba que sofre com o desabastecimento de água, por isso, a oposição a atual gestão se uniu para lutar por uma solução urgente e melhorar a qualidade de vida da população que convive diariamente com o desabastecimento.

Outra solicitação do grupo foi a construção de uma quadra poliesportiva, tendo em vista que o município é o único no estado a não possuir este tipo de equipamento esportivo e os moradores cobram um espaço para a prática de esportes.

De acordo com o deputado, o desabastecimento de água em Algodão de Jandaíra impede o desenvolvimento da cidade, portanto, é necessário uma solução urgente para acabar com esse problema que há anos prejudica os moradores.

Na reunião, além da vice-prefeita estiveram presentes os ex-prefeitos Isaac Rodrigo e Humberto Santos, os vereadores Rodrigo Luna, Adão, Leandro, Alexandre, José Damião e Zezinho Coelho e também o ex-vice-prefeito Cícero Preto e as lideranças Fláviano da Emater, Franklin Paulino e Rivelino.

O secretário Deusdete Queiroga informou que existe um projeto que aponta como solução a saída de água de Remígio para Algodão de Jandaíra, através de uma adutora que será construída no próximo ano. “O projeto para acabar de vez com a falta d’água em Algodão já está pronto e será iniciado após a conclusão do sistema adutor Nova Camará que atenderá os municípios de Montadas, Areial e Arara. Acredito que no próximo ano conseguiremos por fim ao desabastecimento em Algodão de Jandaíra”, afirmou.

Sobre a quadra poliesportiva, Deusdete Queiroga ligou para o secretário de Educação, Aléssio Trindade, solicitando um levantamento no terreno indicado para viabilizar a construção do espaço.

 

portaldolitoralpb

 

 

Reitora da UFPB, Margareth Diniz revela reunião do Andifes e diz: “Juntos podemos dizer não ao Frature-se”

A reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Margareth Diniz, se posicionou contra o programa Future-se, do MEC, que pretende abrir as universidades púbicas federais para o capital privado. Ela sinalizou que a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Conselho Universitário da UFPB (Consuni) devem se pronunciar contra a proposta.

Margareth ainda conclamou a comunidade universitária para se posicionar contra o “Fratura-se”. ” Juntos somos mais fortes e é nesse conjunto que certamente vamos dizer não ao Frature-se”, disse.

A Andifes, que reúne os dirigentes das 63 universidades federais do país, deve se reunir nesta sexta-feira (26), e soltar uma nota sobre o programa. O mesmo ocorrerá com o Consuni, mas no dia 31 deste mês.

Ontem, a UFPB  iniciou o processo de discussão do projeto Future-se  com uma assembleia geral no Centro de Vivência do campus I, em João Pessoa, que contou com ampla participação acadêmica.

Portal WSCOM

 

 

Prefeito de Solânea participa de reunião com Secretário Estadual e agiliza aquisição de equipamentos para abertura do matadouro

Secretário Estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, afirma compromisso com abertura do matadouro

O Prefeito de Solânea, Kayser Rocha, e o Deputado Estadual, Ricardo Barbosa, participaram de reunião com Secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado Deusdete Queiroga, nessa quarta-feira (03) pela manhã, para viabilizar a  aquisição de equipamentos com o objetivo de abertura do Matadouro Público Regional de Solânea.

“Participamos dessa reunião para efetivamente agilizar a aquisição dos equipamentos e posterior funcionamento do matadouro regional. O prédio já está pronto e o Estado tem demonstrado total interesse em resolver. O Deputado Ricardo Barbosa também tem se empenhado diuturnamente para resolvermos essa questão”, contou o prefeito Kayser, logo após a reunião. Ele esclareceu também que já vem acompanhando e realizando reuniões com técnicos em relação à estruturação dos equipamentos. “Estamos nessa luta junto com a população de Solânea há meses, o Governador já demonstrou interesse para obtenção dos equipamentos durante o Orçamento Participativo. Essa é uma necessidade apontada por todos, e já temos o compromisso do Secretário como um procedimento prioritário que dará máxima agilidade”, enfatizou Kayser.

Prefeituras irão gerenciar o funcionamento

Durante o Orçamento Participativo em Solânea, que aconteceu no último mês de  abril, foi assinado um termo de compromisso entre os prefeitos das cidades de Solânea, Bananeiras, Arara, Borborema, Casserengue e Damião que firmaram acordo para o gerenciamento do Matadouro Público Regional de Solânea.

 Assessoria de Comunicação

 

Com mudanças: após reunião, Governadores se comprometem a apoiar reforma da Previdência

Governadores reunidos nesta terça-feira (11) em Brasília se comprometeram a defender a aprovação da reforma da Previdência no Congresso desde que sejam retirados pontos do texto como os que preveem mudanças na aposentadoria rural e no Benefício de Prestação Continuada (BPC) – benefício pago a idosos e deficientes carentes – além da criação de um sistema de capitalização.

O encontro contou com a presença de 25 dos 27 governadores – apenas os governadores do Maranhão e do Amazonas não participaram, de acordo com os organizadores – além do relator da reforma da Câmara, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), do presidente da Comissão Especial, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e da líder do governo Bolsonaro no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Dos governadores presentes, três falaram com a imprensa após a reunião: João Dória (PSDB), de São Paulo; Ibaneis Rocha (MDB), do Distrito Federal; e Wellington Dias (PT), do Piauí. Eles disseram que as mudanças foram defendidas por todos os governadores presentes no encontro.

Eles disseram que houve avanços e que o relator da proposta, deputado Samuel Moreira, mostrou, desta vez, mais disposição e comprometimento em atender as reivindicações dos governadores para garantir o apoio à aprovação da reforma.

“ A gente não aceita a reforma do jeito que está. Nós defendemos a manutenção do BPC, a aposentadoria rural e a não retirada da previdência da Constituição, para que o trabalhador não seja prejudicado, além disso discutimos também a questão dos professores e militares”, declarou a vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano (PDT).

Ao centro, os governadores: João Doria (SP), Ibanez Rocha (DF) e Wilson Witzel (RJ), durante a 5ª Reunião do Fórum de Governadores, na manhã desta terça-feira (11), em Brasília — Foto: José Cruz/Agência Brasil

Ao centro, os governadores: João Doria (SP), Ibanez Rocha (DF) e Wilson Witzel (RJ), durante a 5ª Reunião do Fórum de Governadores, na manhã desta terça-feira (11), em Brasília — Foto: José Cruz/Agência Brasil

Pedido dos governadores

Os governadores vinham sendo cobrados por uma participação mais ativa na busca de votos pela aprovação da reforma, que mudaria também as regras para aposentadoria de servidores estaduais e, portanto, beneficiaria as contas dos estados.

Parte deles, porém, evita esse apoio alegando ser contra parte das alterações, como as que afetam a aposentadoria rural e o BPC, que são impopulares e afetam famílias mais pobres. Parte dos deputados também é contrária a essas mudanças.

“O relator se mostrou sensível aos pontos apresentados pelos governadores”, disse o governador de São Paulo, João Dória. “Os governadores vão se manifestar favoravelmente desde que esses pontos sejam analisados e incorporado pelo relator”, completou.

De acordo com ele, o relator “não se manifestou definitivamente” no sentido de que irá atender ao pedido dos governadores, mas “houve um gesto de boa vontade e de bom entendimento”.

O governador de SP também disse que não houve “nenhuma manifestação contrária à inclusão de estados e municípios” no texto da reforma que será votado na Câmara.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), se comprometeu a apoiar o projeto junto à bancada petista, caso essas condicionantes fossem atendidas.

“Exatamente [vou apoiar]. O meu partido tem uma posição de que o Brasil precisa encontrar uma regra que de equilíbrio na Previdência”, afirmou.

G1

 

 

Tião Gomes pede construção de escola em Casserengue durante reunião com secretário de Educação do Estado

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) se reuniu com o secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade, para discutir investimentos e instalação de equipamentos educacionais para o município de Casserengue, no Brejo paraibano. O encontro ocorreu nesta quarta-feira (24), em João Pessoa.

Na ocasião, participaram da reunião o prefeito de Casserengue, Genival Bento da Silva, o Dinda, a vereadora Suenia Rosa e o filho do ex-prefeito Toinho de Neixa, Leandro de Toinho.

Tião Gomes explicou que a reunião foi bastante positiva e o secretário solícito para atender aos pleitos e as reivindicações apresentados pelo parlamentar e os políticos do município. Entre os pedidos está a construção de uma escola.

“Uma das nossas lutas é a construção do colégio estadual para Casserengue. Já estamos empenhados há um tempo para levar essa unidade de ensino para o município, que é um sonho antigo dos estudantes. É hora de somarmos forças com o prefeito Dinda e buscarmos junto ao governador João Azevedo uma obra de tamanha importância para nossa região”, explicou o deputado.

No projeto do Colégio Estadual há uma quadra coberta e um auditório numa área urbana doada pela atual administração municipal.

 

portaldolitoralpb

 

 

Após reunião com governo, caminhoneiros descartam paralisação na próxima segunda-feira (29)

Os representantes dos caminhoneiros disseram ontem (22), após uma reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que não haverá paralisação da categoria na próxima segunda-feira (29). Durante a reunião, que durou quase cinco horas, o ministro prometeu reajustar a planilha da tabela do piso mínimo de frete, umas das principais reivindicações dos caminhoneiros. O ministro disse ainda que vai intensificar a fiscalização do cumprimento da tabela de frete mínimo, com a participação dos caminhoneiros, e atrelar o reajuste da tabela ao preço do diesel.

“Eu acho que nós conseguimos administrar essa condição de momento e não deve haver paralisação de caminhoneiros neste momento. A representação dos caminhoneiros está conseguindo conversar com o governo”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno.

A reunião com o ministro reuniu cerca de 30 representantes de 11 entidades de classe, além de um grupo de caminhoneiros autônomos. A proposta apresentada pelo ministério prevê que os próprios caminhoneiros vão ajudar a realizar a fiscalização da tabele de frete. Ainda esta semana, o ministro e o presidente da CNTA deverão assinar um termo formalizando o procedimento.

greve dos caminhoneiros
Caminhoneiros descartaram nova paralisação – (Thomaz Silva/Agência Brasil)

Anistia de multas

De acordo com um dos líderes da categoria, Wanderlei Alves, conhecido como Dedeco, as reclamações relacionadas ao descumprimento da tabela serão encaminhadas pela confederação ao ministério que as repassará à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O ministério também teria se comprometido a retirar multas de motoristas que fizerem as denúncias.

“O ministro se comprometeu de que o próprio caminhoneiro será um fiscalizador junto aos seus sindicatos de base que irá passar para a CNTA e a CNTA irá trazer direto para o governo a empresa, o embarcador que não está pagando o piso mínimo e, dentro de 20 a 30 dias, a ANTT irá autuar essas empresas que não estão cumprindo a lei”, disse Dedeco.

Mais cedo, antes da reunião, os caminhoneiros acenaram com a suspensão da paralisação desde que houvesse uma contraproposta do governo sobre as principais reivindicações. De acordo com Dedeco, o governo também prometeu adotar outro procedimento solicitado pelos caminhoneiros, que está previsto na legislação que estabeleceu o piso mínimo de frete, que é o acionamento de um “gatilho” na tabela para acompanhar os reajustes no preço do diesel.

Pela proposta, a planilha da tabela de piso mínimo sofrerá um reajuste toda vez que o percentual de aumento no diesel ultrapassar os 10%. O governo ficou de calcular quanto será o reajuste. “É o gatilho que já existia e que precisava ser colocado em prática para que o aumento do diesel não prejudique a categoria”, disse Dedeco.

Propostas

Na semana passada diante de rumores de paralisação da categoria, o governo apresentou um pacote de medidas para a categoria. Entre elas, a adoção de uma linha de crédito de R$ 500 milhões, em que cada caminhoneiro terá acesso a um financiamento de até R$ 30 mil. O dinheiro servirá para que os profissionais possam comprar pneus e realizar a manutenção de seus veículos.

O governo também disse que vai efetuar melhorias nas estradas e construir pontos de descanso em rodovias federais, mas as medidas foram consideradas insuficientes pela categoria. De acordo com Dedeco, com a abertura de negociação, os caminhoneiros devem desistir de parar as estradas do país. “Da minha parte, eu peço aos caminhoneiros que se acalmem”, disse Dedeco.

View image on Twitter

Tarcísio Gomes de Freitas?@tarcisiogdf

Recebi hoje representantes dos caminhoneiros e Integrantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) para dialogar sobre as demandas da categoria. Estamos trabalhando em soluções efetivas. As portas estão sempre abertas e manter o diálogo é nossa prioridade.

 

Ministro

Em seu Twitter, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, também comentou sobre o encontro com os representantes dos caminhoneiros. Ele fez duas postagens por volta das 22h. Na primeira, Gomes de Freitas falou que houve a reunião e que o governo está trabalhando em “soluções efetivas”. “As portas estão sempre abertas e manter o diálogo é nossa prioridade”.

Na segunda postagem, o ministro escreveu  que construiu, em conjunto com os caminhoneiros e a CNTA uma agenda de trabalho “que envolve eliminação de multas injustas, transferência do custo do diesel para tabela de frete, fiscalização dessa referência de custo e termo de compromisso com entidades representantes para tornar a fiscalização mais efetiva.”

Em nota publicada na noite de hoje, o ministério confirmou que firmou  uma agenda de trabalho a curto prazo com a categoria e citou os compromissos anunciados pelo ministro em sua rede social.

 

Agência Brasil 

 

 

Agricultores expõem, na reunião do CBH-LN, conflito pelo uso da água em Bananeiras

Agricultores familiares de Bananeiras estiveram participando na manhã dessa quinta-feira (28), no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serra da Raiz, da 1ª reunião ordinária do Comitê das Bacias Hídrográficas do Litoral Norte do Estado da Paraíba (CBH-LN). Eles foram tratar do conflito pelo uso da água na microbacia do Rio Lagoa do Matias.

Secretários municipais do Meio Ambiente, representantes da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), da Secretaria de Recursos Hídricos, de associações e sindicatos rurais, do IFPB e UEPB, da Afink (Associação de Informação e Incentivo para o Nordeste Karente), dos mandatos da deputada estadual Cida Ramos e do deputado federal Frei Anastácio, e pequenos agricultores de outras cidades se fizeram presentes.

Os camponeses bananeirenses apontaram a expansão da piscicultura desordenada, às margens da barragem Lagoa do Matias; períodos extensos de seca; não desassoreamento da represa; surgimento de grandes condomínios sobre as nascentes; e o represamento e privatização dessas cabeceiras d’água como as principais causas que provocaram a escassez do líquido precioso que servia satisfatoriamente às pessoas.

Bananeiras tem território extenso e a maioria da população vivendo na zona rural. A assistência da Cagepa é limitada. Os carros-pipas da Prefeitura e do Exército são insuficientes e existem áreas que não contam sequer com esse apoio.

Diante da situação, duas famílias de pequenos agricultores, que dispõem de poços em suas propriedades, passaram a utilizar caminhões-pipas, devidamente autorizados pela AESA, e vêm atendendo às necessidades de comunidades como Tabuleiro, Jaracatiá, Jandaia, Chã do Lindolfo, Caraubinha, entre outras.

Entretanto, a realização de um procedimento administrativo do Ministério Público local, tem trazido inquietação principalmente a esses agricultores familiares, que veem, nessa iniciativa, o risco de aumentar o sofrimento com a carência de água, caso alguns poços venham a ser fechados e os carros-pipas impedidos de continuarem o abastecimento. A senhora Ione, por exemplo, está pleiteando a autorização do transporte pipa de volta, suspensa desde novembro/2018, e o fim da licença para o outro caminhão-pipa tem data para se encerrar: 29 de agosto deste ano.

Cientes da necessidade do abastecimento d’água para o consumo humano, foi entregue um abaixo-assinado na AESA e no CBH-LN, subscrito por mais de 200 moradores de diversas comunidades, solicitando a autorização para que carros-pipas que sempre forneceram o líquido precioso continuem a fazê-lo, visto que o atendimento por parte dos caminhões-pipas do Exército é insuficiente.

O referido procedimento é para “acompanhar as providências que estão sendo adotadas pela AESA quanto as retiradas d’água, por meio de carros pipas, das nascentes situadas na localidade denominada Chã de Lindolfo e também quanto ao represamento dessa água nos cinco lagos existentes no Condomínio Águas da Serra Haras e Golf, situado na Fazenda Bebedouro, e, ainda, a vazão da água retirada nos referidos lagos que deságua na Lagoa de Matias, situado no Distrito de Roma, todos localizados na zona rural de Bananeiras”.

Na reunião do CBH-LN, os trabalhadores propuseram como encaminhamento reforçar a solicitação da prefeitura para que o comitê acompanhe o procedimento administrativo sobre o conflito na microbacia do Rio Lagoa do Matias, bem como encontre solução junto a AESA, e que esta realize estudo hídrico na citada microbacia, visando uma justa gestão da água nesse território.

Além do monitoramento do processo no Ministério Público, foi solicitado, igualmente ao comitê, o acompanhamento dos barramentos no condomínio Águas da Serra e vazão de retirada nos lagos, além da deságua na Lagoa de Matias. O CBH-LN se comprometeu a marcar uma visita a Bananeiras para averiguar toda a situação.

A advogada Itaciara Lucena Cirne informou que foi protocolado requerimento de renovação do cadastro para abastecimento humano, pela necessidade da comunidade, até o término do estudo técnico. “Desse modo, foi solicitado do Sistema do Sistema Integrado de Planejamento e Gerenciamento de Recursos Hídricos, com atuação nas bacias hidrográficas do rio Mamanguape, o devido encaminhamento para estudo da região apontada no procedimento do MP da Comarca de Bananeiras, a fim de orientar a melhor utilização das águas superficiais e subterrâneas e o uso social sustentável”.

 

Redação FN

 

 

Reunião define datas para o Caminhos do Frio – Rota Cultural 2019  

Aconteceu nesta quarta-feira (13) na cidade de Serraria – PB, a 1ª assembleia geral do ano de 2019 do Fórum de Turismo Sustentável do Brejo Paraibano, onde foi definido as datas do Caminhos do Frio edição 2019, nos 09 municípios que compõe o roteiro turístico-cultural. Na oportunidade também foi definido as datas do outro roteiro, Raízes do Brejo, com outros 09 municípios do brejo que integram o fórum.

Na oportunidade a representante da Secretaria de Estado de Turismo, Alessandra Lontra, falou sobre a inserção dos municípios no Mapa Turístico Nacional, bem como suas diretrizes, para integração nos projetos federais.

O Caminhos do Frio 2019 tem início no dia 01 de julho na cidade de Areia e se estende até o dia 01 de setembro na cidade de Alagoa Grande. Em Solânea o evento acontecerá de 22 a 28 de julho, a cidade será a quarta a realizar a rota cultural.

O prefeito Kayser Rocha esteve presente na reunião e reafirmou que a data em que o evento ocorre em Solânea é ideal em detrimento o clima na cidade neste período. Além do gestor, estiveram presentes o diretor de cultura, Tiago Salvador e a presidente e vice-presidente da ATUS – Associação Turística de Solânea, Silvâna Fernandes e Dione Costa, respectivamente.

Veja as cidades e datas para o caminhos do frio 2019:

01 a 07 de Julho – Areia

08 a 14 de Julho – Pilões

15 a 21 de Julho – Matinhas

22 a 28 de Julho – Solânea

29 de Julho a 04 de Agosto – Serraria

05 a 11 de Agosto – Bananeiras

12 a 18 de Agosto – Remígio

19 a 25 de Agosto – Alagoa Nova

26 a 01 de Setembro – Alagoa Grande

 

Da Ascom por Coordenação de Cultura