Arquivo da tag: retorno

UFCG adia para 9 de agosto provável retorno às atividades presenciais

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) prorrogou até o próximo dia 9 de agosto a suspensão das aulas e outras atividades acadêmicas presenciais, com o objetivo de garantir a segurança em saúde e prevenir a disseminação do novo coronavírus na comunidade acadêmica.

O Protocolo de Ações Institucionais da UFCG, que define os procedimentos administrativos e acadêmicos a serem adotados neste período de pandemia, também foi prorrogado pelo mesmo período.

A medida foi tomada após reunião realizada por videoconferência na manhã desta segunda-feira (6), com gestores de instituições de ensino superior públicas e privadas sediadas em Campina Grande. O retorno das atividades estava previsto para o próximo dia 13 de julho.

Essa nova data para um provável retorno progressivo das atividades presenciais, ao absorver os prazos finais do calendário acadêmico 2020.1, fez com que a Pró-Reitoria de Ensino (PRE) decidisse desconsiderar as atividades realizadas nos oito dias iniciais do período letivo 2020.1, antes das medidas protetivas adotadas pela reitoria.

Procedimentos acadêmicos

No próximo dia 13, a Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário se reunirá para deliberar sobre um conjunto de atividades acadêmicas não presenciais e a oferta de um período suplementar (2020.3) – o que resultou de propostas dos cursos e das unidades acadêmicas, analisadas pela PRE e organizadas por uma comissão relatora da própria câmara superior.

O chamado Regime Acadêmico Extraordinário (RAE) teve sua minuta de resolução formatada a partir das contribuições dos principais interlocutores do projeto pedagógico institucional – especialmente, os coordenadores de curso – e das discussões no Colégio dos Pró-Reitores de Graduação (COGRAD) da Andifes.

Rotina administrativa

 Os serviços considerados essenciais ou estratégicos, como protocolos, telefonia, segurança patrimonial, sistema de bibliotecas e SIASS, estão preservados, bem como estão mantidas as defesas de dissertação e teses. A jornada de trabalho dos servidores técnico-administrativos, em turnos alternados de revezamento ou trabalho remoto, continua sendo estabelecida a critério da chefia imediata.

Estão desobrigadas de trabalho presencial as pessoas com suspeita ou confirmação de doença pelo coronavírus ou consideradas vulneráveis: idosos a partir de 60 anos, imunodeficientes ou com doenças preexistentes crônicas ou graves, e responsáveis pelo cuidado de uma ou mais pessoas com suspeita ou confirmação de diagnóstico de infecção pela Covid-19.

Antes de encerramento do novo prazo, uma nova reunião será realizada para que seja reavaliada a possibilidade de prorrogação do retorno das atividades, de acordo com o quadro em saúde pública no Brasil e no Estado da Paraíba, e com as recomendações dos órgãos de Saúde e Vigilância Sanitária.

 

portalcorreio

 

 

MEC lança protocolo para retorno às aulas em instituições federais

O Ministério da Educação (MEC) lançou hoje (1º) um protocolo de biossegurança para retorno das aulas nas 69 universidades federais e 41 institutos federais do país. Esse protocolo traz diretrizes de distanciamento social coletivo em ambientes acadêmicos, além de medidas básicas de prevenção ao novo coronavírus.

O protocolo orienta, dentre outras coisas, o escalonamento das equipes, o trabalho remoto para funcionários do grupo de risco, o respeito ao distanciamento mínimo de 1,5 metro entre uma pessoa e outra e a aferição de temperatura de todos que entrarem nos prédios e nas salas.

O documento também traz orientações já comuns nos tempos atuais, como o uso constante de máscara e higienização das mãos, além de desinfecção com álcool em gel.

“O protocolo não é uma regra engessada, é uma diretriz para as instituições fazerem o retorno às aulas. Tem medidas protetivas individuais e coletivas, [para] salas de aula, laboratórios, transportes coletivos, atividades laborais, entre outros”, disse o secretário de Ensino Superior do MEC, Wagner Vilas Boas, em entrevista coletiva realizada hoje (1º).

Segundo ele, as orientações são para minimizar os riscos de contaminação e garantir segurança necessária a estudantes, docentes e funcionários.

O protocolo completo pode ser acessado na página especial dedicada ao coronavírus no portal do MEC.

O documento foi elaborado por uma equipe do ministério composta por médicos, biólogos e sanitaristas, seguindo orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar de ser direcionado às instituições federais, o protocolo pode servir de guia também para instituições de ensino municipais e estaduais.

O ministério já se posicionou favorável ao retorno das aulas, desde que consideradas as recomendações do protocolo. “O desafio é o retorno às aulas e o ministério defende esse retorno. Os institutos e as universidades vão ter que conciliar ensino presencial e a distância”, disse o secretário executivo da pasta, Antônio Paulo Vogel.

O MEC, entretanto, não definiu uma data para o retorno das aulas presenciais. Segundo o secretário-executivo, essa decisão será de estados e municípios, de acordo com a realidade epidemiológica local. “Cada rede de ensino definirá suas datas, não tem como o Ministério da educação definir uma data de retorno”, disse Vogel.

Agência Brasil

 

 

Pesquisa da Consult constata que 63,5% dos paraibanos querem o retorno do comércio

Uma pesquisa realizada pelo Instituo Consult, em parceria com o Sistema Arapuan de Comunicação, mostra que 63,5% das pessoas entrevistas na Paraíba querem que o Governo do Estado libere a retomada do comércio em algumas atividades não essenciais.

Na mesma pesquisa 31,5% dos entrevistados não concordam com a flexibilização das atividades comerciais no Estado e 1% não tem opinião formada sobre o assunto.

A pesquisa foi realizada com 2000 entrevistados entre o dia 18/06 e 22/06 em sete regiões da Paraíba. O resultado está sujeito a uma margem de erro máximo permissível de 2,0%, com confiabilidade de 95%.

 

paraiba.com.br

 

 

Arquidiocese da PB autoriza retorno gradual de celebrações religiosas

A Arquidiocese da Paraíba emitiu novo decreto autorizando o retorno gradual das atividades religiosas com a presença dos fiéis a partir deste sábado (20). A determinação foi divulgada no início da noite desta segunda-feira (16), no site da entidade máxima da Igreja Católica na Paraíba.

Na decisão do arcebispo Dom Manoel Delson, além das missas, estão permitidas as realizações de batizados, casamentos, confissões, exéquias e unção dos enfermos, sempre respeitando as normas recomendadas pelas autoridades sanitárias e de saúde.

30% da capacidade

As igrejas, durante as celebrações, não poderão ultrapassar o limite de 30% da capacidade total. Além disso, todas deverão oferecer álcool em gel nas entradas, além de marcações nos bancos e no piso, alertando sobre o distanciamento entre as pessoas. Aos fiéis, caberá a obrigatoriedade de uso de máscara, não promover aglomeração ou “aperto de mãos” em qualquer momento e respeitar o limite da capacidade estabelecida.

Caberá às paróquias determinarem a forma de organizar os fiéis no acesso às celebrações.

 

portalcorreio

 

 

Bispo de Guarabira publica novo decreto sobre o retorno gradual das celebrações

Neste domingo (14), em vista do retorno gradual das celebrações religiosas com a presença dos fiéis no contexto da presente pandemia, o Bispo Diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena dos Santos, comunica novo decreto com vigência prevista para o próximo dia 28 de junho do corrente ano. A saber:

Baixe o decreto aqui!

PASCOM – Pastoral da Comunicação

 

 

Botafogo-PB teme “desigualdade desportiva”, mas aprova retorno da Copa do Nordeste

O Botafogo-PB vê com bons olhos o possível retorno da Copa do Nordeste. Pelo menos essa é a visão do presidente do clube, Sérgio Meira, que, em entrevista nesta quinta-feira, não só aprovou a ideia, mas também minimizou possíveis percalços de uma volta antecipada da competição. É que com o retorno do futebol em datas diferentes dependendo de cada uma das praças esportivas, o dirigente teme uma possível desigualdade dentro de campo. No entanto, o próprio tratou de minimizar esses possíveis impactos em função das dificuldades financeiras enfrentadas pelos clubes em meio à pandemia do novo coronavírus.

– Sou totalmente favorável ao retorno da competição. Sem dúvidas (que haverá desigualdade dentro de campo). Mas, o momento é totalmente atípico. A Copa do Nordeste é uma importante fonte de recursos para os clubes – disse o mandatário do Alvinegro da Estrela Vermelha.

Além do aspecto financeiro, Sérgio Meira argumenta que, devido ao curto calendário restante da competição regional – que tem apenas mais uma rodada da fase de grupos antes do mata-mata – a viabilidade de retorno é ainda maior. Retorno que, segundo o dirigente, é bem visto não só pelo Botafogo-PB, mas também pelos demais participantes do torneio

– Sabemos que (a Copa do Nordeste) é uma importante fonte de receita para os clubes. Principalmente para aqueles que têm menor apoio financeiro. A maioria do clubes estão defendendo isso, tenho certeza. Creio que nenhum clube seria louco de não querer concluir a copa dentro de campo – afirmou o presidente do Belo.

Sérgio Meira vê com bons olhos o retorno do Nordestão — Foto: Raniery Soares / FPF-PB

Sérgio Meira vê com bons olhos o retorno do Nordestão — Foto: Raniery Soares / FPF-PB

Se por um lado, há o apelo financeiro da Copa do Nordeste, por outro, há também a importância desportiva da competição. E o Botafogo-PB sabe bem desse valor. Na última temporada, o time paraibano chegou às finais do torneio regional, fazendo a melhor campanha da sua história no Nordestão. Naquela ocasião, o Belo fez frente ao Fortaleza na decisão da competição. O Leão venceu no jogo de ida e de volta, ambos pelo placar de 1 a 0, e faturou o título da Copa do Nordeste.

– O Botafogo-PB se deu muito bem na Copa do Nordeste nessas duas últimas temporadas e não podemos de maneira alguma abrir mão da competição – garantiu Sérgio Meira.

Favorável ao retorno da Copa do Nordeste, o Botafogo-PB se reunirá nesta sexta-feira com a Liga organizadora da competição e mais 15 clubes para discutir o retorno do torneio. A expectativa por parte do clube paraibano é que o Nordestão retorne em meados de julho.

Com Globoesporte.com

 

Federação de Futebol do Rio de Janeiro não marca retorno do futebol no Rio de Janeiro

A autorização do governo estadual já estava dada, mas faltava a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), em reunião neste sábado (6) à tarde, acertar a volta do Campeonato Carioca de 2020.   No entanto, os dirigentes da Série A do Rio, em encontro online e restrito, decidiram pela cautela e vão esperar o referendo do protocolo Jogo Seguro e de outras medidas pelas autoridades sanitárias para recomeçar a competição.

A ideia é realizar partidas de portões fechados e preferencialmente no Maracanã, Nilton Santos e São Januário. Contudo, nenhuma data foi marcada. Pelas regras de flexibilização do isolamento social da Prefeitura, a partir de julho, os confrontos poderiam receber a torcida, desde que até 33% da capacidade de público dos estádios na capital fluminense.

O último jogo aconteceu no dia 16 de março, com a vitória do Madureira, por 2 a 1, sobre o Volta Redonda. Faltam ainda duas rodadas para terminar a fase de grupos da Taça Rio (2º turno), de onde saíram quatro classificados às finais. Flamengo e Boavista (9 e 4 pontos respectivamente) estão na ponta do Grupo A e o Botafogo surge em quarto lugar com 4 pontos. Já Fluminense e Madureira (9 e 6 pontos) lideram a outra chave, com o Vasco em  quinto lugar, somando apenas 2 pontos.  A Taça Guanabara (1º turno) foi conquistada pelo Flamengo, que possui o artilheiro do torneio, Gabriel Barbosa, com 8 gols.

Autorização

Decreto do governador Wilson Witzel, publicado nesta sexta-feira (5), autorizava o retorno do futebol no estado a partir de hoje. A liberação se insere dentro reabertura gradual da economia e abrange ainda setores do comércio e da indústria, além da prática de esportes em alto rendimento.

Agência Brasil

 

 

Uma semana após retorno das aulas, França fecha 70 escolas por contágio de Covid-19

Uma semana após o retorno das aulas do Ensino infantil e fundamental, o governo francês anunciou que 70 das 40 mil escolas do país precisaram voltar a fechar as portas devido ao contágio pelo novo coronavírus.
Quase um terço das escolas foram fechadas em apenas uma única cidade. Sens, localizada na região da Borgonha, teve 24 unidades de ensino paralisadas por causa de um caso de Covid-19.
Segundo o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, o fechamento das escolas não deveria ser motivo de preocupação, uma vez que isso demonstra que as autoridades de saúde estavam vigilantes.
Em entrevista ao canal de notícias BMF TV, o ministro foi questionado se não era exagero fechar dezenas de escolas por causa de uma só pessoa contagiada. “Às vezes nos acusam de fazer de menos, às vezes de fazer de mais. Se tirarmos uma linha de equilíbrio, estamos atentos à saúde das pessoas”, respondeu Blanquer.
Ainda de acordo com ele, as escolas foram fechadas seguindo dois princípios básicos: orientação das autoridades de saúde e diálogo com os governantes locais.
“Voltar à escola não é uma medida secundária; é fundamental”, afirmou o ministro sobre as consequências da suspensão das aulas. Além de impactos psicológicos e de nutricionais – já que boa parte dos alunos depende da merenda escolar – há risco de abandono ou fracasso escolar.
diariodepernambuco

 

TRT determina retorno imediato de 50% dos vigilantes em greve

O presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, determinou nesta terça-feira (30) o retorno imediato ao trabalho de 50% dos vigilantes em transporte de valores que estão em greve.

A liminar foi concedida a pedido do Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado da Paraíba.
Caso a decisão não seja cumprida, o sindicato dos trabalhadores terá que pagar uma multa diária de R$ 10 mil.

Além da determinação do retorno de metade da categoria ao trabalho, o desembargador marcou uma audiência de conciliação referente ao dissídio coletivo da categoria, para a próxima segunda-feira (6), às 14h, no auditório do Tribunal Pleno, sede do TRT13, em João Pessoa.

Cerca de 600 trabalhadores de cinco empresas de transporte de valores entraram em greve nessa segunda-feira (29) por tempo indeterminado na Paraíba. Entre as reivindicações, eles exigem reajuste salarial de 5%, plano de saúde e melhoria no vale alimentação

MaisPB

 

 

Ivete comenta retorno e a dificuldade de sair de casa sem as gêmeas

Ela está de volta e o Vídeo Show não poderia ficar de fora dessa, né?! Após o nascimento das gêmeas Marina e Helena, Ivete Sangaloretornou aos palcos neste domingo, 29/4, do jeito que mais gosta: em cima do trio. A rainha transformou a orla de Salvador em um Carnaval fora de época e a repórter Vivian Amorim foi até lá para acompanhar tudo.

“Vocês não imaginam o prazer que é estar de volta!”, brincou Veveta ao citar frase da personagem Clara (Bianca Bin) de O Outro Lado do Paraíso.

Vivian Amorim vai até Salvador acompanhar volta de Ivete Sangalo ao palcos (Foto: TV Globo)

Vivian Amorim vai até Salvador acompanhar volta de Ivete Sangalo ao palcos (Foto: TV Globo)

Enquanto a plateia aguardava a cantora gritando “A rainha voltou”, ela contava que os fãs são a maior motivação para essa volta:

“Estou muito feliz por estar aqui. Estava precisando desse encontro com eles, sinto falta.”

Ivete Sangalo faz show para multidão em Salvador (Foto: TV Globo)

Ivete Sangalo faz show para multidão em Salvador (Foto: TV Globo)

E os filhos? Marcelo acompanhou a mãe no show enquanto Marina e Helena ficaram comportadas em casa. Ivete contou como foi deixar as gêmeas e ainda falou como tem sido a rotina com três filhos.

“Eu tô doida que agora eu tenho três filhos, já pensou que coisa linda? Foi tudo tão especial e o fato de ser em Salvador atenua muito a minha saída de casa. É muito difícil sair, até então eu só tinha saído para levar e buscar meu filho na escola. Mas eu ‘ordenhei’, conversei com elas e as danadas, que não dormem nessa hora, dormiram. Eu pensei: ‘será que elas estão me dando a aprovação?’”

Ivete Sangalo com o marido Daniel Cady e os filhos Marcelo, Marina e Helena (Foto: TV Globo)

Ivete Sangalo com o marido Daniel Cady e os filhos Marcelo, Marina e Helena (Foto: TV Globo)

Retorno de Ivete Sangalo vira meme inspirado em 'O Outro Lado do Paraíso' (Foto: TV Globo)

Retorno de Ivete Sangalo vira meme inspirado em ‘O Outro Lado do Paraíso’ (Foto: TV Globo)

gshow

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br