Arquivo da tag: restrição

Policiais do 4º BPM apreendem motos com restrição de roubo e placa adulterada em Pilões

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) apreenderam, no início da madrugada desta terça-feira (11), na cidade de Pilões, durante o trabalho de policiamento do “Caminhos do Frio”, uma moto roubada e outra com a placa adulterada.

A guarnição do subcomandante, major Guimarães, e do Destacamento local, solicitou ao Copom que checasse o chassi de uma motocicleta que estava sem a placa. Ao fazerem a consulta pelo chassi, os policiais constataram que a moto possuía restrição de roubo ou furto. A moto Honda CG 125 Fan, de cor preta, cuja placa foi identificada com sendo MNX 8834, de Santa Rita-PB, foi apreendida e encaminhada pelos militares para a delegacia de Polícia Civil.

Ao consultarem outra moto, os policiais verificaram que ela apresentava características diferentes entre a placa e o veículo. O proprietário foi localizado, mas não apresentou a documentação e a moto, uma Honda CG 150 cor vermelha, placa NVZ de Aparecida de Goiânia-GO, foi apreendida. O proprietário também foi conduzido à delegacia.

DUAS ESTRADAS – Na segunda-feira (10), no centro da cidade, a guarnição do Destacamento, comandada pelo Sgt Edjelson, foi informada que um homem havia ameaçado algumas pessoas com uma faca peixeira, danificou um veículo e ainda praticou outras desordens em via pública. Ao chegarem ao local, os policiais constataram a denúncia e prenderam o acusado, que foi autuado em flagrante por ameaça, dano e desordem em via pública.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Polícia Militar recupera moto com restrição de Roubo em Solânea

A Polícia Militar recebeu na manhã dessa segunda-feira (15) uma denúncia anônima informando que numa casa abandonada no sítio Vidal, Município de Solânea havia uma moto abandonada, a guarnição da R/P comandanda pelo Cb Nelson foi ao local e contatou a veracidade da denúncia.

Ao realizar consulta da motocicleta Honda Fan, placa DUZ-7346/SP, verificou que havia restrição de roubo. A motocicleta foi apreendida e conduzida à DP de Solânea para os procedimentos cabíveis.

Focando a Notícia com P/5 – 7 CIPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ministro acha prudente restrição de turismo de grávidas onde tem vírus Zika

gravidaO ministro da Saúde, Marcelo Castro, considerou que a recomendação do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, para que mulheres americanas grávidas avaliem a ida para países onde há circulação do vírus Zika, entre eles o Brasil, não se trata de uma determinação para que não viagem para esses locais. Na avaliação dele, é uma recomendação para tomar os devidos cuidados, da mesma forma que o ministério vem fazendo no país.

“Acho uma decisão prudente [do CDC dos Estados Unidos]. Aqui no Brasil as pessoas estão se precavendo e nós estamos recomendando todos os cuidados que o CDC está recomendando”, disse, durante a apresentação do kitNAT Discriminatório para Dengue, Zika e Chikungunya, hoje (16), na sede da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

Castro esclareceu que não recomendaria a um estrangeiro evitar uma viagem ao Brasil, para não correr risco de contrair a doença, e destacou que de maneira nenhuma é o caso de deixar de vir ao país. “A estrangeira que vier ao Brasil para engravidar, ou já vier grávida, é a mesma situação de qualquer brasileira. [Deve] tomar todas as providências necessárias para não ter contato com o mosquito Aedes aegypti [transmissor da zika, dengue e chikungunya]”, concluiu.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Castro destacou que a vontade de engravidar tem que ter uma decisão responsável e discutida entre a família, e no momento em que o Brasil passa por uma epidemia de microcefalia causada pelo vírus, que chegou ao país em maio de 2015, os cuidados de todas as gestantes terão que ser reforçados. “A gestante deve fazer todas as ações necessárias para que não seja picada pelo mosquito durante a sua gestação”, disse ele.

Entre as recomendações estão vestir calças, roupas de mangas compridas e usar meias e sapatos. “Ou seja, cobrir o máximo as partes do corpo, usando repelente e tomando providências para que não entre em contato com o vírus”, completou.

O ministro lembrou que as crianças que nascem com a doença farão parte de uma geração de pessoas que sempre precisarão de cuidados especiais. “São pessoas que vão sempre precisar de auxílio, de apoio de outras pessoas, familiares, de fisioterapeutas, de médicos. Então, é realmente uma situação gravíssima, e temos que fazer todo o esforço para evitar o máximo que isso aconteça. A nossa expectativa é de que venceremos a batalha final quanto tivermos uma vacina eficaz”, indicou.

Apesar de reconhecer que existe também no país uma epidemia de chikungunya, ele ressalvou que no momento o grande foco das autoridades de saúde é a zika, por causa da microcefalia. “Estamos preocupados com a dengue? Estamos. Estamos preocupados com a chikungunya? Estamos. Estamos preocupados com a zika? Preocupadíssimos, porque a gravidade é muito maior, mas tanto faz uma como a outra, a maneira de combatê-las é uma só: evitar que o mosquito venha a nascer.”

Castro disse que tem costume de fazer caminhadas pela manhã, em Brasília, e durante o percurso sempre observa se há possibilidade de locais de reprodução do Aedes aegypti. “Eu já estou neurótico. Ando com um radar ligado. Vou vendo o tempo todo, se tiver um copo, uma garrafa, qualquer coisa solta na rua já vou pegando para botar na lixeira. Todos nós temos que ter este sentimento, porque se o mosquito vier a ser criado e sair voando é um terror”, avaliou.

 

 

As informações são da Agência Brasil.

Ministério da Saúde defende maior restrição à publicidade de cerveja

cervejaAs vésperas de uma Copa do Mundo que exigiu mudar as leis nacionais para permitir o consumo de álcool nos estádios e uma ampla publicidade, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou nesta segunda-feira, 19, que é favorável a uma maior regulamentação das propagandas de cerveja e que vai apoiar propostas de prevenção em relação ao consumo.

O Brasil proíbe o consumo de bebidas nos estádios, mas, como um dos patrocinadores da Fifa é uma marca de cerveja, o governo foi obrigado a rever a lei durante o torneio. A marca estrangeira é uma das maiores financiadoras da Fifa e tem como garantia da entidade que apenas seus produtos serão vendidos nos 64 jogos da Copa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O consumo de álcool no Brasil supera a média mundial e apresenta taxas superiores a mais de 140 países. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS), que, em um informe publicado na semana passada, alertou que 3,3 milhões de mortes no mundo em 2012 (5,9% do total) foram causadas pelo consumo excessivo do álcool. O volume é superior a todas as vítimas de aids e tuberculose.

A OMS avaliou dados de 194 países e chegou à conclusão de que o consumo médio mundial para pessoas acima de 15 anos é de 6,2 litros por ano. No caso do Brasil, os dados apontam que o consumo médio é de 8,7 litros por pessoa por ano.

Prioridade. Chioro, em declarações em Genebra durante a Assembleia Mundial da Saúde, deixou claro que o consumo excessivo da bebida é uma de suas prioridades e quer que o tema entre com força na agenda internacional. “O que nos preocupa é que muitas vezes damos uma super ênfase no crack e subdimensionamos o impacto que o alcoolismo tem na saúde, particularmente quando vemos o apelo para as crianças e adolescentes para se introduzir na dependência”, declarou o ministro.

Uma das formas de incrementar a prevenção seria justamente limitar os horários de publicidade de cervejas. Hoje, a restrição se refere a bebidas com maior grau de álcool, o que deixa a cerveja fora das limitações. “Esse é um debate que a sociedade está fazendo. Há um grande movimento liderado pelo Ministério Público, Conselho Nacional de Saúde e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de ampliar a regulamentação da publicidade, no sentido de ver o que é bebida alcoólica. A nossa legislação deixa de fora algumas bebidas e cerveja”, disse.

Debate. Chioro apontou que o governo ainda não tem uma posição fechada em relação à proposta de uma maior limitação de publicidade. “O governo está discutindo internamente como vai lidar com isso”, declarou. Mas afirmou que seu ministério é favorável a novas medidas. “Não podemos desconsiderar o tema. Como ministro da Saúde, eu seria absolutamente inconsequente. Se na agenda internacional queremos discutir a dependência, o conjunto de medidas, que inclui prevenção, que puder ser considerado, merece da parte do Ministério da Saúde um tratamento muito especial”, disse.

Já para a Copa do Mundo, o fato de as leis terem mudado para abarcar a venda de bebidas não é considerado pelo ministro como um problema. “A Copa é temporal”, afirmou.

Estadão

Sem restrição, detentos do Presídio do Róger postam fotos no Facebook

Quem tiver curiosidade de saber como é o cotidiano dos encarcerados no Presídio do Róger, é só fazer uma busca nas redes sociais. Presos estão criando contas no Facebook, postando mensagens e fotos e interagindo através de smartphones e de computador. “Liberdade vai chega. Os manos só tao prezo nao morreram nao . Ta ligadoooo…”, diz a mensagem postada no último dia 31, no perfil de Rafael Marcílio, acusado de homicídio, ilustrada por uma foto de um grupo de presos no pátio do Roger.  A Secretaria de Administração Penitenciária (Sedap) já tem conhecimento da prática dentro da prisão.

Rafael Marcílio criou a conta no facebook com o nome de “Rafael Paqueta”, no dia 29 de setembro, quando já se encontrava preso no Róger. A última postagem foi às 11h de ontem, com a foto de Rafael sem camisa, com boné e fones de ouvido, na cela.

Rafael mantém o perfil atualizado, com fotos do seu dia a dia dentro da penitenciária. Em suas atualizações, são constantes fotografias da cela onde cumpre pena, bem como de outros presos, um deles exibindo orgulhoso, duas facas peixeiras. No perfil, o detento tem 231 amigos e também há diversas fotos, até de seu filho, durante visita realizada no último domingo.

Ele não é o único na rede e interage com outros presos e com pessoas de fora do presídio e nenhum  faz questão de esconder a situação.

Em agosto, a Sedap transferiu um preso para o PB1 após ele ser pego em flagrante utilizando o Facebook. O secretário adjunto de administração penitenciária, coronel Arnaldo sobrinho disse desconhecer esses novos casos.

Maria Alice Lins, do Jornal Correio da PB

DONA INÊS-PB. Mais uma moto com restrição de furto/roubo é recuperada na cidade

Já foram várias as motos apreendidas em Dona Inês com restrição de furto/roubo e na tarde dessa segunda-feira (29), a polícia militar do destacamento local realizou mais uma apreensão.
A moto Honda Pop, cor preta, ano 2007, segundo consta o Chassi, de placa MYP-8736-RN, foi apreendida pelo Sargento Edivonaldo e pelo Cabo PM F. Santos, quando realizavam rondas de rotina pela cidade.
O SGT Edivonaldo contou que achou suspeito o condutor da motocicleta identificado como Roberto Silva Costa, de 18 anos, residente na Rua José Antõnio da Silva e resolveu abordá-lo. Após a abordagem a polícia descobriu que a moto estava com a placa fria, KFG-2033/PE, e pelo chassi, foi constatado a restrição de furto roubo.
A moto foi roubada em 06 de Junho de 2008, na cidade de Arez-RN, e está no nome de Adagilza Dionísia de Bastos.
Chimba como é mais conhecido o proprietário, disse ter comprado a moto a um homem identificado como Pitbull, assassinado a tiros no último sábado (27) em Belém-PB.
O jovem foi conduzido para a delegacia plantonista da Polícia Civil, em Solânea-PB para ser apresentado a autoridade  competente e deve responder por crime de receptação.
Por Júnior  Campos

TACIMA-PB. Moto com restrição de furto roubo é recuperada

 
 (SD Leal, Subtenente Gilberto e SD Ramones – Guarnição em serviço)
Na manhã dessa segunda-feira (29), policiais da 3ª Companhia de polícia militar/4º BPM-PB, comandados pelo Capitão PM Silva Ferreira, realizavam blitz rotineira em um trecho da Rodovia PB-073, nas proximidades de Tacima, quando abordaram Francisco Ribeiro da Silva, residente no Bilimguim, município de Tacima que, conduzia a moto Honda Fan, cor vermelha, com placa MYG – 2920/Santa Cruz-RN.
Após verificação foi contatado que a moto tinha restrição de furto/roubo. O condutor e a motocicleta foram apresentados ao delegado de polícia civil, Dr. Hilamilton para os procedimentos cabíveis.
Por Júnior  Campos

Dilma sanciona restrição à venda de uniformes militares e policiais

 

A presidente Dilma Rousseff sancionou na terça-feira (5) lei que restringe a venda de uniformes, distintivos e insígnias das Forças Armadas, polícias e corpos de bombeiros militares. De acordo com a Lei 12.664/2012, o comércio desses itens só poderá ocorrer em estabelecimentos credenciados pelos respectivos órgãos, mediante apresentação de identificação funcional e autorização da instituição.
Pela lei, as empresas de segurança privada ficam proibidas de usar distintivos, insígnias e emblemas que possam ser confundidos com os dos órgãos oficiais. A presidente Dilma vetou, no entanto, artigo que restringia a venda de uniformes de empresas privadas a estabelecimentos credenciados pela Polícia Federal.
Segundo avaliação do Ministério da Justiça, o credenciamento das lojas não garantiria o controle da comercialização, sendo necessário criar um sistema de registro dos uniformes de empresas de segurança privada em circulação. A atividade de segurança privada, contudo, permanece sob fiscalização da Polícia Federal.
A nova lei é oriunda do Projeto de Lei do Senado (PLS) 132/2011, do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), aprovado terminativamente pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em junho do ano passado. A proposta foi aprovada na Câmara, sem mudanças, no mês passado.

Fonte: Agência Senado

Focando a Notícia