Arquivo da tag: restaurante

Manobrista de restaurante bate carro de luxo de cliente, em João Pessoa, diz polícia

O manobrista de um restaurante de João Pessoa se envolveu em um acidente com o carro de luxo de um cliente, na tarde deste sábado (14), na Avenida Edson Ramalho, em Manaíra. O veículo é um Mustang Shelby GT. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações do tenente Walderez, da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), a polícia chegou a ir até o local do acidente, mas como não houve feridos, não foi feito o registro da ocorrência.

“O manobrista pegou o carro no estacionamento, tava levando para deixar pro cliente. Quando ele acelerou, provavelmente não tava acostumado com a potência do carro, perdeu o controle e bateu”, explicou.

Segundo uma testemunha, tudo aconteceu muito rápido. Depois do acidente, os funcionários do restaurante e o cliente conversaram e, em seguida, um guincho chegou para levar o carro.

Apesar de não haver feridos, o acidente chegou a danificar o canteiro da calçada de um empresarial e a placa que indica os nomes da rua do local.

G1

 

Homem é assassinado a tiro em restaurante de Campina Grande

Um homem foi morto a tiro, na noite desta quinta-feira (30), dentro de um restaurante no Centro de Campina Grande. Segundo informações da Polícia Militar, as equipes foram acionadas por volta das 22h45 para o restaurante que fica no Centro da cidade. Ao chegarem no local encontraram a vítima, Joacir Oliveira Filho, de 34 anos, com ferimento no tórax.

De acordo com relatos de testemunhas à polícia, a vítima e o suspeito estavam bebendo juntos e após uma discussão foi ouvido um tiro. O suspeito teria fugido a pé em direção ao Parque do Povo.

A vítima ainda foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Até as 8h, nenhum suspeito havia sido preso.

G1

 

MPF obtém condenação de envolvidos em construção de restaurante universitário na UFPB em Bananeiras

Irregularidades ocorreram no Campus III da UFPB, em Bananeiras, e incluíram pagamentos sem contrato, paralisação e serviços mal executados

O Ministério Público Federal (MPF) em Guarabira (PB) obteve a condenação de três servidores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) por causarem um prejuízo de R$ 173.391,52 ao erário, decorrente de execução irregular do restaurante universitário do Campus III da UFPB em Bananeiras (PB), em 2008. Eles foram condenados pela prática de atos de improbidade administrativa, por várias irregularidades na execução da obra, como pagamentos realizados sem contrato, paralisação da obra e defeitos estruturais ocasionados por serviços mal executados.

Foram condenados o então diretor do Campus III da UFPB em Bananeiras, Antônio Eustáquio Resende Travassos; o servidor Inaldo Soares dos Anjos, então gestor financeiro do contrato firmado entre a universidade e a construtora responsável pela obra; e o servidor Ivanildo Rodrigues de Melo, fiscal das obras do restaurante universitário. Todos foram sentenciados ao ressarcimento do dano, suspensão dos direitos políticos por cinco anos, multa civil e proibição de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de cinco anos.

Aditivo retroativo – Conforme o processo, em 2007, o Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias – CCHSA, do Campus III da UFPB, em Bananeiras, realizou licitação para a construção do restaurante universitário. A empresa Saneamento e Construções Ltda – Secol ganhou a licitação e foi assinado o Contrato n. 11/2007, em 30 de dezembro de 2007, no valor de R$ 308.873,39.

Entretanto, o contrato venceu em 30 de agosto de 2008 sem que a construção do restaurante tivesse sido concluída. Mesmo assim, os pagamentos das medições continuaram a ser realizados. Houve três medições executadas e pagas sem qualquer amparo contratual. O aditivo somente foi providenciado em 23 de dezembro de 2008, ampliando o prazo da conclusão em 90 dias.

Negligência – De acordo com a sentença, o diretor Antônio Eustáquio Travassos foi negligente nos cuidados da execução do contrato, uma vez que “afirmou claramente que assinava os documentos sem se atentar para datas ou seu conteúdo”. Eustáquio também se omitiu quanto à aplicação de penalidades administrativas à empresa Secol, em razão do descumprimento das cláusulas contratuais que ocasionaram o atraso na construção do prédio e o abandono da obra. Em depoimento, o diretor do campus afirmou que “apenas tomou medidas administrativas contra a empresa somente quando houve a inspeção da Controladoria Interna da UFPB”.

O gestor financeiro do contrato, Inaldo Soares dos Anjos, deixou de recolher o percentual de 5% do valor do contrato a ser pago pela empresa como garantia de execução da obra. Já o fiscal das obras do restaurante, Ivanildo Rodrigues de Melo, realizou atestos de execução de obras mesmo quando os serviços não tinham sido realizados, deixando, assim, de agir com diligência e probidade no desempenho de suas funções, conforme a sentença.

O processo tramita na 12ª Vara da Justiça Federal sob o número 0801466-33.2015.4.05.8200.

portalmidia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Após se envolver em briga em restaurante, homem pega arma, atira em via pública e atinge mulher

armaA Polícia Militar prendeu, em flagrante, na madrugada deste sábado (28), um homem suspeito de ter efetuado disparos de arma de fogo em via pública, que atingiu uma mulher de 21 anos.

Em contato com o Portal MaisPB, capitão Antônio, da Disp de Manaira, afirmou que Célio Ribeiro de Lima, de 31 anos, estava dentro de um restaurante, quando se envolveu em uma briga, que teria sido causada por ele. Seguranças expulsaram o suspeito do local, que continuou a discussão do lado de fora do estabelecimento. Ainda segundo o capitão, Célio pegou uma arma no carro e atirou contra os outros homens que estavam na discussão.

A vítima foi atingida por um tiro na perna e socorrida para o Hospital de Trauma da Capital, e segue  consciente e orientada.

Com o suspeito, foram apreendidas uma arma calibre 38 e seis munições.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Explosão de gás mata dezenas em restaurante na Índia

indiaPelo menos 85 pessoas morreram e cerca de 100 ficaram feridas após a explosão, neste sábado (12), de um depósito de gás em um restaurante no estado de Madhya Pradesh, no centro da Índia, diz o inspetor B.L. Gaur, da polícia local. As informações são da Reuters.

O número de mortos não é definitivo e pode aumentar. A CNN fala em 55 mortos, enquanto a agência France Presse corrigiu que o número de vítimas fatais é 85. “No início, pensamos que eram 104 pessoas, com base em vários relatórios que chegam a nós, mas agora a nossa informação oficial diz que são 85 mortes confirmadas”, diz M. L. Gond, um inspetor de polícia do distrito de Jhabua, à qual pertence a localidade de Petlawad, onde ocorreu a tragédia.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

As equipes de emergência trabalham nas buscas por sobreviventes entre os escombros do edifício. A explosão aconteceu por volta das 8h30 locais (0h30 de Brasília), em uma cidade do distrito de Jhabua, e os feridos foram transferidos para diferentes hospitais, segundo um porta-voz da polícia da região.

“As equipes de resgate estão buscando pessoas entre os escombros do restaurante, pois o edifício desabou, e iniciaram as investigações para saber as causas da explosão”, afirmou o porta-voz.

O acidente ocorreu na cidade de Petlawad, que fica a cerca de 60 km de Jhabua, e o número de vítimas pode aumentar, confirmou o oficial de polícia A. R. Khan à agência local “PTI”.

Meios de informação locais reportaram que houve uma segunda explosão, aparentemente de material de pirotecnia, em um edifício vizinho de dois andares que também desabou, mas o porta-voz policial em Jhabua declarou que esse fato ainda precisa ser confirmado.

O chefe do executivo de Madhya Pradesh, Shivraj Singh Chouhan, expressou no Twitter suas condolências. “A tragédia de Jhabua me parte o coração. Apresento minhas condolências às famílias das vítimas e rezo pela pronta recuperação dos feridos”, afirmou.

Do G1, com agências internacionais

Casal faz sexo em restaurante lotado em São Gonçalo, no Rio de Janeiro

sexoUm casal nada discreto não segurou a vontade e resolveu fazer sexo dentro de um restaurante, que fica em São Gonçalo no Rio de Janeiro. E para quem acha que o local estava vazio, se engana. Clientes e funcionários presenciaram toda a cena.

O atitude deixou os clientes do estabelecimento revoltados, teve até coro onde a mulher era chamada de “piranha”, e pessoas sugerindo que eles fossem para um “motel”. O desrespeito foi tão grande que até mesmo na hora de pagar a conta o casal não parou o ato.

Segundo o a página no Facebook Jornal Atual Rio, o fato aconteceu no final do mês de maio. Outras informações afirmam que o rapaz do vídeo é professor de um colégio conhecido na cidade, e a jovem é aluna dele. Os nomes não foram divulgados, no intuito de preservar os envolvidos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Vale Notícias

Garçom é baleado dentro de alojamento de funcionários em restaurante em Intermares

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Um garçom de 24 anos foi baleado dentro do alojamento de funcionários de um Bar e Restaurante localizado na praia de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, na noite desse sábado (18). De acordo com a Polícia Militar, a tentativa de homicídio aconteceu por volta das 23h.

Segundo o tenente Frazão, da Companhia de Polícia Militar de Cabedelo, a vítima foi atingida por um tiro nas costas. No momento do crime, não havia testemunhas no alojamento de funcionários. A polícia acredita que o autor do disparo seja conhecido da vítima.

“A vítima foi socorrida por uma viatura da PM, estava consciente, mas não quis falar sobre o ocorrido. Acreditamos que ele conhece o autor do tiro, mas por algum motivo que desconhecemos não quis identificar ou descrever a pessoa que atirou contra ele”, disse o oficial.

O garçom foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. O estado de saúde dele não foi divulgado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Ainda conforme o tenente Frazão, o caso já foi entregue a Polícia Civil, que vai investigar o crime. Imagens do circuito de câmeras do estabelecimento devem ser solicitadas para possibilitar a identificação do autor do disparo.

Por telefone, o Portal Correio tentou entrar em contato com a gerência do bar, mas foi informado que não havia ninguém autorizado a comentar o caso no local.

 

Portal Correio

UFPB vai apurar uso de arma durante confusão no restaurante universitário

margareth-dinizA reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vai apurar o uso de uma arma por parte de um segurança durante uma confusão envolvendo estudantes no Restaurante Universitário (RU) da instituição. De acordo com a reitora, Margareth Diniz, o tumulto aconteceu na terça-feira (24), no campus de João Pessoa.

“Recebemos a informação de que um dos vigilantes teria sacado um revólver para tentar conter os estudantes que estariam forçando a porta para invadir o restaurante. Esta não é a postura que é recomendada para os seguranças e estamos apurando o caso para tomar as providências cabíveis”, disse a reitora na manhã desta quarta-feira (25).

Segundo Margareth, um grupo de estudantes estaria insatisfeito com a demora na fila e um tumulto aconteceu na entrada do restaurante. “Estamos fazendo um levantamento para saber, de fato, o que aconteceu e vamos procurar os estudantes para saber qual o motivo da confusão e quais as reivindicações que eles têm a fazer”, explicou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A reitora também pediu que os alunos que frequentam o ambiente tenham calma em relação a formação de filas. “O RU está passando por reformas para que uma nova ala seja criada para atender mais pessoas. Por conta das obras, pode acontecer algum atraso e a fila demorar um pouco mais, mas não será nada que comprometa o funcionamento normal do restaurantes. É preciso que os alunos tenham paciência que todos serão atendidos”, concluiu Margareth.

 

Do G1 PB

Comida de bar e restaurante fica mais cara e pressiona inflação pelo IPC-S

restauranteNa primeira semana de outubro, o preço dos alimentos de bares e restaurantes subiu e pressionou a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S). O indicador acelerou para 0,51% – taxa 0,02 ponto percentual acima da registrada na última divulgação.

Das oito classes de despesa usadas no cálculo do índice, cinco mostraram variações maiores de uma semana para a outra. No caso dos alimentos, o avanço foi de 0,55% a 0,61%.

Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos vestuário (de 0,02% para 0,23%); comunicação (de 0,67% para 0,92%); despesas diversas (de 0,11% para 0,16%); e saúde e cuidados pessoais (de 0,50% para 0,52%).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na contramão, estão os comportamentos dos grupos educação, leitura e recreação (de 0,64% para 0,45%) e transportes (de 0,51% para 0,49%).

O grupo de gastos com habitação repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, 0,48%.

Veja variações de preços de alguns itens:
Bares e restaurantes, de 0,70% para 0,85%
Passagem aérea (de 9,81% para 3,91%)
Seguro facultativo para veículo (de 2,29% para 0,60%)
Calçados (de -0,34% para 0,07%)
Tarifa de telefone residencial (de -0,78% para -0,09%)
Serviço religioso e funerário (de 0,02% para 0,21%)
Médico (de 1,93% para 2,07%)
Eletrodomésticos e equipamentos (de 0,12% para 0,27%)
Tarifa de eletricidade residencial (2,01% para 1,61%).

G1

Vigilância Sanitária interdita restaurante universitário do Campus III, em Bananeiras

interditadoApós ações realizadas pela equipe da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), nessa segunda-feira (25), no Restaurante Universitário do Campus III, UFPB/Bananeiras, foram detectadas várias irregularidades, entre elas a falta de higienização.

Por circunstância disso, o restaurante foi interditado e as aulas também estão suspensas por tempo indeterminado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo informações, a denúncia foi feita por alunos, depois que encontraram ‘bichos’ no feijão. Agora, o restaurante terá que se adequar às normas da Vigilância Sanitária para poder voltar a funcionar.

 

Bananeiras Online