Arquivo da tag: reserva

Vereador quer reserva de vagas para artistas locais em eventos de Solânea

O vereador de Solânea, Juninho Melo (PMDB), apresentou na sessão da última terça-feira (24) uma Indicação ao Executivo solicitando ao prefeito Kayser Rocha e ao diretor de Cultura, Tiago Salvador, para que os mesmos adotem e encaminhem um Projeto de Lei que torna obrigatório a reserva de vagas em eventos culturais para contratação de artistas, bandas e músicos locais para que eles possam se apresentar em eventos que tenho recursos da Prefeitura Municipal.

Um dos artigos da Indicação destaca que dentro dos investimentos efetuados com recursos públicos municipais 30% sejam destinados à contração de artistas locais.

O vereador destaca ainda que os contratados recebam, assim como as grandes atrações, 50% do cachê antes das festividades e os outros 50% até 20 dias úteis após a apresentação.

Segundo Juninho, uma das reclamações frequentes de artistas locais é a falta de cachê, atraso no pagamento e disparidade na comparação do valor pago entre atrações locais e de outras localidades, que recebem bem mais. “Precisamos dar equidade a essa classe, a questão é valorizar e incentivar os artistas solanenses, nossos artistas precisam receber o tratamento merecido”.

Confira o modelo do projeto de Lei:

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Com time reserva, Fla empata com Ceará e perde 100% na temporada

jogoO Flamengo não tem mais 100% de aproveitamento na temporada. Em um jogo de nível técnico baixo, os reservas do Rubro-negro ficaram apenas no 0 a 0 com o Ceará, nesta quarta-feira (22), no Castelão. Foi a última partida dos cariocas fase de classificação da Primeira Liga. O time de Zé Ricardo somou sete pontos e garantiu a primeira posição do Grupo B. De acordo com a tabela, as quartas de final serão realizadas apenas nos dias 29 e 30 de agosto.

A concentração do Rubro-negro agora se volta para a semifinal da Taça Guanabara. Depois de muita confusão, o jogo contra o Vasco foi marcado para o próximo sábado (25), às 17h (de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A equipe tem a vantagem do empate para chegar à final.

Muralha é o único titular no Flamengo

O Flamengo contou apenas com o goleiro Alex Muralha na equipe de reservas escalada pelo técnico Zé Ricardo. O restante do time foi formado por jovens da base e jogadores acostumados a ficar no banco de reservas.

O Rubro-negro criou algumas chances, mas finalizou mal. O zagueiro Juan teve boa atuação, mas jovens como Felipe Vizeu e Lucas Paquetá foram apenas discretos.

No Ceará, o veterano Magno Alves foi o destaque e participou da maioria das jogadas dos donos da casa.

No fim, o resultado ficou de bom tamanho para os cariocas, mas deixou pelo caminho os 100% de aproveitamento na temporada.

Rubro-negro deixa de igualar melhor início de ano recente

O Flamengo não conseguiu igualar a marca de 2011, obtida pelo time de Ronaldinho e Thiago Neves. Na ocasião, a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo conseguiu o melhor início de ano recente do Rubro-negro. Foram oito vitórias consecutivas em jogos oficiais. O time de Zé Ricardo soma sete triunfos e um empate.

CEARÁ 0 X 0 FLAMENGO

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Cartões amarelos: Romário (Ceará); Rodinei (Flamengo)

Ceará
Éverson; Cametá (Everton Silva), Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário; Raul, Richardson e Felipe Tontini (Victor Rangel); Felipe Menezes (Alex Amado), Lelê e Magno Alves
Técnico: Givanildo Oliveira

Flamengo
Muralha; Rodinei, Donatti, Juan e Renê; Márcio Araújo, Cuéllar, Lucas Paquetá (Cafu) e Adryan (Matheus Sávio); Gabriel (Ronaldo) e Felipe Vizeu
Técnico: Zé Ricardo

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Rodar com o tanque de combustível na reserva pode danificar algum componente do veículo?

reserva“Quem anda sempre com o tanque na reserva pode… ficar parado no meio do caminho”, brinca Henrique Pereira, membro da Comissão Técnica de Motores Otto da SAE Brasil. Brincadeiras à parte, o engenheiro diz que, a princípio, rodar ocasionalmente com o carro depois que a luz da reserva acende não acarreta prejuízos à mecânica do veículo. No entanto, se isso virar um hábito frequente, o carro poderá sentir algum efeito colateral.

“Geralmente, no fundo do reservatório ficam depositadas impurezas, que podem ser trazidas para dentro do sistema (motor) quando o combustível do fundo do tanque for puxado.” Pereira explica que a ação pode causar o entupimento de algum filtro do veículo.

Em casos extremos, como rodar com o nível no limite da reserva, pode ocorrer superaquecimento da bomba de combustível. Se isso acontecer, mais uma vez o motorista poderá ficar parado no meio da rua. Para evitar dores de cabeça motivadas por falta de combustível ou troca prematura de componentes, o recomendável é rodar com ao menos ¼ do tanque preenchido.

revistaautoesporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

TRE-PB receberá 2.913 urnas novas e será reserva técnica do TSE para o Norte/Nordeste

urnasO Secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), George Bezerra Cavalcanti Leite, foi comunicado através de ofício do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que o TRE-PB receberá, para as Eleições 2016, 2.913 urnas eletrônicas novas – UE2015.

“Este é o resultado de tratativas iniciadas no Tribunal Superior Eleitoral ainda na gestão do desembargador João Alves da Silva, e concluídas na gestão do desembargador José Aurélio da Cruz, que pedia o envio de urnas novas para substituírem as que apresentaram problemas em João Pessoa durante o pleito passado, e que causou enormes filas e transtornos para os eleitores”, disse George Leite.

No ofício, o Tribunal Superior Eleitoral ainda diz que entende ser uma decisão interessante e estratégica que o TRE-PB atue como reserva técnica da Justiça Eleitoral, a fim de que o número adicional de urnas enviadas também possa ser disponibilizado de forma mais ágil às regiões Norte e Nordeste em caso de demanda emergencial para as Eleições 2016.

“Esta é uma excelente notícia para a Justiça Eleitoral Paraibana, visto que além de conseguirmos evitar a repetição dos problemas ocorridos na eleição passada, fica evidente o reconhecimento por parte do TSE do trabalho que vem sendo executado pela equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação, nos preparativos técnicos das Eleições Municipais de 2016”, afirmou Fábio Falcão de França, Coordenador de Eleições do TRE-PB.

As urnas serão entregues em lotes ao longo do mês de agosto.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Musa do futebol não aceita ficar na reserva e não vem para Rio-2016

Grande ausência para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A musa do futebol feminino Kaylyn Kyle, do Orlando Pride, rejeitou ficar entre as suplentes do Canadá e não vem para a Rio-2016. Ela só disputaria a competição caso alguma jogadora se lesionasse.

“Não, obrigado”, teria dito a musa, segundo o jornal “Mundo Deportivo”.

Kaylyn tem no currículo a medalha de bronze na Olimpíada de Londres-2012. Abaixo, mais fotos da beldade.

Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Kaylyn Kyle (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do Extra

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Metade das mulheres mantém um homem na reserva caso a relação atual acabe

planobMetade das mulheres mantém um pretendente amoroso de plantão na reserva caso a relação atual acabe e elas fiquem solteiras, concluiu uma nova pesquisa realizada no Reino Unido. As casadas são mais propensas a ter um plano B no amor do que aquelas que só namoram.

O estudo revelou ainda que, na maioria dos casos, o “reserva” é um velho amigo que sempre sentiu algo a mais pela mulher em questão. Outros candidatos são um ex-namorado ou ex-marido, um colega de trabalho ou um conhecido da academia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mil mulheres foram entrevistadas durante o levantamento. Constatou-se que o mais provável é que o plano B seja um homem que ela conhece há cerca de sete anos, que estará “pronto e esperando” por causa de “negócios inacabados”.

Uma em cada dez participantes disse que seu pretendente já havia confessado amor eterno, enquanto uma em cada cinco afirmou ter confiança de que ele “largaria tudo” por ela, se ela lhe pedisse.

Pouco mais de 40% das mulheres disseram que conheceram o “reserva” durante o relacionamento atual, enquanto uma porcentagem similar contou que esse segundo homem já estava em cena muito antes.

Um porta-voz da empresa OnePoll.com, responsável pela pesquisa, acredita que o fato de 50% das mulheres envolvidas em relacionamentos admitirem que têm um plano B é preocupante, sobretudo em tempos de Facebook e Twitter, que facilitam o contato com antigas paixões. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Extra

Concursos públicos federais terão reserva de 20% das vagas para negros

senadoO Senado aprovou nesta terça-feira (20) a reserva de vagas para negros ou pardos em concursos públicos federais. Em votação simbólica, os senadores aprovaram o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 29/2014, que garante aos candidatos negros 20% das vagas de concursos a serem realizados por órgãos da administração pública federal, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante a votação, o Plenário e as galerias contavam com a presença de deputados e representantes de entidades de defesa da igualdade racial. Para entrar em vigor, a reserva só precisa ser sancionada pela presidente da República, Dilma Rousseff.

Pelo texto, de iniciativa do próprio Poder Executivo, os candidatos deverão se declarar negros ou pardos no ato da inscrição do concurso, conforme o quesito de cor ou raça usado pelo IBGE. Esses candidatos concorrerão em duas listas: a de ampla concorrência e a reservada. Uma vez classificado no número de vagas oferecido no edital do concurso, o candidato negro será convocado pela lista de ampla concorrência. A vaga reservada será ocupada pelo próximo candidato negro na lista de classificação.

“Temos de esclarecer que a cota é aplicada no processo de classificação. Todas as pessoas vão disputar as vagas no concurso público em pé de igualdade. Não haverá nenhuma possibilidade de se fazer injustiça. Todas as pessoas farão o processo seletivo e, apenas na hora de preencher as vagas, é que será observada a cota de 20%”, explicou a senadora Ana Rita (PT-ES), que relatou o projeto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Dez anos

O projeto determina ainda que a reserva de 20% será aplicada sempre que o número de vagas oferecidas no concurso seja igual ou superior a três. Ou seja, se forem três vagas, uma já fica reservada aos candidatos negros. A cota racial terá validade de dez anos e não se aplicará a concursos cujos editais tenham sido publicados antes da vigência da lei.

A proposta prevê punições caso seja constatada falsidade na declaração do candidato. As sanções vão da eliminação do concurso à anulação do processo de admissão ao serviço ou emprego público do candidato que fraudar os dados.

Relator do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o senador Humberto Costa (PT-PE), considerou “histórica” sua aprovação pelo Senado.

“Creio que hoje é um dia histórico porque no nosso país, ao longo dos últimos anos, temos procurado enfrentar um problema secular que existe no Brasil da discriminação e do preconceito racial”, comemorou o senador.

Humberto Costa citou dados do Censo 2010, segundo os quais 50,7% da população brasileira são negros e mestiços, número que, entre os funcionários públicos federais, fica em apenas 30%. Quando os cargos são mais importantes, o índice cai ainda mais: entre os diplomatas apenas 5,9% são negros; nos auditores da receita são 12,3%; e na carreira de procurador da fazenda nacional, 14,2%.

Discriminação positiva

O senador José Sarney (PMDB-AP) lembrou ter sido o responsável por iniciar a discussão sobre cotas raciais no país, ao apresentar projeto reservando cotas para negros nas vagas no ensino superior e em concursos públicos, há 15 anos. Seu projeto, entretanto foi considerado inconstitucional à época pela Câmara dos Deputados, sob o argumento de criava discriminação entre as pessoas, o que era inconstitucional.

– Invoquei o fato de que as discriminações positivas estavam presentes na Constituição, como no caso dos deficientes físicos, que tinham direito à discriminação positiva. Quero me congratular com a presidente Dilma, que, com sua sensibilidade, consagra, de uma vez por toda, este princípio que, sem dúvida alguma, é um grande avanço e uma grande conquista para a raça negra no Brasil – elogiou Sarney.

A senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) lembrou que, neste mês, completam-se 126 anos da Lei Áurea e 319 anos da morte de Zumbi dos Palmares.

– Se ainda temos que discutir a instituição de cotas para acesso ao serviço público da parte da população negra é porque a Lei Áurea, embora se constitua um marco no processo de emancipação do negro, não trouxe consigo os instrumentos que amparassem o negro no período pós-libertação.

Emenda rejeitada

O Plenário rejeitou a emenda apresentada pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) para estabelecer a reserva de 40% das vagas de concursos públicos federais a residentes do estado onde os cargos serão preenchidos. Ela já havia sido rejeitada tanto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) quanto na CCJ. De acordo com o relator na CCJ, o conteúdo da emenda tratava de tema diverso ao contido no projeto em análise.

 

Por Agência Senado

Exploração de areia no Rio Paraíba, acaba com a reserva de água no lençol freático

Jornal Correio da Paraíba/Nalva Figueiredo
Jornal Correio da Paraíba/Nalva Figueiredo

A extração de areia no Rio Paraíba está sem controle e causando um impacto ambiental que poderá ser irreversível. Fomentada pela construção civil, a retirada acontece em um esquema que começa na calada da noite, segue durante o dia e o minério pode estar sendo exportado até para o exterior. A erosão está secando o lençol freático da região e os óleos das dragas poluem a segunda maior bacia hidrográfica do Estado (a Bacia do Rio Paraíba), onde 85 municípios estão inseridos e que drena quase 40% do território paraibano. Em São Miguel de Taipu, o leito do rio já rebaixou mais de 3 metros em alguns trechos: uma draga explora areia no local há mais de cinco anos, provocando a erosão. O cacimbão que abastecia a cidade (com 6.696 mil habitantes, IBGE/2010) secou há 3 anos. Além disso, quatro fazendas de camarão vizinhas ao Paraíba estão jogando água contaminada no seu curso. E mais: a draga também polui a água com óleo, que chega às torneiras das casas sem tratamento. O Ministério Público Estadual está investigando o esquema de extração, que estaria exportando a areia e ‘matando’ o Rio Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Integrantes do Fórum de Preservação do Rio Paraíba e a Apan denunciam que a areia extraída do rio é vendida na Paraíba, em Pernambuco e até enviada para a Europa. “Quando os caminhões carregados partem à noite com maior frequência, um após o outro, temos informações que eles saem diretamente para o Porto de Suape, em Pernambuco, para carregar algum contêiner”, afirma João Batista da Silva, representante da Apan.

O dono da draga alocada no rio em São Miguel de Taipu, Abel Vidal, informou que sua produção é vendida na Paraíba e em Pernambuco. Ele mora em Recife (PE) e exerce a atividade na Paraíba. “Daqui saem 15 caminhões por dia, mais ou menos (de 15 toneladas cada)”, informou. A carga é vendida por um valor que varia entre R$ 60 ou R$ 100, segundo ele.

Há cinco anos, Abel Vidal explora o local assegurado por duas licenças concedidas via liminar judicial à Fazernda Oiteiro Ltda. com a característica de “Operação de Pesquisa” e cada uma autoriza a atividade em uma área de 49 hectares cúbicos. O dragueiro trabalha de forma independente. Em contrapartida, ele cede três carradas de areia por dia para a Prefeitura de São Miguel de Taipu. No local, o tratorista afirmou que a areia está sendo usada em obra pública, para calçamento no Bairro do Açude. “É a ajuda de custo que damos para a prefeitura”, disse o dragueiro.

 

 

Por Jornal Correio da Paraíba/Márcia Dementshuk

No fim, Grêmio bate Fla reserva por 2 a 1, toma 2º lugar e põe rival em alerta

O Grêmio precisava vencer para recuperar a vice-liderança no Brasileiro. O Flamengo voltou a escalar o time reserva, pensando na final da Copa do Brasil, e queria ao menos o empate. O elenco limitado não conseguiu conter a experiente equipe gaúcha, que nem chegou a fazer uma boa partida, mas teve em Maxi Rodríguez, autor dos dois gols, o seu ponto alto. O time faturou os três pontos com a vitória por 2 a 1, na noite deste domingo, na Arena do Grêmio. O resultado deixou a equipe com 60 pontos ganhos e os rubro-negros em alerta. Estacionado com 45 pontos, o time carioca vê os rivais mais próximos da zona da degola se aproximarem.

Os gols saíram no segundo tempo, que teve emoção no fim para os 17.097 pagantes e
23.372 presentes à Arena, que proporcionaram a renda de R$ 638.812,00. Maxi, que acabara de entrar na equipe, abriu o placar para os gremistas em jogada individual. Aos 40, João Paulo, em bola desviada, empatou para o Fla. Mas o camisa 14 do Grêmio, em noite brilhante, fez outra bela jogada, ao dar lindo drible em Rafinha, bateu colocado e selou a vitória, aos 41.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na próxima rodada, o Grêmio irá domingo a Campinas enfrentar a Ponte Preta. Depois, receberá o Goiás em 1º de dezembro, e termina a campanha no Canindé, dia 8, contra a Portuguesa. Herói do jogo, Maxi Rodríguez diz ter feito seu mais belo gol na carreira (o segundo do jogo).

– Foi o mais bonito. Sempre falo com Renato, que me passa muita confiança. O mais importante é que vencemos – disse o uruguaio.

O Flamengo, que quarta-feira começa a decidir a Copa do Brasil contra o Atlético-PR, na Vila Capanema, enfrentará no Maracanã o Corinthians, no domingo. Depois, pegará fora o Vitória (1º de dezembro) e encerra a competição contra o Cruzeiro, em casa.

Luiz Antonio, único titular do Flamengo que acabou participando da partida, no segundo tempo, lamentou a chance desperdiçada de arrancar o empate no Sul e lembrou a final da Copa do Brasil contra o Atlético-PR, que começa na quarta-feira.

– A gente estava com o empate bem próximo, tentamos, tentamos e conseguimos, mas depois levamos outro gol. Agora é levantar a cabeça. Temos a final na quarta-feira, agora é esquecer esse jogo e pensar na decisão.

Maxi Rodriguez grêmio gol flamengo (Foto: Wesley Santos / Pressdigital)Maxi Rodríguez marca duas vezes e dá a vitória para o Grêmio  (Foto: Wesley Santos / Pressdigital)

Jogo fechado

Foi uma partida feia a do primeiro tempo. A escalação do Flamengo já deixava clara a intenção de Jayme de Almeida. O técnico escalou três zagueiros e seis no meio-campo – dois volantes, Val e Diego Silva, e dois laterais, Digão e João Paulo, mais contidos. Com apenas Nixon no ataque, buscava sair de Porto Alegre com o empate. Vitória, só num contra-ataque bem-feito. O Grêmio, praticamente completo, só queria saber de partir para o gol. Difícil era encontrar espaços.

Kléber fazia valer o apelido de Gladiador e tentava, como nunca, abrir a defesa rubro-negra, fosse na técnica, fosse na força física. Ou fosse cavando pênaltis, ao cair várias vezes na área. Era necessário abrir o jogo, ou com Pará, pela direita, ou Alex Telles, pela esquerda. O meio, com Zé Roberto na criação, não conseguia servir na medida certa. O trio de zaga rubro-negro, junto pela primeira vez numa partida, dava poucas brechas. Welinton, que não fazia partida pelo Fla desde 31/10/2012 (1 a 1 com o Atlético-MG), não comprometia. Frauches, como líbero, era o melhor. Samir, de volta após séria contusão, tinha sempre a velocidade a seu favor.

O Tricolor gaúcho conseguiu chegar perto do gol pela primeira vez numa pancada rasteira de Ramiro, fora da área, aos 29 minutos. De resto, tinha pouco espaço. Souza e Riveros, bem marcados, encostavam pouco na frente. O jeito era apelar para a bola parada. E depois de um escanteio, a bola sobrou para Barcos dar um totozinho de costas. O goleiro Paulo Victor já estava vencido quando João Paulo salvou em cima da linha. Foi a melhor chance na primeira etapa. O Fla até teve dois lances perigosos, ambos com Nixon. No primeiro, ao passar por Dida, caiu na área para cavar o pênalti. Depois, desperdiçou cabeçada em bom cruzamento de Digão – o único. E ficou só nisso.

digão flamengo souza grêmio brasileirão (Foto: Wesley Santos / Pressdigital)Digão, do Flamengo, levanta o pé no combate a Souza, do Grêmio (Foto: Wesley Santos / Pressdigital)

Maxi Rodríguez decide

O nível técnico melhorou um pouco na segunda etapa, e graças a uma das duas medidas iniciais de Renato Gaúcho. Na primeira, o técnico gremista pediu para Zé Roberto encostar em Alex Telles e tentar a jogada de linha de fundo. Depois, com 15 minutos perdeu a paciência e pôs Maxi Rodríguez no lugar de Riveros, para dar mais velocidade à equipe. E foi aí que deu certo. Após erro de Nixon no meio de campo, a bola foi parar em Maxi Rodríguez, que arrancou e, em jogada individual, cortou para o meio e colocou à direita, sem defesa: 1 a 0, aos 14 minutos.

O time se animou com o gol e quase ampliou com Pará. O Flamengo se viu obrigado a sair da retranca e sair para buscar o empate, mas esbarrava na limitação do time. Jayme tentou melhorar o desempenho ao pôr Luiz Antonio no lugar de Val. Deu um pouco certo. Depois, ainda lançou Rafinha e Adryan, e tirou Gabriel e Bruninho. Renato também mexeu, sacando Kleber por Elano. Quando parecia que nada mais ia acontecer, João Paulo deu sorte aos 40 e encobriu Dida em bola desviada: 1 a 1. Mas o Fla nem teve tempo para comemorar o empate. Maxi Rodríguez, novamente ele, em mais uma bela jogada, cortou Rafinha e mandou sem defesa, aos 41. A vitória era justa para quem mais buscou o gol.

 

 

Globoesporte.com

Açude sangra e Aesa registra aumento de 8% na reserva hídrica do Estado neste mês de março

 

AESAAs chuvas registradas neste mês de março na Paraíba confirmaram as previsões meteorológicas da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) de que os índices pluviométricos ficaram dentro da normalidade. Estas precipitações provocaram um aumento de 8% na reserva hídrica do Estado. Nesta terça-feira (26), o açude Cafundó, em Serra Grande, sangrou.

De acordo com o gerente executivo de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Lucílio José dos Santos Vieira, no início deste mês a Paraíba estava com 27,28% de sua capacidade máxima, ou seja, a água acumulada nos reservatórios girava em torno de 1.075.000 metros cúbicos de água. Hoje este número é aproximadamente 1.416.000 metros cúbicos, o que representa 35,92%. “A recarga em nossos açudes foi significativa durante estes 27 dias de março e confirmaram a previsão de nossos meteorologistas. Além desta quantidade que ficou acumulada, temos que lembrar que muito já foi consumido durante o mês e também há uma porcentagem que naturalmente é perdida na evaporação”, observou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sangrando – Nesta terça-feira (26), no município de Serra Grande, os moradores comemoraram o sangramento do açude Cafundó, que tem capacidade para 313.680 metros cúbicos. “Muitos açudes estão pegando água e a perspectiva é de que novos reservatórios voltem a sangrar nos próximos dias”, completou Vieira.

Entre os mais beneficiados com as chuvas também está o açude Engenheiro Ávidos, na cidade de Cajazeiras, que tinha 39.000 metros cúbicos no começo do mês e hoje está com 43.000 metros cúbicos. A lista completa dos açudes monitorados pela Aesa e seus respectivos volumes estão disponíveis na internet, no site www.aesa.pb.gov.br.

 

 

Secom-PB