Arquivo da tag: representa

Jovem bananeirense Ícaro Cássio representa a Paraíba na Caravana da Infância em Brasília

O jovem bananeirense Ícaro Cássio esteve em mais um evento destinado a juventude fora do Estado. Desta vez Ícaro esteve representando a Paraíba na Caravana da Infância em Brasília. O objetivo do evento é fortalecer as iniciativas parlamentares que visam à garantia e à defesa dos direitos da criança e do adolescente, bem como evitar iniciativas legislativas tendentes a reduzir ou retirar esses direitos.

Para Ícaro, essa foi mais uma oportunidade para adquirir novos aprendizados como também levar o coro juvenil para o Congresso na garantia dos seus direitos. “É sempre uma oportunidade única para novos aprendizados, mas o mais importante foi levar a voz da juventude ao Congresso Nacional, mostrando que a juventude do nosso país está disposta a lutar cada vez mais pelos nossos direitos”, comentou Ícaro.

Ícaro aproveitou a ida a Brasília para visitar também representantes políticos no Congresso, como os deputados federais: João Campos (PSB), Maria do Rosário (PT), Sargento Gurgel (PSL), André Figueiredo (PDT), Luiza Erundina (PSOL), Benedita da Silva, Tereza Telma (PSDB), Domingos Neto (PSD) e Túlio Gadelha (PDT), além dos senadores Rodrigo Cunha (AL), Veneziano Vital (PB), Jorginho Melo (SC), Alessandro Molon e os candidatos a presidente nas últimas eleições, Ciro Gomes e Marina Silva. “É claro que aproveitei a oportunidade também para fazer várias visitas para falar bem da nossa Bananeiras e do nosso Estado. Todos nos receberam muito bem e aqueles que ainda não conhecem Bananeiras ficaram curiosos para conhecer nossa cidade,” complementou Ícaro.

Redação FN

 

 

Jovem Ícaro Cássio representa Bananeiras no Congresso das Juventudes realizado em João Pessoa

Foi realizado nos dias 28 e 29 de agosto de 2019, no Centro de Formação de Educadores, o Congresso das Juventudes no Enfrentamento as violências no Campo e na Cidade. O Objetivo geral foi promover o debate político das juventudes e o diálogo com os poderes públicos sobre os cenários das violências vivenciadas e as políticas públicas necessárias para o seu enfrentamento nos estados da Paraíba e Pernambuco.

Representando a cidade de Bananeiras, o jovem Ícaro Cássio destacou a importância do debate com a juventude, “encontro como esses só faz fortalecer a força dos jovens que lutam por dias melhores para todos, sabemos do problema que a violência tem trazido para sociedade e só no debate podemos encontrar meios para evitar que outros jovens se envolvam ou sejam vítimas da violência atual”, destacou Ícaro.

Ícaro também agradeceu ao apoio do prefeito Douglas para que pudesse representar sua cidade no congresso. “Aproveito também para agradecer ao nosso prefeito Douglas pelo apoio para que eu pudesse representar os jovens de Bananeiras nesse evento, e por tudo que ele tem feito pelos jovens da nossa cidade, através de várias ações de apoio a juventude como o NUCA e muitos outros”, complementou Ícaro.

Redação FN

 

 

Jovem de Bananeiras representa a cidade no quarto módulo dos jovens líderes do RN

O jovem Ícaro Cássio esteve, durante esse final de semana, participando do quarto módulo jovens líderes no Rio Grande do Norte. Ícaro representou a cidade de Bananeiras após receber convite do deputado Estadual riograndense Allysson Bezerra (SOLIDARIEDADE).

Para Ícaro participar de um encontro como esse fortalece a juventude para vida pública e traz novas experiências para sua vida pessoal. “Fico muito feliz em poder participar de um encontro como esse, levando é claro o nome da nossa querida Bananeiras. Foi uma experiência fantástica e transformadora, acredito que para uma política transformadora momentos como esse para mim e todos os jovens que almejam a vida pública são fundamentais”, comentou Ícaro.

O QUE É JOVENS LÍDERES

PROCURA-SE JOVENS LÍDERES PARA MUDAR O RN. 

  1. POR QUE JOVENS LÍDERES. 

Neste momento de maior turbulência política neste século no Brasil, quais são as referências para os jovens que irão compor a próxima geração de políticos e que irá conduzir os destinos do nosso estado e do nosso país?

  1. O QUE É.

É para ocupar este espaço que o Partido Solidariedade do Rio Grande do Norte e a Fundação 1º de Maio, criou o Projeto Jovens Líderes RN. O projeto consiste numa série de ações coordenadas que vão preparar jovens lideranças políticas do estado para assumirem, de forma correta e sem amarras a grupos tradicionais da política local, o protagonismo na política do Rio Grande do Norte nos próximos anos. Pessoas que nos representem de verdade. 

  1. NÃO É POLÍTICA TRADICIONAL. 

Não estamos falando aqui dos herdeiros dos políticos tradicionais do nosso país, mas dos milhares de jovens que, apesar de terem a vocação e o desejo, não conseguem enxergar a porta de entrada para fazer política boa no Brasil. Pessoas com ideias novas para a política. 

  1. A AÇÃO INICIAL. 

A ação inicial do projeto é a Escola para Jovens Líderes. Turmas de jovens são preparadas para construir projetos políticos visando candidaturas, recebendo conteúdo para que possam ter sucesso político, eleitoral e administrativo em suas campanhas e, principalmente, em seus futuros mandatos. Nesta segunda fase da escola, que se inicia em 2019, vamos preparar candidatos a vereador, prefeito e vice-prefeitos de 2020. Líderes que vão transformar o RN. 

  1. A ESCOLA. 

A ideia da Escola para jovens líderes tem como objetivo preparar uma nova geração de políticos para o estado, através de cursos em diversas áreas: gestão pública, comunicação e marketing, ética na política, cases de sucesso eleitoral, história, entre outras. Só muda se todos participarem. 

  1. QUEM PODE PARTICIPAR. 

Jovens de todas as idades que queiram iniciar a preparação política da forma correta que queiram contribuir para a mudança da mentalidade política do Rio Grande do Norte, visando às gerações futuras. Em momentos difíceis como o atual é que se muda a história.

  1. COMO VAI FUNCIONAR. 

Esses jovens são reunidos, mensalmente, em seminários para discutir os mais diversos temas relacionados à construção de uma estratégia político/eleitoral e receber orientações sobre como se monta uma carreira política. Quantas pessoas são necessárias pra realizar as verdadeiras mudanças?

  1. O DIFERENCIAL. 

A Escola para Jovens Líderes NÃO irá se basear nas estratégias tradicionais de fazer política, disputar eleições ou administrar a coisa pública. Os alunos irão desenvolver técnicas de comunicação e de formação política para vencerem eleições com baixo custo e alto nível de preparação programática. Tudo pode começar com você. 

  1. COMO SE INSCREVER

Preencha o formulário de inscrição aqui neste site. Aguarde o contato de nossa equipe para os próximos passos.

 

Redação FN

 

 

Lula: ‘atual governo não representa nada’

O ex-presidente Lula gravou um vídeo neste domingo em que diz que o governo de Michel Temer “não representa nada”, critica a atuação do Congresso Nacional que, segundo ele, tem retrocedido na busca de conquistas para os trabalhadores, e pede mais auto-estima ao povo brasileiro.

— O brasileiro está com a auto-estima baixa, a economia está muito ruim, há uma desagregação, sabe, do ânimo da sociedade por conta do desemprego, porque as pessoas ainda estão muito preconceituosas, ou seja, a auto-estima está baixa. Nós temos um governo que não representa nada, absolutamente nada. Nós temos um Congresso desacreditado, que está desmontando conquistas que os trabalhadores conquistaram há tanto tempo atrás — afirmou Lula.

Mais adiante, o petista, condenado na semana passada a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sergio Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, afirmou que a falta de confiança no governo impede que as coisas aconteçam. Disse ainda ter vivido o o momento de maior auto estima do povo brasileiro, sugerindo que isso aconteceu quando ele comandava o país.

— Se você não tiver esperança, se você não acreditar nas pessoas que governam o país, nada vai acontecer. Todo mundo acorda de manhã azedo, todo mundo vai dormir xingando o vizinho. Ao invés de olhar seus próprios defeitos, as pessoas começam a culpar o vizinho. É um vizinho culpando o outro. Eu acho que não tá legal. Eu tive o prazer de viver nesse país o momento de maior auto-estima do povo brasileiro. As pessoas acreditavam, as pessoas sonhavam, as pessoas tinham emprego, tinham aumento de salário, as pessoas sonhavam em estudar. Tudo isso foi possível criar. Agora, me parece que nada é possível — disse o ex-presidente.

Lembrando o tom do discurso usado na campanha eleitoral de 2002, quando foi eleito presidente pela primeira vez e usou o slogan “Lulinha paz e amor”, o petista disse que o Brasil precisa de um governante que goste do povo. Novamente, voltou a apelar pedindo “mais tolerância e compreensão” contra o chama de preconceito.

— Eu tenho consciência e tenho certeza que esse país governado por alguém que gosta do povo, que convive com o povo, alguém que ouça o povo, o Brasil pode melhorar. Eu não tenho dúvida disso, é nisso que eu acredito e eu quero dedicar o resto de tempo que eu tenho na minha vida pra provar que essas coisas podem acontecer e o Brasil poderia ser diferente. Menos ódio, mais amor, menos ódio, mais paz, menos ódio, mais tolerância e mais compreenssão — pediu Lula.

O ex-presidente afirmou ainda que é preciso entender que há pessoas mais competentes, que crescem mais e que não se deve ter preconceito ou inveja de quem progride na vida.

— A gente tem que torcer para que as pessoas possam vencer na vida. Porque se eles podem vencer, todo mundo pode vencer. Essa é a sociedade que eu sonho em ajudar a construir no meu resto de tempo que eu tenho pela vida. A natureza parece que é pouco porque eu já tenho 71 anos, mas eu acho que como eu acredito que vou viver até os 100, até um pouco mais, eu ainda vou ter muito tempo pela frente pra ajudar a construir o Brasil que todo mundo deseja — concluiu Lula.

O Globo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Eleições 2016: Voto jovem representa 27% do eleitorado e pode decidir pleito

urnaO Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que os jovens entre 16 e 29 anos representam 27% do eleitorado nacional, o que demonstra, para a Justiça Eleitoral, que o voto dessa camada da população deverá ser determinante nas eleições municipais de outubro.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 51 milhões de jovens de 15 a 29 anos, correspondendo a um quarto da população do país. Desses, mais de 75% (38.876.290) estão aptos a votar nas eleições deste ano, segundo dados do TSE. Os jovens entre 25 e 29 anos representam 10,83% do eleitorado; de 21 a 24 anos, 8,71% e de 16 a 20 anos, 7,45%.

Para o cientista político Leonardo Barreto, especialista em comportamento eleitoral, o voto dos jovens pode ser determinante nas eleições porque, por terem mais escolaridade que as gerações anteriores, acabam por influenciar o voto das pessoas do seu círculo social, como pais e avós. Segundo Barreto, pesquisas demonstram que a rede de amizades e familiares é o fator que mais influencia na escolha dos candidatos. “Mas o jovem costuma ter um voto crítico”, diz o especialista.

Voto facultativo

De acordo com a Justiça Eleitoral, 1.638.751 jovens de 16 e 17 anos votaram nas eleições de 2014. Para estas eleições municipais, 2.311.120 adolescentes estão aptos a votar. O jovem nessa faixa etária não é obrigado a votar, mas já tem o direito garantido pela Constituição.

O alistamento eleitoral e o voto são facultativos para os analfabetos, os maiores de 70 anos e os maiores de 16 anos e menores de 18.

O Brasil tem 144 milhões de eleitores aptos a votar nas eleições para prefeitos e vereadores. O primeiro turno será no dia 2 de outubro.

180 Graus

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Algodão colorido paraibano representa o Brasil na Maison D’Exceptions, em Paris

Fotos: Divulgação Algodão colorido paraibano
Fotos: Divulgação
Algodão colorido paraibano

Excelência em artesanato e criatividade voltada à indústria da moda. Estes foram os critérios da organização da feira internacional Maison D’Exceptions, em Paris, na França, que levaram os curadores a selecionarem o algodão colorido paraibano a participar do evento em fevereiro de 2016. O Salão faz parte da Première Vison Paris. A entrada no evento é permitida apenas para marcas selecionadas e convidadas como as renomadas Chanel e Dior.

O convite para a seleção aconteceu em setembro deste ano, durante a apresentação das estampas da comitiva “Parahyba”, integrada pelo grupo da marca de moda sustentável Natural Cotton Color – NCC Ecobrands, com sede na Praça Antenor Navarro, no Centro de João Pessoa.

A empresária da marca e designer, Francisca Vieira, revelou que é a primeira vez que uma empresa brasileira participa da feira, a qual possui um processo de curadoria bastante seletiva e rigorosa. “Estamos felizes com a seleção e a todo vapor na produção para mostrar o que temos de melhor genuinamente paraibano. Apresentamos o nosso artesanato de forma inovadora, com novos desenhos e materiais através do apoio do estilista paraibano Romero Sousa”, comentou.

As peças confeccionadas possuem uma mistura de macramê, festonê, renda renascença, rede de pesca, além da técnica do capitonê e tingimentos naturais nos tecidos orgânicos. Toda a produção será mostrada para estilistas e empresários de grandes marcas. No evento ainda haverá oficinas de Técnicas Vernaculares (próprio de um país, nação e região), Técnicas Ancestrais e Técnicas Contemporâneas.

“Teremos dois estandes na feira e um é destinado para os designers, onde mostraremos estampas, roupas e mostras de tecidos para atendermos aos clientes de encomendas. Ainda mostraremos algumas peças da ‘Coleção Cápsula’, do ano passado, parte conceitual da marca que nos oportunizou entrar no evento por meio da curadoria. Já a parte principal – que ficará visível para alguns – vamos mostrar o que temos de melhor com muita riqueza de artesanal e desdobramentos de peças”, acrescentou o estilista e colaborador da Natural Cotton Collor, Romero Sousa.

Distribuído do Acre ao Rio Grande do Sul, o algodão colorido compreende uma complexa cadeia produtiva que vai desde a plantação, fiação, tecelagem, confecção de peças e vendas. “Temos uma credibilidade incomparável. Além da tipologia ser a próxima homenageada no Salão de Artesanato da Paraíba 2016, já nos destacamos em documentário recentemente no Festival de Cinema no Cinecongo e já ganhamos as passarelas do São Paulo Fashion Week”, comemorou Lu Maia, gestora do Programa de Artesanato da Paraíba.

Arranjos produtivos – O grupo Natural Cotton Color – NCC Ecobrands, modelo de Arranjo Produtivo Local (APL), ainda recebeu um convite do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Produção, para apresentar seu caso de sucesso. A homenagem vai ocorrer na 7ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais (7ª CB APL), com o tema Dinamização das Cadeias Produtivas, no dia 10 de dezembro, às 11h, no Centro de Eventos Brasil 21 (SHS quadra 6, lote 1, conjunto A, Brasília-DF).

Assessoria

Cássio não participará do encontro de Ricardo com a Bancada Paraibana; Ruy representa o PSDB

cassioA reunião do governador Ricardo Coutinho (PSB) com a bancada paraibana no Congresso Nacional contará com um desfalque importante. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) não poderá participar do encontro, que acontece nesta segunda-feira (27) às 10h na sede da Cinep, em João Pessoa.

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) representará o partido durante a reunião. Segundo o próprio Cássio, compromissos anteriormente agendados o impediram de participar do encontro. Ele explicou, ainda, que o comunicado oficial só foi efetuado na última sexta-feira (24), o que dificultou a remarcação da data.

 

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Cássio explicou que, para ele, não há qualquer problema em sentar com o governador para discutir problemas da Paraíba. “Participei da reunião dos governadores do Nordeste com suas bancadas, que aconteceu em Brasília no começo do mês”, afirmou o senador.

Paraiba.com

Defensoria Pública representa réus em 290 júris no interior da Paraíba

 

defensoriaA Coordenação do Tribunal do Júri da Defensoria Pública da Paraíba registrou a participação em 294 júris de ações penais de crimes dolosos contra a vida em 49 cidades do Estado, durante o ano passado. Essa participação representa um aumento de 18,4% em relação ao ano de 2013.

A equipe de sete defensores criminalistas atuou na representação de réus que não tinham advogado particular e conseguiu absolvição ou desclassificação de crimes para mais de 40% dos julgados. Para este mês estão marcados júris em Bayeux, Cabedelo, Sapé, Guarabira, Patos, Coremas e Araruna.

O gerente de Execução Penal e Acompanhamento de Penas Alternativas da DPPB, defensor público Carlos Roberto Barbosa, explicou que, além da participação em juri popular nas cidades do interior do Estado, a equipe de criminalistas participa ativamente da Semana Nacional do Júri recomendada pelo Conselho Nacional Justiça(CNJ).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Este ano, o primeiro esforço concentrado está marcado para o período de 13 a 17 de abril, dando prioridade ao julgamento dos crimes dolosos com réus presos. O defensor Carlos Roberto disse que a Semana Nacional  faz parte do cumprimento da Meta Enasp que deve ser alcançada até outubro de 2015.

 

Secom-PB

Anísio Maia detona Frei Anastácio por não crê em aliança: ‘não representa o PT’

anisioO deputado Anísio Maia (PT) reagiu, nesta segunda-feira (19), a supostas declarações do colega de partido, o deputado Frei Anastácio (PT), que teria afirmado que a aliança entre PT e o PSB não será mantida em 2016, uma vez que o governador Ricardo Coutinho (PSB) não apoiará o projeto de reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PT) em 2016.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Anísio, “Anastácio é um dissidente do PT e não representa o partido”. Anísio afirmou que Anastácio sequer votou em Lucélio Cartaxo (PT), candidato a senador da legenda nas eleições estaduais de 2014.

“O deputado Anastácio não votou no nosso candidato a senador. Anastácio não votou em Lucélio diante de uma orientação partidária. Anastácio é um dissidente do PT. Então, ele não representa o PT. A posição de Anastácio não tem nenhuma lógica”, afirmou.

“O PT inteiro, com exceção de um pequeno grupo, está coeso, investindo, reforçando, apostando nesta aliança, que apesar dos boatos, vai continuar firme e forte, por que os dois maiores lideres, o governador Ricardo Coutinho e o prefeito Luciano Cartaxo, diversas vezes manifestaram a vontade de continuar estreitando os laços”, acrescentou.

Cristiano Teixeira – MaisPB

PRE/PB representa contra propaganda irregular na internet, placas e carros

eleiçõesA Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE/PB) representou contra 23 candidatos por propaganda irregular – 22 deles cometeram a irregularidade em placas e um na internet. Além deles, houve representação contra cinco cidadãos por envelopamento de veículo. As ações foram ajuizadas pelo gabinete do procurador eleitoral auxiliar João Bernardo da Silva, entre 26 e 30 de setembro de 2014.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Internet – Um candidato foi demandado por veicular propaganda eleitoral em site de pessoa jurídica, a página, nesse caso, é um portal local. De acordo com denúncia, o representado usava a própria conta no Twitter para mencionar o perfil do portal de notícias na rede social. Muitas vezes, as menções eram acompanhadas por mensagens de conteúdos referentes à campanha política. Como o portal de notícias em questão possui um aplicativo que exibe no próprio site qualquer menção feita ao perfil do portal no Twitter, as mensagens do candidato eram mostradas automaticamente no aplicativo exibido na página principal do portal. Desta forma, na representação, concluiu-se que o candidato “divulgou matéria relativa à campanha política, citando nome, cargo, número e nome da coligação”.

Conforme disposto no artigo 57-B da Lei n.º 9.504/97, os locais na internet, onde é possível a realização da propaganda eleitoral, são sites de candidato, partido político ou coligação; por meio de mensagens eletrônicas para e-mails cadastrados gratuitamente; e por meio de blogs, redes sociais, sites de mensagens instantâneas, cujo conteúdo seja gerado por candidato, partido, coligação ou qualquer pessoa natural. “Em princípio, não há autorização para difusão deste tipo de propaganda em sítios jornalísticos, principalmente quando estes são titularizados por pessoas jurídicas”, explicou o procurador João Bernardo.

Placas – Cinco candidatos foram representados pela PRE/PB em decorrência da colocação de placas em comércio, o que é proibido, como esclarece o artigo 37 da Lei n.º 9.504/97 – “a propaganda eleitoral em bens de uso comum é proibida, seja ela de qualquer natureza, inclusive a fixação de placas”.

Além disso, 21 candidatos foram representados pela colocação de placas que excediam o limite legal permitido (quatro deles também demandados por uso de placas em comércio). Segundo a PRE/PB, verificou-se a existência de placas justapostas, com inscrições dos candidatos. Somadas, suas superfícies ultrapassavam a dimensão de quatro metros quadrados, limite regulamentado pela  Resolução n.º 23.404 do TSE, o que caracteriza propaganda irregular, em razão do efeito visual único. “Pela posição das placas, qualquer pessoa que visualizasse uma das delas, automaticamente veria a seguinte, gerando, dessa forma, o efeito outdoor, já que, insista-se, estão no mesmo campo de visão”, ressaltou o procurador.

Envelopamento – A PRE/PB também ajuizou representações contra cinco proprietários de veículos envelopados, o que configura propaganda eleitoral irregular. Nos casos, os adesivos geraram o chamado efeito outdoor ao exceder a dimensão máxima de quatro metros quadrados, infringindo o disposto no artigo 37, parágrafo 2º, da Lei 9.504/97 (Lei Geral das Eleições) e na Resolução nº 23.404 do Tribunal Superior Eleitoral.

Conforme o procurador eleitoral auxiliar, o simples envelopamento com as cores do partido já seria suficiente para caracterizar propaganda eleitoral. “Nessas situações, é patente que a intenção da adesivagem total do automóvel é unicamente fazer alusão ao partido político ou coligação e, consequentemente, aos seus candidatos”, esclareceu.

 

Assessoria