Arquivo da tag: Referência

Trócolli conhece escola pública referência no Brasil e traz experiência para a Paraíba

 

trocolli_escolaO deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) visitou, nesse final de semana, um projeto que conseguiu transformar uma escola pública pernambucana em modelo de gestão escolar em todo o Brasil. A Escola Estadual Tomé Francisco da Silva, no município de Quixaba, no Sertão de Pernambuco, foi a grande vencedora do Prêmio de Gestão Escolar (PGE) 2012. Com o resultado, a escola se consagrou como Escola Referência Brasil em gestão escolar e experiências inovadoras na Educação, depois de disputar o título com outras 9.693 instituições de ensino.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No intuito de trazer a experiência vitoriosa para a Paraíba, o legislador foi ver de perto o trabalho desenvolvido pelo diretor Ivan José Nunes, que gere a escola há 15 anos, e saber detalhes das ações que promoveram o feito na unidade escolar.

“Nós que fazemos política temos que sempre procurar conhecer projetos como este para levar para nosso Estado propostas que venham a ter o mesmo êxito no futuro. Como deputado eu acredito que esse exemplo de escola pode ser seguido na Paraíba, por isso, fiz questão de conhecer esse trabalho e trazer essa experiência para cá”, disse Trócolli lembrando que a Escola Estadual Tomé Francisco da Silva também beneficia diversos paraibanos já que faz divisa com a Paraíba.

O diretor Ivan agradeceu o interesse do deputado em querer levar a experiência para o seu estado de origem. “O Senhor Trócolli Júnior foi muito atencioso em nos fazer esta visita, o tempo todo ele elogiou nossa escola e demonstrou a vontade de replicar esta experiência, pois é preciso que todas as instituições de educação do País sejam também de qualidade e a Escola Tomé Francisco é um exemplo de que esse sonho é possível”, afirmou o gestor que recepcionou o deputado.

Sobre a escola

Seis escolas chegaram à final do prêmio e receberam R$ 10 mil pela conquista, além de um diploma de Escola Destaque Nacional. A Tomé Francisco, por ter sido a primeira colocada, recebeu R$ 30 mil e o título de Escola Referência Brasil. Como resultado de uma gestão inovadora, participativa e preocupada com o aprendizado de todos os alunos, a unidade se tornou referência na educação pública de Pernambuco, chegando a ser finalista do PGE no ano de 2008.

A qualidade da gestão escolar tem produzido ótimos resultados em sala de aula. No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), aferido pelo Ministério da Educação (MEC), a Escola Estadual Tomé Francisco da Silva ficou entre as dez melhores do Brasil nos anos iniciais do ensino fundamental, com média 7. O sucesso foi repetido no Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe), promovido pela Secretaria de Educação com os mesmos métodos do Ideb. Com média 7,42 também nos anos iniciais, a escola foi a mais bem avaliada entre todas as escolas pernambucanas.

A unidade foi fundada em 1962, no vilarejo de Lagoa da Cruz, zona rural do município. De lá para cá, muita coisa mudou: hoje atende a cerca de 800 estudantes, do 1º ano do ensino fundamental, ao 3º ano do ensino médio, muitos deles já premiados com medalhas em competições como as Olimpíadas de Matemática e de Português.

PGE – O Prêmio Gestão Escolar visa melhorar o sistema educacional brasileiro, por meio de um processo formativo focado no ensino de qualidade com a participação da comunidade. Ele é realizado pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos; Fundação Roberto Marinho; Instituto Unibanco; Fundação SM, Fundação Itaú Social; Instituto Gerdau; Fundação Victor Civita; União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime); Ministério da Educação (MEC); Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e Instituto Natura.




Assessoria de imprensa

País terá centros de referência para tratar hepatite C com nova terapia

Hepatite CAté o fim do primeiro semestre estarão funcionando em todo o país centros de referência para tratar a hepatite C com três medicamentos, conforme determinação do Ministério da Saúde. Segundo a médica Cristiane Vilella, responsável pelo atendimento a pacientes com a doença no Hospital da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na Ilha do Fundão, na zona norte, inicialmente esses centros serão responsáveis pelo tratamento de pacientes com fibrose avançada, ou seja, aqueles que têm a doença em estágio mais grave.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Antes, tínhamos o tratamento com terapia dupla, que ainda continua. Muitos pacientes não precisam do tratamento novo”. A médica explicou que os pacientes que têm os tipos 2 e 3 do vírus C não pode usar, já que os novos remédios se destinam exclusivamente aos portadores do vírus tipo 1. “Os outros continuam a ser tratados com a terapia dupla”.

Os novos centros funcionarão em hospitais universitários e em unidades do SUS. Segundo a médica, é possível que a curto e médio prazos outros centros sejam incluídos nesta lista, porque há muitos pacientes aguardando tratamento. “Inicialmente, como sabemos que o tratamento está associado a muitos efeitos colaterais e é novo, pacientes como, por exemplo, os [que têm] cirrose hepática que possam descompensar, precisam ser atendidos em hospitais de referência que tenham médicos capacitados”, disse.

Os dez centros no estado do Rio de Janeiro vão funcionar em hospitais universitários, na capital e em Niterói, e nos hospitais dos Servidores, da Lagoa, de Bonsucesso e na Santa Casa de Misericórdia. Segundo a médica, estes locais são grandes centros que já tratam os pacientes com hepatite C há mais de dez, 20 anos.

Os pacientes de São Paulo poderão tratar a doença em 24 centros de referência. Para o infectologista Paulo Abrão, responsável pelo Ambulatório de Hepatites Virais e Infectologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o Brasil tem uma rede de tratamento de hepatite C que precisa ser melhorada nos moldes do que aconteceu com o tratamento da aids, que no início era complicado e depois teve a rede estruturada progressivamente.

“Acho que o que está acontecendo agora é uma ampliação e uma estruturação melhor desta rede e isso tem que continuar, por que o número de pacientes é muito grande e precisamos de mais centros do que esses que vão começar. Esta é uma oportunidade de ampliar e organizar melhor a rede com a nova medicação, para acolher os pacientes que precisam, da mesma forma como foi feito com o [tratamento do] HIV nos últimos 20 anos”.

Os centros terão uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas e psicólogos, seguindo orientação do Ministério da Saúde. Como serão instalados em locais com pacientes em tratamento há até 20 anos, cada hospital já tem um número de pessoas sendo atendidas e que estão sendo selecionadas.

“Em princípio, esses pacientes serão aqueles que iniciarão o tratamento”, disse Cristiane Vilella. Ela explicou que à medida que os médicos identifiquem outros pacientes que necessitem do tratamento, podem entrar em contato com um dos centros para dar referência desse paciente.

Segundo a médica, a cura da hepatite C sempre foi possível. Ela explicou que algumas pessoas até conseguiram se curar sem qualquer tratamento porque a doença não progrediu, mas é um número reduzido. “Isso é a minoria. Em cem pessoas que adquiriram a hepatite C, 20 ficam curadas sem qualquer tratamento. As outras, nem todas precisam tratar, porque a doença não progride. Na verdade quem precisa tratar são pessoas com a doença mais avançada. A cura nesse grupo de pacientes ainda não é total”.

A médica disse que as novas drogas permitirão um aumento significativo da possibilidade de cura. Ela esclareceu que, o grande benefício dessas novas drogas ainda não é encurtar o tratamento. “O grande benefício é aumentar a chance de cura”. Segundo Cristiane, alguns medicamentos que começaram a ser usados no exterior e ainda não chegaram ao Brasil começam a ser autorizados para tratamentos que permitem uma redução importante no tempo de tratamento.

Fonte: Agência Brasil

Centros de Referência de todo o país comemoram Dia Internacional dos Direitos Humanos

[bb]Em função do Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado neste 10 de dezembro, vários Centros de Referência vinculados a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) realizarão atividades para celebração da data.

O Centro de Referência em Direitos Humanos de Juiz de Fora/Zona da Mata(MG), realizará  palestra sobre Memória e Verdade.

Com o lema “Diga Não!”, a violência, o abandono, o descaso, a injustiça, a discriminação e a desigualdade, o Centro de Referência em Direitos Humanos do Distrito Federal realizará ação itinerante na Rodoviária do Plano Piloto para  orientar a população sobre Direitos Humanos e divulgar o Centro de Referência, de 12h às 13h30.

Também para comemorar a data, o Centro de defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis  realizará no Palácio Rio Negro Ibram,  de 9 a 15 de dezembro, um encontro de Direitos  Humanos. Nesta segunda (10), haverá a palestra  “Direitos Humanos: Contornos  Culturais de uma Utopia brasileira”.

Os centros de referência em Direitos Humanos surgiram a partir de experiências realizadas por órgãos públicos e organizações não-governamentais que possibilitam o acesso da população de baixa renda a serviços essenciais como, por exemplo, assistência jurídica e documentação civil básica. Assim, os Centros de Referência em Direitos Humanos têm atuado como mecanismos de defesa, promoção e acesso à justiça e estimulando o debate sobre cidadania influenciando positivamente na conquista dos direitos individuais e coletivos.

Dia Internacional dos Direitos Humanos

A data marca o 64º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.  A declaração é o  primeiro documento a reconhecer, no âmbito internacional, direitos fundamentais aplicáveis a todas e todos, independentemente de raça, etnia, gênero, origem, religião, idade, situação civil, condição de saúde, ou qualquer outra forma de diferenciação.

Fonte: SDH/PR
Focando a Notícia

Leonardo Boff abre, segunda-feira, Encontro Nacional dos Centros de Referência em Direitos Humanos

O escritor e professor universitário Leonardo Boff fará a palestra magna de abertura do 2º Encontro Nacional dos Centros de Referência em Direitos Humanos, nessa segunda-feira (12), em Brasília (DF). A solenidade conta com a participação da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR.

Durante o encontro, que será realizado na sede da SDH/PR até o próximo dia 14, serão apresentadas as atividades desenvolvidas pelos centros de referência em suas localidades.

Ao longo do encontro serão realizadas oficinas que abordarão diversas temáticas envolvendo comunicação, produção de conhecimento, capacitação em Direitos Humanos e temas como DST/AIDS e Hepatites Virais, que contarão com a participação de representantes do Ministério da Saúde.

2º Encontro Nacional dos Centros de Referência em Direitos Humanos
Data: 12 a 14 de novembro
Horário: 14h
Local: Auditório da SDH – SCS Qd. 9, Lote C, Ed. Parque Cidade Corporate, Torre A, 8º andar – Brasília-DF

Fonte: SDH
Focando a Notícia

Programa do leite: Couto diz que recadastramento realizado na PB é referência nacional

 

O deputado Luiz Couto (PT-PB) parabenizou o Governo da Paraíba, através da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), pelo recadastramento realizado junto aos produtores rurais para inclusão no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – Leite.

Falando da tribuna da Câmara Federal, o parlamentar disse que o êxito do novo cadastro da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) está relacionado ao trabalho conjunto entre SEDAP, que tem como secretário o pesquisador da EMBRAPA – Marenilson Batista, e empresas vinculadas como a EMATER, “o que tem feito com que os produtores tenham a compra do que é produzido com a garantia do preço fixo”.

Luiz Couto explicou que o programa garante a aquisição do leite do produtor rural pelo Estado, mas para que isso aconteça cada produtor deve estar com a DAP regularizada. “Neste aspecto o governo do estado vendo sendo referência nacional”, destacou, informando que a Paraíba possui 3.906 produtores rurais recadastrados com a DAP regular e conta com 26 usinas de beneficiamento de leite em vários municípios.

Couto atribuiu o sucesso dessas ações aos profissionais da SEDAP e ao secretário Marenilson que, segundo ele, vem dialogando e aplicando as políticas do governo federal, de modo especial na agricultura familiar e nos programas de proteção e valorização dos pequenos produtores, a exemplo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – Leite e do Seguro Safra, “que na Paraíba estão sendo geridos com muita competência e resultado”.

O deputado aproveitou para aconselhar os agricultores paraibanos, interessados em participar do PAA Leite, a seguirem as orientações de como produzir no máximo 100 litros de leite/dia; possuir a DAP, enquadrando-se nas respectivas categorias como agricultor ou agricultora familiar, e não esquecer do comprovante de vacinação dos animais.

PAA-Leite

Esta modalidade foi criada para contribuir com o aumento do consumo de leite pelas famílias que se encontram em situação de insegurança alimentar e também incentivar a produção de agricultores familiares. O PAA-Leite atua no território da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), sendo beneficiados todos os Estados da região, além do Norte de Minas Gerais.

O valor do litro do leite já é prefixado pelo Grupo Gestor e é atualizado semestralmente de acordo com a média dos preços praticados pelo mercado local. Na Paraíba, o governo garante aos produtores a compra do litro de leite a 0,97centavos sendo 0,82 pagos pelo MDS e mais um incentivo de 0,15 centavos do Estado.

Ascom Dep. Luiz Couto

Turismo no Brejo paraibano é referência para outros estados

 Turismo no Brejo paraibano é referência para outros estados; turismo rural se destaca

A região do Brejo paraibano, a cerca de 120 km de João Pessoa, abriga inúmeros experiências positivas do turismo rural. Atividades criativas, que envolvem gastronomia, artesanato, hospedagem, música, com foco na experiência e a na produção, são referência para o fomento do turismo na Paraíba e já são modelo para outros estados. Na próxima quarta e quinta-feira (17 e 18), a cidade de Areia recebe oito analistas de turismo de Pernambuco, que irão conhecer de perto casos de sucesso do turismo rural paraibano.

De acordo com a gestora de Turismo do Sebrae  Paraíba, Regina Amorim, a equipe vai conhecer as ações de inovação adotadas nos equipamentos turísticos de Areia e que estão agregando diferencial para o turismo da região. “São casos de sucesso nas áreas de agronegócios, cultura, artesanato, música, gastronomia e hospedagem que inovaram dentro da metodologia da produção associada ao turismo, gerando produtos e serviços de qualidade no turismo rural do nosso estado”, disse Regina.

A gestora destacou que a visita de especialistas em turismo de Pernambuco é resultado dos contatos estabelecidos durante a 8ª Feira Regional de Turismo Rural (Ruraltur), realizada em Campina Grande, em agosto. “Durante o evento foi possível mostrar o que a Paraíba está desenvolvendo no turismo rural e como estamos inovando para oferecer aos turistas produtos diferenciados”, ressaltou.

A gestora de Informações Turísticas da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Daniela Alecrim, disse que a visita tem o objetivo de contribuir com o desenvolvenvolvimento e aprimoramento do turismo rural de Pernambuco. “Queremos visitar os equipamentos de turismo rural e as experiências positivas do segmento que o destino apresenta. Para incremento do nosso turismo rural, nada melhor do que a visita in loco de cases de sucesso”, destacou Daniela.

Além da Empetur, a visita a Areia vai contar com a participação de técnicos da Fundação Gilberto Freire (PE), da Associação Pernambucana de Turismo Rural (APTURR) e da Associação Pernambucana dos Produtores de Aguardente de Cana e Rapadura (APAR).

Atividades Criativas

No início de 2012, o Sebrae Paraíba mapeou e enumerou 30 atividades criativas na cidade de Areia e mais 17 no município de Bananeiras. As atrações são variadas e não há limite para a criatividade. São engenhos que mostram a produção da cachaça e oferecem degustação, a doceira que faz seu produto artesanalmente junto com o cliente, a artesã que ensina seu ofício a quem visita a loja, servindo um café com biscoitos caseiros, artesãos que mostram o trabalham feito com a palha da bananeira, em um piqueninque.

De acordo com Regina Amorim, a região do Brejo vem inovando, valorizando o talento e a cultura regionais. “Esses são os diferenciais da região. A inovação e a criatividade, além de fomentar o turismo, estão aumentando a renda da população e criando mais empregos na região”, destacou Regina.

Região é reconhecida por revista nacional

A região do Brejo paraibano faz parte do roteiro “Muito mais que sol e mar”, divulgado pelo Governo do Estado. Esse roteiro será divulgado na edição de novembro da revista TAM nas Nuvens, que será distribuída para os passageiros em vôos da TAM. A reportagem deverá ser publicada na seção Viajantes e produzida pela atriz Bruna Thedy e o DJ Fábio Ock.

Os dois artistas desembarcaram em João Pessoa no último dia 5 de outubro, com o intuito de buscar alternativas de roteiros pelo interior do Estado, passando pela região do Brejo (Areia, Alagoa Grande e Bananeiras), Campina Grande e Cabaceiras. A vinda da equipe ao Estado é resultado de uma ação da empresa Mais Brasil Receptivo, com apoio logístico da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur).

PB Agora com Ascom

Brasil registra avanços no combate à fome; programas sociais são referência internacional

Os números de pessoas que passam fome ou sofrem de desnutrição no Brasil, em Angola (África) e em Moçambique (África), países de língua portuguesa, caíram no período de 1990 a 2012. A conclusão está no relatório Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2012 (cuja sigla em inglês é Sofi), divulgado nesta terça (9), em Roma, na Itália.

Pelos dados do relatório, o Brasil conseguiu reduzir de 14,9%, no período de 1990 a 1992, para 6,9%, nos anos de 2010 a 2012, o percentual de subnutridos. No país, cerca de 13 milhões de pessoas passam fome ou sofrem com desnutrição. Os programas sociais desenvolvidos pelo governo brasileiro em parceria com os governos estaduais e municipais, além da iniciativa privada, foram elogiados no documento.

O Programa Bolsa Família é uma referência, segundo o relatório. Para os especialistas, o Bolsa Família é um instrumento positivo para promover a capacitação econômica das comunidades. Há elogios também ao sistema adotado pela prefeitura de Belo Horizonte (Minas Gerais) de combate à fome na periferia da cidade.

Em Angola, houve registros de melhora. Os percentuais caíram de 63,9%, de 1990 a 1992, para 27,4%, de 2010 a 2012. Cerca de 5 milhões de pessoas são consideradas subnutridas ou passam fome no país. Mas em Moçambique os resultados são considerados pouco positivos, pois a queda foi menor – de 57,1%, de 1990 a 1992, para 39,2%, de 2010 a 2012.

No período de 1990 a 2012, África é o único continente que registrou aumento no número de pessoas que passam fome ou sofrem com a desnutrição. O relatório diz que há aproximadamente 239 milhões lá. A América Latina e o Caribe registraram progressos, reduzindo o número de pessoas com fome de 65 milhões para 49 milhões, no período de 1990 a 2012.

Agência Brasil

Prazo para município pleitear Centros de Referência termina nessa sexta (17)

Termina nesta sexta-feira (17) o prazo para os municípios apresentarem propostas de construção de Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros POP).

As instruções para o envio de projeto estão no Portal de Convênios (Siconv), do governo federal, e que a proposta encaminhada será analisada por uma comissão de servidores do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). “Em seguida os candidatos terão cinco dias úteis para apresentar retificação ou alguma complementação, contados a partir da data de inclusão do parecer no sistema”, completa, alertando que não haverá prorrogação do prazo.

A expansão de Cras, Creas e Centros POP integra as ações do Plano Brasil Sem Miséria para fortalecer o acesso a serviços por meio da ampliação das redes básica e especial de assistência social.

Os gestores que necessitarem de atendimento podem enviar e-mail para os endereços eletrônicos protecaosocialespecial@mds.gov.br (para Creas e Centros POP) e protecaosocialbasica@mds.gov.br (para Cras).


Paraíba Verdade com MDS

Centro de Referência em Direitos Humanos do Agreste da PB lança concurso de artigos

O Centro de Referência em Direitos Humanos do Agreste da Paraíba, tendo em vista suas atividades de apoio e incentivo à produção científica lança seu Concurso de Artigos.
Segundo o Prof. Dr. Luciano Nascimento Silva, Coordenador Técnico do CRDHA, a programação para o concurso está prevista para os próximos quatros biênios, estendendo-se até o ano de 2016.
O concurso consiste na composição de artigos científicos que possam responder a uma questão provocadora. Nesse primeiro biênio (2012 / 2013), a questão a ser respondida é “O que é o Direito?”.
Os artigos selecionados farão parte de livro a ser lançado no mês de novembro de 2013 durante a realização do 4º Congresso Jurídico do Centro de Humanidades.
Mais informações, veja o EDITAL.
João Andrade
Secretário CRDHA

Encontro de Educação em Bananeiras terá convidados de referência nacional, a exemplo de Frei Beto

 


A Escola Nossa Senhora do Carmo (Escola do Carmelo – Bananeiras – PB), a partir da sua experiência com famílias trabalhadoras camponesas desde 2005, promove nos dias 22, 23 e 24 de agosto um  encontro que busca reunir sujeitos que direta ou indiretamente estão envolvidos no tema da Educação.

Este 1o Encontro de Educação que terá como  tema norteador “Por uma educação mais Humanizada e Humanizadora”  será realizado na UFPB – Campus de Bananeiras no período de 22 e 24 de agosto de 2012 e contará com a presença dos seguintes autoridades brasileiras em educação: 
CARLOS ALBERTO LIBÂNIO CHRISTO – FREI BETO – FRADE DOMINICANO, ESCRITOR EDUCADOR, ESCREVEU 53 LIVROS, EX – ASSESSOR ESPECIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA GOV. LULA – IDEALIZADOR DO FOME ZERO
CARLOS BRANDÃO – ESCRITOR, EDUCADOR E PROF. DA UNICAMP Campinas – SP – UFU – Uberlândia – MG.
LUCIA RIBEIRO – SOCÓLOGA – MG
MARIA DO SOCORRO XAVIER BATISTA – Educadora e Socióloga – UFPB
Ir. EDUARDO D´AMORIM – Teólogo e Filósofo – Órdem Marista
Pe. PEDRO RUBENS F. OLIVEIRA – Reitor da UNICAP – Recife – PE
ANA LUCIA G BRINDEIRO – Educadora e Assessora da Presidência da República em Direitos Humanos
Durante o evento ocorrerão mesas redondas, oficinas, rodas de conversa, apresentações culturais e trocas de experiências de trabalhos desenvolvidos pelas seguintes ONG´s: Casa do Pequeno Davi – João Pessoa; Casa dos sonhos – santa rita; Amazona; Aldeias Infantis SOS; Apoitchá; Projeto Beira de Linha; RECID; Escola Viva olho do Tempo; ONGIFA – Projeto Feiras Agroecológicas; SINDSOL – Solânea
A arrecadação será revertida como doação em favor do Projeto Escola Nossa Senhora do Carmo que mantem
LOCAL: AUDITÓRIO CENTRAL DA UFPB/CCHSA – BANANEIRAS
REALIZAÇÃO: Escola Nossa Senhora do Carmo e UFPB/CCHSA
APOIO:  Instituto Alpargatas; PROEJA; UFPB Virtual, Prefeitura Municipal de
Bananeiras; Prefeitura Municipal de Solânea; Secretaria de
Educação Estadual. Hotel Eco-Spazio
Coordenação Geral: Leila Rocha Sarmento Coelho; Maria de Fátima Barbosa Pereira; Jailma Marcelino da Silva
Toda a verba arrecadada pelas inscrições será revertida em prol das atividades da Escola Nossa Senhora do Carmo.
Todos os palestrantes, oficineiros e pessoas que estão contribuindo para organização do evento são voluntárias.
O encontro terá como proposito discutir e refletir passos para que conduzam a uma educação humanista e formar sujeitos conscientes-cooperativos para a transformação humanizadora da sociedade em contra-ponto à preparação de sujeitos competentes-competitivos para a reprodução da lógica e do poder do mercado de capital.
Podem participar do evento educadores e gestores da educação básica e superior, estudantes de graduação e de pós-graduação, pesquisadores da érea e demais interessados na temática do evento.
Inscrições podem ser realizadas diretamente no site www.enscbananeiras.org.br
Informações:(83) 9965-8409

Prof. Dr. Marcos Barros para o Focando a Notícia