Arquivo da tag: reconhecimento

Diretor de banco revela sistema com reconhecimento facial para prevenir ataques

O Diretor de Segurança do Banco Santander, Douglas Prehl, detalhou, nesta terça-feira (27), durante a primeira edição do fórum do Instituto Brasileiro de Segurança e Justiça (iBRAJUS), como funciona o sistema desenvolvido pela instituição bancária para prevenir ataques criminosos a agências bancárias.

“Antes a gente usava apenas a base histórica para fazer a repressão, a gente identificava e depois corria atrás. Agora eu faço o preditivo. Eu identifico quem é e já começo a usar o reconhecimento facial para fazer o contra-ataque. Quando tem uma pessoa na região que eu já sei, aciono as forças públicas e faço o monitoramento dedicado daquele ponto. Quando a pessoa chega para fazer o ataque, minha agência já está efetivamente protegida”, contou.

De acordo com Douglas, outras empresas têm procurado o Santander para compartilhar informações em relação ao sistema. “Nessa área não existe concorrência, o nosso concorrente é a criminalidade e o objetivo é encarcerar ao máximo”.

Yves Feitosa

 

 

Reconhecimento facial será usado para melhor segurança no Maior São João do Mundo

A segunda maior festa popular do país está investindo em tecnologia de ponta para garantir uma melhor segurança durante os 31 dias dos festejos juninos em Campina Grande. A Medow Entertainment, empresa organizadora do evento, contratou a plataforma digital Facewatch, que usará câmeras de reconhecimento facial em todas as entradas do Parque do Povo.

A máxima atenção com o sistema de segurança no Parque do Povo, durante a realização da 36ª edição do Maior São João do Mundo, vai muito além da ampliação do número de câmeras no Parque do Povo, que saltou de 120 unidades instaladas no ano passado para 265 câmeras em Full Hd em 2019.

A aliada de primeira hora para garantir uma festa junina tranquila é a tecnologia. A Medow contratou o Facewatch, uma solução em segurança digital, que utiliza a câmera 360 graus Speed Domy, capaz de encontrar uma pessoa com um zoom de até dois quilômetros de distância.

A plataforma utiliza o reconhecimento facial para controle de pessoas indesejadas no espaço público festivo, mais precisamente aquelas consideradas perigosas e/ou suspeitas.

O software é um instrumento preventivo de segurança, atuando na identificação de potenciais criminosos através das câmeras de reconhecimento.

Em parceria com as instituições policiais, uma vez identificado um suspeito, o alerta é repassado. Um dos principais ganhos proporcionados pelo sistema é a agilidade na ação de contenção da ameaça de perigo.

Presente nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália, o Facewatch está no Brasil há cerca de dois anos. No começo de 2019 teve sua eficácia reconhecida ao conseguir encontrar um foragido da Justiça vestido de mulher no Carnaval de Salvador.

Em Campina Grande, o trabalho está sendo feito em parceria com a Brisanet. Segundo a empresa, todas as entradas do Parque do Povo terão câmeras de reconhecimento facial.

Nos portões de entrada haverá um telão, no qual a partir do sistema de identificação facial serão registradas as presenças de quem visitar o Parque do Povo.

A pretensão é transformar o trabalho em um case nacional e levar a tecnologia para outros espaços públicos do País com eventos de grande porte.

Um contador de público também estará presente na edição deste ano. As câmeras foram instaladas no Quartel General do Forró de maneira estratégica, visando aumentar ainda mais a segurança dos forrozeiros. Os banheiros (mantendo a privacidade e intimidade de cada cidadão preservada) e regiões adjacentes estão todas monitoradas, se tornando praticamente um Big Brother Brasil (BBB) campinense.

Outra novidade em segurança, para este ano, será a localização da sala de monitoramento dessas câmeras. Em comum acordo com as Polícias Militar e Civil, foi estudado e decidido que a central ficará localizada no 1º andar do Centro Cultural Lourdes Ramalho, na rua Paulino Raposo, com uma vista privilegiada para festa. Será um lugar amplo equipado com 15 monitores, sendo uma estrutura inovadora montada pela Medow para os festejos juninos de Campina Grande.

O comandante do Comando de Policiamento Regional (CPR-1), Arilson da Silva Valério, destacou a importância da instalação das câmeras no Parque do Povo e garantiu reforço para os dias de grandes públicos no Maior São João do Mundo.

“É algo muito louvável ter a ajuda das 265 câmeras. Mas também informo que reforçaremos o nosso efetivo policial nos dias que forem necessários. Estamos estipulando 19 dias de grande público. Se for preciso, traremos reforço de João Pessoa, Guarabira e Patos”, disse o comandante Valério.

Para o superintendente da Polícia Civil de Campina Grande, Luciano Soares, a imprensa também deverá ser uma grande parceira no trabalho realizado pelas polícias nos festejos juninos de Campina Grande.

“Caminhando juntos alcançaremos mais facilmente o objetivo do sucesso da festa. Ano passado alguns fake news acabaram causando um terrorismo por conta das tão faladas agulhadas. A expectativa para este ano é de uma festa tranquila e muito mais segura”, declarou o superintendente.

 

Codecom/CG

 

 

Minininho Veículos agradece reconhecimento no 6º Prêmio Excellence

O proprietário da loja Minininho Veículos agradeceu aos solanenses por mais uma vez ser indicado aos melhores do comércio na 6ª edição do Prêmio Excellence, promovido pelo portal Focando a Notícia.

Segundo o proprietário José Porfírio, que também é vereador, a lembrança dos solanenses é motivo de orgulho. “Quero agradecer o reconhecimento de todos os amigos e amigas a nossa loja, ficamos muito felizes em receber mais um prêmio e parabenizamos também todo o comércio de Solânea que atualmente é a principal fonte de economia da nossa cidade”, agradeceu Minininho.

Apesar de ser vereador por 3 mandatos consecutivos, Minininho comentou que sempre foi comerciante e não pretende deixar o ofício tão cedo. “Minha vida foi ser comerciante junto com minha família, por isso é sempre motivo de alegria ser reconhecido, estou atuando como vereador e sou grato a todos que sempre tem me confiando o voto, mas um dia vai passar, já o comércio representa minha história e não pretendo abandonar essa área tão cedo”, completou.

 

Redação FN

 

 

Prêmios e reconhecimento: Bananeiras é destaque no cenário nacional

Município da região do Brejo paraibano, Bananeiras desponta no cenário nacional em diversas vertentes da administração pública, com avanços progressivos no turismo também tem na educação destaque com ganhos expressivos neste ano de 2017.

Nesta semana seu gestor, Douglas Lucena (PSB), recebeu dois prêmios distintos, mas, de grande representatividade para a região. Na terça-feira (03), em Brasília/ DF, o município foi o único do Nordeste a receber o Prêmio de Boas práticas de agricultura familiar e alimentação escolar.

O mérito se dá pelo fato de Bananeiras ser, uma das 25 melhores experiências do país, com um índice de compra direta à Agricultura Familiar de 68,66%, o maior do Nordeste e o oitavo maior entre os premiados.

Na quarta-feira (04), já em João Pessoa/PB, o prêmio veio através da Abrajet (Associação dos Jornalistas de Turismo da Paraíba) com o Troféu Waldemar Duarte, que referenciou o São João realizado no município como indutor de crescimento turístico para o Estado da Paraíba. Apenas dois municípios foram homenageados, Campina Grande e Bananeiras.

Ainda neste mês, Douglas Lucena receberá homenagem concebida através do Prêmio Heitor Falcão, no próximo dia 19, por seu desempenho político para o desenvolvimento regional.

Ascom-PMB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ricardo muda foto no face para saudar reconhecimento ao casamento gay

ricardoO governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), aderiu seu no perfil nas redes sociais à comemoração da decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de reconhecer o casamento gay em todo o País.

Ricardo adotou na sua conta no governo uma foto com as cores do movimento LGBT. A página oficial do Governo também ganhou a mesma roupagem de celebração pela postura adotada nos EUA.

Ricardo Coutinho criou no Estado a Secretaria da Diversidade, com políticas para contemplar o público LGBT.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Marco – Numa decisão histórica, a Suprema Corte dos Estados Unidos legalizou nessa ontem (26) o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país. Os 13 estados que ainda proibiam não podem mais barrar os casamentos entre homossexuais, que passam a ser legalizados em todos os 50 estados americanos. A decisão veio por cinco votos contra quatro.

MaisPB

Projeto de Lei pretende impedir reconhecimento da união estável homoafetiva

Casadas desde 2011, Leila e Carla estão prestes a realizar o sonho de ter um filho com a adoção em definitivo de Giovana.
Casadas desde 2011, Leila e Carla estão prestes a realizar o sonho de ter um filho com a adoção em definitivo de Giovana.

Relator da proposta de criação do Estatuto da Família na Câmara sugere que núcleo seja formado por homem e mulher e que crianças só possam ser adotadas por casais heterossexuais. Projeto levanta polêmica e movimenta as redes sociais.

“Tem situações homossexuais que não têm que ser, como o casamento na igreja. Cada coisa no seu devido lugar”, pondera Leila Jordão de Sousa. O lugar da analista de 34 anos, desde 2011, é ao lado de Carla Toledo, 32, com quem é casada. Juntas, elas estão prestes a obter a adoção em definitivo da pequena Giovana, 2 anos. “A gente quis oficializar (a união). Tínhamos a meta de ter um filho, de alguma forma, e não vimos como ser uma família sem oficializar. A união estável dá direitos, mas a gente não se prende a isso. Se tivermos de reivindicar algo, no futuro, não tem o que questionar, estamos respaldadas”, acredita.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A história de Leila, Carla e Giovana não seria possível, em um futuro hipotético, caso já estivesse em vigor o Estatuto da Família (PL 6.583/13). O projeto promete ser a próxima polêmica entre a bancada de deputados ligada aos evangélicos e a de direitos humanos. O estatuto restringe a definição de família ao núcleo formado a partir da união entre um homem e uma mulher ou por um dos pais e os filhos. Dito de outra forma, a matéria pretende impedir a legalização do casamento entre homoafetivos, garantida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2011. O parecer do projeto deve ser apresentado hoje na comissão especial criada para analisá-lo na Câmara.

O relator do projeto Ronaldo Fonseca (Pros-DF) incluirá no texto a proibição de adoção por casais de mesmo sexo — o que tende a apimentar as discussões. “A adoção da criança não é para satisfazer o desejo do adotante, mas para protegê-la. O que prevalece é o direito da criança, não o do adotante”, justifica o pastor. “Só quero que eles expliquem de onde nasceram as crianças que estão apodrecendo abandonadas e muitas vezes maus tratadas nos orfanatos deste país”, provoca Jean Wyllys (Psol-RJ), principal nome do movimento LGBT no Congresso. “Existe uma fila de mais de 30 mil casais hetero esperando para adoção”, rebate o relator.

Para Wyllys, o projeto é anacrônico. “Em vez de incorporar as últimas decisões do Judiciário, o estatuto nasce equivocado. Ele vem na contramão de um movimento que alcançou o reconhecimento da união estável homoafetiva como entidade familiar.” “Eles brigaram no judiciário porque queriam apenas duas coisas: o direito à previdência, à pensão, e o de adotar crianças para satisfazer o ego deles”, ironiza Fonseca.

Correio Braziliense

Jornalista guarabirense tem reconhecimento nacional

Reportagem de Hebert Araújo, jornalista da Paraíba 101 FM é selecionada como uma das finalistas do 17º Prêmio Abrelpe.

A Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) selecionou a reportagem ‘Habitantes do Lixo’, de Hebert Araújo, jornalista da Paraíba 101 FM, como uma das cinco finalistas da categoria Rádio da 17ª edição do Prêmio Abrelpe. O anúncio foi feito no dia 21 de novembro e os vencedores de cada categoria serão conhecidos amanhã.

Veiculada no mês de setembro deste ano, no programa ‘Polêmica Paraíba’, a reportagem trata sobre o destino do lixo no Estado. Segundo o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, o mês de agosto de 2014 é o prazo final para que sejam eliminados todos os lixões a céu aberto no Brasil. “A matéria fala sobre o conflito entre a lei e o atual estágio em que a Paraíba se encontra, pois até agora só temos três aterros sanitários em todo o Estado”, comentou o repórter Hebert Araújo.

O repórter fez questão de ressaltar que, para alcançar resultados como essa classificação no Abrelpe, é fundamental estar em uma emissora que proporciona espaço para trabalhos mais aprofundados. “É importante que a gente esteja em uma empresa que nos dê liberdade para realizar reportagens especiais que atingem toda a sociedade. É com muito orgulho que concorro a este prêmio nacional em nome da Paraíba 101 FM”, destacou.

De acordo com o Comitê Organizador da premiação, os finalistas foram escolhidos por um júri composto por membros das assessorias de comunicação e de imprensa da Abrelpe e um jornalista especializado em meio ambiente.

Para a editora-chefe da Paraíba 101 FM, Verônica Guerra, estar entre os cinco finalistas do prêmio confirma o compromisso da rádio com a sociedade. “É gratificante estar na final de mais um prêmio jornalístico. É o reconhecimento do trabalho que é feito diariamente por cada integrante dessa equipe tão competente”, comentou.

Com o tema ‘A gestão de resíduos no século 21: o que vem pela frente?’, esta edição do prêmio avaliou, na categoria Rádio, critérios como adequação ao tema, qualidade editorial, qualidade do áudio, criatividade e inovação, qualidade da locução, diversidade de informações e serviços, veracidade e pesquisas de interesse do público-alvo.

Além dos destaques da mídia radiofônica, o concurso também premia finalistas nas categorias Impresso e Televisão. Os autores das melhores reportagens receberão um certificado e premiação em dinheiro no valor de R$ 5 mil cada. Além disso, a matéria que obtiver a maior pontuação absoluta entre as três primeiras colocadas será a vencedora do Grand Prix, levando o Troféu Abrelpe de Reportagem e um cheque no montante de R$ 15 mil.

A solenidade de premiação que acontecerá amanhã, na qual serão anunciados os ganhadores e entregues os prêmios, acontecerá no Centro Britânico Brasileiro, em São Paulo.

Jornal da Paraíba

Direção da UFPB/Bananeiras anuncia reconhecimento do curso de Pedagogia pelo MEC



O diretor do Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias (CCHSA) da UFPB/Bananeiras – Campus III, Antonio Eustaquio Resende Travassos, divulgou nota informando sobre o reconhecimento, pelo Ministério da Educação (MEC), do curso de Pedagogia.

Confira a nota na íntegra:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS E AGRÁRIAS

 

         A Direção do Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias (CCHSA) Campus III da Universidade Federal da Paraíba – Bananeiras –PB, informa ao Público em Geral, que o Curso de Pedagogia (Licenciatura) ofertado neste Centro, recebeu Portaria de Reconhecimento pelo e-MEC (Portaria nº 220, de 01 de novembro de 2012, publicada no DOU Nº 214 em 06 de novembro de 2012), sendo condição necessária para a validade nacional dos diplomas emitidos pela Instituição. Na oportunidade, parabeniza a todos os envolvidos, em especial, aos Docentes e Técnicos administrativos do Departamento de Educação e da Coordenação do citado Curso pelo sucesso obtido e reafirma o compromisso pelo engrandecimento da área no CCHSA.

Bananeiras, 12 de novembro de 2012.

 

 

 

 

Antonio Eustaquio Resende Travassos

Diretor do CCHSA

 

Redação/Focando a Notícia

ALPB discute alternativas ao reconhecimento dos direitos fundamentais dos homossexuais

 A Assembleia Legislativa da Paraíba se úne ao propósito de discutir e apresentar alternativas ao reconhecimento dos direitos fundamentais dos homossexuais. Os gays, lésbicas, travestis e transexuais representam mais de 10% da população mundial.

No Brasil são mais de 17 milhões de seres humanos discriminados, violentados, assassinados. Nesta segunda-feira (13), a Casa vai realizar, às 14h30, uma sessão especial em homenagem ao Dia Internacional da Consciência Homossexual, comemorada anualmente no dia 28 de junho. A propositura é do deputado Frei Anastácio (PT).

Solicitação:DeputadoFrei Anastácio
Dia:13/07/2012(segunda-feira)
Hora: 14h30
Local: Plenário“Deputado José Mariz”
Pauta: Dia Internacional da Consciência Homossexual
Redação com Asssessoria

Comunidade dos 40, em Triunfo, luta pelo reconhecimento como remanescente de Quilombola

O ano de 1952 marca o início da história da “Comunidade dos 40”, na cidade de Triunfo (PB), com a chegada de parte da família Pereira, oriunda de Pombal (PB), após vários conflitos registrados naquela cidade. Questões internas, como brigas, ameaças, disputas por terras, incêndios em plantações, fizeram com que quarenta integrantes de uma mesma família resolvesse procurar outro local para se estabelecerem, por conta da violência instalada, resultando, inclusive, em mortes.

Em 2008, foi inaugurada a “Praça dos 40”, em homenagem aos 50 anos da chegada da família a Triunfo

 

Desta forma, em 1952, os moradores de Triunfo viam entrar na cidade um grupo de quarenta negros, entre homens, mulheres e crianças, procurando um local tranquilo para viver. Após ter passado por São José de Piranhas (PB) e Quixeramobim (CE), o grupo foi orientado pelo místico José de Moura, muito conceituado e procurado na época, a se estabelecer em Triunfo, ainda pertencente ao município de São João do Rio do Peixe.
Recebidos pela família Teodoro, os quarenta negros, que descobriu-se recentemente serem remanescentes de uma comunidade quilombola de Pombal, se estabeleceram inicialmente no Sítio Gamela, onde passaram a trabalhar na agricultura e na produção de farinha de mandioca. Já na vila, os homens passaram a realizar serviços braçais e as mulheres foram trabalhar nas casas das famílias locais.
Atualmente, a luta dos descendentes dos pioneiros, estimados em mais de 150 pessoas, mantendo tradições como uma banda cabaçal, é pelo reconhecimento oficial da Comunidade dos 40 como remanescente de um Quilombola, passando a usufruir dos benefícios assegurados às várias comunidades descobertas no Brasil nos últimos anos.
Lenilson Oliveira (Revista Destaque 81, Jun/2012)

Fonte: DestaquePB, com Lenilson Oliveira (Revista Destaque 81, Jun/2012)
Focando a Notícia