Arquivo da tag: recém-nascida

Recém-nascida abandonada pela mãe em hospital de Guarabira ainda está sob cuidados médicos

A criança recém-nascida, de forma prematuramente com 6 meses de gestação, que foi abandonada pela mãe depois do parto normal, no Hospital Regional de Guarabira, permanece sendo cuidado pela equipe de pediatria da unidade hospitalar.

Juliana Fernandes da Paz, de 23 anos, moradora da cidade de Araçagi, ganhou neném na última terça-feira (7), no Hospital Regional de Guarabira, e fugiu nesta quinta-feira (9), por volta das 13h30min.

De acordo com relatos de uma funcionária de higienização do hospital, a mulher no banheiro da enfermaria, utilizou um balde grande para subir sobre ele, alcançou a janela e conseguiu fugir pela porta dos fundos.

O Conselho Tutelar de Araçagi foi acionado pelo Serviço Social do HR e está acompanhando o caso. A mesma mulher já teve a guarda de uma filha de dois anos, perdida por causa de maus tratos.

De acordo com o Conselho Tutelar, os pais da criança alegam que não têm condições financeiras para sustentar a bebê.

O juízo da infância já manteve contato com a direção do Hospital Regional, alertando que a acriança só pode deixar a unidade hospitalar com ordem judicial, assim que tiver fisicamente restabelecida será encaminhada para adoção.

De acordo com o que foi apurado pela reportagem do Portal25horas, Juliana, mãe da criança, já foi vista na cidade de Araçagi, na Rua da Palha, onde reside.

Juliana fugiu do hospital pela janela do banheiro e abandonou a filha

 

portal25horas

 

 

Mãe confessa ter jogado filha recém-nascida em matagal por já ter 3 filhos

matagalUma mulher de 29 anos confessou ter jogado a filha recém-nascida em um matagal usado como depósito de lixo por moradores de Cáceres, a 220 km de Cuiabá. A delegada da Polícia Civil Mariell Antonini Dias, que investiga o caso, disse que a mulher é de classe média e teria condições financeiras para cuidar da criança.

“Ela contou que abandonou o bebê porque o marido, que trabalha como técnico de informática, tinha ameaçado se separar dela caso ela engravidasse novamente”, afirmou Mariell. A menina foi encontrada na manhã de segunda-feira (7) por moradores da região, que acionaram o Conselho Tutelar. Ela foi resgatada e encaminhada para um hospital da cidade.

A mulher já tem outros três filhos e, por isso, quis se desfazer da criança. Segundo a delegada, a mulher não tem nenhum tipo de distúrbio mental nem não toma remédios. “Ela é uma pessoa conhecida na cidade. Trabalha como vendedora de uma loja ‘famosa’ daqui. Depois de jogar a filha, continuou com a rotina normal dela”, disse Mariell.

Câmeras de segurança da rua registraram imagens do momento em que o carro da mulher passou pelo local. “Não conseguimos identificar a placa do veículo, mas pelas características conseguimos chegar até o marido dela, que alegou não saber que a mulher estivesse grávida”, afirmou a delegada. A polícia abriu um inquérito, e a mulher deve responder por tentativa de homicídio qualificado. A suposta participação do pai do bebê também deve ser apurada.

Testemunhas que convivem com a vendedora relataram à polícia que a mulher não aparentava estar grávida. Ela fez o parto sozinha no banheiro de casa na noite de domingo (6) e teria rasgado o cordão umbilical. “Como ela já tinha tido três filhos por meio de parto normal, foi mais fácil”, apontou Mariell. Somente no dia seguinte, a mulher levou a bebê até o matagal e a abandonou. Ela não chegou a amamentar a menina.

A polícia fez busca e apreensão na casa da vendedora e encontrou algumas evidências de que a criança teria nascido no local. Foram encontrados uma lâmina, fios de cabelo e um absorvente que a mãe havia usado.

À polícia, a mulher disse que pretende ficar com a criança. “A bebê correu o risco de ter sido atacado por um cachorro ou de ter morrido de fome. Estava toda suja de fezes da mãe. Ela não se deu ao trabalho nem de limpar a criança”, destacou a delegada. A prisão da vendedora não foi pedida.

180 Graus

Mãe é flagrada agredindo a filha recém-nascida de apenas 1 mês de vida em São Bento

MãeNa noite da última sexta-feira (01/02), a Polícia Militar, recebeu uma ligação, informando que Sônia lúcia Diniz Da Silva 19 anos, desempregada. Moradora da Rua São Benedito, Bairro Boa Esperança em São Bento, estava alcoolizada e agredia sua filha de 1 mês de vida.

Ao chegar no local, a Polícia Militar constatou a vericidade dos fatos, imediatamente acionaram o SAMU e o Conselho Tutelar que encaminhou a criança para o Hospital Maria Paulino Lúcio.

A criança ao dar entrada no hospital, foi enxaminada e constatou-se a agressão, a mesma tinha ferimentos na boca e hematomas pelo corpo.
A acusada foi encaminhada para a Delegacia de Polícia, para ser ouvida e em seguida foi encaminhada para Catolé do Rocha, onde ficará a disposição da justiça.

Acriança foi entregue pelo Conselho Tutelar, na manhã de sábado(02/02), na casa de sua avó que reside no Sítio Jenipapeiro,zona rural de Catolé do Rocha.

É Sertão com São Bento AgoraPB