Arquivo da tag: receber

Cofre gordo: municípios paraibanos vão receber mais de R$ 78 milhões nesta segunda

Um montante de R$ 78.753.199,59 estará na conta dos municípios paraibanos nesta segunda-feira (30).  O valor corresponde ao terceiro decêndio do mês de setembro do Fundo Participação dos Municípios, o (FPM).

Com R$15 milhões descontados do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, R$11 milhões da Saúde e R$787 mil do Pasep, o valor repassado é de mais de R$50 milhões.

Neste mesmo período do ano passado, as cidades receberam R$80 milhões, valor um pouco acima do que foi distribuído este ano.

A Confederação Nacional dos Municípios alerta os gestores locais sobre a ‘inconstância’ na distribuição de transferências. De acordo com o órgão, no primeiro semestre estão os maiores repasses do FPM, concentrados em fevereiro e maio, mas de julho a outubro os repasses diminuem significativamente.

“É importante que os gestores municipais mantenham cautela ao gerir os recursos. A Confederação ressalta que é preciso planejamento e reestruturação dos compromissos financeiros das prefeituras para que seja possível o fechamento das contas”, explica a entidade.

 

paraiba.com.br

 

 

“Sou governador de 223 municípios, jamais me negaria a receber quem quer que seja” enfatiza João Azevêdo

O governador João Azevêdo (PSB) voltou a falar sobre seu relacionamento com os prefeitos paraibanos, tanto de oposição quanto de situação e disse ser um governador que não discrimina gestor ou município por conta da falta de apoio.

Segundo João ele governa as 223 cidades paraibanas e sempre que for solicitado receberá qualquer um dos prefeitos, assim como mesmo sem ter apoiado o governo Bolsonaro, almeja ser recebido em Brasília em audiências com o governo federal.

“Sou governador de 223 municípios, portanto, jamais me negaria a receber quem quer que seja. Do mesmo jeito quando vou a Brasília, com o respaldo dos votos dos paraibanos para audiências no governo federal”, enfatizou.

PB Agora

 

 

Mais de 150 crianças com microcefalia vão receber pensão vitalícia na PB

O Ministério da Cidadania vai conceder pensão especial vitalícia a crianças com microcefalia, decorrente do vírus Zika, nascidas entre 2015 e 2018. Para ter direito à pensão, é necessário ser beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Na Paraíba, atualmente, 153 crianças com microcefalia, nascidas entre 2015 e 2018, recebem o BPC.

Em solenidade no Palácio do Planalto nessa quarta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro assinou a Medida Provisória (MP) que garante o recurso. Cerca de 20 mães de crianças com microcefalia participaram da cerimônia. A MP foi publicada no Diário Oficial da União dessa quinta-feira (5).

Em discurso, Bolsonaro destacou a importância do momento para o Brasil. “É impossível não se emocionar, estando em nossas mãos a solução de problemas de forma a minimizar a dor de muitas pessoas. A vida não é fácil para ninguém. Reconheço que a de vocês é muito difícil”, afirmou o presidente às mães presentes na cerimônia. “E eu peço aos deputados e senadores que não alterem essa Medida Provisória. Não façam demagogia”, frisou aos parlamentares presentes.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, reforçou que a pensão vitalícia é um passo muito importante na área social, ao assegurar tranquilidade a essas mães, que poderão buscar por outras fontes de renda sem perder a pensão. “Estamos vivendo um momento em que o Estado manifesta a sua capacidade de ajudar aqueles que mais precisam”, salientou.

Atualmente, no Brasil, 3.112 crianças com microcefalia, nascidas entre 2015 e 2018, recebem o BPC. Para ter direito ao benefício, é necessário que a renda por pessoa da família seja menor que um quarto do salário mínimo. Para não perder o recurso, a maioria das mães dessas crianças não possui outra fonte de renda.

Nova realidade

Segundo a presidente do Conselho do Programa Pátria Voluntária, primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, a pensão especial vitalícia é uma importante resposta do Estado à angústia dessas famílias. “Agora essas crianças terão direito à pensão especial e as mães e os pais poderão trabalhar sem medo de perder o benefício para seus filhos. Isso beneficia as famílias como um todo e traz mais tranquilidade para lidar com os desafios da microcefalia”, ressaltou.

Ainda na solenidade, ao lado do grupo de mães, a presidente da Associação Pais e Anjos da Bahia, Ingrid Graciliano, agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e ao Ministério da Cidadania pela ação. A Medida Provisória vai mudar a sua vida e da filha Nicole, de três anos e oito meses, que tem microcefalia decorrente do vírus Zika.

“Estar aqui hoje com vocês é saber que estamos colhendo frutos e que a nossa luta não está sendo em vão. Desejo que essa conquista seja o início de tantas outras que teremos. Para cuidar das nossas crianças, tivemos que nos abster da nossa vida. Essa luta não é fácil”, afirmou.

Famílias dentro do critério de recebimento que optarem pela pensão especial não poderão acumular os dois benefícios. Elas deixarão de receber o BPC em caso de concessão da pensão. O valor da pensão vitalícia é de um salário mínimo, assim como o valor do Benefício de Prestação Continuada.

A pensão especial deverá ser requerida no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e concedida após a realização de perícia médica que confirmará a relação entre a microcefalia e o vírus Zika.

BPC

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um benefício de renda no valor de um salário mínimo para pessoas com deficiência de qualquer idade ou para idosos com idade de 65 anos ou mais que apresentam impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial e que, por isso, apresentam dificuldades para a participação e interação plena na sociedade. Para a concessão deste benefício, é exigido que a renda familiar mensal seja de até um quarto de salário mínimo por pessoa.

Também participaram da solenidade de assinatura da Medida Provisória o vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Prestigiaram a solenidade, pelo Ministério da Cidadania, a secretária-executiva, Ana Maria Pellini, o secretário especial adjunto da Cultura, José Paulo Soares Martins, e a secretária nacional de Assistência Social, Mariana Neris, entre outras autoridades.

 

 

portalcorreio

 

 

Paraíba vai receber R$ 3 milhões para Atenção Básica em 53 cidades

A Paraíba vai receber R$ 3 milhões para credenciar 96 novas equipes ou serviços de Atenção Básica Primária, em 53 cidades. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na última quarta-feira (03).

De acordo com o Ministério da Saúde, o valor também deve financiar 29 agentes comunitários de Saúde, 16 equipes de saúde da família, além de 12 equipes de saúde bucal e uma equipe de consultório de rua.

O valor também vai ser usado para implantar 15 polos de Academia da Saúde, um grupo de saúde prisional, três centros especializados em Odontologia e 19 laboratórios de próteses dentárias.

Os recursos começam a ser repassados aos estados e municípios a partir do momento em que as novas equipes e serviços credenciados iniciam o atendimento à população. As contratações são feitas pelos gestores locais. Os municípios da Paraíba contemplados não foram informados pela pasta.

De acordo com Mandetta, é preciso reestruturar o Sistema Único de Saúde através dos mecanismos de atenção primária.  “Queremos construir a política de regionalização, junto dos secretários municipais de saúde, dividindo os municípios em distritos sanitários para melhor atender os mais de 200 milhões de brasileiros nos diferentes níveis de atenção: primária, média e alta”, pontuou.

MaisPB

 

 

Paraíba deve receber quase 60 profissionais do Mais Médicos a partir desta segunda-feira (24)

Os profissionais aprovados no programa Mais Médicos devem se apresentar nos municípios a partir desta segunda-feira (24) e até a sexta-feira (28). De acordo com o Ministério da Saúde, na Paraíba são 59 médicos selecionados para 38 municípios da Paraíba.

As cidades com mais vagas, na Paraíba, são Campina grande e Sousa, com quatro oportunidades cada, e Alagoa Grande, Nova Floresta e Pombal, com três cada. A lista completa pode ser consultada no site do Ministério da Saúde (MS).

O edital no qual os médicos foram aprovados é o segundo lançado pele Ministério da Saúde desde a saída de Cuba do programa, anunciada em novembro de 2018. Dentre os médicos selecionados no primeiro edital, 1.052 desistiram do programa entre janeiro e março de 2019. O número representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba.

G1

 

Bananeiras e Solânea devem receber recursos do PAC após portaria que beneficiará 121 municípios da PB

Uma portaria assinada pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, torna obrigatória a transferência de recursos para 121 municípios paraibanos que receberão ações do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A medida foi publicada na edição desta terça-feira (2) do Diário Oficial da União.

O instrumento de “transferência obrigatória” foi criado há alguns anos pelo governo para obras do PAC com o objetivo de agilizar o repasse de recursos para Estados e municípios. As regras para liberação dos recursos são menos rígidas do que as chamadas “transferências voluntárias”, que exigem, entre outras coisas, que os entes federados estejam em dia no pagamento de tributos federais e dívidas com a União.

A portaria não traz os valores a serem transferidos, mas estabelece que os recursos serão destinados a apoiar projetos de desenvolvimento sustentável local integrado. Serão contemplados 121 municípios de todas as regiões do estado.

Ainda segundo a portaria, além de instituir como obrigatórias as transferências aos entes federados, competirá a secretaria ou entidade vinculada da administração pública federal, a qual estiver consignada a dotação orçamentária relativa à ação, a análise e aprovação formal pela unidade competente do termo de compromisso estabelecido entre os entes. A portaria entrou em vigor na data da sua publicação.

MI. 01223 ARARUNA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BELÉM – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BORBOREMA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BREJO DO CRUZ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CAAPORÃ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CACHOEIRA DOS ÍNDIOS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CAMALAÚ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CAPIM – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CARAÚBAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CARRAPATEIRA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CONDE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CONGO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CRUZ DO ESPÍRITO SANTO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CUITÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CUITEGI – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 DAMIÃO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 DIAMANTE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 FAGUNDES – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 IGARACY – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ITATUBA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 JUAZEIRINHO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 JUNCO DO SERIDÓ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 LIVRAMENTO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MASSARANDUBA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MOGEIRO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MONTE HOREBE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 NATUBA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PEDRA LAVRADA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PIRPIRITUBA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 POCINHOS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 POÇO DANTAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 POÇÕES – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SALGADINHO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SANTA HELENA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO DOMINGOS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO DOMINGOS DE POMBAL – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOSÉ DA LAGOA TAPADA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SAPÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SERRA DA RAIZ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 TEIXEIRA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 UMBUZEIRO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 VIEIRÓPOLIS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ÁGUA BRANCA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ALAGOA GRANDE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ALAGOA NOVA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ALCANTIL – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ALHANDRA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 AMPARO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ARAÇAGI – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BANANEIRAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BARRA DE SANTA ROSA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BARRA DE SANTANA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BARRA DE SÃO MIGUEL – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BOA VENTURA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BOA VISTA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BONITO DE SANTA FÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 BOQUEIRÃO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CABACEIRAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CACIMBA DE AREIA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CACIMBA DE DENTRO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CACIMBAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CAIÇARA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CATINGUEIRA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CATURITÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CONCEIÇÃO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CONDADO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 COREMAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CUITÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 CUITÉ DE MAMANGUAPE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 DESTERRO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 DONA INÊS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 EMAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 GADO BRAVO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 GURINHÉM – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 GURJÃO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 IMACULADA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 ITABAIANA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 JACARAU – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 JURU – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 LAGOA SECA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MÃE D’ÁGUA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MALTA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MAMANGUAPE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MARCAÇÃO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MARI – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MATARACA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MATINHAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MATO GROSSO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MATURÉIA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MONTADAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MONTEIRO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 MULUNGU – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 NOVA FLORESTA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 OLHO DÁGUA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 OLIVEDOS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PAULISTA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 POMBAL – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PRATA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PRINCESA ISABEL – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 PUXINANÃ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 QUIXABA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SANTA CECÍLIA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SANTA LUZIA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SANTANA DOS GARROTES – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO BENTO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO DOMINGOS DO CARIRI – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO FRANCISCO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOÃO DO TIGRE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOSÉ DE ESPINHARAS – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOSÉ DE PRINCESA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOSÉ DO BONFIM – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO JOSÉ DO SABUGI – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO MAMEDE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SÃO MIGUEL DE TAIPU – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SERRARIA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SOBRADO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SOLÂNEA – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SOLEDADE – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 SUMÉ – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 TAVARES – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado
MI. 01223 TENÓRIO – PB Apoio a Projetos de Desenvolvimento Sustentável Local Integrado

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dezessete cidades da PB vão receber profissionais do ‘Mais Médicos’

Foto: divulgação

Os médicos formados em instituição de educação superior brasileira ou com diploma revalidado no Brasil têm até esta terça-feira (12) para escolher os municípios onde desejam atuar pelo programa Mais Médicos. Os profissionais que quiserem atuar na Paraíba podem escolher uma das 17 cidades que receberão médicos do programa.

Ao todo, 8.042 profissionais tiveram a inscrição validada e poderão disputar entre as 983 vagas em 512 municípios e 1 Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) disponíveis no atual edital. “É um compromisso fortalecer a participação dos brasileiros no Mais Médicos. A reposição vai garantir a continuidade do atendimento prestado aos mais de 63 milhões de brasileiros beneficiados com esta ação”, ressalta o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Os candidatos inscritos e que selecionarem as opções de municípios devem aguardar, no próximo dia 15, a publicação do resultado preliminar da alocação, de acordo com o cronograma disponível no site do Mais Médicos. A previsão é que os profissionais iniciem as atividades no dia 8 de janeiro.

O Ministério da Saúde tem lançado editais periódicos para repor e substituir médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) por profissionais brasileiros. Além disso, também estão sendo repostas vagas oriundas de desistências e de encerramento de contrato. Ampliar a participação de médicos brasileiros no programa é um compromisso da gestão do ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Municípios

Os municípios tiveram até o dia 1º deste mês para indicar o quantitativo de vagas disponíveis. Entre os 983 postos ofertados, a região Nordeste possui a maior quantidade, com 341 oportunidades, seguido do Sudeste (253), Sul (167), Norte (125) e Centro-Oeste (97). Entre os dias 3 e 5 de janeiro está previsto o período de validação dos médicos pelo gestor municipal no Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP).

O programa

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros. Do total de médicos participantes, 47,1% são profissionais da cooperação com a OPAS, 45,6% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 4,16% são intercambistas estrangeiros.

Confira quais cidades paraibanas receberão o Mais Médicos em 2018:

– Aroeiras
– Alagoa Grande
– Baía da Traição
– Conde
– Curral De Cima
– Gurinhém
– João Pessoa
– Juazeirinho
– Lagoa De Dentro
– Marizópolis
– Picuí
– Pilões
– Pocinhos
– Santa Rita
– São José da Lagoa Tapada
– Tavares
– Triunfo

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Frei Damião deve receber o título de beato até 2019

A data já está marcada: 6 de fevereiro de 2018. Nesse dia, a Comissão de Teólogos do Vaticano se reunirá na Santa Sé para avaliar o processo de canonização de frei Damião de Bozzano. O religioso deverá receber o título de venerável, um reconhecimento da Igreja Católica por suas práticas e virtudes cristãs em grau heróico. A partir daí, começarão a ser analisados os milagres de sua autoria. Até o fim de 2019, o frade capuchinho deverá se tornar beato. Depois que o decreto for publicado pelo papa Francisco, espera-se que aconteça um novo milagre para assim Damião tornar-se um santo oficialmente. Para seus devotos brasileiros, o italiano natural de Bozzano, no Norte da Itália, já é considerado popularmente o primeiro santo nordestino. Estima-se que o frade seja autor de mais de 30 mil milagres ao longo de sua vida.

Batizado Pio Giannotti, o frade nasceu em 5 de novembro de 1898. Aos 33 anos veio para o Brasil, em 1931, quanfo se instalou no Recife. Passou seus últimos dias no Convento de São Félix de Cantalice, no Pina, onde seus restos mortais estão sepultados. Em 66 anos de missões, percorreu a pé, a cavalo ou de carro mais de um milhão de quilômetros, o equivalente a 25 voltas ao mundo. Dormia três horas por noite, trabalhava praticamente sem descanso. Percorreu Pernambuco, Paraíba, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe e Bahia. No Nordeste, só não esteve no Maranhão por o estado pertencer a outra província capuchinha (junto com Pará e Amazonas). Também esteve em São Paulo. Foi o religioso que mais “confessou” pessoas no país: três milhões de fiéis. Embora tivesse grande dificuldade com a língua portuguesa, logo se adaptou à realidade nordestina. Seu carisma conquistou multidões que se encantavam com seus sermões.

Frei Damião morreu em 31 de maio de 1997, aos 98 anos, após sofrer um acidente vascular cerebral. Seu processo de beatificação e canonização foi aberto em maio de 2003 e encaminhado ao Vaticano em julho de 2012. Para o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, o processo que tramita em Roma só oficializará o que já está no coração do povo. “Frei Damião é uma pessoa de Deus, um homem que dedicou toda sua vida à missão, à evangelização, sobretudo nas comunidades mais carentes e pobres. É muito justa a causa. Temos esperança de que, o quanto antes, a Igreja possa proclamar essa verdade para a alegria de todos nós”, declara o arcebispo.

A história do religioso apontado como Apóstolo da Misericórdia será contada em um documentário cujas primeiras cenas externas começarão a ser gravadas em abril de 2018. O lançamento acontecerá em novembro do ano que vem, quando serão comemorados 120 anos de nascimento de frei Damião. A produção de R$ 1,5 milhão será exibida em praças de várias cidades do Nordeste, numa versão “2.0” das peregrinações realizadas pelo capuchinho. A película pretende contar detalhes da vida pessoal do religioso que até então muitos desconhecem, e peculiaridades que mostrarão o lado humano do missionário.

“Frei Damião não é só religião. Ele é um ícone da cultura nordestina, que ultrapassou as barreiras da religião do povo, atingindo as artes. Grandes intérpretes da música brasileira como Luiz Gongaga cantaram frei Damião. Gil Borges tem todo um trabalho de xilogravura envolvendo o frade. Ele está nos livros de cordel espalhados no interior do Nordeste. O filme, com certeza, será um marco na memória e história do religioso”, ressalta o produtor de marketing religioso Jairo Chaves, autor de uma dissertação de mestrado no curso de ciência da religião pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), cujo tema é a historia de frei Damião.

A ideia de produzir o documentário partiu justamente desse estudo. Idealizador do filme, Jairo ressalta que é preciso que o governo se prepare estrategicamente para receber pessoas do mundo inteiro em Pernambuco após a canonização. “Milhões de pessoas viajam por ano buscando destinos religiosos no mundo e o estado faz parte de um deles, com frei Damião”, observa. Jairo lembra ainda que o religioso se destacou como um fenômeno de comunicação. Mesmo vivendo numa época sem recursos como celular, internet e redes sociais, conseguia reunir multidões. Atraía as pessoas pelo seu carisma. Agora, a torcida de todos os católicos é para a comprovação dos milagres, uma vez que frei Damião já faz parte da cultura nordestina. É um santo dos dias atuais na concepção dos devotos. Há toda uma geração viva que viu de perto o religioso, acompanhou suas missões e poderá dizer, em breve, que conheceu pessoalmente um homem santo.

manchetepb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Doze cidades da Paraíba vão deixar de receber água da Operação Carro-Pipa

Foto:Divulgação
Carro-pipa (ilustração)

O governo federal definiu que vai encerrar o abastecimento de água de 12 municípios paraibanos que eram contemplados com a Operação Carro-Pipa, realizada pelo Exército brasileiro. A determinação é da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) e do Ministério da Integração Nacional (MI) e já pode mudar a realidade dessas localidades a partir do mês que vem.

De acordo com a decisão, as cidades paraibanas estavam incluídas no programa, de maneira equivocada, já que não pertencem à região do semiárido nordestino. No Nordeste, a Operação Carro-Pipa só atende cidades do semiárido.

A determinação começou a preocupar as populações e os gestores públicos desses locais que vão deixar de receber água da operação. De acordo com Eugênio Alves, coordenador da Defesa Civil de Matinhas, município do Brejo da Paraíba e que está na lista das cidades que não vão mais receber o serviço, a decisão prejudica a maior parte da população do município.

“É muito difícil essa situação. Nós não temos água na cidade. Vivemos a base justamente desse serviço. Aumentamos os pontos de coleta de água na cidade e precisamos desses carros-pipa. Nossa zona rural é muito grande e a maior parte da população está lá. Não temos como abastecer essas pessoas”, disse, preocupado, o gestor.

Além de Matinhas, as cidades de Joca Claudinho, São Domingos de Pombal, Alagoa Grande, Alagoa Nova, Araçagi, Areia, Belém, Caldas Brandão, Cuité de Mamanguape, Gurinhém, Juarez Távora, Lagoa de Dentro, Pilar, Pilões, Pirpirituba, São Miguel de Taipu, Serra da Raiz, Serra Redonda e São Vicente do Seridó.

As prefeituras desses municípios assinaram um documento em conjunto, que foi enviado ao Ministério da Integração, pedindo a revogação da decisão. Segundo a determinação, o prazo para que essas cidades saiam da rota da Operação Carro-Pipa é de 180 dias, contados a partir do recebimento da notificação pela cidade.

Por Pedro Alves

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Municípios paraibanos podem receber R$ 125,6 milhões de apoio financeiro

As 223 prefeituras paraibanas podem receber do Governo Federal um total de R$ 125.651.850,21 por meio de um Apoio Financeiro dos Municípios (AFM). O pedido de socorro, num total de R$ 4 bilhões, para as mais de cinco mil prefeituras brasileiras, já foi protocolado junto a Presidência da República pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Por meio de ofício, a CNM solicitou ao Executivo que o repasse seja por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), nos moldes da medida emergencial feita anteriormente, sem vinculações e sem desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A entidade está orientando os prefeitos a procurarem deputados federais e senadores para que eles pressionem o presidente Michel Temer na liberação dos recursos. Para esse aporte financeiro, a Capital João Pessoa deve receber R$ 13.745.704,47 e Campina Grande, um total de R$ 3.804.874,90.

O município de Santa Rita terá a disposição R$ 2.061.253,05, seguido por Cabedelo e Cajazeiras,  ambas com o valor de R$ 1.374.168,70. Já Guarabira, terá a disposição um pouco menos, um total de R$ 1.259.654,64. Os valores serão repassados levando por base os coeficientes do FPM.

André Gomes  do Correio da Paraíba

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br