Arquivo da tag: recado

‘Estou alegre e confiante de que darei conta do recado’, diz deputado ao assumir presidência da AL

gervasioO novo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia (PSB), disse que está muito alegre e confiante de que dará ‘conta do recado’  para nova missão que assume na manhã desta quarta-feira (1º).

Ele , porém, disse que a presidência requer uma atenção maior, mas que vai mostrar bons resultados no exercício da função.

“Nós temos alegria e a certeza de que a responsabilidade é grande. Mas vamos dá conta do recado”, disse.

Já o governador Ricardo Coutinho (PSB) disse ter a certeza que Gervásio desempenhará um bom trabalho do comando da Casa.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

“Não podemos pagar por outros estados que não fizeram o dever de casa!”, desabafa Ricardo Coutinho mandando recado para Dilma

rc e dilmaEm tom de desabafo, o governador Ricardo Coutinho (PSB) cobrou posição do Governo Federal para que a Paraíba tenha a capacidade de contrair empréstimos junto a instituições financeiras internacionais com o intuito de continuar a promover o desenvolvimento, fazendo com que o andamento das obras não seja prejudicado.

Coutinho foi pego de surpresa com a suspensão feita pelo governo federal do aval para empréstimos internacionais para estados e municípios

“Não podemos pagar por outros não terem feito! Se os outros não fizeram cobrem dos outros!”, disparou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O socialista continuou com o seu desabafo:

“Se alguém não fez cobre dele, não se pode cobrar de quem fez! Quem se sacrificou e conseguiu ajustar um estado como esse, que não é um estado fácil, é um Estado dependente”, relatou Ricardo Coutinho mandando recado para Dilma.

Em tom de lamentou, o governador paraibano também relatou ao PB Agora a queda na receita nos cofres públicos.

“A perda da receita agora no mês de agosto, vai ser a maior dos últimos vinte anos, estamos tendo uma queda violentíssima, esperávamos crescer 21% e na primeira parcela do FPE (Fundo de Participação dos Estados) veio uma queda de 20%, o contrário”, enfatizou.

Por fim, Coutinho cobrou uma postura da presidenta Dilma Rousseff (PT).

“Isso vai ter um limite e é preciso que o Governo Federal tome medidas que incentivem a produção para que o país volte a crescer, o Brasil tem que sair desse processo de fechar o ano com uma perspectiva de 1.5% a 2% de queda do PIB (Produto Interno Bruto), pois isso seria muito caótico”, afirmou.

O GLOBO: Ricardo Coutinho concedeu entrevista ao O Globo e relatou uma quebra de posição por parte da presidente não contribui para o ambiente político.

“Fiquei surpreso com a quebra de posição, que não contribui para as boas relações. Se não se cumpre aquilo que se acerta, a estabilidade política fica clau dicando” disse Coutinho na entrevista.O Estado pleiteia US$ 250 milhões, cerca de R$ 860 milhões, de empréstimo com a Corporação de Andina de Fomento e Desenvolvimento da América Latina (CAF). Os recursos de acordo com o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo, seria destinados à nova etapa do programa Caminhos da Paraíba, que pavimenta e recupera de novas rodovias no estado.

Conforme matéria do O Globo, o Tesouro Nacional solicitou à Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), vinculada ao Ministério do Planejamento, que retire de pauta a análise de todos os pedidos de empréstimos feitos pelos governos estaduais e municipais. O Palácio do Planalto não entrou em contato com os governadores afetados para dar explicações nem tentar minimizar a insatisfação.

Henrique Lima

PB Agora

Mulher deixa recado sobre carro mal estacionado e tem resposta grosseira

Uma mulher deixou um recado alertando sobre o estacionamento irregular de um veículo em um shopping de Fortaleza e recebeu um bilhete com resposta grosseira. “Oi, boa tarde! Que tal estacionar melhorzinho da próxima vez? Cuidado ao sair, pois a lateral direita do seu carro está bem próxima à minha”, dizia o bilhete fixado a uma pick-up, na vaga vizinha à de seu veículo.

Ao voltar ao carro dela, a motorista encontrou um outro bilhete com a resposta “vá à merda”. “Cansadinha, sabe, de ter que lidar com pessoas que creem viver num mundo só delas… A esta pessoa, um banho frio de amor. Melhore, você”, comentou a autora do bilhete, no Facebook. A mensagem recebeu mais de 260 compartilhamentos até a tarde desta terça-feira (25).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ela conta que deixou o bilhete no veículo no estacionamento de um shopping na segunda-feira (24) para alertar sobre o veículo que ocupava duas vagas no estacionamento. “Porque o shopping tem câmera, ele/ela deve ter pensado duas vezes antes de fazer algo ainda pior”, comentou.

Mulher recebe "vá à merda" como resposta sobre estacionamento irregular (Foto: Facebook/Reprodução)Mulher recebe “vá à merda” como resposta sobre estacionamento irregular (Foto: Facebook/Reprodução)
G1

Messi manda recado ao Barça: ‘Se não me quiser, buscarei uma solução’

messiselecaoefePela primeira vez, Lionel Messi admitiu uma possibilidade de deixar o Barcelona. Em sua conta na rede social chinesa “Weboo”, o craque argentino mandou um recado à diretoria do clube antes de ir à Argentina para dias de descanso e, posteriormente, preparação para a Copa do Mundo no Brasil. O curioso é que, segundo a própria imprensa espanhola, Messi assinou o “maior contrato do mundo do futebol” nesta segunda-feira. Ele passará a receber € 20 milhões (R$ 60,5 milhões) líquidos por ano, enquanto o luso Cristiano Ronaldo ganha € 17 milhões (R$ 51,5 milhões) do Real Madrid.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Com respeito a mim, estou muito feliz de seguir em minha casa como sempre disse. Esse ano não foi como esperava nem foi dos meus melhores, mas estou convencido de que, assim como com o grupo, o ano que vem será diferente. São as pessoas do Barcelona que decidem o que fazer com o meu futuro, mas minha intenção é continuar já que sigo sentindo o mesmo carinho da parte deles, mas se assim não for buscarei uma solução – disse.

Sobre os fracassos do Barça na temporada, Messi pediu desculpas à torcida. O time teve a oportunidade de salvar o ano com o título do Campeonato Espanhol, mas apenas empatou no Camp Nou com o Atlético de Madrid, que se sagrou campeão. Com direito a uma atuação abaixo da média do camisa 10, que rendeu críticas e 37% dos votos da torcida em enquete no jornal “Sport” pedindo por sua saída.

– A verdade é que as coisas não aconteceram como esperávamos, foi um ano duro individual e coletivamente. Ainda assim, tivemos a oportunidade de cumprir uma meta no último jogo e não soubemos aproveitá-la. Só posso pedir perdão a todo o barcelonismo e prometer que no ano que vem voltaremos a estar à altura deste clube.

Messi barcelona treino (Foto: REUTERS)Lionel Messi deixou no ar a possibilidade de sair do Barcelona pela primeira vez (Foto: REUTERS)

 

globoesporte

Vicentinho manda recado ao PMDB: ‘Não é possível ser do governo e agir como oposição’

GUSTAVO LIMA/CÂMARA
GUSTAVO LIMA/CÂMARA

O líder do PT na Câmara dos Deputados, deputado Vicente Paulo da Silva, Vicentinho (SP), afirmou nesta quinta-feira (6) que “um partido não pode ter duas caras”, acrescentando não ser possível ser do governo e agir como oposição ao mesmo tempo. A declaração foi uma referência à postura que tem sido adotada, nos últimos dias, pelo líder do PMDB na Casa, Eduardo Cunha (RJ), que tem protagonizado sérias divergências com o governo. Cunha, famoso por obstruir votações importantes para o Palácio do Planalto, entende agora que os peemedebistas deveriam “repensar” a relação com o PT, inclusive no que diz respeito às alianças para as eleições de outubro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Vicentinho disse que espera um entendimento entre os peemedebistas para que se chegue a um acordo que permita a votação, a partir da próxima semana, das matérias que se encontram pendentes na Câmara – caso do projeto referente ao Marco Civil da Internet e o que institui o sistema de cotas para negros nos concursos públicos para o Executivo, entre outros.

Ele também contestou o discurso pregado por Eduardo Cunha quando foi formado um “blocão” composto por legendas da base do governo. Cunha, na ocasião, destacou que, com tal atitude, o novo bloco estaria na verdade fortalecendo o Congresso Nacional como um todo, que assim passaria a ser mais valorizado pelo Executivo Federal.

“Esse discurso é furado. Fortalecer o Congresso é deixar fluir as votações e não ficar obstruindo a pauta do plenário. Eles (deputados que integram o bloco) são da base do governo, então por que não liberam as votações?”, questionou, referindo-se, principalmente, ao PMDB. O líder petista, que recebeu os jornalistas para uma conversa informal em seu gabinete, salientou que é preciso haver maior sensibilidade por parte dos partidos no sentido de contribuírem para o andamento das votações. “Respeito a posição de todos, mas a Casa precisa produzir, inclusive para prestar contas à sociedade. E o melhor caminho é tentarmos buscar um entendimento”, ressaltou.

Sobre a tentativa de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas denúncias de suborno envolvendo a Petrobras, Vicentinho disse que não é contra a investigação, mas que é preciso ver o que está por trás dessa apuração em si. “A Petrobras já abriu sindicância para apurar as denúncias, nós acreditamos na apuração e até acho normal que se crie uma comissão aqui para investigar o que aconteceu. Agora, o que questiono é uma comissão criada pela oposição, viajar até a Holanda com quatro ou cinco deputados quando as informações podem ser pegas aqui mesmo.”

Ministérios

O líder do PT afirmou ainda que entende o jogo interno feito entre várias legendas, sobretudo o PMDB, para conseguir mais espaço, diante da reforma ministerial que está em curso. Mas não concorda com críticas feitas nos últimos dias por Eduardo Cunha de que o PT estaria tomando a frente nas articulações entre os partidos. Ele citou como exemplo os ministérios ocupados pela legenda.

“Os ministros mais descartáveis desse governo são os do PT porque sempre que há uma crise, são eles os que saem para dar lugar a nomes indicados pelas outras legendas, podem observar. O Ministério do Trabalho, que aborda uma área historicamente ligada ao PT, não está com um ministro do partido e não estamos reclamando isso. Da mesma forma, somos o partido mais municipalista que já existiu e o Ministério das Cidades não está sendo ocupado pelo PT. Não estamos cobrando isso também”, assegurou.

Para o líder, não é correto dizer que o PT e o PMDB – partido do vice-presidente Michel Temer (SP) – fazem parte da base do governo. “Na verdade eles próprios são o governo”, colocou, acentuando que recomenda aos líderes partidários para que conversem muito neste momento. Segundo ele, sua opinião é de que a crise entre governo e peemedebistas deve ser resolvida por meio de conversações entre representantes do governo, o vice-presidente Michel Temer e os dirigentes partidários, embora tais reuniões não excluam, propriamente, o líder da legenda na Câmara, deputado Eduardo Cunha.

Sobre as reclamações feitas algumas semanas atrás pelos parlamentares, de falta de interlocução com o Executivo, Vicentinho ratificou que a partir da próxima semana serão agendadas reuniões de dois a três ministros, semanalmente, com os deputados e senadores. Nessas ocasiões os titulares das pastas deverão ir até o Congresso para passar o dia deliberando com os parlamentares e ampliando tal relacionamento.

Valdir Raupp

Até a publicação desta reportagem ainda não havia sido divulgado qualquer resultado do encontro que estava previamente programado entre o presidente do PMDB, senador Vaidir Raupp (RO), e o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, para conversar sobre a crise envolvendo governo e PMDB. Horas antes, Raupp afirmou em tom ponderado que pretendia buscar um entendimento e jogar um “balde de água fria”, conforme deixou claro, nos ânimos acirrados – numa menção indireta à postura de Eduardo Cunha.

O presidente do PMDB acentuou, ainda, que ele e vários expoentes da legenda estão dispostos a conversar com o governo. Também destacou que a posição externada pelo líder da legenda na Câmara não expressa o que sentem todos os integrantes do partido em relação ao assunto.

 

 

Hylda Cavalcanti, da RBA

Escute recado: Papa liga para Carmelitas de Lucena, mas não é atendido

papa“O que será que as irmãs estão fazendo, que não podem atender? Aqui quem fala é o Papa Francisco. Eu queria cumprimentá-las neste final do ano. Mas à tarde eu posso voltar a ligar. Que Deus as abençoe.” Este foi o recado que as Carmelitas Descalças de Lucena (uma cidadezinha da Espanha, de cerca de 40 mil habitantes) encontraram na secretária eletrônica do convento, no dia 31 de dezembro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Para ouvir a mensagem, clique aqui. Algumas horas mais tarde, o Papa falou com elas durante 20 minutos. Ele conversou com Sor Adriana, a priora do convento. Abençoou as cinco irmãs (três das quais são argentinas), a quem conhece pessoalmente. Também abençoou o povo de Lucena. Sor Adriana comentou à Rádio Cope que o Papa ligou várias vezes seguidas no dia 31 de dezembro, mas as freiras estavam rezando a essa hora (11h45). “Quando eu ouvi a gravação na secretária eletrônica, quase morri! Nossa amizade tem mais de 15 anos, mas jamais pensamos que o Papa se lembraria de nós”, comentou. Foram horas de incerteza e espera: “E agora, o que faremos?”. “Liguei para o bispo, para o vigário, comentei o ocorrido. Por meio do núncio, me deram um número de telefone, mas não consegui falar com ele. Eu achava que o Papa estaria ocupadíssimo”, contou Sor Adriana. Mas a espera valeu a pena: às 19h15, o telefone voltou a tocar. “Eu lhe pedi autorização para usar o viva-voz, para que todas escutassem. Ele nos disse que não podemos permitir que roubem a nossa esperança, porque a tristeza leva à preguiça espiritual, ao desespero. Recordou sua encíclica, na qual afirma que o maior alimento do demônio é a tristeza do ser humano”, relatou a priora. E o que o Papa Francisco queria com esta ligação? “Que todo mundo que se relaciona com este mosteiro recebesse sua saudação cordial e sua bênção”, explicou a freira.

MaisPB com Aleteia 

Petista dispara e manda recado direto para Veneziano: “Acho melhor ficar no PMDB”

Durante entrevista nessa terça-feira (6) em uma rádio de João Pessoa, o deputado estadual Anísio Maia (PT), comentou as especulações de uma possível filiação do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB), ao Partido dos Trabalhadores de olho na eleição para Governo do Estado em 2014.

Anísio foi enfático na sua resposta sobre essa informação.

“Não passa de especulação. Não existe e nunca houve nenhum contato com o prefeito Veneziano. Acho melhor ele continuar no PMDB, pois é um partido que sempre se identificou, tem raízes e poderá lhe dá estrutura para concorrer ao pleito de 2014”, disparou o parlamentar.

Anísio ainda criticou a forma como o PMDB vem lançando seus candidatos nas últimas eleições.

“A cúpula do PMDB precisa se conscientizar de que é preciso uma renovação em seus quadros. O PMDB não teve uma boa participação no pleito da Capital e em Campina Grande – embora que a candidata obteve cerca de 40% dos votos, mas não se saiu bem por um motivo simples, imposição de candidaturas”, frisou o deputado estadual Anísio Maia do PT.

Por Fábio Augusto / Paraíba Já

RC manda recado para ‘insatisfeitos’ e justifica choque de gestão na Paraíba

Olhando para o futuro e buscando resultados práticos para os problemas da Paraíba. Essa foi a tônica da entrevista do governador Ricardo Coutinho (PSB) nesta sexta-feira (13) e procurou justificar as ações duras de sua gestão na eliminação de privilégios e regalias políticas.

Inicialmente Ricardo fez um paralelo entre a sua maneira de ‘fazer’ política e a praticada no passado.

“Essa formula que não se levava em conta os interesses e as necessidades da população, se levava em conta os interesses dos grupos políticos, se apoia o Governo recebe muita promessa e alguma realização mínima, se o indivíduo não apoia a gestão, consequentemente não vai ter absolutamente nada”, desabafou Coutinho.

O governador salientou que é preciso olhar para frente e adotar novas práticas políticas

“Não é a toa que comprei 100 ônibus escolares com recursos próprios e contemplei os municípios que foram prejudicados em 2010, pois os prefeitos afirmaram que votariam comigo, foram descriminados e não receberam o transporte para conduzir os filhos do povo, não era para conduzir o prefeito e os seus familiares”, recapitulou.

Ricardo Coutinho também fez questão de frisar que não olha a cor partidária no instante de destinar algum recurso público ou beneficio para algum município.

“Fiz questão de fechar a ‘ferida’ da perseguição e da descriminação, estamos conduzindo esse grande investimento que não para, transferindo recursos do Estado para os municípios sem olhar a cor partidária e sem olhar aqueles que passam o dia todo atacando o Governo do Estado com mentiras e calúnias”, disparou.

O socialista se disse ‘vacinado’ contra os ataques e argumentou que sempre trata os políticos e os paraibanos com dignidade.

“Aqueles que ficam eternamente no palanque e que não desceram do palanque, que só pensam em eleição e querem transformar a Paraíba numa eleição permanente, esses daí o povo vai dar uma resposta”, destacou.

Por fim, Ricardo Coutinho se definiu como um governador ‘republicano’, um valorizador da democracia e que as gerações do futuro agradecerão essas medidas e nova maneira de fazer política.

Henrique Lima

Afonte é Notícia