Arquivo da tag: químicos

Caminhão de transporte de produtos químicos é flagrado levando água potável

Caminhão de transporte de produtos químicos foi flagrado pela PRF transportando água potável, em Campina Grande (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na BR 230, em Campina Grande, um caminhão tanque de transporte de produtos químicos levando água potável, com destino a um condomínio na cidade. O flagrante aconteceu na quarta-feira (26).

O caminhão estava carregado com 30 mil litros de água e havia sido abastecido no município de Santa Rita, localizado na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP).

O destino era o bairro de jardim Tavares, em Campina Grande. No entanto, durante a fiscalização os agentes da PRF encontraram vários indícios de que o tanque já transportou produtos químicos, como plaquetas e certificados.

A legislação brasileira proíbe a destinação de tanques de produtos químicos para o transporte de água potável, já que os riscos de contaminação são bastante elevados para aqueles que vierem a consumir a água.

O motorista foi levado para a Delegacia da Polícia Civil. Ele e a empresa proprietária do veículo deverão responder por crime contra a saúde pública.

 G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Trócolli apresenta emenda para construção de Centro de Reabilitação para dependentes químicos

 

trocoli juniorO deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) apresentou 16 emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias que irão beneficiar nove municípios paraibanos. Entre as propostas do parlamentar, está a propositura para a construção de um Centro de Reabilitação para dependentes químicos no Estado.  Há mais de uma década que Trócolli defende a realização de ações que impeçam a propagação do uso de drogas, principalmente o crack, que já alcançou, pelo menos, 226 mil pessoas na Paraíba, a maioria jovens entre 14 e 25 anos.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Diante dos dados alarmantes que temos dos malefícios do crack, ressalta-se a importância de um Centro de Reabilitação de dependentes químicos a nível estadual, que possibilite um melhor acolhimento e implantação mais humanizada de métodos terapêuticos a esses pacientes. Tendo em vista a pequena quantidade de clínicas e centros especializados nesse tipo de tratamento, defendemos e apresentamos agora essa emenda, que prevê a construção de um local onde haja a possibilidade de recuperação dos dependentes e, principalmente, a sua reintrodução na sociedade”, justificou Trócolli Júnior.

 

15 emendas e nove municípios contemplados

 

Contudo, o trabalho do deputado Trócolli Júnior não se limita aos cuidados com os dependentes químicos do Estado. O parlamentar também se preocupa com a saúde física, com as condições de moradia da população paraibana e com o desenvolvimento do Estado que passa pela recuperação de rodovias. E, neste sentido, ele apresentou 15 emendas que irão contribuir para a melhoria desses setores em nove municípios.

 

Entre as propostas apresentadas por Trócolli está a construção de casas populares que beneficiarão moradores de baixa renda de Caraúbas, São Domingos do Cariri, Cruz do Espírito Santo, Barra de São Miguel, Salgado de São Félix e Itabaiana. Esses mesmos municípios também foram contemplados com emendas que preveem a construção e ampliação de Unidades de Saúde.

 

Construção de estradas

 

O Conde, Cabedelo e Santa Rita são localidades favorecidas com proposituras de Trócolli Júnior que quer a implantação e a melhoria asfáltica das suas estradas. Para Santa Rita o deputado apresentou uma emenda para a implantação da estrada que liga a PB-025 a Usina Japungu. A proposta, segundo o deputado, se justifica em função da expansão industrial e comercial da usina. “Entre outras melhorias, essa estrada irá promover o melhor escoamento da produção industrial, através do acesso ao principal corredor viário dessa região”, falou.

 

Cabedelo também entrou na lista de municípios contemplados por Trócolli com melhorias de rodovias. O parlamentar quer a implantação da estrada que liga o Porto de Cabedelo ao Retroporto de Jacaré. “Devido ao aumento do tráfego urbano em função do crescimento populacional e da expansão da atividade portuária na cidade de Cabedelo, destaca-se a importância da implantação e melhoria asfáltica dessa estrada, que possui distância aproximada de cinco quilômetros”, explicou.

 

Para o Conde, a emenda apresentada pelo parlamentar prevê melhorias na estrada que liga a comunidade quilombola Mituaçú a BR-101. A proposta visa, entre outras melhorias, a promoção de uma melhor qualidade de vida a essa população, por meio do acesso ao principal corredor viário da região.

 




Assessoria de imprensa

Trocolli Júnior discute qualificação de cuidadores de dependentes químicos com reitora da UFPB

 

margareth_trocoliUma parceria que pode transformar a forma de cuidar de dependentes químicos na Paraíba. Preocupado com o alto índice de consumo de droga no estado, principalmente o crack, o deputado estadual Trocolli Júnior (PMDB) se reuniu nessa sexta-feira (12) com a reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Margareth Diniz, para discutir um projeto desenvolvido pela instituição que vai qualificar cuidadores de dependentes químicos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Nós temos qualificação para pessoas que cuidam de crianças, de idosos, de pessoas com necessidades especiais, mas não temos essa preparação para os que vão cuidar de dependentes de drogas e um projeto como esse desenvolvido pela UFPB é muito importante para o tratamento desses dependentes”, afirmou Trocolli.

 

O parlamentar apresentou à reitora Margareth os números do crack na Paraíba que, atualmente, tem 35 mil usuários de droga. Desse total, 62% dos dependentes são crianças e adolescentes com idade entre 10 e 18 anos. Significa que 21,7 mil jovens paraibanos já estiveram em contato com o crack, sendo que 8,7 mil usuários têm entre 10 e 14 anos de idade e outros 13 mil estão na faixa etária dos 14 aos 18 anos. Além disso, 80% dos crimes violentos ocorridos no estado é uma consequência do uso da droga. Os dados são do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas (Cebrid).

 

A professora Margareth Diniz também demonstrou-se preocupada com os índices alarmantes de dependência química na Paraíba e informou ao parlamentar que a UFPB está formando uma equipe de cuidadores desses dependentes que atuará justamente no auxílio a essas pessoas.

 

Segundo a Reitora, a equipe está sendo formada pelo Serviço de Atenção à Saúde do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Paraíba (SAS/CCS/UFPB), e cumprirá, quando concluída sua formação, uma das principais atividades da universidade pública no país que é a extensão.

 

O projeto alegrou Trocolli Júnior que há 11 anos vem encabeçando as discussões em torno do problema. O deputado ressaltou que preparar pessoas para cuidar de dependentes de drogas é algo que vai trazer melhorias para o tratamento do vício das drogas.

 

Assessoria do deputado Trocolli Júnior com informações da assessoria da UFPB

 

 


Assessoria de imprensa

Vaticano revela componentes químicos da fumaça branca e negra

Imagem reprodução TV Globo
Imagem reprodução TV Globo

Clorato de potássio, lactose e colofónia são os componentes acrescentados à queima das cédulas de votação para originar a fumaça branca que anuncia ao mundo que a Igreja tem novo papa, informou nesta quarta-feira o Vaticano.
CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O porta-voz do pequeno estado, Federico Lombardi, explicou também que a fumaça negra, que anuncia que ainda não há um papa, é obtida com a queima das cédulas junto com perclorato de potássio, antraceno e enxofre.

Foram instalados na Capela Sistina a estufa tradicional, usada desde o conclave de março de 1939, no qual Pio 12  foi eleito, e onde são queimadas as cédulas das votações, e uma estufa auxiliar, que permite, graças a um mecanismo eletrônico, aumentar a visibilidade das fumaças.

Lombardi explicou que o momento em que se queimam as cédulas é ligado um dispositivo eletrônico na estufa auxiliar com uma espécie de cartucho com cinco cargas, que são ativadas uma após outra durante sete minutos.

Esses cartuchos contêm clorato de potássio, lactose e colofónia, para originar a fumaça branca, e perclorato de potássio, antraceno e enxofre para gerar a negra.

As duas estufas, instaladas na parte posterior da Capela Sistina, estão unidas ao tubo interno da chaminé, que mede 15 metros de altura e que através de uma janela do templo vai até o telhado. A parte externa mede cerca de dois metros e é visível da Praça de São Pedro.

A estufa onde as cédulas são queimadas é feita de ferro fundido, tem um metro de altura e 45 centímetros de diâmetro. O dispositivo tem em sua parte inferior uma pequena abertura onde se acende o fogo, e na parte superior uma onde os votos são colocados. Na tampa superior estão escritos os anos e meses dos conclaves realizados desde 1939.

 

 

EFE