Arquivo da tag: queimar

Suspeito de agredir e queimar mulher com cigarro é liberado após audiência de custódia, na PB

O homem preso nesta terça-feira (13) suspeito de agredir a ex-companheiro e provocar uma queimadura no pescoço dela com cigarro, foi solto após a audiência de custódia, em João Pessoa. O suspeito vai responder pelos crimes em liberdade.

A prisão, na terça-feira, aconteceu depois que a mulher pediu socorro e os vizinhos chamaram a polícia. O caso aconteceu no bairro da Torre.

A vítima e o suspeito tinha um relacionamento de oito anos, mas haviam se separado recentemente. No entanto, nesta terça, o homem foi até a casa da mulher, a agrediu, ameaçou e queimou parte do seu pescoço com cigarro.

Segundo a delegada da mulher, Josenice de Andrade, a mulher nunca havia solicitado medida protetiva. No entanto, após a prisão, a medida foi solicitada pela delegada e agora, após a audiência de custódia e liberação do suspeito, ele vai precisar cumprir a medidas protetiva imposta pela Justiça.

De acordo com a delegada, os vizinhos relataram que as agressões são constantes. Em outros episódios, o homem teria sufocado a mulher e, quando ela já estava perto de desmaiar, ele parava e mandava ela respirar de novo.

Nesta terça-feira, além da queimadura, o homem puxou os cabelos da mulher, apertou o pescoço dela e ameaçou tocar fogo no colchão da cama dela. A mulher pediu socorro e os vizinhos chamaram a polícia.

G1

 

Suspeito de tentar queimar esposa e causar incêndio é preso na Paraíba

(Foto: Walter Paparazzo/G1)
(Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um homem foi preso no início da manhã desta sexta-feira (9) no bairro do Varadouro, em João Pessoa, suspeito de tentar atear fogo na esposa e causar um incêndio que destruiu a casa em que o casal morava com o filho. O suspeito chegou a ser agredido por vizinhos e foi detido até a chegada da Polícia Militar. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas ainda na manhã desta sexta, mas o interior da casa ficou destruído.

De acordo com o vizinho do casal, o suspeito estava embriagado quando tentou atear fogo na mulher. “Ele achou que estava sendo traído, aí foi jogou álcool nela. Eu estava em casa, quando ouvi os gritos de socorro dela, toda molhada de álcool. Coloquei ela pra dentro com o filho”, comentou o vizinho que preferiu não ser identificado. Após ver a mulher fugir, o homem foi e tocou fogo no colchão da casa.

Ainda conforme a polícia, os vizinhos agrediram o suspeito por conta do risco do fogo se espalhar para casas ao lado, tendo em vista que o casal morava em um vila na rua Frei Miguelino. Apesar do fogo ter destruído completamente o interior e até o telhado da casa, as chamas não se espalharam para as casas vizinhas.

O vizinho que deu abrigo a mulher do suspeito também tentou retirar os móveis de dentro da casa e ficou ferido no pé. O filho do casal, de 11 anos, não ficou ferido. A esposa e a criança foram para delegacia para prestar depoimento.

Bombeiros controlaram incêndio em casa no início da manhã de sexta-feira (9) (Foto: Walter Paparazzo/G1)Bombeiros controlaram incêndio em casa no início da manhã de sexta-feira (9) (Foto: Walter Paparazzo/G1)
G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Perigosa pílula que promete queimar gordura volta à moda entre os jovens

perigosa-pilulaO aumento do consumo de um perigoso composto que promete “queimar” a gordura do corpo está preocupando autoridades de saúde pública em todo o mundo.

A substância 2,4-dinitrofenol, mais conhecida como DNP, era usada originalmente para a fabricação de explosivos, mas está sendo cada vez mais comercializada de forma ilegal pela internet em forma de cápsulas, pó ou creme, sendo procurada por pessoas que querem emagrecer ou reduzir a porcentagem de gordura em seu corpo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o DNP “já causou doenças graves e mortes em vários países nos últimos três anos”.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O uso do DNP como emagrecedor não é novo: na década de 30 foi descoberto que essa substância aumentava a taxa metabólica e permitia a perda de peso.

Mas o alto número de efeitos colaterais e mortes fez com que a Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, proibisse o composto em 1938 e ele acabou catalogado como uma “substância extremamente perigosa e não apta para o consumo humano”.

O uso do DNP, no entanto, parece estar crescendo novamente, especialmente graças à facilidade de se adquirir essa substância pela internet.

Segundo um estudo do Departamento de Medicina de Emergência do Hospital Whittington, de Londres, publicado em 2011 pela revista especializada Journal of Medical Toxicology, desde a década de 60 até o fim do século 20 não foram registradas mortes devido ao consumo de DNP.

Os pesquisadores observaram, porém, um ressurgimento dos casos fatais na primeira década do século 21 – foram 12 mortes entre 2001 e 2010 -, o que, segundo eles, reflete “o aumento da disponibilidade do DNP na internet, onde (esse produto) é comercializado particularmente para o uso de fisiculturistas”.

Em 2015, apenas na Grã-Bretanha foram 30 casos de intoxicação pela substância (contra 9 casos em 2014). E dos intoxicados, cinco acabaram morrendo.

Por isso, o Departamento de Saúde Pública da Inglaterra decidiu fazer um alerta no dia 11 de dezembro, advertindo sobre o “ressurgimento” desse tipo de intoxicação, principalmente entre adolescentes e jovens.

“Essa droga deveria ser classificada como veneno, já que só traz danos (ao organismo)”, disse à BBC Ryck Albertyn, anestesista e consultor do Hospital Worthin, na Grã-Bretanha.

Eloise Aimee Parry sofria de bulimia e morreu depois de tomar oito pílulas de DNP (Foto: Família Parry)Eloise Aimee Parry sofria de bulimia e morreu depois de tomar oito pílulas de DNP (Foto: Família Parry)

Morte
Um dos casos mais recentes de intoxicação por DNP foi o da jovem britânica Eloise Aimee Parry, que sofria de bulimia e morreu aos 21 anos em abril, após ingerir a substância.

Fiona Parry, sua mãe, disse à BBC que Eloise tomou oito pílulas e que os médicos “não puderam fazer nada para salvar sua vida”.

Parry também pediu que fossem adotadas medidas mais duras contra as empresas que distribuem o DNP.

“As pessoas precisam saber do perigo que são essas pílulas. A busca por uma boa aparência nunca deveria custar a saúde ou (causar) a morte de alguém”, disse a jornais britânicos.

Em maio, Rachel Cook, que sofria de transtorno alimentar, também morreu, aos 25 anos.

De acordo com uma investigação recente, Rachel, que já estava muito magra, tomou as pílulas de DNP porque “queria queimar gordura e perder peso rapidamente”.

“Sei que existe uma pressão entre os jovens para ficarem magros e muitos tomam medidas drásticas para conseguir isso. Mas eles devem estar cientes das consequências inevitáveis de ingerir essa substância mortal”, disse um dos peritos que investigou o caso de Rachel.

Alerta mundial
A Agência Espanhola de Consumo, Segurança Alimentar e Nutrição (Aecosan) fez recentemente um alerta de que algumas páginas na web que vendem o DNP se passam por empresas farmacêuticas.

A OMS e a Interpol (a agência internacional de polícia criminal) também emitiram informes alertando sobre o aumento do consumo desse composto.

“(Trata-se de uma substância) ilícita e potencialmente mortal. Além disso, os riscos ligados a seu consumo são agravados pela condição ilícita de sua fabricação”, afirmou a Interpol em um Alerta Laranja mundial emitido em maio e distribuído a seus 190 países membros.

Segundo a Aecosan, o efeito adverso mais comum associado ao uso do DNP são as erupções cutâneas (vermelhidão e inflamação da pele, muitas vezes com presença de bolhas).

“Outros efeitos são a neuropatia periférica (problemas no sistema nervoso), gastroenterite (inflamação que afeta o estômago e o intestino), anorexia, catarata ou surdez permanente”, entre outros.

Há também outros problemas derivados dos efeitos tóxicos do DNP: confusão, agitação, coma, convulsão, hipertermia, taquicardia, sudorese e colapso cardiovascular.

E não há nenhum antídoto para a intoxicação por essa substância.

“As pessoas precisam estar conscientes e atentas, especialmente no que diz respeito a vulnerabilidade de pessoas com transtornos alimentares que pode levar ao uso dessa substância”, diz Ryck Albertyn, anestesista e consultor do Hospital Worthin.

Bem Estar

REVISTA ÉPOCA: Zé Maranhão e Vital do Rêgo tentam ‘queimar’ volta de Aguinaldo Ribeiro para o Governo Dilma

aguinaldoO jornalista da revista Época, Felipe Patury, publicou nesta terça-feira (5), em sua coluna, que o PMDB da Paraíba trabalha para boicotar a ida de Aguinaldo Ribeiro (PP) novamente para o Ministério das Cidades, no segundo governo da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com Patury, o senador eleito, José Maranhão e o senador Vital do Rêgo, que disputou o Governo do Estado, e outras lideranças do partido estariam trabalhando para evitar que o paraibano volte ao cargo, do qual  se afastou para disputar a reeleição.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os peemedebistas estariam utilizando como justificativa para que Aguinaldo não assuma novamente o Ministério o fato do progressista ter apoiado Cássio Cunha Lima (PSDB), aliado do então presidenciável Aércio Neves, para o governo.

A alegação dos paraibanos é que Ribeiro não poderia ser premiado com o cargo por ter abandoado a aliança com o PT nacional.

Leia a nota na íntegra 

O comando do PMDB da Paraíba quer impedir que o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) volte ao Ministério das Cidades. Ribeiro deixou o cargo para concorrer à reeleição. Como o PT da presidente Dilma Rousseff aliou-se no estado ao PMDB, seu adversário, Ribeiro apoiou o presidenciável tucano Aécio Neves.

Ribeiro nega ter apoiado Aécio. Diz que sua campanha foi suprapartidária e que comemorou a reeleição de Dilma ao lado dela.

Afirma também que não sonha em voltar ao ministério, como dizem seus opositores. O movimento para impedir que Ribeiro volte ao governo é liderado pelo senador Vital do Rêgo e o senador eleito José Maranhão, os principais líderes do PMDB paraibano.

O grupo alega que Ribeiro seria premiado depois de ter abandonado a aliança com o PT nacional.

Roberto Targino – MaisPB

Dívida de R$ 500 levou jovem do Distrito Federal a amarrar e queimar duas crianças, diz Polícia Civil

policialFoi preso na noite de segunda-feira (12) um artesão de 21 anos suspeito de ter amarrado e queimado dois irmãos – um menino de 9 anos e uma adolescente de 13 – em uma casa da QNM 7, em Ceilândia, no Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil, o homem disse que cometeu o crime porque as vítimas, que morreram carbonizadas, gritaram quando ele invadiu a residência para levar um notebook, um tablet e uma máquina fotógrafica como forma de pagamento de uma dívida de R$ 500 feita pelo irmão mais velho delas.

Os corpos do garoto e da adolescente foram encontrados na tarde de segunda, e o suspeito foi localizado por volta das 19h. O homem usou cadeiras para barrar a saída dos quartos em que as vítimas foram colocadas e ateou fogo na casa. A polícia disse que o rapaz admitiu o que fez e não demonstrou arrependimento ao depor.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Ele confessou o crime, não chorou, não se emocionou. Apenas narrou o que aconteceu”, relatou o delegado Johnson Kenedy Monteiro, responsável pelo caso.

Na versão apresentada à polícia, o suspeito afirmou que teria vendido, alguns dias antes, peças de artesanato ao irmão mais velho das vítimas. No fim de semana, o homem contou que havia cobrado do cliente o valor dos produtos, e ouviu que deveria ir à casa da família na segunda-feira, para receber parte do valor.

Conforme o combinado, o artesão foi até a residência e lá recebeu R$ 100 do irmão das vítimas. Pouco depois, o rapaz voltou ao local, tocou a campainha e encontrou a criança e a adolescente sozinhas. Ele disse aos dois que havia voltado porque esqueceu algo e queria buscá-lo.

Quando o homem falou que levaria embora um notebook para liquidar a dívida, as vítimas começaram a gritar. O suspeito, então, revelou que pôs a menina em um quarto e amarrou as mãos dela com um fio de telefone. Depois, conduziu o garoto a outro quarto e o amarrou com um pedaço de lençol rasgado.

O jovem decidiu, então, escorar cadeiras nas portas dos dormitórios para impedir que os irmãos saíssem, e colocou fogo na residência. Saindo de lá, o autor do crime ainda encontrou a mãe das vítimas na rua, que o cumprimentou.

A Polícia Civil informou que o suspeito não tinha antecedentes criminais. Ele vai responder por duplo latrocínio (roubo seguido de morte) e pode pegar até 60 anos de prisão. Detido no Departamento de Polícia Especializada, o homem deve ser transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda ainda nesta terça-feira.

G1

No AM, mãe é suspeita de queimar filho de 5 anos com ferro de passar

ferroUma criança de cinco anos teve áreas do corpo queimadas com um ferro de passar roupa, em Manaus. De acordo com a polícia, a própria mãe do menino é suspeita de cometer os maus tratos contra o filho. O caso ocorreu na Rua do Igarapé, comunidade Vila Amazonas, Bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-sul da capital. A avó materna da criança denunciou o crime à polícia.

Fotos mostram o menino de cinco com queimaduras nas costas e nas pernas. De acordo com a avó materna da criança, que preferiu não ser identificada, a própria mãe teria agredido o garoto. Ela fez a denúncia ao Conselho Tutelar da Zona Centro-Sul de Manaus.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Eu denunciei porque se não seria cúmplice disso. Eu não aceito isso, pois nunca fiz isso com ninguém. Mesmo sendo minha filha, não aceito. Isso está me doendo também por ela ser minha filha, mas ela precisa reconhecer o erro dela”, afirmou a avó.

Fotos mostram o menino de cinco com queimaduras nas costas e nas pernas (Foto: Reprodução/TV Amazonas)Fotos mostram o menino com queimaduras nas costas e nas pernas (Foto: Reprodução/TV Amazonas)

Segundo o conselheiro tutelar, Daniel Serrão, a mãe teria agredido o filho porque a criança queimou o sofá da residência. “A mãe foi lá, pegou o ferro mesmo que a criança queimou o sofá e queimou a criança”, revelou o conselheiro.

De acordo com o Conselho Tutelar, esta não foi a primeira vez que a mãe é suspeita de ter agredido o filho. Em maio deste ano, ela teria ferido o menino com um garfo. A denúncia foi feita pela escola municipal que o garoto estuda.

“A equipe da escola viu que a criança chegou com hematomas nas costas e foi verificar. Segundo relato da própria criança, a mãe pegou um garfo e riscou as costas do filho, ainda pegou a cabeça da criança e socou contra a parede”, disse Daniel Serrão.

A denúncia foi encaminhada à Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca). A mãe prestou depoimento, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberada. A guarda provisória do menino está com a avó materna e a situação seguiu para o Juizado da Infância e Juventude. Segundo a Polícia Civil, caso, em um mês, ninguém da família declare que poderá ficar com o menino, ele deverá seguir para um abrigo.

 

G1

Sexo pode queimar 440 calorias; conheça 6 razões para praticar

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Não que você precise de razões para ter uma vida sexual ativa com o parceiro, mas o site da revista Cosmopolitan fez uma lista com seis benefícios à saúde da prática de sexo, além de, claro, o prazer.

 

Faz você parecer mais jovem: a relação sexual, provavelmente, já te faz se sentir mais jovem. Mas a boa notícia é que ela também transmite essa sensação a aparência. Estudos descobrira que fazer sexo três vezes por semana pode rejuvenescer a aparência feminina em até 10 anos.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Combate o estresse: uma pesquisa recente na Universidade de Nova York mostrou que o sêmen age como um bom antidepressivo. Na próxima vez que estiver se sentindo triste, tente uma noite de amor na cama com o parceiro.

 

Melhora a autoestima: um estudo da Universidade do Texas provou que um dos principais motivos para a prática do sexo é a melhora da autoestima. As participantes da pesquisa disseram que a relação sexual com o parceiro geralmente as fazem se sentir melhor com elas mesmas e com suas formas físicas.

 

Queima calorias: não é como uma corrida, o sexo queima apenas 21 calorias, em média. Mas a quantidade depende de como é o ato sexual, algumas relações podem chegar a 440 calorias gastas.

 

Cura enxaquecas: um estudo recente mostrou que o sexo é eficaz no tratamento de enxaquecas em 60% das pessoas entrevistadas.

 

Melhora a imunidade: de acordo com a Universidade Wilkes, fazer sexo uma ou duas vezes por semana está relacionado ao aumento do nível de hemoglobinas que protegem o corpo de gripes e outras infecções.

 

 

Terra

Criança é agredida pela mãe por queimar dinheiro na PB, diz polícia

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Uma criança de dois anos foi agredida pela mãe no último domingo (3), por queimar uma nota de R$ 5 em Cajazeiras, Sertão paraibano. Segundo a polícia, a mulher de 26 anos foi detida em flagrante. O menino e um bebê de 11 meses, filhos da suspeita, foram entregues aos cuidados do Conselho Tutelar do município.

Segundo a Polícia Civil de Cajazeiras, a criança estava em casa brincando próximo a uma vela. O menino teria visto uma cédula de R$ 5 e queimado na vela. A mãe, ao ver o que havia acontecido, teria começado a agredir violentamente a criança, deixando várias marcas nas costas, tórax, abdômen e braços.

Vizinhos teriam escutado o choro da criança e acionaram a polícia. A mãe quase foi linchada pelos moradores da região, mas os policiais conseguiram conter o tumulto, prenderam a suspeita e encaminharam a mulher para a delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras, onde foi autuada em flagrante.

 

 

G1 PB

Mulher é presa por queimar o filho com água quente, diz polícia na BA

Mulher negou ter jogado a água com a intenção de ferir o filho (Foto: Imagem/TV Oeste)

Uma mulher de 33 anos foi presa em flagrante na noite de segunda-feira (4) por ter queimado o rosto do filho de 16 anos com água quente. Segundo a polícia da cidade baiana de Barreiras, onde ocorreu o crime, a agressão aconteceu porque mãe e filho se desentenderam. De acordo com testemunhas, a mulher estava alcoolizada.

Na delegacia, ela disse que não tinha o objetivo de atingir o filho. “Eu estava com água no fogo. Estava muita e tirei um pouco. Quando joguei para o fundo, ele vinha de lá no escuro e se queimou”, relata.

O garoto permanece internado no Hospital do Oeste nesta terça-feira (5). A unidade de saúde ainda não informou o estado de saúde do paciente.

G1