Arquivo da tag: quarentena

Aumenta número de assinantes de internet em Solânea durante a quarentena

Pois é, a conexão com a rede é cada vez mais essencial. Essa importância obteve um aumento ainda maior por conta da nova situação atrelada ao coronavírus. Conforme o último comunicado da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), somente na quarentena houve um aumento de 49% no tráfego de dados na rede. Esse uso excessivo de pessoas conectadas produziu um forte impacto na qualidade da conexão com a internet. De fato, segundo os resultados do estudo da selectra.net.br em Solânea, além do aumento no número de usuários conectados, o município também teve um crescimento mensal (entre abril e março de 2020) de 2,8%, supondo uma diferença de 64 assinantes entre março e abril. As reclamações também tiveram aumento no município. Neste caso, os meses de confinamento foram chave para entender essa evolução nas reclamações registradas na Anatel.

Como melhorar minha situação com a provedora de internet?

Para poder melhorar sua situação, o primeiro passo é medir a velocidade de internet. Vale lembrar que as operadoras devem fornecer uma média mensal de 80% da velocidade de internet contratada e 40% durante mediação instantânea. Se sua velocidade não cumpre com esses valores, a companhia terá até 30 dias para solucionar o problema. E se mesmo assim o problema persistir, saiba que como consumidor você tem o direito de solicitar o abatimento proporcional ou até mesmo fazer o cancelamento do pacote de internet contratado, sem pagar nenhuma multa de rescisão.

Se optar pelo abatimento, você poderá solicitar a sua prestadora que todo o tempo que o serviço não funcionava seja reembolsado na sua próxima fatura o valor correspondente.

Outra questão que também está tendo um forte peso neste momento é a inadimplência. Caso não esteja conseguindo pagar sua conta de internet, saiba que é possível suspender seu plano por um prazo entre 30 e 120 dias. Desta forma, você não terá que pagar pelo pacote e quando estiver numa situação econômica melhor, pode retomar o serviço.

 

Com Assessoria

 

 

Prefeita de Belém,PB, entra em quarentena após contato com secretária que testou positivo para Covid-19

A prefeita do município de Belém, Renata Cristinne, entrou em quarentena domiciliar após ter contato com sua secretária que testou positivo para o Covid-19. A confirmação aconteceu através de sua rede social no Facebook.

Na publicação, a prefeita disse que estará seguindo o protocolo da Secretaria Municipal de Saúde de Belém. Na mensagem, Renata ainda disse que não sentiu nenhum sintoma e que na próxima semana estará fazendo os testes necessários.

Confira a publicação:

Foto: Reprodução/Facebook Renata Cris

Atualmente o município tem 63 casos confirmados, 215 casos descartados, 23 casos recuperados, 40 pessoas em isolamento domiciliar e 176 casos em investigação.

 

portaldobrejo

 

 

Crises de cefaleia podem ser agravadas na quarentena, alerta médica

A cefaleia é considerada a segunda condição médica mais comum da humanidade e atinge, aproximadamente, 15% da população brasileira, ou seja, cerca de 30 milhões de pessoas. As fortes dores de cabeça provocadas pela doença a classificam como incapacitante. Segundo a secretária do Departamento Científico de Cefaleia da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), a neurologista Célia Roesler, a patologia causa um grande impacto socioeconômico e é um dos principais motivos de falta ao trabalho. “Ela interrompe, muitas vezes, bons e importantes momentos da vida”.

Para conscientizar sobre a doença, especialistas em neurologia trabalharam durante o mês de maio, Mês Nacional de Combate à Cefaleia, em uma campanha para alertar a população sobre as dores de cabeça e orientar sobre os riscos e formas de prevenção.

Além disso, devido à quarentena, houve um aumento de queixas dos pacientes que tiveram as crises agravadas nesse período. Célia explica que isso acontece porque um indivíduo diagnosticado com cefaleia não pode sair muito da rotina.

“Com a pandemia, eles estão comendo diferente, com o sono desregulado, ingerindo alimentos mais calóricos e não estão fazendo atividades físicas. Além disso, há também o estresse, o sentimento de incerteza e a angústia de ficar o tempo todo dentro de casa”, explica a neurologista.

Crises durante o isolamento

A doula e educadora perinatal Laura Muller viu suas crises de cefaleia voltarem durante o isolamento social. “Tive muito problema de cefaleia na minha adolescência e no início da fase adulta fiz um tratamento com acupuntura e nunca mais tive. Não sou de reclamar de dor de cabeça, é muito difícil, mas este ano já tive várias crises de cefaleia, uma dor incômoda, impressionante”.

Laura conta que recorreu à aromaterapia e ao do-in (técnica de automassagem de origem oriental), para aliviar a dor. “Como a cefaleia é uma dor que acomete algumas grávidas e até puérperas, eu aprendi algumas técnicas de aromaterapia para dor de cabeça e do-in e apliquei em mim. Utilizei os óleos essenciais próprios para alívio de dor de cabeça e já ajudou bastante”.

Três ou mais dores de cabeça por mês

Quando um paciente apresenta três ou mais dores de cabeça por mês, durante três meses seguidos, é indispensável a procura por ajuda especializada. A campanha da Academia Brasileira de Neurologia também alerta sobre a contraindicação da automedicação, pois o uso constante e excessivo de analgésicos pode tornar crônica aquela dor que aparecia esporadicamente.

Apesar de não ter cura, contar com acompanhamento médico e cuidado adequado são ferramentas essenciais para melhorar a qualidade de vida de quem sofre com a doença. O tratamento preventivo é feito por uma combinação entre medicamentos e terapias não medicamentosas.

Os métodos alternativos podem auxiliar no alívio e na diminuição da frequência das crises. Célia recomenda, principalmente durante a quarentena, fazer meditação, alongamento, pegar quinze minutos de sol para ajudar a sincronizar o sono, procurar dormir nos horários habituais, alimentar-se de forma regrada, fazer atividade física regular e terapia cognitiva comportamental. “Tudo isso pode ajudar e evitar a piora do quadro”, recomenda a neurologista.

Agência Brasil

 

 

G10 quer reverter economia feita pela ALPB na quarentena em ações indicadas ao Governo no combate à Covid-19

Os deputados estaduais que formam o G10 irão protocolar na próxima segunda-feira (11), um requerimento indicando que os valores economizados pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), durante o período de quarentena sejam destinados ao Governo do Estado para ampliar ações no enfrentamento ao coronavírus.

De acordo com os parlamentares, nesse período de quase dois meses sem atividades presenciais, a Assembleia economizou em energia elétrica, conta de água, telefone, material de expediente, material de limpeza, dentre outros serviços que estão desativados, a exemplo da Escola do Legislativo, Creche da Assembleia e da TV Assembleia que realiza suas transmissões através de uma empresa terceirizada.

Além de direcionar o valor, a ALPB deverá indicar como será investido, tendo a prerrogativa de direcionar a verba para compra de respiradores, EPI’s, cestas básicas, instalação de um Hospital de Campanha no Sertão da Paraíba, ou outro bem essencial no combate à Covid-19.

“Essa é uma proposta de todos os dez deputados do G10 e de outros deputados que estamos conversando, fizemos um rápido levantamento e essa economia realizada pelo Legislativo Estadual irá contribuir para promover diversas ações e até numa possível instalação de um hospital de campanha no Sertão, ou em outra região que necessite de mais leitos para o atendimento. A economia da Assembleia será revertida para salvar vidas dos paraibanos”, disse o líder do G10, Felipe Leitão.

O requerimento tem a aprovação dos deputados Genival Matias, Tião Gomes, Bosco Carneiro, Caio Roberto, Nabor Wanderley, Doda de Tião, Taciano Diniz, Felipe Leitão, Anísio Maia, Pollyanna Dutra, além do deputado Edmilson Soares que apoia a decisão do grupo.

 

portaldolitoralpb

 

 

Atendimentos por acidentes de trânsito caem durante quarentena

Os números de acidentes de trânsito no estado da Paraíba diminuíram desde o início da quarentena causada pelo novo coronavírus, que começou na segunda metade de março. Dados recolhidos pelos principais hospitais de referência a esses atendimentos no estado mostram que, ainda assim, a Paraíba registra números altos de vítimas envolvendo acidentes com motocicletas.

Hospital de Trauma João Pessoa

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, registrou redução nos números gerais de atendimento aos acidentados de trânsito. No mês de março, essa redução foi de 12%.

De acordo com o setor de estatística, foram registrados 776 atendimentos, do dia 1º ao dia 31 de março de 2020, número 12,6% menor que o registrado no ano anterior, com 888 entradas. A diminuição também foi sentida em relação às vítimas de acidentes de motocicletas, sendo um pouco menor. Em 2020 foram 629 usuários, enquanto no ano passado 699, representando uma queda de 10%.

No mês de abril, o isolamento social estava com medidas mais rigorosas e os atendimentos diminuíram 25% em comparação ao mês de março. Foram registradas 585 vítimas do trânsito na Capital, sendo acidente com motocicletas (452), acidente de carro (49), acidente com bicicletas (32) e atropelamento (52).

Para o diretor-geral da instituição, Laércio Bragança, essa diminuição é um ponto positivo da medida de contenção, que obrigou a população a ficar em casa. “Com relação aos números de acidentes com motociclistas, se deve pelo fato das pessoas estarem mais em suas residências, consequentemente, aumentarem os pedidos delivery (entrega em casa)”, ressaltou.

Ortotrauma de João Pessoa

O Complexo Hospitalar de Mangabeira Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma) realizou 3,5 mil atendimentos e aproximadamente 400 cirurgias durante o mês de abril. O número de pacientes que chegaram ao hospital reduziu em relação aos três primeiros meses do ano.

De acordo com a diretora geral do Ortotrauma, Fabiana Araújo, observa-se redução no número absoluto de atendimentos, sem necessidade de internação, entretanto casos graves de vítimas de acidente de trânsito ainda apresentam um fluxo elevado. “O isolamento social serviu como um indicador que a redução do trânsito contribuiu como parâmetro para menos vidas em risco por acidente de trânsito, podendo servir como um alerta para a sociedade”, afirmou.

A unidade hospitalar já realizou 24,8 mil atendimentos este ano, sendo 7,8 mil atendimentos em janeiro; 7 mil em fevereiro; 6,4 mil em março e 3,5 mil em abril. “A situação de pandemia com toda essa situação de vulnerabilidade social, física, psicológica permitiu um estado de reflexão de possibilidade de resgate ao cuidado a si e ao próximo. Em que medidas básicas como higienizar as mãos e etiqueta respiratória podem salvar vidas, assim também obediência às leis de trânsito”, destacou Fabiana Araújo.

Hospital de Trauma Campina Grande

No Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes em Campina Grande, foram registrados 832 atendimentos relacionados ao trânsito, com entradas realizadas a partir do dia 1º ao dia 31 de março de 2020. Sendo eles 680 vítimas de acidente de moto, 49 de acidentes de carro, 52 de acidente com bicicletas e 51 vítimas de atropelamento. A diminuição em relação ao ano anterior foi de 23%, já que em 2019 tiveram 1.094 atendimentos do mesmo tipo.

No mês de abril deste ano, foram realizados 613 atendimentos com vítimas de acidente de trânsito. Sendo 66 por acidentes com bicicletas, 30 envolvendo acidentes de carro, 35 por atropelamento e 482 vítimas de acidente de moto. Número 35% menor que o de 2019, onde foram atendidas 946 pessoas.

Hospital de Patos

O relatório de atendimentos do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, Sertão da Paraíba, constata que o número de atendimentos na urgência e emergência da unidade de vítimas de acidentes de trânsito, referente ao período de 1º a 31 de março, também diminuiu consideravelmente.

Em março, foram registrados 266 atendimentos de vítimas de acidente de trânsito, uma redução de 22% comparando ao mês de fevereiro, que, mesmo com dois dias a menos no calendário, contabilizou 342 ocorrências. Essa redução coincide com a adoção das medidas de isolamento social adotadas na Paraíba em função da pandemia da Covid-19.

Outro dado relevante é que, embora tenha havido redução dos acidentes, o número de ocorrências na urgência envolvendo motociclistas se manteve alto. Dos 266 pacientes atendidos, 233 estavam em motos. Os demais casos foram de vítimas de acidentes com bicicletas (19), seguidos de automóveis (7), atropelamentos (6) e ainda uma ocorrência com veículo de tração animal.

Em outra análise, no período de 31 de março a 5 de abril, já contabilizava mais 49 atendimentos de vítimas de acidentes, dos quais 42 envolveram motos, 5 foram com automóveis, um com bicicleta e um atropelamento. Os dados completos do mês de abril de 2020 ainda não foram divulgados.

 

portalcorreio

 

 

Consumo de água aumenta na quarentena e presidente da Cagepa faz alerta

O presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) Marcus Vinícius Fernandes, disse que o consumo de água aumentou nos últimos dias na Paraíba por conta do confinamento feito por parte da população em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, isso preocupa, já que a produção não aumentou e esse ritmo pode gerar desabastecimento.

“Temos que ponderar o equilíbrio entre oferta e demanda. O consumo desenfreado pode baixar o nível dos reservatórios rapidamente. Se abusar, vai faltar”, comentou. Marcos pede que a população comece a agir de maneira solidária.

“No cenário atual de pandemia, precisamos unir esforços para combater essa ameaça. Precisamos ter responsabilidade e senso coletivo para enfrentarmos esse problema. Sabemos que a principal medida preventiva é a higienização, então estamos trabalhando para evitar a falta d’água. Mas à população precisa ser nossa parceira nesse processo”, disse o presidente da Cagepa.

 

pbagora

 

 

Cursos EAD: quarentena aumentou buscas em cerca de 70% 

Segundo dados levantados pela Catho Educação, as formações mais procuradas são Administração, Gestão de RH, Biomedicina e Ciências Contábeis

São Paulo, abril de 2020 – Devido às medidas de isolamento adotadas em todo o país, as pessoas estão explorando novas formas de se qualificar sem sair de casa. É o que aponta levantamento realizado pela Catho Educação. Segundo a pesquisa, a plataforma registrou um aumento de 68% em matrículas para cursos EAD ou semipresenciais, entre o período de  21 de março e 06 de abril.

Ainda de acordo com o levantamento, as primeiras semanas de quarentena já apontaram crescimento. Entre a semana de 03 e 20 de março, a plataforma já havia registrado acréscimo 44% na procura por cursos a distância.

Dentre as disciplinas mais procuradas estão: Administração, Gestão de RH, Biomedicina, Ciências Contábeis e Logística.

De acordo com Fernando Gaiofatto, gerente da Catho Educação, as pessoas têm buscado na qualificação alternativas para sair da crise ainda mais preparadas para o mercado de trabalho pós-pandemia. Além disso, o profissional identifica o momento como ideal para testar outros formatos na execução de tarefas, inclusive, estudar e adquirir novas habilidades.

“Além do baixo custo, em comparação aos modelos tradicionais de ensino, os cursos EAD têm sua metodologia de enfoque maior na prática profissional, ideal para uma aprendizagem à distância. No atual cenário, o ensino pode ser encarado também como oportunidade, não só de qualificação mas também de adaptação às circunstâncias”, afirma.

Ainda de acordo com outro levantamento da Catho Educação, o mercado de trabalho está mais aberto em relação a candidatos com cursos a distância, comparado há alguns anos. Segundo a pesquisa, para 79% dos recrutadores, o formato de qualificação – seja EAD ou presencial – não é critério determinante de avaliação para recrutar profissionais.

“A pesquisa reforça que a grande dificuldade dos recrutadores está em encontrar profissionais qualificados para preencherem as vagas. De acordo com 81,5% desses entrevistadores, esse é o ponto de avaliação imprescindível para contratação”, explica Gaiofatto.

Sobre a Catho

Com tecnologia de ponta, a Catho, empresa com mais de 800 colaboradores no Brasil, tem como missão mudar a vida das pessoas por meio do trabalho e carreira. Na empresa, diversidade e inclusão também são estimuladas e vivenciadas de verdade. Por isso, com o propósito de incluir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, desde 2016, a Catho concede gratuidade no acesso a todas as vagas do site para profissionais com deficiência, com laudo, e reabilitados pelo INSS, abrangidos pela lei de cotas.

A Catho faz parte do grupo Seek, líder mundial em recrutamento online e considerada a companhia mais inovadora da Austrália. A Seek está presente na Bolsa de Valores da Austrália, além de atuar em países como China, Austrália, Índia, México, Indonésia, Nigéria, África do Sul, Hong Kong e Singapura.

Sobre a Catho Educação

A Catho Educação surgiu com o intuito de oferecer às pessoas capacitação educacional para que possam melhorar a sua formação e alavancar suas carreiras. Com mais de mil cursos disponíveis, a Catho Educação tem parcerias com grandes universidade e escolas de negócios e, por meio de equipe de consultores, oferecem, gratuitamente, uma assessoria da análise do perfil profissional com as oportunidades do mercado de trabalho e verifica qual é o melhor curso disponível no momento.

A Catho Educação realiza parcerias com renomadas instituições de ensino e oferece cursos de: ensino superior (cursos de 2 a 5 anos); pós-graduação / MBA; e idiomas.

 

Governo de Solânea alerta sobre a importância da quarentena e lança a “Central de Informação Coronavírus”

Para informações, esclarecimentos, dúvidas, e sugestões da população, o Governo Municipal lançou a “Central de Informação Coronavírus” através do número 3363 2859.

Atualmente Solânea registra 51 casos de pessoas em quarentena domiciliar com e sem histórico de viagem. Os casos estão sendo monitorados por uma equipe da Vigilância Epidemiológica e acompanhados pelos agentes de saúde e profissionais de saúde das Unidades Básicas de Saúde do município.

No último boletim epidemiológico foram registrados 38 casos de quarentena com histórico de viagem e 13 sem histórico de viagem. Durante Live divulgada na última segunda-feira, 27, o Prefeito de Solânea, Kayser Rocha, alertou para a importância da quarentena. “Para manter a disseminação controlada na cidade precisamos da colaboração de todos”, disse. Segundo informações do Secretário de Saúde de Solânea, João Rocha, os casos de quarentena domiciliar com histórico de viagem aumentaram devido à chegada de um número significativo de pessoas de outros estados onde são registrados casos de Covid-19. “Pedimos encarecidamente que quem estiver chegando fique em casa, se resguarde e nos procure caso necessite. Pedimos também à população que nos ajude a identificar onde essas pessoas estão ficando para fazermos o monitoramento”, disse o secretário. Chamando a atenção para a importância dos cuidados de prevenção, isolamento social e medidas de higiene.  Após exames, três casos que estavam sendo investigados foram descartados em Solânea, por testarem negativos para Covid-19.

Central de Informação Coronavírus

Para informações, esclarecimentos, dúvidas e sugestões a população pode entrar em contato com a “Central de Informação Coronavírus” pelo número 3363 2859 das 08h00 às 15h00 ou  pelo email secsaudesolanea@gmail.com.

 Assessoria de Comunicação

 

Aumenta o consumo de álcool durante a quarentena; entenda os riscos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recentemente recomendou que os governos limitassem a venda de bebidas alcoólicas durante o período de isolamento social. Seguindo as recomendações, os Alcoólicos Anônimos passaram a realizar suas reuniões de forma on-line.

A OMS considera o álcool, o tabaco e outras drogas como “estratégias inúteis” para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. Os representantes de entidades como o AA se preocupam com os riscos do fácil acesso à bebida nesse período.

– Nós temos essa informação de que aumentou realmente essa procura por bebidas alcoólicas em Campina Grande. Os supermercados estão abertos e esse consumo está enorme – informou à Rádio Campina FM, um dos representantes do Alcoólicos Anônimos de Campina Grande.

“É necessário que a sociedade entenda o alcoolismo como doença, que pode ser tratada. Nós que já passamos por isso podemos atestar”, pontuou o representante, alertando para a gravidade e os riscos do alcoolismo.

 

paraibaonline

 

 

Dentista dá dicas sobre como cuidar da saúde bucal durante a quarentena

A pandemia da Covid-19 forçou a todos a mudar de rotina e de hábitos. Além dos cuidados em evitar aglomerações, do uso de máscaras e do uso do álcool 70% para higienização das mãos e objetos, a orientação é para as pessoas ficarem em casa, tudo isso na intenção de evitar a disseminação do vírus.

Nesse contexto, aliado à recomendação do Ministério da Saúde de o paciente só buscar atendimento odontológico em caso de urgência ou emergência, a dentista do Hapvida Rafaela Magda, ressalta a importância de manter a higiene bucal durante a quarentena. “Nessa época de confinamento, é comum a ansiedade e o medo e nessas horas a gente desconta nos doces, biscoitos, refrigerantes e descansa de alguns hábitos do dia a dia, como a escovação dos dentes. No entanto, a recomendação é reforçar higiene bucal sempre após as refeições com escovação, fio dental e o uso de antisséptico bucal”, disse.

A dentista explica que é mantendo a cavidade bucal limpa que a pessoa vai estar protegida de doenças como gengivites, cáries, mau hálito, infecções e urgências odontológicas. “São dicas simples que podem fazer a diferença na manutenção da sua saúde bucal nesse período, evitando a necessidade de possíveis idas ao dentista durante a quarentena”, reforça.

Rafaela Magda também destaca o cuidado redobrado que as pessoas que usam aparelhos ortodônticos devem ter. “Os aparelhos são excepcionais para manter seus dentes saudáveis, mas precisam de cuidados especiais. Quem faz uso, é importante manter higiene e redobrar a atenção com os alimentos que for morder. Esses alimentos não podem causar tanta pressão ao aparelho com o risco de soltar os chamados brackets, que é a peça que fica colada ao dente”, finalizou.

Ações do Hapvida no combate ao coronavírus – Diante do crescimento do número de casos da Covid-19 no Brasil, o Hapvida tem adotado medidas para expandir e qualificar sua rede de atendimento. Somente nas últimas semanas, mais de R$ 50 milhões foram investidos na preparação da empresa para este novo cenário. Responsável por assegurar o acesso à saúde para mais de 6 milhões de clientes em todo o país, a companhia utiliza aeronaves para garantir insumos, como medicação para os nossos clientes e EPIs em toda a sua rede.

Desenvolveu plataforma Covid-19.maida.health, que através da Inteligência artificial oferece suporte para identificar casos de Covid-19; lançou chat e contato telefônico para dúvidas referentes ao coronavírus; e ampliou as teleconsultas por vídeo. Além disso, ampliou seus canais de comunicação e passou a levar notícias relevantes sobre a COVID-19 aos cidadãos, além de dar dicas de saúde mental e física para o período de quarentena

Hapvida – Com mais de 6 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como o maior sistema de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, América, Promed e Ame, RN Saúde, além da operadora Hapvida. Atua com mais de 30 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 39 hospitais, 185 clínicas médicas, 42 prontos atendimentos, 179 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Assessoria de Imprensa