Arquivo da tag: quadrilhas

Assembleia homenageia os 50 anos dos 3 do Nordeste e debate situação das quadrilhas juninas na Paraíba

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (17), sessão especial para homenagear os 50 anos de carreira do trio de forró pé de serra Os 3 do Nordeste, formado em Campina Grande, em 1969. A propositura, de autoria do deputado Chió (Rede), também teve o objetivo de discutir a situação das quadrilhas juninas da Paraíba, com ênfase nos investimentos, promoção e preservação da cultura regional.

De acordo com o parlamentar, a sessão foi importante para debater a resistência cultural, o legado das manifestações populares e os grupos musicais históricos do estado. “50 anos não são 50 dias. Os 3 do Nordeste passaram pela lambada, forró de plástico, axé, sertanejo universitário, forronejo e eles continuam firmes, na mesma pegada e empolgação de levar a nossa cultural autêntica do São João”, afirmou Chió.

“Portanto, é um justa homenagem a eles, que têm muita história e não perderam a essência. Além disso, estamos homenageando as quadrilhas juninas, que estão resistindo. Mesmo com os jovens gostando de outros estilos musicais, quando chega nesse período do ano cantam o forró nordestino”, acrescentou.

O músico Curió, um dos membros da formação atual do trio homenageado, agradeceu o reconhecimento da Assembleia e a iniciativa do deputado. “Os 3 do Nordeste tem 50 anos de história, vindo agora da Europa. Então, estamos felizes com a carreira, onde muitos já passaram por aqui, mas tendo a honra de manter a linha do forró pé de serra e orgulho de estar recebendo essa homenagem. Portanto, para nós é muito gratificante”, destacou.

Para o vice-presidente da Federação de Entidades das Quadrilhas Juninas da Paraíba, Carlos Santos, o apoio dos poderes públicos é imprescindível para a sobrevivência das quadrilhas. “O movimento junino, apesar de ser organizado no estado da Paraíba através de nove entidades, a nível regional e da federação estadual, muitas vezes é esquecido. O quadrilheiro é quem faz e resgata realmente a cultura popular do nosso estado. No entanto, somos esquecidos pelas autoridades constituídas desse estado. Então, essa sessão isso significa um reconhecimento grandioso para nós, que fazemos todo o movimento cultural e de quadrilha paraibano”, declarou.

O secretário executivo de Estado da Cultura, Milton Dornellas, destacou que a manifestação popular tradicional é a base cultural do Nordeste. “Esse reconhecimento tem que ser feito não só apenas nessas homenagens, mas estabelecendo uma agenda em que eles sejam incluídos de forma permanente nas programações culturais do nosso estado e região. Isso provoca uma inquietação também: como precisamos olhar essas manifestações e quais relacionamentos devemos estabelecer com elas? Então, que o Estado, todas as gestões públicas e produtores de atividades culturais sigam esse exemplo dado pela Assembleia”, destacou.

Também participaram da sessão especial a secretária adjunta de Cultura e Memória da ALPB, Valéria Coutinho; a ativista cultural Ana Gondim; e a coordenadora do Fórum Nacional do Forró, Joana Alves da Silva.

 

 

agenciaalpb

 

 

Cinquenta anos dos 3 do Nordeste e resistência de quadrilhas juninas são destaque na Assembleia Legislativa

Em 2019, os 3 do Nordeste completam cinquenta anos de carreira divulgando a música nordestina autêntica e de qualidade. Na próxima segunda-feira, 17 de Junho, a resistência cultural do trio musical e das quadrilhas juninas serão pauta de uma Sessão Especial na Assembleia Legislativa da Paraíba.

A propositura do Deputado Estadual Chió (REDE), além de homenagear meio século de música dos 3 do Nordeste, visa debater a situação das quadrilhas juninas paraibanas, no tocante a investimentos, promoção e preservação da cultura regional.

“Sejam tradicionais ou estilizadas, as quadrilhas juninas carregam toda simbologia da nossa cultura. Não há momento mais oportuno para debater as dificuldades, as necessidades de apoio e investimentos”, destacou o Deputado Chió.

A Federação Paraibana de Quadrilhas Juninas, Associações e Ligas de Quadrilhas Juninas, Secretarias Municipais e Estadual de Cultura, PBTur, Secretaria Estadual de Comunicação, SEBRAE, Prefeituras, universidades, entre outras instituições, são esperadas.

A Sessão Especial acontece nesta segunda-feira, 17 de Junho, às 15h, no Auditório João Eudes, sede da Assembleia Legislativa da Paraíba, em João Pessoa.

Os 3 do Nordeste

O trio de forró surgiu em Campina Grande, em 10 de Fevereiro de 1969, com atuação dedicada ao autêntico forró nordestino. Mesmo com sua formação original renovada e reconfigurada ao longo dos anos, o trio continua na ativa, tocando o mesmo som que os consagraram há cinco décadas – o forró pé-de-serra.

Ao longo da carreira, o grupo lançou cerca de quarenta discos, tendo imortalizado sucessos como “É Proibido Cochilar”, “Forró do Tamanco”, “Forró do Poeirão”, entre tantos outros.

“Pela simplicidade e qualidade de sua música, os 3 do Nordeste encantam gerações, entusiasmando e preservando o forró autêntico, sempre mostrando o potencial cultural nordestino em sua diversidade e identidade”, destacou o deputado Chió.

Os 3 do Nordeste é reconhecido como um dos mais legítimos e duradouros trios de forró do Brasil. São quarenta discos lançados e dois DVDs, responsáveis diretos pela valorização do forró como cultura nordestina, superando e resistindo às exigências do mercado fonográfico e necessidades comerciais.

Fonte: Ascom Deputado Estadual Chió (REDE)

 

 

Quadrilhas explodem duas agências dos Correios durante madrugada na PB

Duas agências dos Correios foram explodidas na madrugada desta sexta-feira (1º), na Paraíba. Os casos ocorreram nas cidades de Itatuba, no Agreste paraibano, e na cidade de Cacimbas, na região do Sertão. Em uma das ações, uma viatura da Polícia Militar foi atingida por vários tiros de metralhadora, mas nenhum policial ficou ferido.

Segundo as informações da Polícia Militar, a primeira explosão ocorreu na cidade de Itatuba, onde vários homens armados entrara, na agência e explodiram o cofre. A agência fica em frente ao destacamento da Polícia Militar da cidade, mas isso não impediu a ação dos bandidos. Eles chegaram a metralhar uma viatura, mas nenhum militar ficou ferido. Estando em número menor e sem o mesmo potencial de armamentos, os policias não entraram em confronto com os suspeitos, no momento do ataque.

A Polícia Militar ainda não sabe se os homens conseguiram levar o dinheiro do cofre da agência. Com o apoio de viaturas de outras cidades, a Polícia Militar começou a fazer buscas, mas até 6h30 desta sexta-feira, ninguém foi preso.

Já na cidade de Cacimbas, no Sertão do estado, pelo menos oito homens, que estavam em um carro e duas motos, arrombaram a porta de uma agência dos Correios e explodiram o cofre. No momento da ação, a Polícia Militar chegou ao local e os suspeitos fugiram sem levar o dinheiro. Até 6h30 desta sexta-feira, a Polícia Militar continuava em busca dos suspeitos, mas ainda não havia localizado ninguém. Os suspeitos se esconderam em um matagal.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Estados discutem estratégias de combate às quadrilhas de ataques a bancos

segurancaIntegrantes das Forças de Segurança dos Estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte estiveram reunidos, nesse fim de semana, em Patos, para discutir estratégias de combate integrado e qualificado contra quadrilhas responsáveis por ataques a bancos. O encontro aconteceu durante o I Simpósio Nordeste de Guerreiros de Caatinga, com integrantes de tropas especializadas no combate a esses grupos na área de vegetação de Caatinga – local geralmente escolhido como rota de fuga dos bandos que praticam esse tipo de crime.

O simpósio foi promovido pelo comandante do 3º Batalhão, tenente coronel Francisco Rubens Campos, que falou da importância do evento para a segurança pública. “Reunimos neste simpósio integrantes das Polícias Militares da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, da Polícia Federal, Rodoviária Federal e alunos em formação no curso de operações de Caatinga, com o objetivo de aprimorar o conhecimento e integrar as forças públicas para o combate às quadrilhas especializadas em ataques a bancos, que geralmente terminam em perseguições nas áreas de vegetação de Caatinga”, destacou.

O simpósio foi aberto com palestras do secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, e do comandante Geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, e seguiu com a participação de outros palestrantes, inclusive da área de inteligência especializada contra essas quadrilhas.

O próximo simpósio deve ocorrer no Estado do Rio Grande do Norte, onde serão avaliadas as ações integradas que estão sendo planejadas para os próximos meses contra essas quadrilhas.

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Quatro homens são mortos em confronto de quadrilhas rivais no Rio

Barriga (Foto: Reprodução/Disque-Denúncia)

O traficante Wellington de Almeida, conhecido como Barriga, foi morto em uma guerra de traficantes, por volta das 6h deste domingo (30), na Favela da Coreia, Zona Oeste do Rio. Outros três supostos criminosos foram mortos no confronto. Barriga é apontado pela polícia como sucessor de Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, na chefia do tráfico das favelas da Coreia, Taquaral e Rebu, em Senador Camará, na Zona Oeste.

Segundo a PM, traficantes da Vila Aliança invadiram a Coreia, que estaria com domínio enfraquecido, para tomar a região. Os outros três mortos seriam seguranças do traficante, identificados como Renan Bragança Alves da Silva, Jonhatan dos Santos Reis e Rodrigo de Almeida Ferreira.

A Delegacia de Homicídios informou que o corpo de Barriga foi encontrado dentro de um veículo próximo ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. A assessoria de imprensa da Secretaria estadual de Saúde disse que os outros três homens deram entrada na unidade mortos.

De acordo com informações do site do Disque-Denúncia, Barriga era considerado mais violento e sanguinário do que Matemático. A entidade oferecia R$ 1 mil para informações que levassem à captura do criminoso, contra quem havia dois mandados de prisão expedidos pela Justiça.

G1