Arquivo da tag: PSB

PSB caiu de 57 para 53 prefeituras na Paraíba; meta de Rosas era eleger “pelo menos” 90 prefeitos

edvaldoO PSB não conseguiu bater a meta estipulada no começo do ano pelo presidente estadual do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas. Rosas anunciou a perspectiva de eleição de “pelo menos 90 prefeitos”.

Ao final da eleição de 2016, a sigla conseguiu fazer apenas 53 prefeituras em todo o Estado.
A meta foi anunciada por Edvaldo a legenda durante o Congresso Estadual do PSB, realizado em 1º de fevereiro no Hotel Tambaú, ocasião em que reuniu pré-candidatos de todas as regiões com a presença do governador Ricardo Coutinho.
“Nosso partido é acostumado a nadar contra as correntezas, superar desafios, com uma militância forte e aguerrida e, se já somos o maior partido da Paraíba com 57 prefeituras, vamos sair no dia 2 de outubro com o dobro de prefeitos eleitos”, disse Edvaldo à época.
Das 57 prefeituras, o tamanho do PSB caiu para 53. O partido perdeu comando em cidades importantes, como Bayuex, Cajazeiras e São Bento, e ganhou noutras cidades, a exemplo do Conde, Queimadas e Esperança.
MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PSB conquista maior número de prefeituras na PB e cresce em relação a 2012; PMDB cai

ricardo-vitoriaO PSB, do governador Ricardo Coutinho, foi o partido que elegeu o maior número de prefeitos na Paraíba. A apuração das urnas, nas eleições desse domingo (2), deu aos socialistas o comando de 53 prefeituras. Entre elas estão Sousa, com Fábio Tayrone, Sapé, com Roberto Feliciano e Mamanguape, com Maria Eunice.

O PSB quase dobrou o número de prefeituras conquistadas em relação ao pleito de 2012, quando venceu em 28 municípios. O resultado de 2016 representa um aumento de 89,29% comparado ao último pleito municipal. Em 2012, o PSB aparecia como a segunda legenda com mais prefeitos eleitos.

O PSDB também subiu no ranking dos partidos detentores do maior número de prefeitos. Das 25 vitórias de chapas majoritárias em 2012, os tucanos passaram para 36 municípios conquistados, vencendo novamente em Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral da Paraíba, com Romero Rodrigues reeleito.

Na contramão do crescimento está o PMDB, que apesar de eleger 31 prefeitos neste pleito, caiu em relação a 2012, quando foi o partido com mais vitórias. Nas eleições municipais passadas os peemedebistas venceram em 56 cidades paraibanas, uma queda de 44,64%. Esse ano ficou em terceiro no ranking atrás do PSB e do PSDB.

Ainda na Paraíba nas eleições de ontem, o PSD saiu vitorioso em 26 municípios, ficando na quarta posição dos partidos com mais prefeituras a partir de 2017. Seguido aparece o DEM e o PTB com 17 conquistas, cada.

O PR, do deputado federal Wellington Roberto, elegeu 13 prefeitos, o PDT nove e o PP seis. O PTdoB, PSC e PSL venceram e três municípios, cada, e o PRB em dois. Já o PT, PTN, PMN e PRP só tiveram um prefeito eleito, cada.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vice-presidente do PSB e candidato a vereador abandona campanha de Edgard Gama em Belém (PB)

notaO vice-presidente do PSB de Belém e candidato a vereador, Henrique Filho, publicou uma forte nota de esclarecimento, em sua página no facebook, comunicando o rompimento com o atual prefeito Edgard Gama, candidato a reeleição pelo PSB.

“Venho comunicar aos amigos, aos nossos eleitores e a população de Belém que, Henrique Filho candidato a Vereador e vice-presidente do PSB de Belém, não tem mais condição caminhar politicamente ao lado do atual prefeito Edgard Gama. Pois não comungo e não participo de projetos políticos que prejudiquem o povo da minha terra, não caminharei ao lado de um Gestor que em reunião com 18 candidatos a vereadores abre a boca para dizer que ‘ganhando ou perdendo não pagará mais aos funcionários contratados que estão trabalhando e que vai é tirar o que gastou na eleição e quem quiser que entre na justiça para requerer seu direito’”, disparou Henrique Filho.

O candidato a vereador disse que já comunicou ao governador Ricardo Coutinho, a quem ele classifica como “homem sério e coerente”, o seu desligamento político com Edgard Gama e o dep. Hervázio Bezerra por discordar das práticas políticas e por não ser “capacho de prefeito”.

“Em tempo comunico o meu desligamento político do Dep. HERVAZIO BEZERRA, pois quando relatei a ele o ocorrido o mesmo disse que Edgard tinha razão. Para os quem tem alguma dúvida, da minha posição, já foi comunicada ao Governador Ricardo Coutinho, Homem sério e coerente. O povo da minha terra, os comerciantes e os funcionários merecem respeito. Vereador É para defender o povo e não para ser capacho de prefeito”, concluiu Henrique Filho na nota de esclarecimento.

correiobelenense

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Juíza apresenta vídeo de agressão de fiscal a militante do PSB e TRE-PB vai apurar caso

treO Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba realizou na manhã desta segunda-feira (29) uma reunião para analisar o vídeo em que um fiscal eleitoral aprece agredindo um militante do PSB. Estiveram reunidos o presidente do TRE-PB, José Aurélio da Cruz, a corregedora e vice-presidente do pleno, desembargadora Maria das Graças, e a juíza da propaganda de rua da 76ª Zona Eleitoral, Agamenilde Dias.

Na ocasião, de acordo com a assessoria de comunicação do TRE-PB, Dias apresentou ao presidente e a corregedora as imagens em que o fiscal aprece agredindo fisicamente um militante do PSB que participava de uma carreata promovida pela candidata a prefeita de João Pessoa, Cida Ramos (PSB), nesse domingo (28). O caso será apurado.

O ato do funcionário da Justiça Eleitoral foi filmado e ocorreu nas proximidades do Busto de Tamandaré.

A coligação interpelou judicialmente o fiscal eleitoral Sérgio Ricardo Ponce Leon por agressão contra um militante e pelo comportamento com o motorista do carro que conduzia a socialista.

No processo, a coligação pede que todas as medidas cabíveis sejam adotadas para apurar o caso do fiscal que adotou uma conduta que se “contrapõe a atuação respeitosa e diligente de todos os demais integrantes desta Justiça Eleitoral”.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Militantes do PSB e fiscal do TRE entram em confronto durante carreata em João Pessoa

carreataA carreata promovida pela coligação ‘Trabalho de Verdade’, que tem a professora Cida Ramos (PSB), como candidata a prefeita de João Pessoa terminou em confusão no final da tarde desse domingo (28), na orla da Capital.

De acordo com informações, o tumulto se deu entre militantes do PSB e um funcionário do TRE, que estava fiscalizando a propaganda eleitoral de rua e tentou inspecionar um carro, no qual estava o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Em vídeo, que circula nas redes sociais é possível ver os militantes cercando o fiscal, quando começa a confusão.

Após muita discussão, um militante chuta o equipamento que está nas mãos do fiscal, que parece ser um celular, e os dois entraram em luta corporal.

Veja vídeo:

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PSB é o partido que mais lançou candidatos na PB; PMDB e PSDB ficam na 2ª e 3ª colocações

 

urnaO PSB, partido do governador Ricardo Coutinho, foi o partido que mais lançou candidaturas a prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições deste ano na Paraíba. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 969 candidatos disputarão mandatos pela legenda.

Em João Pessoa, o PSB lançou na chapa majoritária a professora Cida Ramos. Em Campina Grande, o nome do partido que disputará a prefeitura é o presidente da Assembleia Legislativa Adriano Galdino. Os socialistas também têm candidaturas próprias em Bayeux, Santa Rita, Guarabira, Cajazeiras e Sousa, cidades pólo do estado.

O PMDB, do senador José Maranhão, ficou na segunda colocação na ranking de pedidos de registros de candidaturas. Segundo o TSE, o partido lançou 868 candidatos na Paraíba. Na Capital, eles preferiram retirar a candidatura do deputado federal Manoel Júnior para apoiar a reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD). O partido terá candidaturas próprias em Campina Grande, Cabedelo, Patos, Guarabira e Sousa, por exemplo.

O PSDB, do senador Cássio Cunha Lima, figura como terceiro colocado, com 684 candidatos. A sigla não tem nomes na chapa majoritária em João Pessoa e aposta na reeleição do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues. O partido disputa prefeituras em Guarabira e Patos.

O PSD, PTB e DEM ficaram nas quarta, quinta e sexta colocações, com 516, 481 e 470 candidatos, respectivamente.

De acordo com o sistema de divulgação de candidaturas do TSE, 11.694 candidatos solicitaram registros à Justiça Eleitoral, sendo que 10.558 disputam as 2201 vagas para as Câmaras Municipais e 553 concorrem aos mandatos das 223 prefeituras do estado.

Confira o número de candidatos de cada partido:

PSB – 969

PMDB – 868

PSDB – 684

PSD – 516

PTB – 481

DEM – 470

PP – 349

PDT – 343

PR – 322

PSL – 276

PT – 262

PTdoB – 253

PRB – 251

PSC – 223

PCdoB-  216

PPS – 172

PTN – 139

PV – 108

PTC – 99

PRTB – 99

PHS – 98

PRP – 97

SD – 90

PMN – 88

PROS – 88

PSDC – 88

PSOL – 86

PMB – 61

PPL – 40

Rede – 38

PEN – 32

PSTU – 23

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Chapa “Puro Sangue’ em Serraria: O ex-vereador Edísio Morais será vice de Antonio Eduardo, do PSB

Ex-vereador Edísio Morais
Ex-vereador Edísio Morais

Acabaram as especulações de quem seria o vice de Antonio Eduardo, pré-candidato a prefeito do PSB, para disputar à prefeitura de Serraria, nas eleições municipais deste ano. No início desta terça-feira (02) foi definido que o ex-vereador Edísio Percílio de Morais, que também é filiado ao PSB é o pré-candidato a vice-prefeito, que será homologado na convenção do partido marcada para a próxima sexta-feira.

Essa será uma chapa denominada de “Puro Sangue”, haja vista, ambos pertencem à mesma sigla partidária.

Balbino Silva

MÍDA PARAÍBA

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Após tentativa de ‘implosão’, PSB homologa Josa em Guarabira

josaA candidatura de Josa da Padaria a prefeito de Guarabira foi homologada na tarde deste domingo (30) durante convenção do PSB. O presidente municipal do partido, Célio Alves, afirmou que as eleições de 2016 serão históricas.

“Tentaram implodir a candidatura do PSB através de lideranças da velha política. seja levando fatos a cúpula do partido seja com tentativa de sedução de vereadores do grupo. Mas isso foi positivo porque revela o medo que a velha política está tendo da nova força política liderada pelo PSB”, avaliou.

O candidato a vice-prefeito na chapa do PSB será Beto Meireles (PDT). Josa prevê que a campanha será desigual. “Mas eu sou movido a desafios. É uma alegria para mim”, frisou. A aliança do PSB para a disputa é formada por 11 partidos.

MaisPB com informações de Roberto Targino

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Presidente nacional do PSB recua e diz que não haverá punição para Ricardo Coutinho

Foto: Paraibaonline
Foto: Paraibaonline

Apesar da posição majoritária pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) assumida pelo seu partido, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse nesta sexta-feira (1) que não haverá qualquer punição para o governador Ricardo Coutinho caso ele mantenha suas críticas ao processo de impedimento da gestora petista. Dizendo respeitar muito as posições do governador, o dirigente nacional disse que a história mostrará quem está com a razão e defendeu a saída de Dilma do poder como o caminho mais correto para o momento atual de crise ética, política e econômica.

No ato pró-Dilma, nesta quinta-feira (31), Ricardo Coutinho chamou o impeachment de ato golpista e disse que o Congresso Nacional não resistiria a um debate sobre corrupção, em clara alusão ao fato de a maioria dos congressistas responderem a processo por suposta prática de corrupção. Nesta sexta-feira surgiram boatos de que o partido teria dado um ultimato ao gestor. Caso o governador não revisse suas posições até o dia 10 deste mês, ele seria expulso da legenda. O que Carlos Siqueira nega, lembrando, inclusive, que o governador não vota na eleição que definirá sobre o afastamento de Dilma.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Siqueira assegura que, majoritariamente, a bancada socialista na Câmara vota favoravelmente ao impeachment da presidente. A Paraíba, ele lembra, não tem deputados federais do PSB e, por isso, a posição contrária de Ricardo Coutinho não tem capacidade de influenciar o voto de ninguém. Apesar de claramente favorável ao impedimento, Siqueira se apressa em dizer que o melhor caminho, na opinião dele, seria a realização de novas eleições, já que a opção de poder atualmente é Michel Temer (PMDB), que teria o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), como o primeiro na linha de sucessão.

PB Hoje

MPF vai pedir à Polícia Federal que investigue contas do PSB

mpfApós a empresa Epan Comércio e Serviços Ltda. se livrar ontem da acusação de ter doado irregularmente R$ 30 mil à campanha de Ricardo Coutinho (PSB) ao governo do Estado, em 2010, o Ministério Público Federal (MPF) pretende investigar uma possível fraude na contabilidade praticada pelo PSB naquele ano. O procurador regional eleitoral, João Bernardo da Silva, disse que vai juntar os documentos da prestação de contas da campanha e entregá-los à Polícia Federal para abertura de inquérito civil.

A decisão do procurador foi tomada após o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), na sessão de ontem, reformar a decisão para absolver a empresa, que, mesmo apenas com indícios de fraude, havia sofrido multa de R$ 150 mil. O recurso especial, com voto favorável do relator Ricardo da Costa Freiras, foi acompanhado por mais quatro magistrados, dentre eles, o voto de vista do juiz Breno César Wanderley.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O procurador regional eleitoral, João Bernardo da Silva, explicou que diante da possível fraude, é preciso recolher os documentos apresentados na prestação de contas para análise. “Se constatando algum indício, encaminharemos à Polícia Federal para que proceda a investigação, pois é preciso realizar perícias, oitivas de testemunhas e o que mais for necessário para fundamentar a abertura de um processo penal”, afirmou.

A Epan havia sido condenada em primeiro grau por ação movida pelo Ministério Público Eleitoral, sob acusação de que a empresa teria efetuado doação para o governador na campanha de 2010 no valor de R$ 30 mil, sem, contudo, ter tido faturamento bruto no exercício de 2009, suficiente para tal doação. “Nos autos do processo, inclusive, tem um comprovante de depósito, em espécie, no valor de R$ 30 mil, encaminhado à Justiça Eleitoral pelo PSB, ao qual Ricardo Coutinho é filiado”, destacou Breno Wanderley, no voto.

O advogado da Epan, Antônio Brito Dias Junior, afirmou que no período a empresa estaria inativa e que nunca fez doação de nenhum valor, muito menos em espécie, para a campanha. Além de negar ter efetuado a doação, a empresa fez juntar cópia do correspondente recibo eleitoral apócrifo obtido nos autos da prestação de contas, bem como a DIPJ referente ao exercício 2010/ano calendário 2009, comprovando ausência de faturamento no ano anterior.

ANGÉLICA NUNES

 

MPF , Polícia ,Federal , investigue ,contas , PSB