Arquivo da tag: próximas

JP e mais 37 cidades recebem alerta de chuva nas próximas horas

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, na tarde desta segunda-feira (20), alerta de chuvas fortes para 38 cidades da Paraíba. A Capital paraibana já vem registrando chuvas ocasionais desde o último domingo.

De acordo com o órgão, a quantidade do volume de chuva pode variar de 20 a 30 milímetros por hora (mm/h) ou até 50 mm/dia, o que significa baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos

O alerta do Inmet é válido até às 10h desta terça-feira (21). Durante este período, o órgão orienta que as pessoas evite enfrentar o mau tempo; observem alteração nas encostas e evitem usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros estarão atentos às ocorrências nos números 199 e 193, respectivamente. Na Capital paraibana, a Defesa Civil Municipal atende através do telefone 0800 285 9020.

Veja abaixo a lista de cidades afetadas:

Alhandra
Araçagi
Bayeux
Baía Da Traição
Caaporã
Caiçara
Caldas Brandão
Capim

Conde
Cruz Do Espírito Santo
Cuité De Mamanguape
Curral De Cima
Duas Estradas
Itabaiana
Itapororoca
Jacaraú
João Pessoa
Juripiranga
Lagoa De Dentro
Logradouro
Lucena
Mamanguape
Marcação
Mari
Mataraca
Mulungu
Pedras De Fogo
Pedro Régis
Pilar
Pitimbu
Riachão Do Poço
Rio Tinto
Santa Rita
Sapé
Sertãozinho
Sobrado
São José Dos Ramos
São Miguel De Taipu

 

PB Agora

 

 

Para ministra do TSE a participação das mulheres nas próximas eleições é insipiente

luciana_lossioEm recente palestra na sede da Organização das Nações Unidas em Brasília, a ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reacendeu um debate que no período de eleição aflora: a participação da mulher na disputa é insipiente. Em sua crítica, a magistrada alertou para uma prática que se tornou comum, classificando-a de “fraude”: partidos estariam lançando candidaturas ‘falsas’ de mulheres, apenas para cumprir o que determina a legislação.

“Nós enfrentamos casos concretos com esse problema, de partidos políticos pegarem candidatas para apenas e tão somente atingirem essa meta de 30%, porque a Justiça vem cada vez mais apertando, atenta para essa verdadeira fraude que os partidos praticam ao colocarem candidatas que, na verdade, não são candidatas, elas estão ali apenas e tão somente para ocuparem este papel e atingirem essa meta de 30%”, disse a ministra. O percentual referido pela magistrada consta na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997). Nas disputas proporcionais – eleições para deputados federais e estaduais e vereadores, quando existe o cálculo do quociente eleitoral –, os partidos são obrigados a preencher “um mínimo de 30% e um máximo de 70% para candidaturas de cada sexo”.

Na eleição deste ano, as mulheres representam 31,6% das candidaturas contra 68,4% de candidatos, de acordo com dados do TSE. Na disputa por cargos de vereador em todo o país, 32,79% são por mulheres, enquanto que na majoritária, prefeito, são apenas 12,57% de candidatos do sexo feminino. A ministra Luciana Lóssio vê desequilíbrio.

TSE

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Professores da rede estadual marcam cinco paralisações para próximas semanas

professoresOs professores da rede estadual de ensino têm pelo menos cinco paralisações agendadas para ocorrer nas próximas semanas, mas já descartam deflagração de greve ainda este ano. De acordo com o presidente da Associação dos Professores de Licenciatura Plena (APLP) da Paraíba, Bartolomeu Pontes, as mobilizações acontecem devido aos baixos salários e condições de trabalho insatisfatórias.

A primeira paralisação em esfera estadual foi marcada para a próxima quarta-feira (21), véspera do dia escolhido para mobilização nacional. Os professores da Paraíba também cruzarão os braços no dia 22. Em outubro, as atividades serão suspensas por três dias, também em iniciativa apenas paraibana. As paralisações serão nos dias 14 – quando é comemorado o Dia do Professor – e 26 e 27.

“Começamos nesta semana a viajar por estados do interior para mobilizar os professores sobre a nossa causa. Além de informá-los sobre as paralisações, estamos colhendo relatos de problemas enfrentados por eles nas escolas. É muito precária a situação de algumas localidades. Vemos muitos profissionais sem estímulo para trabalhar, pois as escolas não oferecem boa estrutura e materiais satisfatórios”, conta Bartolomeu Pontes.

Conforme o presidente da APLP, um abaixo-assinado será levantado para cobrar melhorias ao poder público. Reajuste salarial de 15,5% e avanços no Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR) estão entre as reivindicações dos professores.

“Os valores pagos a professores do Estado são irrisórios. Um profissional com doutorado, por exemplo, recebe R$ 1.873 no início da carreira e ao longo de 30 anos de serviço esse valor sobe para apenas R$ 2.435. No caso dos professores polivalentes, a progressão vai de R$ 1.601 para 1.803. É absurdo”, reclama Bartolomeu.

Apesar dos problemas apontados, o presidente da APLP garante que não existe intenção de deflagrar greve ainda este ano. “O que queremos nesse momento é reacender o sentimento de luta nos professores e mostrar às autoridades que temos força para buscar nossos direitos”, diz.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Aesa prevê mais chuva em João Pessoa e Campina Grande nas próximas 24 horas

chuvasA Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) prevê mais chuva para as próximas 24 horas em João Pessoa e em Campina Grande, além de outras cidades paraibanas.

De acordo com o órgão, até às 8h, desta sexta-feira (6), já tinha chovido em Campina Grande 54,8 milímetros. Nessa quinta-feira (5), em menos de uma hora, choveu 35,4 milímetros, 36% da média histórica para o mês de março. Em João Pessoa, os bairros que registraram as maiores precipitações foram Grotão, com 87 milímetros; Centro, com 75 milímetros; e Mangabeira, com 56,9 milímetros.

De acordo com a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, um sistema convectivo, formado por nuvens carregadas, foi responsável pelos ventos e chuvas fortes que atingiram o Litoral, Agreste, Brejo e em algumas cidades do Sertão.

“Temos também um fenômeno chamado de vórtice ciclônico de altos níveis. Esse sistema é responsável por toda instabilidade de ontem e atua nesta época do ano”, acrescentou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“A alta umidade e as altas temperaturas ajudaram a tornar as chuvas e os ventos ainda mais fortes”, prosseguiu.

Segundo dados preliminares da Aesa, as cidades que registraram as maiores precipitações pluviométricas foram São Bentinho, com 60,3 milímetros; São Domingos de Pombal, com 48,6 milímetros; Emas, 46,1 milímetros; e Pombal, com 41,7 milímetros. Já as cidades onde ocorreram as menores precipitações foram Vista Serrana, com três milímetros; e Lagoa, com 10,5 milímetros.

“O que previmos durante o encontro com vários meteorologistas sobre a previsão de chuvas para o primeiro semestre de 2015 está se confirmado, isto é, temos precipitações muito irregulares. Chove muito em algumas cidades do Estado e muito pouco em outras”, pontuou Marle Bandeira. Ela ainda ressalta que, nas últimas 24 horas, choveu em praticamente todo o Estado da Paraíba.

Previsão do tempo – A previsão de temperatura máxima para o Litoral é de 30º C, já a mínima é de 24º C; o Agreste deve registrar máxima de 30º C e mínima de 21º C; no Brejo, a máxima deverá ser de 29º C e a mínima de 20º C.

Para o Alto Sertão, a Aesa prevê máxima de 34º C e mínima de 21º C; para o Sertão, a previsão é que temperatura máxima seja de 35º C e a mínima de 23º C. O Curimataú e o Cariri devem registrar temperatura máxima de 34º C e mínima de 22º C.

Fonte: Da Redação com Secom/PB

Em 9 dias choveu 135% do esperado para o mês em JP; chuvas diminuem nas próximas 48h

chuvasAs chuvas esperadas no inverno pessoense chegaram quase no início da primavera. Do início do mês de setembro até agora, dia 9, choveu em João Pessoa 135% acima da média do mês. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA) foram 159,2mm em nove dias. Campina Grande também teve um índice pluvial 120% acima da média do mês, 62,8mm.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A chuva persistente começou no sábado a noite e até o domingo já havia chovido 26,8mm, do domingo para a segunda foram 67,7 mm e da segunda para esta terça foram 58,8mm, a média para o mês é de 67,7mm.

De acordo com a AESA, a chuva persistente deve diminuir nas próximas 48 horas. ‘Já choveu pouco hoje’. Além de João Pessoa e Campina Grande, choveu acima da média na maioria das regiões do estado, Agreste, Brejo e Litoral, apenas no Sertão e Cariri que não registraram indíces significativos.

A previsão para hoje e amanhã é de chuvas esparças e amanha nebulosidade variável podendo ocorrer chuva. A respeito do aviso da Defesa Civil Nacional, o aviso de alto risto de tempestade em João Pessoa não se configurou e que houve foi apenas transtornos à comunidade por conta das várias horas de chuva ininterrupta.

Marília Domingues

 

Gadelha diz que Pastor Everaldo ultrapassará Aécio nas próximas pesquisas

Pastor Everaldo, do PSC
Pastor Everaldo, do PSC

Presidente do PSC na Paraíba,Marcondes Gadelha disse acreditar que o Pastor Everaldo – candidato à Presidência da República – pode atingir o terceiro lugar na intenção do eleitorado em poucos dias.

“Houve essa comoção nacional, após a morte de Campos. A Marina já era mais forte do que Eduardo, e com o clima emocional que nós estamos vivendo, ela é hoje uma candidata muito séria ao segundo turno. Mesmo assim, nós continuamos acreditando que o Pastor vai crescer e chegar ao segundo turno. Ao chegar ao terceiro lugar, a mídia espontânea vai fazer com que ele cresça mais ainda e ninguém tem dúvidas que a proposta dele é a mais consistente”, disse o presidente do PSC na Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O presidenciável Pastor Everaldo, que tem o paraibano Leonardo Gadelha como candidato a vice em sua chapa, cumpriu agenda em Campina Grande na manhã de ontem. Após ações de campanha na cidade de Areia, ele realizou um corpo a corpo com eleitores partindo da Praça da Bandeira. Na Praça da Bandeira, o candidato votou no Plebiscito Constituinte que pede uma Assembleia exclusiva e soberana, que esteja acima de todos os outros poderes. O presidenciável passou ainda pelo calçadão da Cardoso Vieira, onde cumprimentou comerciantes e participou de uma roda de choro e tirou selfies com o público jovem.

Em eventual segundo turno, Pastor Everaldo se reservou a dizer que é um homem de fé e junto com o partido vai ganhar as eleições. “Eu estou e sou um homem de fé e estou trabalhando. Sou uma pessoa que acredito até o dia 5 de outubro. Nós vamos para o segundo turno e vamos ganhar essas eleições”, disse ele.

MaisPB com Correio da Paraíba

Meteorologia prevê chuvas isoladas no Litoral, Brejo e Agreste nas próximas 24 horas

PrevisaodoTempoA previsão do tempo para as próximas 24 horas – a partir das 9h desta quinta-feira (7) – é de céu nublado e possibilidade de chuvas isoladas nas regiões do Litoral, Brejo e Agreste. De acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), a temperatura nessas regiões deve variar entre 29ºC e 17ºC.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No Cariri, Curimataú e Alto Sertão, o prognóstico climático é de sol entre nuvens e termômetros oscilando entre 34ºC e 16ºC. “O ar úmido trazido pelos ventos que sopram do oceano Atlântico em direção à costa leste nordestina volta a deixar o céu parcialmente encoberto sobre a maioria das regiões”, informou a meteorologista Carmem Becker.

 

Assessoria

Previsão indica chuva no Litoral, Agreste e Brejo nas próximas 24 horas e temperatura mínima de 18°

Reprodução/Facebook/Padre Djacy Brasileiro
Reprodução/Facebook/Padre Djacy Brasileiro

A previsão climática para as próximas 24 horas no Agreste, Brejo e Litoral é de céu com muitas nuvens e chuva. A temperatura nessas regiões deve variar entre 18°C e 29°C. No Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão o tempo apresenta nebulosidade variável e os termômetros devem oscilar entre 17°C e 34°C, segundo o boletim meteorológico emitido às 9h da manhã desta sexta-feira (6) pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria do Governo do Estado, até a manhã deste sábado (7) o tempo deve permanecer instável, principalmente no Litoral. “Observamos a presença de áreas de instabilidade na faixa leste do Estado e a chegada de nuvens vindas do oceano Atlântico em direção à costa leste do Nordeste. Elas estão sendo trazidas pelos ventos alísios do sudeste e vão deixar o tempo com nebulosidade variável”, informou a meteorologista Marle Bandeira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Confira o prognóstico climático detalhado para cada região:

Litoral

O tempo deverá permanecer com muitas nuvens e ocorrência de chuva no decorrer do dia.

Max.: 29°C

Min.: 21°C

Brejo

O tempo deverá permanecer com muitas nuvens e ocorrência de chuva no decorrer do dia.

Max.: 27°C

Min.: 18°C

Agreste

O tempo deverá permanecer com muitas nuvens e ocorrência de chuva no decorrer do dia.

Max.: 28°C

Min.:19°C

Cariri/Curimataú

Nebulosidade variável. Poderão ocorrer chuvas esparsas.

Max.: 29°C

Min.: 17°C

Sertão

Nebulosidade variável.

Max.: 33°C

Min.:21°C

Alto Sertão

Nebulosidade variável.

Max.: 32°C

Min.: 19°C

Mais informações sobre tempo e clima do Estado podem ser obtidas na internet, no site www.aesa.pb.gov.br e pelo telefone 83 3310-6367.

Secom PB

Chove em 73 cidades paraibanas, e meteorologistas da AESA preveem mais chuvas para as próximas 48h

chuvaChove em praticamente toda à Paraíba e a previsão dos meteorologistas para as próximas 48h é de mais chuvas. A Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), registrou chuvas em pelo menos 73 cidades paraibanas.

Os maiores índices pluviométricos foram verificados em Sousa, onde choveu 80,3 milímetros; São Bentinho e Catolé do Rocha, também no Sertão, choveu 60 mm.

Em Campina Grande, as chuvas se prolongaram durante toda a madrugada e amanheceu nublado na cidade. Devido a chuva e a forte ventania, uma árvore caiu em frente a escola Padre Emílio Viana Correia, na Rainha da Borborema. Por sorte, ninguém ficou ferido. A Defesa Civil está monitorando as áreas de risco para saber que houve queda muro ou desmoronamento de casas. Vários pontos de alagamentos foram registrados durante a noite, segundo o coordenador do órgão Ruiter Sansão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A previsão para as próximas 24 horas é de novas precipitações nas regiões do Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão.

Segundo a Aesa, os meses de fevereiro, março e abril são considerados o período chuvoso no Sertão, mas, até o momento, não foram registradas chuvas significativas para aumentar o volume dos açudes da região.

Dos 123 reservatórios monitorados pela Aesa, 59 estão com capacidade armazenada superior a 20%, outros 28 têm menos que 20% e 36 estão com menos que 5% do volume total. Ainda foram registradas precipitações de maior intensidade nas cidades Mato Grosso (62,6 mm), Catolé do Rocha (61 mm), São Bentinho (60,6 mm), Curral Velho (60,5 mm) e Bonito de Santa Fé (54 mm).

“Choveu em praticamente todas as regiões neste final de semana. Contudo, as chuvas foram mais fortes na noite de domingo (16) e madrugada desta segunda-feira (17) no Sertão”, comentou a meteorologista Marle Bandeira.

Conforme a meteorologista Marle Bandeira, as precipitações, que devem se estender durante a semana, estão sendo causadas pela passagem  de um sistema meteorológico conhecido por Vórtice Ciclônico em Altos Níveis (VCAN). O VCAN é o principal causador de chuvas nesse período e o deslocamento deve, favorer a formação de nebulosidade alta. Por isso, ele está tendo uma atuação mais intensa no Sertão. O seu ciclo de vida dura até uma semana e por isso mais chuvas devem ocorrer nesta semana.

A Aesa relata que se as chuvas continuarem, os maiores açudes começarão a receber recarga de água. Até agora, nenhum açude que a Aesa monitora recebeu recarga por conta das chuvas. No Sertão, está chovendo e já foram registradas inclusive, chuvas acima de 100 mm. O Estado vem atravessando dois anos de seca além dos açudes grandes, os pequenos também secaram. Eles são muito importantes porque é deles que sai a água que corre no leito dos rios e deságua nos reservatórios grandes.

 Severino Lopes

PBAgora

Com contusão no joelho direito, Fred desfalca o Flu nas próximas três semanas

Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia
Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

Após a ansiedade por uma posição oficial referente a lesão do atacante Fred, o Fluminense confirmou a má notícia sobre o artilheiro do time. Na manhã desta segunda-feira, o departamento médico tricolor confirmou a ausência do atacante nas próximas três semanas, em razão de uma contusão no joelho direito.

“O Fred tem uma dor posterior no joelho, lesão não é ligamentar, meniscal ou articular. Ele não tem que se submeter a nenhuma cirurgia, vai fazer um tratamento de lesão muscular da parte posterior do joelho. A previsão é de 21 dias, podendo ser mais ou menos”, comentou o médico Victor Favilla.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em razão do problema, Fred desfalcará o Fluminense nos dois últimos jogos do Fluminense na primeira fase da Copa Libertadores, contra Grêmio e Caracas.

 

O Dia Online