Arquivo da tag: provisoriamente

Em “jogo de 6 pontos”, Cruzeiro derruba invicto Coritiba e lidera provisoriamente

Os cruzeirenses poderiam ter reencontrado Alex pela primeira vez depois de quase dez anos, mas não devem ter lamentado sua ausência neste sábado. Em duelo de duas equipes do G-4, o Cruzeiro superou o Coritiba, que teve o desfalque do lesionado Alex, e venceu por 1 a 0.

Luan abriu o placar para o Cruzeiro a 11min de jogo diante do Coritiba Foto: Washington Alves / Vipcomm
Luan abriu o placar para o Cruzeiro a 11min de jogo diante do Coritiba
Foto: Washington Alves / Vipcomm

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A partida disputada no Mineirão foi extremamente equilibrada e com chances de lado a lado, mas prevaleceu o time da casa graças a gol marcado por Luan.

 

Digno de um confronto dos líderes, o único jogo deste sábado pela 11ª rodada recolocou o Cruzeiro, ao menos temporariamente, na liderança do Campeonato Brasileiro. Invicto no Mineirão, o time de Marcelo Oliveira foi a 21 pontos e saltou da quarta para a primeira posição. No domingo, ficará de olho no Botafogo, que tem 20 pontos e enfrenta o Vasco no Maracanã. O Coritiba permanece com os mesmos 20 pontos, ainda dentro do G-4.

Coritiba é valente, mas Cruzeiro reencontra caminho da vitória no Mineirão

 

Apesar de muitas ausências – além de Alex,  jogou sem Iberbia, Junior Urso e Deivid -, o Coritiba começou o jogo melhor e também teve várias oportunidades no segundo tempo. Dentro do próprio jogo, contou com mais problemas: Bill sentiu lesão muscular e pediu substituição, o que deu chance a Keirrison. O centroavante perdeu duas chances claras de gol e também se machucou, no joelho. Assim, o time de Marquinhos Santos deixa de ser o único invicto do Brasileiro.

 

O Cruzeiro, no ritmo de Everton Ribeiro, foi melhor ao longo de todo o jogo. Muito veloz na transição defesa-ataque, abriu o marcador aos 11min. O jovem lateral Mayke, de 21 anos, apareceu de maneira decisiva. Foi à linha de fundo pela direita e colocou boa bola na direção de Luan, que empurrou para dentro das redes do Coritiba.

 

O Coritiba, que havia ameaçado em chegada de Gil pela direita, pressionou com cabeça de Lincoln, mas aos poucos perdeu o controle do jogo. Everton Ribeiro perdeu boa chance de direita e viu Ricardo Goulart, em assistência de Egídio, também perder de cabeça. Ansioso por ampliar o marcador, o Cruzeiro passou intranquilidade depois que Vinícius Araújo também desperdiçou na frente de Vanderlei.

 

Com personalidade, a equipe paranaense voltou a criar mais e assustou o público no Mineirão. As duas principais chances foram com Keirrison. Na primeira, ele recebeu cruzamento e bateu na trave em bom cruzamento de Diogo Goiano. Minutos depois, Robinho avançou pela direita e serviu, mas Keirrison deixou passar uma bola acessível na pequena área.

 

Aos poucos, o Coritiba murchou sem seu jogador mais decisivo, Alex, e o Cruzeiro só controlou para comemorar de novo uma vitória. Quarta passada, no Maracanã, havia perdido para o Fluminense, mas voltou a sentir a sensação de liderar. Ao menos até o Botafogo ir a campo no domingo.

 

Terra

MiniCom autoriza rádios comunitárias a funcionarem provisoriamente enquanto analisa processos

RádioO Ministério da Comunicações publicou em seu portal uma portaria que inverte etapas para os autorizando às entidades o funcionamento em caráter provisório até que se faça a completa análise dos processos. O MiniCom considera que a medida facilitará o atendimento. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, esta é a primeira de três Portarias que têm o objetivo de “agilizar e desburocratizar os procedimentos na área de radiodifusão”. As outras duas estão sendo preparadas pela Secretaria de Comunicação Eletrônica e deverão sair nos próximos dias.
Clique aqui para acessar a portaria
Os termos da portaria assinada pelo ministro Paulo Bernardo, autoriza a funcionar em caráter provisório a entidade que já tiver cumprido as seguintes condições:
– decreto legislativo publicado após deliberação do Congresso Nacional ou ato de outorga no caso de retransmissoras de televisão;
– contrato de concessão ou permissão celebrado com o Ministério das Comunicações, quando for o caso; e
– requerimento de aprovação dos locais de instalação e uso de equipamentos protocolado no Ministério das Comunicações.
A portaria estabelece também que, para o MiniCom conceder a autorização provisória de funcionamento, as entidades deverão obter a autorização de uso da radiofrequência associada ao serviço a ser emitida pela Anatel.
Com a medida, as entidades podem funcionar até que se complete a análise dos processos no Ministério das Comunicações. Caso durante a análise for constatada alguma irregularidade não cumprida ou se verifique que o projeto técnico apresentado não atende às exigências das normas, a autorização provisória é automaticamente revogada e a entidade sofrerá sanções e a imediata suspensão das transmissões.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O ministro destacou ainda que a segunda portaria a ser editada nos próximos dias, cria uma força-tarefa que irá tratar da regularização de retransmissoras de TV que operam sem registro do ministério.
Segundo esclareceu, são casos de prefeituras que ao longo de décadas de omissão e falta de serviço, instalaram em seus municípios torres para captar o sinal das TVs abertas para atender à população local com recepção de melhor qualidade, já que as geradoras não consideravam economicamente viável atender a essas comunidades. “Tem casos que a retransmissora funciona há mais de 15 anos e não podemos penalizar a população por erro ou omissão do Estado”, disse Bernardo.
A força tarefa vai começar por Minas Gerais que concentra o maior número de pedidos, seguido por Bahia e Paraná. Segundo o secretário de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, os critérios para a escolha dos Estados por onde começar a força tarefa foram o número de pedidos e a concentração do espectro.
A terceira Portaria transfere para a Anatel a tarefa de autorizar pedidos de colocação de link por um radiodifusor que passa a ser considerado serviço de telecomunicações de interesse restrito. A colocação de link se enquadra na outorga de um Serviço Auxiliar de Radiodifusão e Correlatos (SARC).
A portaria deverá fixar em R$ 400 o valor de outorga de SARC.
Com informações do portal do MiniCom