Arquivo da tag: prostituir

Mulher suspeita de prostituir filha de 10 anos vai para presídio em João Pessoa, após audiência

A mulher presa no domingo (19), suspeita de prostituir a filha de 10 anos por R$ 20, teve a prisão mantida e deve ser encaminhada para o Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, após audiência de custódia realizada no Fórum Criminal de João Pessoa, nesta segunda-feira (20).

De acordo com a diretoria do Fórum, a decisão foi do juiz José Márcio Rocha Galdino. Segundo a Polícia Militar, a mãe, de 28 anos, teria entregue a filha para que ela tivesse relações sexuais com um homem em troca do dinheiro, que seria usado para comprar drogas.

Conforme a PM, o caso aconteceu na noite do sábado (18), no Bairro Costa e Silva, e a menina contou que a mãe teria a obrigado a manter relações sexuais com o homem, dentro de um carro.

Após isso, a criança fugiu e pediu ajuda a uma moradora da região. Ela acionou a polícia, que prendeu a mulher. A suspeita foi encaminhada para a Central de Flagrantes e, depois, levada para a Delegacia da Mulher.

O Conselho Tutelar procurou a família da criança e ela foi entregue ao pai, na cidade de Alhandra. A mulher tem outros três filhos e a polícia investiga se ela também os aliciava.

Foto: Dani Fechine/G1

G1

 

Mulher é presa suspeita de prostituir a filha de dez anos por R$ 20

Uma mulher foi presa neste domingo (19) suspeita de prostituir a filha de 10 anos por R$ 20, no bairro Costa e Silva, em João Pessoa. A Polícia Militar foi chamada por uma moradora, que foi procurada pela criança

Conforme informações da PM, a mãe, de 28 anos, teria entregue a própria filha para que ela tivesse relações sexuais com um homem em troca do dinheiro, que seria usado para comprar drogas.

O fato aconteceu na noite do sábado (18) e, segundo a criança, a mãe teria a obrigado a manter relações sexuais com o homem, por R$ 20, dentro de um carro. Depois disso, a criança fugiu e pediu ajuda a uma moradora, que chamou a polícia e prendeu a mulher. Ela foi levada para a Central de Flagrantes e, em seguida, foi levada para a Delegacia da Mulher. Ela está presa na carceragem da Central de Polícia.

O Conselho Tutelar procurou a família da criança e ela foi entregue ao pai, na cidade de Alhandra. A mulher tem outros três filhos e a polícia investiga se ela também aliciava os outros filhos.

G1

 

Suspeito de estuprar e prostituir filha de 13 anos por R$ 10 é preso na PB

Um agricultor de 47 anos foi preso na cidade de Sossego, no Curimataú paraibano, suspeito de estuprar a filha dele de 13 anos e de oferecer ela para fazer sexo com outros homens pelo valor de R$ 10. O caso foi descoberto pelo Conselho Tutelar da cidade depois que uma irmã da vítima teria comentado na escola onde estuda que “o pai namorava a irmã mais velha”. Uma das professoras ouviu e denunciou ao Conselho Tutelar que acionou a Polícia Civil.

De acordo com as informações da Polícia Civil, o pai foi preso nesta quarta-feira (22) no sítio onde mora com a família na zona rural de Sossego. A vítima também foi ouvida e contou que o pai estuprava ela e também a levava para feiras livres em cidades vizinhas, onde oferecia ela para outros homens fazerem sexo pelor valor de R$ 10. Ainda no depoimento, ela destacou que, enquanto era aliciada, o pai ficava bebendo.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a vítima também contou que, na manhã desta quarta-feira, antes de ser preso, o pai havia lhe beijado a força, tirado a roupa e estuprado ela em casa. No depoimento, a vítima comentou que a mãe sabia que o pai levava ela para as feiras onde era aliciada e que ameaçava matá-la, caso o denunciasse. O casal tem cinco filhas. Na delegacia, o agricultor negou a acusações.

O pai foi preso por policiais das cidades de Cuité e Sossego. Depois de prestar depoimento, o agricultor foi levado para a carceragem da delegacia de Polícia Civil de Barra de Santa Rosa. Na manhã desta quinta-feira (23) ele deve ser transferido para a cadeia pública da cidade de Esperança. O caso está sendo investigado pelo delegado Elias José Rodrigues Silva.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br